Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Oklahoma City Thunder"

Westbrook nega que force triplos-duplos pelo Thunder

15 de março de 2015 0
Bookmark and Share
Westbrook vive a melhor fase da carreira. Foto: Layne Murdoch/NBAE via Getty Images/AFP

Westbrook vive a melhor fase da carreira. Foto: Layne Murdoch/NBAE via Getty Images/AFP

As atuações de Russell Westbrook nas últimas semanas são impressionantes. São seis triplos-duplos nos últimos oito jogos. Tudo ótimo, mas há quem diga que o armador força o jogo para impulsionar os seus próprios números — mesmo que isso nem sempre seja bom coletivamente.

Durante o jogo de sexta-feira, contra o Minnesota Timberwolves, jornalistas que cobriam a partida viram Westbrook se virar para o responsável pelas estatísticas e perguntar se já havia completado o triplo-duplo daquela vez. Mas o camisa 0 negou que imponha os números individuais sobre as necessidades do time.

Com seis triplos-duplos nos últimos oito jogos, Westbrook chegou a oito na temporada e 16 na carreira — o líder histórico da franquia.

Nível de Westbrook pode facilitar a saída de Kevin Durant?

10 de março de 2015 1
Bookmark and Share
OKC se vê em caminho difícil com Durant. Foto: Frederic J. Brown/AFP

OKC se vê em caminho difícil com Durant. Foto: Frederic J. Brown/AFP

Russell Westbrook está em alto nível. No melhor momento da carreira, o armador do Oklahoma City Thunder empilha triplos-duplos em sequência e comanda o time mesmo na ausência de Kevin Durant, jogador mais valioso da temporada passada. A performance do camisa 0 pode ser um fator decisivo para manter Durant em 2016, quando ele se torna agente livre. Mas a história também pode se inverter.

Na visão de Tom Penn, ex-vice-presidente de Portland Trail Blazers, o Thunder pode se ver forçado a trocar Durant já na próxima intertemporada para evitar perdê-lo de graça no ano seguinte — e o rendimento de Westbrook tende a facilitar esta decisão, já que ele teria capacidade para liderar um time jovem.

— Eu acho que essa explosão do Westbrook faz ser mais provável que o Durant seja trocado. Sam Presti (gerente geral do Thunder) já provou que ele nunca quer perder alguém por nada. Ele trocou James Harden um ano antes para evitar um potencial problema com a luxury tax depois — afirmou Penn, em entrevista ao The Big Lead.

O Thunder deve tentar uma extensão com Durant ainda do término do contrato, em 2016. Por motivos financeiros, é pouco provável que o jogador aceite. Neste caso, uma troca pode ser explorada. Mesmo a mais de um ano do fim do vínculo, o camisa 35 já desperta o interesse do Washington Wizards, time de sua terra natal.

De sexto homem a astro: o novo James Harden no Houston Rockets

17 de fevereiro de 2015 0
Bookmark and Share
Antigo coadjuvante no Thunder, Harden virou protagonista no Rockets. Foto: Stephen Dunn/Getty Images/AFP

Antigo coadjuvante no Thunder, Harden virou protagonista no Rockets. Foto: Stephen Dunn/Getty Images/AFP

Quando se envolveu em uma grande troca com o Oklahoma City Thunder para ter James Harden, nem o próprio Houston Rockets esperava um crescimento de desempenho tão grande do armador. Menos de três anos depois de mudar de cidade, o barbudo se tornou um dos melhores jogadores da NBA e candidato ao prêmio de jogador mais valioso da temporada 2014/2015.

No Thunder, Harden era ofuscado por Kevin Durant e, principalmente, Russell Westbrook. Apesar de ser uma peça importante no elenco, a terceira escolha do draft de 2009 era apenas reserva — e mantinha médias relativamente boas, mas nunca acima dos 17 pontos por jogo.

