Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Gerente geral do Athletics e herói de "Moneyball" é contratado por time do futebol holandês

18 de março de 2015 3
Bookmark and Share
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Fazer muito com pouco dinheiro e ter sucesso esportivo. Essa é a história do livro e do filme “Moneyball”, que tem o gerente geral do Oakland Athletics, Billy Beane, como centro das ações. Agora, ele foi contratado pelo AZ Alkmaar, do futebol holandês, para ser uma espécie de conselheiro.

O diretor-geral do clube europeu é Robert Eenhoorn, que jogou por New York Yankees e Anaheim Angels nos anos 1990. Por sua ligação com o beisebol, o dirigente conhece de perto o trabalho de Beane e acredita que ele pode ser uma peça importante na administração em uma liga que tem gastos crescentes como a Eredivise.

— O AZ já estava muito interessado nos princípios de Moneyball antes de eu chegar aqui. Eu conheço Billy há algum tempo, por causa da minha história no beisebol. Quando eu o ofereci um papel no AZ, ele ficou imediatamente entusiasmado — disse Eenhoorn.

Beane demonstrou empolgação com a chance de buscar o sucesso em outro esporte — ele não deixará de exercer as suas funções como gerente-geral no time de Oakland.

— Estou realmente empolgado com a oportunidade de ser parte do AZ Alkmaar em um papel de conselheiro. Apesar de ser um grande clube de futebol com uma longa história, eles encaram vários desafios que tivemos com o Oakland A’s. Meu amor pelo futebol e a visão de futuro do AZ me fizeram achar a proposta atrativa.

Veja o trailer de Moneyball:

Imagens: YouTube

Comentários (3)

  • DANIEL diz: 18 de março de 2015

    Sempre tive dúvidas sobre os princípios do Moneyball aplicados aos futebol. Acho futebol um sistema com variáveis mais abertas. Vc pode contratar o zagueiro que teve mais desarmes, mas isso não significa que ele vá encaixar ao lado de outro zagueiro com mais desarmes. Beisebol permite que o desempenho individual do jogador fique mais evidente, no futebol a ciência é mais inexata.

    Mas fiquei curioso.

  • Daniel Moore diz: 18 de março de 2015

    Prime time e muito bom.

Envie seu Comentário