Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

O impacto do Furacão Katrina nos esportes - Parte I: New Orleans Saints

29 de agosto de 2015 0
Bookmark and Share
Desde o Furacão, Superdome se reconstruiu e sediou o Super Bowl em fevereiro. Foto: Timothy A. Clary/AFP

Desde o Furacão, Superdome se reconstruiu e sediou o Super Bowl em fevereiro. Foto: Timothy A. Clary/AFP

O Superdome, casa do Saints, serviu como principal abrigo para os moradores que perderam seus lares por conta do Furacão. Quem teve notícias detalhadas do que ocorreu dentro do estádio afirma que o clima era infernal. Brigas, discussões, lamentações. Os danos ao Superdome não foram reparados a tempo de receber a temporada de 2005 da NFL, que começou poucos dias depois da tempestade — além disso, as reformas não poderiam começar antes de todas as pessoas que estivessem abrigadas ali deixassem o local.

Os jogos da pré-temporada ainda foram mandados em Nova Orleans, antes da tragédia — o último, contra o Baltimore Ravens, três dias antes das maiores destruições.

Durante a temporada regular, o Saints demorou a encontrar um lar. O primeiro jogo com mando de campo seria na segunda semana, contra o New York Giants. Sem uma alternativa viável, o time optou por jogar na casa do adversário, o Giants Stadium, e perdeu por 27 a 10. Depois, acertou para jogar no Alamodome, em San Antonio, Texas, palco tradicional de jogos universitários. Lá, venceu o Buffalo Bills e perdeu para o Atlanta Falcons.

Depois de dois meses longe de casa, o time resolveu voltar à Lousiana. Por isso, passou a jogar no Tiger Stadium, em Baton Rouge, Louisiana, estádio da LSU. Mas o desempenho por lá não foi bom: derrotas para Miami Dolphins, Chicago Bears, Tampa Bay Buccaneers e Carolina Panthers. Na véspera do Natal, o time ainda fez seu último jogo como mandante em San Antonio, quando perdeu para o Buccaneers novamente.

O time, que já não era uma potência, sofreu muito com os jogos longe do Superdome. A campanha teve apenas três vitórias e 13 derrotas — resultando no último lugar da divisão Sul da Conferência Nacional.

Em 2006, o Saints ainda fez os jogos de pré-temporada fora de casa: pegou o Dallas Cowboys no Independence Stadium, em Shreveport, e o Indianapolis Colts no Veterans Memorial Stadium, em Jackson, Mississippi. Os dois primeiros jogos da temporada regular, contra Cleveland Browns e Green Bay Packers, foram com mando dos adversários.

Superdome voltou a receber jogos do Saints em setembro de 2006. Foto: New Orleans Saints, Divulgação.

Superdome voltou a receber jogos do Saints em setembro de 2006. Foto: New Orleans Saints, Divulgação.

Na terceira semana, em 25 de setembro de 2006, mais de um ano após a tragédia, o Saints finalmente voltou a jogar no Superdome. Em um jogo histórico, venceu o Atlanta Falcons por 23 a 3. Naquele ano, o time ganhou a divisão com 10 vitórias e seis derrotas. Três anos mais tarde, em 2009, o Saints se utilizou do Superdome e chegou ao Super Bowl. Contra o Indianapolis Colts, último time que o Saints jogou em um estádio emprestado, a vitória foi o desfecho perfeito.

*Em lembrança aos 10 anos da passagem do Furacão Katrina, o Prime Time relembra os textos publicados em setembro de 2013.

Envie seu Comentário