Para manter Harden, o Thunder exigia uma renovação contratual. Ela não aconteceu e o time preferiu trocá-lo. Enviou o armador junto com Daequan Cook, Cole Aldrich e Lazar Hayward para ter Kevin Martin, Jeremy Lamb, duas escolhas de primeira rodada e uma de segunda.

O negócio era caro. Por isso, Harden precisaria render mais em um papel mais importante no Rockets. Quando chegou, tinha a relevância de um líder técnico. Ganhou a parceria de Dwight Howard, mas seguiu como o grande nome da equipe dentro da quadra. E não decepcionou.

Em sua terceira temporada no Texas, o shooting guard virou uma estrela de alto rendimento. Com uma impressionante média de 27,4 pontos por jogo, foi uma escolha óbvia para o All-Star Game e comanda a boa campanha do Rockets, que teve 36 vitórias e 17 derrotas, no quarto lugar do disputado Oeste, até a parada para o jogo das estrelas.

Westbrook comanda, e Oeste vence o All-Star Game em Nova York

16 de fevereiro de 2015 0
Bookmark and Share
Westbrook ficou a um ponto do recorde de Wilt Chamberlain no ASG. Foto: Andrew D. Bernstein/NBAE via Getty Images/AFP

Westbrook ficou a um ponto do recorde de Wilt Chamberlain no ASG. Foto: Andrew D. Bernstein/NBAE via Getty Images/AFP

Pela primeira vez, a seleção da Conferência Oeste venceu um All-Star Game da NBA no lendário Madison Square Garden, em Nova York. Na noite deste domingo, o time ocidental foi comandado por Russell Westbrook, que marcou 41 pontos – segunda maior marca da história do jogo – e foi eleito o MVP da partida. No fim das contas, o Oeste bateu os donos da casa por 163 a 158.

O Oeste controlou as ações no início do jogo e abriu 11 pontos ainda no primeiro quarto – Westbrook, com 27 pontos, quebrou o recorde para o primeiro tempo no jogo das estrelas. No segundo e terceiro quartos, o Leste teve uma participação importante de LeBron James e cestas de três de Kyle Korver para encostar e até passar à frente em alguns momentos.

No período decisivo, a parceria dos ex-colegas de Oklahoma City Thunder Westbrook e James Harden garantiu, ajudada pelas 15 assistências de Chris Paul no jogo, definiu o duelo.

Russell Westbrook se tornou o segundo MVP do Thunder desde que a franquia se mudou para Oklahoma City. Ele terminou a partida com 41 pontos e cinco rebotes. James Harden teve 29 pontos, oito rebotes e oito assistências, seguido por 18 pontos de LaMarcus Aldridge e 15 de Stephen Curry.

Pelo Leste, o cestinha foi LeBron James, com 30 pontos, além de sete assistências e cinco rebotes. Korver teve 21 pontos – todos em bolas de três -, enquanto John Wall anotou 19 pontos e sete assistências.

O Oeste chegou a quatro vitórias nas últimas cinco edições do All-Star Game. No entanto, a vantagem histórica ainda é do Leste: são 37 vitórias e 27 derrotas.

Cavs, Thunder e Knicks acertam troca tripla e Dion Waiters vai para OKC

06 de janeiro de 2015 0
Bookmark and Share
Waiters reforça o elenco do Thunder. Foto: David Liam Kyle/NBAE via Getty Images/AFP

Waiters reforça o elenco do Thunder. Foto: David Liam Kyle/NBAE via Getty Images/AFP

Uma troca tripla agitou a NBA nesta segunda-feira. De acordo com o jornalista Adrian Wojnarowski, do Yahoo Sports, Cleveland Cavaliers, Oklahoma City Thunder e New York Knicks acertaram um negócio grande – o principal jogador movido é Dion Waiters, que deixa Cleveland a caminho de Oklahoma City.

