Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

10 momentos que marcaram o Super Bowl 50

08 de fevereiro de 2016 0
Bookmark and Share
Manning quebrou recordes na vitória do Broncos. Foto: Getty Images/AFP

Manning quebrou recordes na vitória do Broncos. Foto: Getty Images/AFP

O Denver Broncos conquistou o Super Bowl pela terceira vez na história ao derrotar o Carolina Panthers por 24 a 10 na noite deste domingo, em Santa Clara, na Califórnia. A grande decisão da NFL teve momentos de emoção e escreveu uma parte importante da história do futebol americano.

Hino Nacional de Lady Gaga
O primeiro momento emocionante do jogo ocorreu antes mesmo do jogo começar. Lady Gaga fez uma bonita apresentação ao cantar o hino nacional dos Estados Unidos na cerimônia de abertura.

Sack-fumble e touchdown defensivo do Denver Broncos
A defesa do Broncos começou a mostrar a sua superioridade logo de cara. Von Miller, jogador mais valioso da final, forçou um fumble de Cam Newton. Malik Jackson recuperou a bola na end zone e marcou o primeiro touchdown da partida.

A única vez em que o melhor ataque funcionou
Limitado a apenas 10 pontos no jogo, o ataque do Carolina Panthers, melhor da temporada da NFL, conseguiu apenas um touchdown no Super Bowl. Uma corrida de uma jarda de Jonathan Stewart depois de uma boa campanha conduzida por Cam Newton.

Show do intervalo
O tradicional Show do Intervalo foi um dos grandes momentos do Super Bowl. Coldplay, Bruno Mars e Beyoncé dividiram o palco montado em poucos minutos no centro do gramado e fizeram um show de luzes e som.

Recordes de Peyton Manning
Manning não fez uma boa partida – nem uma boa temporada -, mas conquistou uma série de marcas. Ele se tornou o primeiro quarterback campeão por dois times diferentes, o mais velho a vencer um Super Bowl e o primeiro a ter 200 vitórias.

Atuação de gala de Von Miller
O linebacker Von Miller foi o grande nome do Super Bowl 50 – o segundo defensor a ganhar o prêmio de mais valioso da final em três anos. O camisa 58 forçou dois fumbles, 2,5 sacks e pressionou o Panthers em várias oportunidades. Ele foi o grande responsável pela conquista.

A jogada que definiu a partida
O Broncos vencia por 16 a 10 e produzia muito pouco com o ataque. O Panthers tinha a bola nas mãos e, se anotasse um touchdown, viraria o jogo. No entanto, a defesa apareceu outra vez, forçou outro fumble em Newton e recuperou a bola perto da end zone.

Selando a vitória
Nunca um time venceu um Super Bowl sem anotar um touchdown ofensivo. Para manter a escrita, o corredor C.J. Anderson entrou na end zone para o Broncos. Peyton Manning acertou o passe na conversão de dois pontos para deixar o placar em tranquilos 24 a 10.

O fim de Manning. Ou não
Peyton Manning se reencontrou com o Troféu Vince Lombardi depois de nove anos. Na hora que levantou o troféu, foi perguntado se havia chegado a hora de parar. O quarterback brincou: “Vou beber muita cerveja hoje”. A decisão, no entanto, não será tomada por enquanto. Ele disse que prefere não definir o futuro no calor do momento. A aposentadoria (ou não) vai passar por uma conversa com a família.

John Elway: o grande nome da história do Broncos
O Denver Broncos chegou ao terceiro título de sua história. E todos envolveram John Elway. Bicampeão como quarterback em 1997 e 1998, nos dois últimos anos de sua carreira profissional, o agora gerente geral foi responsável pela montagem do elenco vencedor no Super Bowl 50.

Envie seu Comentário