Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Especial Mês da NBA no Brasil: a organização do evento

02 de outubro de 2013 0
Bookmark and Share
Jogo entre Bulls e Wizards será na HSBC Arena, na Barra da Tijuca. Foto: HSBC Arena/Divulgação

Jogo entre Bulls e Wizards será na HSBC Arena, na Barra da Tijuca. Foto: HSBC Arena/Divulgação

A NBA chega ao Brasil pela primeira vez no dia 12. Na sequência da série especial sobre o jogo entre Chicago Bulls e Washington Wizards, o Prime Time fala sobre a organização do evento — como aspecto comercial. Um dos grandes trunfos do melhor basquete do mundo é tratar o torcedor como cliente.

CONFIRA O PRIMEIRO POST DA SÉRIE ESPECIAL MÊS DA NBA NO BRASIL – O QUE REPRESENTA O DESEMBARQUE DA LIGA NO PAÍS

 

Por isso, instalações de alto nível e uma boa prestação de serviços são essenciais. Para a primeira partida no Brasil, a liga contratou a IMX para organizar o evento, que será na HSBC Arena, na zona Oeste do Rio de Janeiro.

O Prime Time conversou com Enio Ribeiro, vice-presidente de esportes da IMX. Ele fala sobre a organização, preços dos ingressos e outros detalhes da presença da NBA no Brasil.

Prime Time — Como é a organização de um evento da magnitude da NBA? Como foi para a IMX trazer este jogo para o Brasil?

Enio Ribeiro — Temos que estar atentos a questões de logística, organização e prazos. A NBA preza muito por isso. Mas são coisas que fazem parte da realização de um primeiro evento de uma liga profissional no país. Os preparativos estão seguindo o cronograma previsto. Eu tenho certeza de que será um grande espetáculo. Já em relação à vinda do jogo para o país, a NBA abriu uma concorrência no mercado brasileiro, dando oportunidade para várias empresas. A proposta da IMX foi a que melhor atendeu às exigências do evento e da NBA.

Prime Time — A expectativa é que a HSBC Arena esteja lotada? Quantos ingressos foram vendidos?

Enio Ribeiro — Sim. A HSBC Arena comporta 14 mil espectadores e já estamos com 75% dos ingressos vendidos.

Prime Time — Muitos torcedores reclamaram do preço dos ingressos. É proporcional em relação ao custo de vida no Brasil?

Enio Ribeiro — A arena tem capacidade para 14 mil pessoas e a maior carga de ingressos é para a arquibancada, com preços a partir de R$ 90. É um jogo inédito no país, um grande evento, um marco para os amantes de basquete e da liga americana em particular. Essa vai ser a oportunidade de os fãs entrarem para a história da liga, acompanhando de perto o primeiro jogo oficial realizado no país, além de conhecerem na prática tudo que uma disputa como essa envolve. Isso por si só já tem um valor agregado. Estamos trazendo dos EUA cerca de 400 pessoas para a realização desse jogo no Brasil, incluindo jogadores, técnicos, árbitros, cheerleaders, mascotes, acrobatas, dirigentes e convidados. É um investimento alto, mas temos a certeza de que o espetáculo será um grande sucesso. Nosso objetivo é que o fã tenha aqui no Rio a mesma experiência que encontra nas partidas da NBA nos Estados Unidos.

Prime Time — Quais são os maiores desafios para o evento do dia 12 de outubro?

Enio Ribeiro — Em nosso planejamento não entra nenhum fator desconhecido, pois o evento segue um cronograma. Sabemos exatamente do que precisamos cuidar, tudo de que precisamos é que seja muito bem orquestrado. O maior desafio vai ser controlar a ansiedade do público de ver estrelas do basquete mundial jogando ao vivo no Brasil. Temos a certeza de que será um sucesso.

Envie seu Comentário