Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

CURTAS

19 de agosto de 2014 0

Humildade- Em Lages, durante reunião com integrantes do governo, apoiadores e militantes dos partidos aliados, o governador Raimundo Colombo pediu humildade de muito trabalho na reta final da campanha eleitoral.

 

Televisivo- Paulo Bauer tirou o dia de ontem para as gravações dos programas do horário eleitoral gratuito. À noite, participou de debate na Universidade Comunitária (Unesc) de Criciúma e prestigia o lançamento da campanha de Doia Guglielmi a deputado estadual. Hoje, o tucano hoje cumpre roteiro na região da Grande Florianópolis.

 

Dupla- Ana Paula da Silva, a Paulinha, prefeita de Bombinhas, e seu vice, Paulo Muller, o Paulinho, também estão pedindo votos para o deputado federal João Rodrigues. Na cidade do Litoral Norte, o pessedista faz dobradinha com Darci de Matos (estadual).

 

Multidão
O ato de lançamento da campanha à reeleição do deputado Valmir Comin reuniu cerca de 1,5 mil pessoas em Criciúma. Emocionado, o progressista conclamou a militância para fazer a diferença na reta final do processo eleitoral.

Encorpado- Deputado José Milton Scheffer, o Zé Milton, já estruturou a campanha à reeleição em 50 municípios de Santa Catarina. O progressista tem base no Sul, onde esteve em recentes roteiros, articulando com lideranças e apoiadores em Sombrio, Araranguá, Turvo e Timbé do Sul.

 

Corrupção

19 de agosto de 2014 0

Desembargador Vanderlei Romer, presidente do TRE, conseguiu a adesão da Secretaria da Fazenda à campanha contra a corrupção. Destaque para o acesso do Tribunal ao banco de dados das instituições fazendárias (estadual e municipais), relativamente ao sistema de notas fiscais eletrônicas.
Essa circunstância vai facilitar a vida do Judiciário na hora de conferir a prestação de contas das campanhas. O governo do Estado também vai apoiar a divulgação dos materiais produzidos pelo TRE na campanha de combate à corrupção.

Lacuna

19 de agosto de 2014 0

Encontrando resistências no governo, nos partidos aliados e dentro do próprio PMDB, Dário Berger também não vem atuando junto aos candidatos proporcionais da coligação. Muitos deles não têm casado o material de campanha e não estão pedindo votos para o concorrente ao Senado porque simplesmente não o conhecem. E Dário não faz o mínimo esforço para se aproximar dos candidatos.
Caso clássico é do engenheiro e empresário Ricardo Grando, que a partir de Joaçaba tem estadualizado sua campanha e tem chances reais de chegar à Assembleia. Para ele, o ex-prefeito da Capital é um ilustre desconhecido.

Travessia

19 de agosto de 2014 0

Ao seu estilo peculiar, o senador Casildo Maldaner “floreou” a história do candidato ao Senado, Dário Berger, que de São José saiu para ser prefeito por dois mandatos em Florianópolis. Foi no fim de semana, em Lages, durante encontro da coligação governista.
Segundo a versão casildária, Berger estava no segundo mandato em São José quando bateu o ciúme na Capital, obrigando o hoje peemedebista a disputar o pleito na cidade vizinha. “Ele atravessou a ponte a pé”, disparou Maldaner, simulando a caminhada do correligionário em passadas largas. Risos generalizados na plateia.

Calibrando

19 de agosto de 2014 0

Clésio Salvaro foi a São Paulo, onde se avistou com Aécio Neves e Aloysio Nunes Ferreira. O ex-prefeito de Criciúma ainda é o coordenador da campanha no Sul, enquanto Ângela Amin comanda o processo na Grande Florianópolis, Hugo Biehl no Oeste e Napoleão Bernardes no Vale do Itajaí. No Norte, a definição só ocorre depois que o próprio Salvaro acertar os ponteiros com Marco Tebaldi.
Na próxima semana, Salvaro e Napoleão Bernardes vão acertar na Capital paulista o cronograma de visitas de Aécio Neves ao Estado.

