Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Basquete: Brasil perde para os EUA, mas deixa ótima impressão

17 de julho de 2012 5
Bookmark and Share

LeBron James (E) fez 30 pontos no jogo. Foto: Patrick Smith/Getty Images/AFP

O Brasil chegou a dar esperanças no início, mas não conseguiu segurar a forte seleção dos Estados Unidos na noite desta segunda-feira, em Washigton. No fim das contas, vitória americana por 80 a 69, mas uma ótima impressão da Seleção Brasileira. Fica claro: o Brasil tem chances reais de conquistar uma medalha no basquete masculino em Londres.

O time de Rubén Magnano fez um primeiro quarto primoroso. Calmo e eficiente no ataque, foi compacto e agressivo no ataque. Com dez pontos de vantagem, fechou o primeiro período em 27 a 17. No segundo quarto, houve um apagão que seria decisivo. Com apenas cinco pontos, o Brasil deixou os americanos virarem para 37 a 32.

No segundo tempo, o Brasil voltou a se encontrar, mas os Estados Unidos mostraram um grupo mais homogêneo e levaram vantagem quando os reservas estiveram na quadra. No fim, o 80 a 69 foi justo, mas deixou nítido que o Brasil tem um grande time de basquete. LeBron James foi eleito o melhor em quadra, com 30 pontos, seis rebotes e duas assistências.

ANÁLISE DO PRIME TIME:

- A defesa do Brasil foi perfeita. Forte, agressiva e eficaz. Nada a reparar.

- Marcelinho Huertas foi um monstro em quadra. Terminou com 13 assistências, mais que todo o time dos Estados Unidos, e ainda fez 11 pontos. Atuação brilhante.

- O Brasil tem um garrafão forte: Tiago Splitter e Nenê começaram o jogo e foram bem, mas Anderson Varejão entrou e foi melhor ainda.

- O principal problema é o banco. Quando Huertas precisa sair, não há um armador substituto à altura. Raulzinho e Larry Taylor estão num nível abaixo.

- É praticamente impossível alguém vencer os Estados Unidos nos Jogos Olímpicos. Mas o nível apresentado pelo Brasil mostra que a seleção pode fazer frente a qualquer outro time que vai a Londres. Se o ouro é improvável, uma medalha de outra cor é bem possível.

Comentários (5)

  • leo diz: 17 de julho de 2012

    Sensacional o jogo da seleção. Eu não o vi o primeiro tempo, até fiquei surpreso pelos 20×5 dos EUA no 2º quarto. Mas os ultimos quartos foi baita jogo da seleção. São jogos assim que nos deixam com esperanças de medalha.

    Huertas é um puta armador, logo mais sai da espanha pra NBA. Já o machado..meu deus..nem vou comentar.

    A marcação dos EUA tava muito forte, o Nene e o Barbosa eram os mais marcados e mesmo assim o Brasil deu trabalho. Tão de parabéns.

    E o Lebron, como de costume, 30 pontos em uma partida. O cara é fenomenal. Mais fenomenal que ele só o aro, que deu um toco nele maravilhoso kkkkkkkkkkkkkkk

  • leo diz: 17 de julho de 2012

    Ah, o Taylor ta mais de ‘um nivel a baixo’..

  • Neves diz: 17 de julho de 2012

    O Huertas joga uma barbaridade! O Raulzinho, na minha opinião, é uma mentira. É um jogador mediano, que pode vir a ser um bom reserva na seleção(não mais que isso) e não vai ter espaço na NBA nunca, porque além de não ser tão bom ainda é baixo. O garrafão do Brasil é de assustar qualquer um, mas o Varejão tem que ser titular na 4 e o Nenê na 5, Splitter é um ótimo reserva e Caio Torres pode esquentar o banco o jogo inteiro, como ontem. Leandrinho teve dificuldade com a marcação do monstro Kobe Bryant(a recíproca é verdadeira) mas tem muito a acrescentar. Brigaremos por medalha, podemos até beliscar uma prata, pois acho que só perdemos pros EUA, contra outras fortes seleções como Espanha, Argentina, França, Rússia, Lituânia jogamos de igual pra igual ou até com leve favoritismo. Mas em 2016, com essa base mais Scott Machado, Fab Melo(muito a melhorar no ataque) e Lucas Bebê(ainda é só uma promessa, mas tem potencial) buscaremos o ouro em casa!

Envie seu Comentário