Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Dono do Los Angeles Clippers é banido e multado pela NBA por ato racista

29 de abril de 2014 15
Bookmark and Share
Donald Sterling está fora da NBA pelo resto da vida. Foto: Robyn Beck/AFP

Donald Sterling está fora da NBA pelo resto da vida. Foto: Robyn Beck/AFP

A NBA concluiu sua própria investigação sobre o ato de racismo de Donald Sterling, dono do Los Angeles Clippers. Em coletiva na tarde desta terça-feira, o comissário da liga, Adam Silver, confirmou que um áudio divulgado pelo site TMZ, em que Sterling pedia para a sua namorada não publicar fotos com negros ou levar “minorias” aos jogo da equipe, eram de fato do dono do Clippers.

Como consequência, Silver anunciou que Sterling está banido da NBA. Ele não pode exercer qualquer função diretiva na franquia, participar de treinos, jogos ou qualquer atividade da liga ou tomar qualquer decisão relacionada ao time. O dono do Clippers ainda foi multado.

Silver disse que teve apoio dos outros donos para banir Sterling. Foto: Elsa/Getty Images/AFP

Silver disse que teve apoio dos outros donos para banir Sterling. Foto: Elsa/Getty Images/AFP

- Estou banindo o Sr. Sterling pela vida inteira de qualquer associação com o Clippers ou a NBA. Também estou multando o Sr. Sterling em US$ 2,5 milhões, o máximo permitido. Encorajarei o quadro de donos a forçar uma venda da franquia. Ele simplesmente não tem lugar na NBA. Mesmo que as opiniões tenham sido expressadas em privado, elas são públicas agora e representam sua visão – disse Silver.

A NBA, de forma unilateral, não forçará a venda do Clippers. Mas os outros 29 donos podem exigir que Sterling se desfaça da sua franquia. Magic Johnson surgiria como interessado.

Uma eventual venda do Clippers deve manter a equipe em Los Angeles. Mas não é impossível que haja uma realocação, que dependeria do novo dono e da aprovação da liga.

Comentários (15)

  • JC Dias diz: 29 de abril de 2014

    Incrível isso. A NBA tem, em sua maioria, jogadores negros! Os maiores nomes da história da NBA são negros, e me aparece um sujeito desses!

  • Fabiano Lopes diz: 29 de abril de 2014

    Parabéns aos responsáveis pela punição. Que outras entidades (CBF, CSF, UEFA, FIFA, etc) sigam o exemplo da NBA. Todos somos iguais perante Deus.

  • Gilmar Floripa. diz: 29 de abril de 2014

    QUERO VER SE O DINHEIRO DESSE SUJEITO,VAI AJUDAR ELE COM A SOSIEDADE; O CARA TÁ COM O PÉ NA COVA E AINDA FICA DANDO UMA DE GOSTOSÃO,É UM BABACA IMUNDO ATÉ CORNO DEVE SER,POIS TEM UMA NAMORADA NOVINHA,GASTANDO SEU DINHEIRO BEM FEITO VELHO BABACA.

  • Victor Espindula diz: 29 de abril de 2014

    O fato do melhor jogador e o técnico serem negros, prova a famosa teoria do racismo velado, que existe no Brasil e pelo visto nos EUA.

  • Banido da NBA, dono do Los Angeles Clippers sofre de câncer | Prime Time diz: 2 de maio de 2014

    [...] Banido pela NBA por cometer atos racistas, o dono do Los Angeles Clippers, Donald Sterling, luta contra um câncer de próstata, segundo a imprensa dos Estados Unidos. Segundo uma fonte da ESPN, o caso é muito grave e a morte do empresário já é esperada há dois anos. [...]

  • Grupo de Seattle pode ser um dos interessados no Los Angeles Clippers | Prime Time diz: 4 de maio de 2014

    [...] 29 franquias forçarem a venda do Los Angeles Clippers pelo atual dono, Donald Sterling, depois do episódio de racismo, será a NBA a controladora das negociações, e não o próprio Sterling. E um dos grupos [...]

  • Banido da NBA, Donald Sterling quebra o silêncio e pede perdão por “terrível erro” | Prime Time diz: 12 de maio de 2014

    [...] O dono dos Los Angeles Clippers, Donald Sterling, quebrou o silêncio neste domingo e pediu desculpas pelos comentários racistas que levaram a NBA a baní-lo para sempre da liga. [...]

  • Yao Ming e Grant Hill são concorrentes pela compra do Los Angeles Clippers | Prime Time diz: 25 de maio de 2014

    […] para a venda do Los Angeles Clippers depois do dono da franquia ter se envolvido em um episódio de racismo. Dentre os vários interessados, estão dois ex-jogadores da NBA: Yao Ming e Grant […]

  • Ex-CEO da Microsoft acerta compra do Clippers por US$ 2 bilhões | Prime Time diz: 30 de maio de 2014

    […] Sterling foi banido da NBA por cometer atos racistas. À época, a liga deixou clara a intenção de forçar a venda da franquia. Inicialmente, Sterling disse que pretendia manter a equipe, mas depois concordou em permitir que sua esposa, Shelly, conduzisse as negociações para a venda. Foram feitas outras propostas, mas a de Ballmer foi a maior. […]

  • Sterling nega venda do Clippers e chama esposa de “suja” | Prime Time diz: 10 de julho de 2014

    […] pelo resto da vida de qualquer ação relacionada à NBA por conta de atos racistas, o empresário Donald Sterling se nega a vender o Los Angeles Clippers, por mais que sua esposa, […]

  • Se Donald Sterling seguir como dono do Clippers, franquia pode enfrentar saída em massa | Prime Time diz: 24 de julho de 2014

    […] Donald Sterling pode até querer o Los Angeles Clippers, mas o Los Angeles Clippers não quer Donald Sterling. O atual dono da franquia processou sua mulher, Shelly, e a NBA para manter o direito de controlar a equipe — ele foi banido após um episódio de racismo. […]

  • Novo dono do Los Angeles Clippers, ex-CEO da Microsoft descarta mudança de cidade | Prime Time diz: 12 de agosto de 2014

    […] NBA anunciou oficialmente nesta terça-feira a venda do Los Angeles Clippers, que pertencia a Donald Stering, a Steve Ballmer, ex-CEO da Microsoft, por US$ 2 bilhões. Como Ballmer fez parte do grupo que […]

  • Novo caso de racismo na NBA resulta em venda do Atlanta Hawks | Prime Time diz: 7 de setembro de 2014

    […] gravações em que dizia a uma namorada para não levar negros ao Staples Center em jogos do time. Sterling foi banido pela liga e foi forçado a vender o time para Steve […]

  • Produtos da Apple serão retirados do Los Angeles Clippers | Prime Time diz: 28 de setembro de 2014

    […] Não há uma certeza sobre os artigos pessoais dos jogadores — esses não devem ser banidos. A limitação valerá para os produtos de propriedade do Clippers, adquirido recentemente por Ballmer por US$ 2 bilhões junto a Donald Sterling, banido da NBA por um caso de racismo. […]

Envie seu Comentário