A estreia na telinha

19 de agosto de 2014 0

Para atentos observadores do cenário eleitoral, a campanha de 2014 começa, de fato, nesta terça-feira, com a estreia dos candidatos nos programas de rádio e televisão. Em ano de Copa do Mundo e do vexame brasileiro nos gramados, a maioria da população ainda não sabe que estamos em período eleitoral, quem são e quais as propostas dos candidatos ao governo, Senado, Câmara Federal e Assembleia.
O desinteresse da população pelo pleito é explícito. Onze em cada 10 candidatos queixa-se das dificuldades de fazer reuniões e agendas que reúnam número expressivo de pessoas. Por isso, aumentaram as apostas nos espaços eletrônicos, que podem atingir milhões de eleitores ao mesmo tempo.
Enquanto Raimundo Colombo vai prestar contas e pedir a continuidade, Paulo Bauer tentará se apresentar como novo – mas não deve bater muito pesado, pois o PSDB fez parte do governo até ontem -, e Cláudio Vignatti garante que seu programa será alegre e propositivo, mas, no fundo, deve vir recheado de petardos com o desenrolar da campanha.

CURTAS

18 de agosto de 2014 0

Tradição- Desembargador aposentado Jaime Vicari e a filha, a advogada Carolina Vicari, lançam, hoje à noite, na sede da Associação dos Magistrados Catarinenses, a obra “Ata Notarial, prova pré-constituída, segura e célere”. Pai e filha são de família tradicionalíssima do universo jurídico catarinense.

Retorno- Coordenador da campanha a deputado estadual de Pedro Bastos, do PP, Antônio Chraim é o responsável por retirar do autoexílio em Florianópolis o publicitário e artista Neno Brazil. Ele estava fora do marketing político desde 2008.

Sustentação oral

18 de agosto de 2014 0

Microfone à mão, o presidente da OAB-SC, Tullo Cavallazzi Filho, liderou ato de desagravo público em favor do advogado Eliezer de Araújo Vicente, em frente à Escola de Aprendizes Marinheiros da Capital. Ali, fica o comando da Marinha no Estado.
Clientes, amigos e familiares do causídico acompanharam Tullo nas críticas às agressões que o jovem advogado sofreu em 2012, quando começou a defender dois cabos que estavam presos na corporação. Segundo Vicente, dentre as várias humilhações, a que mais marcou foi quando o então comandante da escola, disse textualmente: “Negão, teu lugar é lá fora”. Por pouco, o jovem advogado não abandonou a profissão.

Périplo

18 de agosto de 2014 0

Paulo Eccel reuniu-se com dirigentes de diversas centrais sindicais do Estado em Joinville. O encontro serviu para afinar o discurso, definir a estratégia de trabalho no tange ao apoio dos sindicalistas e sedimentar o engajamento das entidades em favor da presidente-candidata.

Respaldo

18 de agosto de 2014 0

Prefeito de Três Barras, Eloi Quege (PP), assumiu a coordenação regional (Planalto Norte) da campanha de Dilma Rousseff no Estado. Ele declarou apoio à presidente durante ato pilotado pelo coordenador do comitê suprapartidário pró-Dilma no Estado, prefeito de Brusque, Paulo Eccel, sábado, em Mafra.
O progressista elogiou os programas e investimentos do governo, inclusive o Mais Médicos. Também fazem parte do comitê do Planalto Norte os prefeitos de Mafra, Eto Scholze, e de Porto União, Anísio de Souza, bem como o vice-prefeito de São Bento do Sul, Arildo Gesser.
O presidente da Câmara de Canoinhas, João Grein e o vereador Girseliano Moreira, de Papanduva, também estão no grupo.

