Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Manning pode seguir carreira, mas precisará de um time interessado em apostar

01 de março de 2016 0
Bookmark and Share
Foto: Ezra Shaw/Getty Images/AFP

Foto: Ezra Shaw/Getty Images/AFP

O destino do quarterback Peyton Manning pode não ser a aposentadoria, como parecia certo. Segundo o jornalista Adam Schefter, da ESPN americana, o camisa 18 está inclinado a manter a sua carreira, mesmo depois de ter conquistado o Super Bowl 50 com o Denver Broncos.

A questão será em qual time. Mesmo com o título, o desempenho de Manning não foi nada bom — o pior da carreira — na temporada 2016. É certo que ele teria que aceitar reestruturar o contrato, mas mesmo assim não existe a certeza de que o Broncos terá interesse em mantê-lo.

Peyton tem mais um ano de contrato com o Broncos e um salário previsto de US$ 21,5 milhões entre base salarial e bônus. Ele já aceitou um corte salarial em 2015, mas os US$ 4 milhões a menos acabaram sendo pagos do mesmo jeito em forma de bônus pelas conquistas da Conferência Americana e do Super Bowl.

Se decidir dar sequência na carreira, Manning pode até mesmo ser cortado pelo Broncos até o dia 9 de março — data em que o seu salário para 2016 se torna garantido. Neste caso, ele estará livre no mercado para assinar com qualquer time. Ainda que seja arriscado investir em um quarterback de 40 anos — idade que ele completa no dia 26 de março —, o Los Angeles Rams já monitora o veterano.

Broncos com futuro incerto na posição

Com a permanência de Peyton Manning considerada como improvável, o Denver Broncos terá que tratar de renovar o contrato do reserva Brock Osweiler, draftado em 2012 para se desenvolver como sucessor do camisa 18.

Como o time aplicou a franchise tag no linebacker Von Miller, não há a possibilidade de usar o mecanismo em Osweiler. O time tem até 6 de março para conversar de forma exclusiva com o jogador. Entre 7 e 9 de março, os times já podem negociar com os futuros agentes livres e, a partir da tarde do dia 9, assinar contratos.

Envie seu Comentário