O negócio:

- Cavaliers recebe J.R. Smith (NYK), Iman Shumpert (NYK), escolha de primeira rodada do Thunder;
- Thunder recebe Dion Waiters (CLE);
- Knicks recebe Lance Thomas (OKC), Alex Kirk (CLE), Lou Amundson (CLE) e escolha de segunda rodada de 2019 do Cavaliers.

A negociação tem objetivos diferentes para os três times. O Cavaliers quer reforçar sua rotação e ter uma escolha de draft a curto prazo. O Thunder busca dar suporte a Kevin Durant e Russell Westbrook. Enquanto isso, o Knicks procura abrir espaço no teto salarial e economizar – como parte deste processo, o pivô Samuel Dalembert deve ser dispensado.

Madison Square Garden e Quicken Loans Arena têm as cervejas mais caras da NBA

26 de dezembro de 2014 0
Bookmark and Share
Cerveja mais barata no Madison Square Garden custa US$ 10,50. Foto: Nathaniel S. Butler/NBAE via Getty Images/AFP

Cerveja mais barata no Madison Square Garden custa US$ 10,50. Foto: Nathaniel S. Butler/NBAE via Getty Images/AFP

O New York Knicks definitivamente não tem sido uma opção atrativa para os fãs da NBA. Além de um time modesto com uma campanha ruim, o torcedor que quiser ir ao Madison Square Garden e beber uma cerveja precisa desembolsar o maior valor entre todas as arenas do melhor basquete do mundo. Um copo de 600 ml custa US$ 10,50 ao consumidor.

O pior custo-benefício é na Quicken Loans Arena, do Cleveland Cavaliers. O menor copo é de 350 ml e custa US$ 7,25, ou US$ 0,60 por onça.

Na Chesapeake Energy Arena, casa do Oklahoma City Thunder, o copo tem 400 ml, mas custa apenas US$ 5. Na Philips Arena, do Atlanta Hawks, um copo de 700 ml custa US$ 7,50. A média por onça é a mesma nos palcos de Thunder e Hawks, custando US$ 0,33 por onça.

Os valores levam em consideração as cervejas mais baratas de cada arena. No gráfico abaixo, entre parênteses, estão as porções em onças — cada onça equivale a 0,029 litro.

cervejanba

Kevin Durant dá tênis a garoto que teve calçado roubado em Detroit

08 de dezembro de 2014 0
Bookmark and Share
Foto: Twitter/Reprodução

Foto: Twitter/Reprodução

Há algumas semanas, o jovem Anthony Cupp comprou um par de tênis de Kevin Durant, mas a alegria durou pouco. Ele foi assaltado e perdeu os calçados. Neste domingo, Cupp teve uma surpresa — desta vez, boa. O próprio Durant ficou sabendo da história e substituiu a peça roubada — além de dar uma linha completa dos artigos de sua marca.

O sorriso de Anthony mostra que provavelmente valeu a pena ter sido assaltado para ter a possibilidade de trocar uma ideia e receber um presente do atual MVP da NBA. O Oklahoma City Thunder venceu o Detroit Pistons por 96 a 94 e Durant, com 28 pontos, foi o cestinha do jogo.

 

Um novo Thunder a caminho na NBA

01 de dezembro de 2014 1
Bookmark and Share
Durant e Westbrook tentam recolocar o Thunder nos trilhos. Foto: Stephen Dunn/Getty Images/AFP

Durant e Westbrook tentam recolocar o Thunder nos trilhos. Foto: Stephen Dunn/Getty Images/AFP

O começo não foi dos melhores, nem poderia ser. Sem suas duas principais estrelas, o Oklahoma City Thunder cambaleou na largada da temporada da NBA e experimentou as últimas posições da disputada Conferência Oeste. Aos poucos, um novo Thunder vai surgir. Semana passada, Russell Westbrook retornou – desde então, já fez três jogos. A expectativa é que o atual MVP da liga, Kevin Durant, retorne dentro de uma semana.

