Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

O São Paulo vai de losango contra o Inter?

04 de agosto de 2010 5

Vou repetir um mantra do blog Preleção: é muito difícil se fazer uma análise tática de algo que não é certo. Melhor é analisar o que aconteceu, do que se projetar algo que pode não acontecer. Mas a circunstância exige, amanhã tem semifinal de Copa Libertadores 2010, o Inter enfrenta o São Paulo, e a escalação do time paulista é um segredo de Estado para Ricardo Gomes. Portanto, vou me basear nas informações transmitidas pela imprensa paulista.

As maiores apostas recaem sobre um 4-4-2 com meio-campo em losango para o São Paulo amanhã. Seriam duas as substituições de jogadores, na comparação com a equipe que perdeu para o Inter por 1 a 0 na última quarta-feira: saem Richarlyson e Marlos, entrando respectivamente Ricardo Oliveira e Cléber Santana.

Essas trocas provocariam a alteração no sistema tático, que em Porto Alegre foi o 4-5-1 (com variações entre 4-3-2-1 e 4-1-4-1). Richarlyson e Rodrigo Souto se alternaram na primeira função. Agora, permanecendo apenas Souto, Ricardo Oliveira entra como centroavante, configurando o 4-4-2, e empurrando Fernandão para a ponta-de-lança. A outra mudança não implica em reformas estruturais. Especula-se que Cléber Santana entrará na mesma faixa de campo ocupada por Marlos, alinhando-se a Hernanes.

Mas também acompanhei várias outras versões. Há notícias projetando o São Paulo no 3-5-2 (com Xandão no lugar de Cléber Santana/Marlos), no 4-3-3 (com Fernandão mais adiantado, ou até com Fernandinho em seu lugar), no 4-4-2 com Marlos permanecendo, no 3-4-3 sem Rodrigo Souto e com Fernandinho…enfim, uma avalanche de especulações. A mais forte, entretanto, é este 4-4-2 em losango descrito no diagrama tático que ilustra o post.

Neste cenário, o Inter terá trabalhar para definir a marcação à frente da área. Como Taison e D’Alessandro jogam abertos pelos lados, é iminente um duelo dos trios Hernanes-Cléber Santana-Fernandão e Sandro-Tinga-Guiñazu. Mas o São Paulo teria ainda Rodrigo Souto, o que lhe ofereceria supremacia numérica entre as intermediárias.

Esta hipótese obrigaria Roth a planejar, como ele mesmo diz, algum contra-veneno: ou prendendo os dois laterais na base, para Kleber marcar Dagoberto, Bolívar monitorar Ricardo Oliveira, e Índio-Nei sobrarem caso algum meia são-paulino se beneficie da vantagem no combate central; ou então centralizando mais pelo menos um de seus meias-extremos, saindo da marcação do lateral e indefinindo o alvo de Rodrigo Souto, retirando-o da frente da área.

Com tantos bons jogadores, um duelo do 4-4-2 em losango com o 4-2-3-1, caso se confirme, será um belo espetáculo para quem gosta de sistemas táticos. Estarei no Morumbi para acompanhar e, se possível, trazer ao blog Preleção mais análises sobre fotos na sexta-feira.

Comentários (5)

  • Antonio Magalhaes diz: 4 de agosto de 2010

    Parabéns ótima análise se o SP vier assim complica o jogo fica parelho, se vier com 3 atacantes dá INTER com facilidade.

  • Pedro Lampert diz: 4 de agosto de 2010

    Acho que o São Paulo vai no 4-2-3-1: Ceni; Jean, Alex Silva, Miranda e Junior César; Rodrigo Souto e Hernandes; Marlos, Fernandão e Dagoberto; Ricardo Oliveira.

    Eu jogaria assim…

  • Daniel Bernhard diz: 4 de agosto de 2010

    Aposto no São Paulo com 3-4-3: Ceni; Miranda, Xandão e Alex Silva; Jean, Cleber Santana, Hernanes e Junior César; Fernandão, Dagoberto e Ricardo Oliveira.

  • Matheus D diz: 4 de agosto de 2010

    Olá Eduardo, você não acha que se o São Paulo entrar com o Fernandão sendo o ponta de lança, acabara ficando uma equipe lenta e sem velocidade? Não seria melhor entrar com o Marlos, que daria dinâmica e maior velocidade na ligação entre os meias com os atacantes?
    Parabéns, teu blog está cada vez melhor!

  • Preleção » Arquivo » Inversão dos meias foi decisiva para classificação do Inter diz: 7 de agosto de 2010

    [...] 4-5-1 do Inter (ou 4-2-3-1) com o 4-4-2 com meio-campo em losango do São Paulo. Havia projetado (relembrem aqui) que, neste enfrentamento tático, o São Paulo poderia levar vantagem numérica na faixa central [...]

Envie seu Comentário