Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Cairo Santos sonha em disputar o Pro Bowl no Brasil: "Trabalho arduamente para isso"

26 de outubro de 2015 0
Bookmark and Share
Cairo converteu 15 de 19 field goals em 2015. Foto: Peter Aiken/Getty Images/AFP

Cairo converteu 15 de 19 field goals em 2015. Foto: Peter Aiken/Getty Images/AFP

Primeiro brasileiro nato a jogar uma partida de temporada regular da NFL, Cairo Santos tem se firmado como um kicker sólido, apesar da instabilidade do seu time, o Kansas City Chiefs. A boa fase e o crescimento da liga ao redor do mundo permitem ao chutador sonhar com a chance de disputar um Pro Bowl no Brasil.

O Prime Time conversou com Cairo Santos. O camisa 5 falou sobre a chance de jogar em Wembley no próximo domingo, contra o Detroit Lions, possibilidade de um jogo da NFL no Brasil e do seu crescimento na carreira.

Cairo, você vai ter a possibilidade de jogar em Wembley. O que isso representa pra você?
Representa um sonho. Quando criança, sonhava em ser jogador de futebol. Sou fã de futebol, acompanho muito o campeonato inglês, e jogar em Wembley sempre foi um sonho. Que bom que vou realizar jogando futebol americano. Um field goal será como um gol no estádio (risos).

O que acha da chance de haver um Pro Bowl aqui no Brasil? Em 2017, dá tempo de você estar entre os grandes kickers da liga e participar do jogo?
Espero que as duas coisas se tornem realidade. Soube que alguns executivos da NFL estiveram no Brasil, no Maracanã, analisando a possibilidade do Pro Bowl ser realizado por lá, e torço muito para que isso aconteça. Sobre eu estar entre os grandes, trabalho arduamente para isso acontecer o mais rápido possível. Estou tentando uma boa temporada, e espero evoluir mais e mais.

Como você tem se sentido na segunda temporada? É uma grande diferença?
É sim. Estou me sentindo mais confiante, e isso fica claro em meus números.

O Chiefs perdeu o Jamaal Charles pelo restante da temporada. Como vocês encaram isso?
Estamos convivendo com resultados ruins e muitas lesões. Nenhum time gosta disso, mas estamos nos unindo ainda mais para darmos a volta por cima, mesmo com tantos contratempos.

Como é a sua relação atual com o Brasil? Vem frequentemente, tem família aqui ou a sua vida se concentra apenas nos Estados Unidos?
Eu amo o meu país. Minha família toda mora no Brasil, e estou morrendo de saudades do país. Ao final da temporada, passarei alguns meses por aí, assim como fiz na última oportunidade que tive. No início deste ano, tive contato com os fãs no Brasil, e foi incrível. Acredito que o reconhecimento está aumentando, sinto isso através das redes sociais, então não vejo a hora de poder voltar ao meu países para férias. Junto com minha equipe de marketing, estou desenvolvendo algumas ações para os fãs brasileiros também. Vai ser bem legal!

Você tem algum plano para ajudar no desenvolvimento do futebol americano por aqui?
Sim, muitos. Com tempo vou conseguir desenvolvê-los. Sei que sou referência sobre o esporte no país, e vou fazer muito pelo esporte no Brasil. O brasileiro tem um dom natural para esportes, e o futebol americano não é diferente. Acredito que, em breve, teremos muitos atletas brasileiros na NFL.

O seu começo na NFL foi impressionante, inclusive com alguns recordes como novato pelo Chiefs. Você esperava esse começo seguro em uma posição em que a experiência faz tanta diferença?
Ainda está sendo um bom começo, com recordes e bons números. Eu me preparei muito para as duas temporadas, e o resultado está aparecendo. Mas quero mais, muito mais. Quero estar entre os melhores da liga, e por isso treino muito para evoluir sempre.

Envie seu Comentário