Pero no mucho

18 de agosto de 2014 0

Com as primeiras gravações prontas para a estreia esta semana, o petista Cláudio Vignatti promete adotar uma linha light: propositiva e alegre. O ex-deputado pretende apresentar-se como a novidade desta eleição, o novo, “com propostas para o desenvolvimento de Santa Catarina”.
Mas Vignatti avisa que também apontará “os problemas de SC”, batendo nas Secretarias Regionais, as filas na saúde, a terceirização da saúde público, além de atacar as lacunas da Educação e Segurança Pública.

Na estrada

18 de agosto de 2014 0

“Uma das coisas que mais me orgulho no governo é a geração de empregos. Hoje, se Santa Catarina fosse um país, teria a segunda menor taxa de desemprego do mundo, atrás apenas de Singapura”. Declaração de Raimundo Colombo, durante encontro de lideranças da coligação, em Lages, no fim de semana. Na foto, o governador durante o lançamento da candidatura do deputado estadual Valdir Cobalchini à reeleição.

Postura

18 de agosto de 2014 0

Definida sua posição acerca do pleito majoritário estadual, o prefeito Márcio Búrigo avisa que não vai mais responder às provocações do desafeto Clésio Salvaro. A missão espinhosa caberá às lideranças municipais ligadas ao prefeito.
Búrigo vai concentrar energia somente nas questões administrativas, evitando polêmicas políticas ou divididas eleitorais.

Salvaro: ajuda providencial a Pinho Moreira

18 de agosto de 2014 0

Mesmo sendo desafeto do ex-prefeito Clésio Salvaro (PSDB), o atual comandante de Criciúma, Márcio Búrigo (PP), havia decidido manter posição de neutralidade em relação à campanha majoritária. Mudou de opinião depois de nova saraivada de ataques do tucano, que coordena a campanha de Paulo Bauer e Joares Ponticelli na região carbonífera.
Na condição de coordenador do processo regional, Salvaro promoveu verdadeira lambança ao misturar suas diferenças com o sucessor à disputa eleitoral, e acabou prestando um grande serviço à dobradinha Raimundo Colombo e Eduardo Moreira. Isso que Moreira também já administrou Criciúma e configura-se no maior adversário do tucano na cidade.
Os petardos disparados por Clésio Salvaro foram a senha para Búrigo declarar apoio à coligação PSD-PMDB, provocando profundo descontentamento nas cúpulas do PSDB e do PP em relação à desastrosa condução do ex-prefeito tucano. Quadro que se agravou a partir da decisão do diretório do PP de Criciúma, que também aderiu ao projeto Colombo-Moreira, abrindo a porteira.
As adesões do PP ao PSD-PMDB estão se multiplicando não só no Sul, mas em todo o Estado, onde os progressistas também têm prefeitos.

Entrevista de Final de Semana

16 de agosto de 2014 0

Moreira no páreo de 2018
Presidente estadual do PMDB, Eduardo Pinho Moreira, está em seu segundo mandato como vice-governador. No primeiro, em dobradinha com Luiz Henrique da Silveira, recebeu a missão de finalizar o mandato, assumindo por nove meses a administração estadual. Na atual gestão, demonstrou sintonia com Raimundo Colombo, que é de outro partido, mas não herdou a caneta em definitivo.
Postulante a um terceiro mandato na condição de vice, o ex-prefeito de Criciúma e ex-deputado Constituinte confirma que, em caso de reeleição, o seu nome será um dos que estará à disposição do PMDB para a cabeça de chapa em 2018; demonstra o mesmo sentimento de gratidão a Dilma Rousseff que é expressado por Colombo, mas avisa que a coligação fará campanha de Dilma “até onde o PT deixar.”
Pinho Moreira também fala sobre as resistências a Dário Berger, confirma que a declaração de apoio do prefeito Márcio Búrigo é um gesto importante na perspectiva de o PMDB apoiar o progressista em 2016 e discorre, ainda, sobre as questões estruturais e as metas de um eventual segundo governo. Acompanhe.

