Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Liga mais lucrativa do mundo, NFL quer arrecadar US$ 25 bilhões por ano até 2027

05 de fevereiro de 2014 0
Bookmark and Share
Goodell planeja lucro de US$ 25 bilhões por ano em 2027. Foto: Al Bello/Getty Images/AFP

Goodell planeja lucro de US$ 25 bilhões por ano em 2027. Foto: Al Bello/Getty Images/AFP

A NFL já é a liga mais lucrativa do mundo. Em 2013, segundo a revista Forbes, o campeonato de futebol americano dos Estados Unidos embolsou US$ 9 bilhões — mais do que qualquer outra competição esportiva no mundo. Mas os chefões da NFL não querem parar por aí. O planejamento é ganhar US$ 25 bilhões por ano até 2027.

Roger Goodell, comissário da liga, tem planos centrais no planejamento para praticamente triplicar a lucratividade da liga nos próximos 13 anos.

O primeiro é a renegociação dos contratos de televisão. O contrato com a ESPN vai até 2019, enquanto o vínculo com as emissoras abertas dos Estados Unidos é válido até 2022. As novas assinaturas tendem a elevar os ganhos drasticamente.

O atual acordo coletivo de trabalho vai até 2020. E a liga tenta solidificar um bom relacionamento com os jogadores para que o novo tratado seja bom para os dois lados e aumentem o lucro das partes.

Outro ponto é levar em consideração a divisão de mídias que cresce a cada dia. A ideia é vender direitos de transmissão específicos para as mídias digitais. Hoje, as televisões podem exibir os jogos online.

A liga, em parceria com Verizon Wireless, negocia para a criação do NFL Now, uma rede própria de vídeos para aparelhos móveis. A intenção é disponibilizar conteúdo para cada fã de acordo com o seu time.

O último passo planejado por Goodell é investir no fantasy da liga, que hoje tem 3 milhões de jogadores. O da ESPN americana e do Yahoo são os líderes no mercado, com 14 milhões e 12 milhões de usuários, respectivamente. Se conseguir se equiparar aos concorrentes, a NFL pode faturar US$ 100 milhões com o jogo virtual.

A NFL é uma máquina de fazer dinheiro. Não dá para duvidar das próximas iniciativas do futebol americano.

Envie seu Comentário