Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

ESPN afirma que o Patriots gravou ilegalmente sinais de 40 times entre 2000 e 2007

08 de setembro de 2015 0
Bookmark and Share
Bill Belichick foi multado em US$ 500 mil em 2008. Foto: Patrick Smith/Getty Images/AFP

Bill Belichick foi multado em US$ 500 mil em 2008. Foto: Patrick Smith/Getty Images/AFP

O spygate, escândalo que estourou em 2008 em que o New England Patriots foi punido por gravar os sinais de treinadores durante as partidas da NFL, ganhou um novo capítulo nesta terça-feira. A ESPN americana fez uma longa reportagem alegando que o esquema é mais longo do que se imaginava. De acordo com as informações, foram 40, e não seis times gravados ao longo dos anos do esquema — entre 2000 e 2007.

A NFL permite que os times façam imagens dos adversários. Mas há certas áreas do estádio em que isso não é permitido. As imagens feitas pelo Patriots eram da região de sua linha lateral e miravam diretamente as comissões técnicas adversárias para captar os sinais e decifrar as jogadas previamente.

A reportagem cita fontes de times adversários e casos em que os jogadores relatam o conhecimento demasiado dos atleta dos Patriots para as jogadas rivais. Entre 2000 e 2007, o New England Patriots comandado pelo técnico Bill Belichick, que seria um dos responsáveis pelo esquema, venceu três edições do Super Bowl.

Ainda segundo a ESPN, a NFL foi conivente e acobertou o episódio. Isso gerou revolta entre os donos das outras 31 franquias e gerou uma reação possivelmente exagerada em outro caso de suposta trapaça do Patriots: o Deflategate, que estourou em 2015.

Em 2008, Belichick foi multado em US$ 500 mil. A franquia foi multada em US$ 250 mil e perdeu a escolha da primeira rodada no draft daquele ano. Neste ano, o Patriots foi multado em US$ 1 milhão, além de perder a escolha de primeira rodada do draft de 2016 e de quarta rodada em 2017. Tom Brady, que havia sido suspenso por quatro jogos pela liga, conseguiu reverter a punição na Justiça comum.

Envie seu Comentário