Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Documentário da Al Jazeera liga Manning e outros atletas a possível caso de doping

28 de dezembro de 2015 0
Bookmark and Share
Manning negou as alegações feitas em documentário. Foto: Doug Pensinger/Getty Images/AFP

Manning negou as alegações feitas em documentário. Foto: Doug Pensinger/Getty Images/AFP

Um documentário de quase 50 minutos foi publicado neste domingo pela Al Jazeera America. Na publicação, a emissora investiga casos de doping, com foco para atletas olímpicos, mas também tem fontes que citam casos nas grandes ligas americanas. Um deles é Peyton Manning, quarterback do Denver Broncos, que teria tomado hormônios de crescimento.

Documentário completo, em inglês:

Peyton Manning negou veementemente as acusações e afirmou que nunca fez uso de substâncias ilegais para crescimento.

— Trabalhei muito duro para me recuperar (…). Eu vario entre estar irritado, furioso, mas desgostoso e me sinto muito, muito enojado com isso — disse Peyton, em entrevista à ESPN americana transcrita no site do Denver Broncos.

Entre os atletas citados, estão Peyton Manning (Denver Broncos), Mike Neal (Green Bay Packers), Julius Peppers (Green Bay Packers), Clay Matthews (Green Bay Packers) e James Harrison (Pittsburgh Steelers), da NFL, além de Ryan Howard (Philadelphia Phillies) e Ryan Zimmerman (Washington Nationals) da MLB. O ex-jogador Derek Jeter e o ex-pugilista Mike Tyson também foram citados.

Uma das fontes do documentário — a principal na parte que envolve jogadores das ligas americanas —, o farmacêutico Charlie Sly gravou um vídeo e negou todas as informações passadas ao documentário.

— Não pude acreditar que isso pôde acontecer. Por isso eu me retratei. Aquilo não é verdade e eu estava tentando me aproximar de Collins (Liam Collins, repórter da Al Jazeera responsável pelo documentário) para ver se ele tinha alguma ideia de sobre o que estava falando — explicou Sly, em entrevista à ESPN.

Hormônios para crescimento humano são proibidos pela NFL desde 1991. No entanto, os testes para determinar a presença da substância no organismo dos atletas são feitos apenas desde 2014. Desde então, nenhum jogador caiu no antidoping por isso.

Envie seu Comentário