Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Kobe e Jeter compartilham experiências da aposentadoria com Manning

09 de fevereiro de 2016 0
Bookmark and Share
Super Bowl 50 pode ter sido o último jogo de Manning na NFL. Foto: Patrick Smith/Getty Images/AFP

Super Bowl 50 pode ter sido o último jogo de Manning na NFL. Foto: Patrick Smith/Getty Images/AFP

A NFL lançou, nesta semana, um vídeo emocionante com depoimentos de Kobe Bryant e Derek Jeter, astros dos esportes americanos, sobre a decisão de se aposentar. Peyton Manning, campeão do Super Bowl pelo Denver Broncos no último domingo, vive esta possibilidade depois de ser profissional por 18 temporadas.

Peyton Manning acumulou recordes e marcas históricas na carreira

O vídeo é dividido em três partes para descrever a vida de um atleta de elite: descoberta, auge e queda. Kobe anunciou que irá se aposentar ao fim da temporada da NBA depois de 20 temporadas pelo Los Angeles Lakers. Derek Jeter parou depois de defender o New York Yankees entre 1995 e 2014.

Confira as palavras de cada jogador:

Derek Jeter

Essa paixão vem do berço, é natural, está lá desde o primeiro dia.

O que eu mais gostava de ver no Peyton era sua busca pela perfeição. Ele se dedicava por horas e era como uma esponja absorvendo conhecimento.

Quando você se acostuma a jogar em um certo nível, e agora fica cada vez mais difícil voltar para este nível, isso pode ser frustrante. Mas, ao mesmo tempo, você percebe que acontece com todos. Eu admiro tanto o Peyton, porque ele pode não lançar tão longe quanto fazia na universidade, mas ele vai fazer os ajustes.

Eu acho que muitas vezes as pessoas entram em grandes jogos e colocam tanta pressão nelas mesmas que não conseguem nem aproveitar. Então, eu olho para isso como se fosse outro jogo qualquer.

Kobe Bryant

Isso não é tão complexo para mim, cara. É uma qualidade que dividimos, de amor pelo que fazemos. Não é pela fama, dinheiro, nem mesmo pelos títulos. Amamos o que fazemos e fazemos isso o tempo todo, estudamos o tempo todo. E, como resultado, os títulos chegam.

Chega uma hora que as partes física e mental estão em perfeita sincronia e equilíbrio e você começa a fazer coisas que vão além do que era considerado normal no esporte ao longo dos anos. E, nestas horas, caras como Peyton e eu não caem na tentação, porque nós continuamos a treinar e aprender. Não ficamos satisfeitos.

Eu sempre disse e acreditei que fracasso não existe. O que é falhar? Ir até o final da temporada, perder o Super Bowl, isso é fracassar? Para a maioria das pessoas, talvez. Mas quando você tenta entender o motivo da derrota e começa a aprender com aquilo, isso é mesmo falhar? Eu acho que não.

O fim, para mim, é a parte mais bonita de todas. Porque essa é a hora em que você pode olhar para trás e apreciar todas as lições que aprendeu e levá-las com você.

Vira algo totalmente mecânico, algo frio. Para os torcedores, é uma experiência diferente, mas para caras como eu e Peyton, que temos a responsabilidade de levar nossos times ao título, temos que ver desta forma.

Envie seu Comentário