Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Patriots derruba o Seahawks em final emocionante e conquista o Super Bowl

02 de fevereiro de 2015 3
Bookmark and Share
Brady conquista o quarto título de sua carreira. Foto: Kevin C. Cox/Getty Images/AFP

Brady conquista o quarto título de sua carreira. Foto: Kevin C. Cox/Getty Images/AFP

A história foi escrita nas linhas de Tom Brady. O New England Patriots, pela quarta vez na história, é campeão do Super Bowl. Em um fim eletrizante, o time de Massachusetts derrotou o então campeão Seattle Seahawks por 28 a 24 e garantiu o título da temporada 2014 do melhor futebol americano do mundo na 49ª edição do maior evento dos esportes americanos.

O Patriots dominou o primeiro quarto, mas uma interceptação de Jeremy Lane em Tom Brady segurou o equilíbrio do duelo. Mesmo assim, Brady encontrou Brandon LaFell para abrir o placar em 7 a 0. Quando o Seahawks finalmente encaixou seu jogo ofensivo, Marshawn Lynch correu para a end zone e deixou tudo igual.

Nos minutos finais do segundo quarto, os dois times correram para pontuar. Brady encontrou o tight end Rob Gronkowski para deixar o placar em 14 a 7. Em uma campanha rápida, o Seahawks avançou até a beira da end zone. Faltando seis segundos, arriscou e conseguiu o touchdown em passe de Russell Wilson para Chris Matthews – que chegou ao Super Bowl sem nenhuma recepção na carreira.

No início do terceiro quarto, Steven Hauschka acertou um field goal de 27 jardas após uma campanha que contou com outra grande recepção de Matthews. Com os 17 a 14, era a primeira vez que o Seahawks liderava o placar.

O atual campeão cresceu na partida com uma nova interceptação em Tom Brady, desta vez com Bobby Wagner. Na sequência, o Seahawks conseguiu um touchdown na conexão entre Wilson e Doug Baldwin, abrindo 24 a 14. O Patriots voltou para o jogo e, em um touchdown de Brady para Danny Amendola, deixou a partida em 24 a 21.

Uma campanha efetiva colocou o Patriots perto da end zone. Brady passou para Julian Edelman e virou o jogo para 28 a 24. O Seahawks se recolocou no jogo e estava na linha de uma jarda com a possibilidade de virar. Mas Russell Wilson acabou interceptado e o Patriots garantiu o resultado. Nos segundos finais, os jogadores ainda se desentenderam. Bruce Irvin acabou ejetado da partida.

Tom Brady completou 37 de 50 passes para 328 jardas, quatro touchdowns e duas interceptações. Julian Edelman recebeu a bola nove vezes para 109 jardas e um TD. Russell Wilson completou 12 de 21 passes para 247 jardas, dois touchdowns e uma interceptação. Marshawn Lynch correu 24 vezes para 102 jardas e um touchdown.

O Patriots conquista o quarto título de sua história, todos sob o comando de Tom Brady, que se tornou o recordista em passes para touchdown na história do Super Bowl e em passes completos em uma edição na decisão da liga.

Comentários (3)

  • ano1448 diz: 2 de fevereiro de 2015

    cheaters.

  • marcelo 1968 diz: 2 de fevereiro de 2015

    tsc;;tsc….ano 1448….campeão mundial virada espetacular sobre baltimore onde muitos baixariam a guarda, aliás nesse jogo as chamadas das arbitragem contranew englad foram pavorosas uma inacreditável interferência de passe do revis que não existe nem aqui nem na chima, por outro lado no inicio do 3 quarto em uma 3 para 2 jardas cj mosley montou no gronkoski, e nada foi marcado.
    delfagate?
    90 segundo no banheiro para 11 bolas,,, fala sério?
    foi 45 a 7, reclamar das bolas?
    e o seahawks?
    onde esta a trapaça?
    aliás grande seahawks, mas completamente suicida, foi dominado no primeiro tempo , duas bombas malucas é que salvaram
    no segundo tempo de novo bombas malucas,, sério na sei onde devin mcourty estava meu deus do céu, mas enfim, o jogodeles de ataque era isso bomba e bomba, a última recepção então lembra o pesadelo de 2007.
    mas não é trapaçeiros….não é um excepcional time, equilibrado, montado com diversas formas de ganhar…trapaceiros….ok. vc pode não gostar ser rival, etc.
    mas foi melhor e mereceu

  • VAGNER diz: 2 de fevereiro de 2015

    Agora que estou acompanhando o futebol americano, e estou gostando muito. Acho até mais emocionante que as partidas de futebol que temos por aqui. Principalmente no gauchão. O futebol é força, é raça, é sangue nos olhos. O verdadeiro futebol. Diferente dessa bichice que vimos hoje em dia por aqui.

Envie seu Comentário