Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Você pode não gostar, mas Michael Vick revolucionou o jogo na NFL

26 de agosto de 2015 0
Bookmark and Share
Michael Vick assinou nesta semana com o Pittsburgh Steelers. Foto: Elsa/Getty Images/AFP

Michael Vick assinou nesta semana com o Pittsburgh Steelers. Foto: Elsa/Getty Images/AFP

Steve Young e Randall Cunningham sabiam correr com a bola. Ser quarterback em eras de muito contato e pouca segurança nas regras fazia com que sair do pocket fosse muito arriscado — em dias em que até ficar no pocket tinha seus riscos. Mas foi Michael Vick, goste você ou não, quem mudou a linha do tempo recente dos quarterbacks na NFL.

Vick teve problemas pessoais e ficou duas temporadas fora da liga por estar na cadeia. Quando voltou à liga, em 2009, produzia bem, apesar de não estar mais no auge. Na melhor fase da carreira, ainda no Atlanta Falcons, o camisa 7 transformou uma tendência.

Draftado em 2001, Michael Vick era totalmente diferente dos grandes jogadores da posição selecionados pouco antes. O estilo de Peyton Manning, com passes precisos, leitura de jogo perfeita e pouca movimentação era o que se esperava. Tom Brady confirmava, aos poucos, esse modelo.

Vick mostrou que era possível mudar. Não apenas correr, mas correr eventualmente e mesmo assim ter precisão nos passes. Quem era criança na época e cresceu o vendo jogar passou a perceber que ser completo não prejudica ninguém. Aos poucos, sair do pocket virou uma qualidade cada vez mais essencial para um quarterback, ainda que ter habilidade suficiente para jogar dentro do pocket siga sendo — como sempre vai ser — fundamental.

Vieram Aaron Rodgers, Tim Tebow, Cam Newton, Colin Kaepernick, Robert Griffin III, Russell Wilson, Johnny Manziel. Com mais ou menos sucesso, eles mostraram que passar em movimento ou simplesmente correr são armas extras. E isso os faz jogadores melhores do que seriam apenas com os passes de Manning e Brady. Tem mais vindo por aí.

O futebol americano mudou. E mudou por causa de Michael Vick. É bom vê-lo ter mais uma chance, agora no Pittsburgh Steelers.

Confira os melhores momentos da carreira de Vick:

Imagens: YouTube

Envie seu Comentário