Durant sofreu uma fratura no pé há seis semanas. A previsão de retorno era de um mês e meio a dois meses. O camisa 35 voltou a treinar e não relatou dores. Assim que tiver plenas condições físicas, retorna às quadras.

O Thunder tem cinco vitórias e 12 derrotas, em 13° lugar no Oeste. Em uma conferência tão disputada, certamente os desfalques no início do campeonato vão se refletir no fim. Mas OKC é forte e, mesmo que termine a temporada regular em uma posição incômoda, tem chance de ser competitivo contra qualquer adversário.

A dois anos da agência livre, Kevin Durant já está entre Thunder e Wizards

30 de novembro de 2014 0
Bookmark and Share
Durant está entre OKC e Washington. Foto: Harry How/Getty Images/AFP

Durant está entre OKC e Washington. Foto: Harry How/Getty Images/AFP

Atual MVP da NBA, Kevin Durant será agente livre em dois anos. Considerado o segundo melhor jogador da atualidade, Durant viu o melhor voltar para casa — LeBron James no Cleveland Cavaliers — e passou a estudar um retorno ao Distrito de Colúmbia. Natural de Washington, Durant cogita jogar pelo Wizards a partir de 2016.

Até agora, Durant prefere evitar o tema. Afirma apenas que tem duas temporadas de contrato com o Thunder. Nos bastidores, segundo a imprensa americana, o camisa 35 deixa claro que seguir em OKC e jogar em Washington são as únicas alternativas — ou seja, possíveis tentativas de Houston Rockets, Dallas Mavericks e Los Angeles Lakers têm poucas chances de sucesso.

O ala admite que será difícil eventualmente deixar a parceria de Russell Westbrook. Mas no Wizards teria a companhia de duas jovens promessas: John Wall e Bradley Beal, com quem já interagiu na seleção americana. Durant chegou à NBA em 2007, ainda no Seattle Supersonics, e acompanhou a realocação do time para Oklahoma City.

Depois de Durant, Westbrook sofre fratura e desfalca o Thunder

31 de outubro de 2014 0
Bookmark and Share
Westbrook será reavaliado para definir gravidade da lesão. Foto: Frederic J. Brown/AFP

Westbrook será reavaliado para definir gravidade da lesão. Foto: Frederic J. Brown/AFP

O Oklahoma City Thunder tem sido forçado a lidar com uma série de lesões. Depois de Kevin Durant ter quebrado o pé, contusão que o tira das quadras por um período de seis a oito semanas, o armador Russell Westbrook teve uma pequena fratura na mão na derrota da equipe para o Los Angeles Clippers, nesta quinta-feira.

Durante o segundo quarto, Westbrook foi atingido pelo cotovelo de Kendrick Perkins na disputa de um rebote. Ele deixou a quadra imediatamente e não voltou mais. Em oito minutos em quadra, o armador fez apenas dois pontos, além de quatro assistências.

Na estreia do Thunder na temporada, na quarta, Westbrook assumiu a condição de líder do time na ausência de Durant. Mesmo com a derrota para o Portland Trail Blazers por 106 a 89, o camisa 0 fez 38 pontos. Ainda não há um tempo exato para a recuperação do jogador.

O Thunder está junto com Utah Jazz e Los Angeles Lakers como os únicos times da Conferência Oeste que ainda não venceram na temporada. Sebastian Telfair deve ganhar espaço no time durante a ausência de Westbrook. O time volta a quadra neste sábado, às 22h, contra o Denver Nuggets.

Resultados da NBA nesta quinta-feira:

Orlando Magic 98-105 Washington Wizards

Minnesota Timberwolves 97-91 Detroit Pistons

Cleveland Cavaliers 90-95 New York Knicks

Dallas Mavericks 120-102 Utah Jazz

Los Angeles Clippers 93-90 Oklahoma City Thunder