Perspectivas majoritárias
O meu foco, como presidente estadual do PMDB, é ajudar Raimundo Colombo a se reeleger por aquilo que ele faz e que eu acredito. Talvez eu seja a pessoa mais próxima do governador a testemunhar suas ações. Nossa missão agora é continuarmos mais quatro anos trabalhando muito e desenvolvendo Santa Catarina. Mas posso afirmar que em 2018 o PMDB definitivamente terá candidato ao governo, não há alternativa. E certamente o meu nome deverá estar entre as opções do partido.

 

 
Gargalos após 12 anos
Alguns exemplos citados na pergunta (como enfrentar o fato de que o PMDB é governo há 12 anos e alguns gargalos seguem à vista), rodovias 101, 282, 470, 280, aeroporto e ferrovias são de competência do governo federal, mas o Estado está atento a essas demandas e é parceiro nos projetos. Eu tenho acompanhado o governador Raimundo Colombo nas suas cobranças.

 

 
Márcio Búrigo
O gesto de Márcio Búrigo (de apoiar Colombo) demonstra o reconhecimento a um governo que dá certo e que atende bem aos municípios. Um governo que implantou o Badesc juro 0%, dando poder de investimento às prefeituras, e criou o Fundam, o maior programa de apoio aos municípios da história de Santa Catarina, com quase R$ 600 milhões investidos em obras definidas pelas comunidades e pelos prefeitos, que são seus representantes. Márcio Búrigo, entre outros prefeitos do PP do Sul, se junta a prefeitos de todas as regiões do Estado que reconhecem em Raimundo Colombo essa postura municipalista.

 

 
Apoio a Dilma
Nós iríamos receber o vice-presidente Michel Temer na última sexta-feira, em Florianópolis, com as devidas pompas. O evento foi cancelado em função do falecimento de Eduardo Campos. No evento partidário manifestaríamos nossa fidelidade e lealdade. Mas aqui em Santa Catarina nós faremos campanha para a Dilma até onde o PT deixar, pois os entraves existentes partem do PT local. Preocupam-se mais em criticar o governo do que em apresentar propostas inovadoras para o Estado. Eles afastam qualquer possibilidade de entendimento em torno de uma aliança que beneficiaria principalmente a presidente Dilma, que deveria ser a prioridade deles. Aqui existe gratidão. A presidente sempre atendeu muito bem ao governador e liberou recursos importantes, inclusive na área da Saúde. Isso precisa ser dito.

 

 
Conflitos
Há questões pontuais a serem resolvidas, mas prejudicar a administração estadual, não prejudica (questionado sobre se as diferenças entre PMDB e PSD tenderiam a se acirrar em eventual segundo mandato). Veja que em Lages, terra do governador, o PMDB ganhou do PSD na eleição municipal e nem por isso criou-se alguma rusga entre nós. E olha que eu fui fazer campanha pro Elizeu Matos e o governador também caminhou com o seu candidato. É natural que existam diferenças, somos de partidos diferentes.

 

 
Proporcionais
Na pior das hipóteses, repetiremos nosso desempenho de 2010, mas acredito que ampliaremos nossos quadros. Também acredito que alguma renovação vai existir.

 

 
Resistências a Dário
O Dário tem acompanhado os roteiros da coligação e tem recebido cada vez mais declarações de apoio, a começar pelo governador Raimundo Colombo, que tem sido um cabo eleitoral atuante. A candidatura de Dário Berger uniu o PMDB e agora este sentimento de união está crescendo entre candidatos e lideranças dos partidos coligados, embora existam eventuais resistências, fruto de diferenças locais que precisam e serão superadas.

 

 
Búrigo e 2016
As decisões são sempre colegiadas e delegadas às convenções. Mas é claro que se ele construir e conquistar o apoio dos nossos quatro vereadores do PMDB de Criciúma, levando-os a participar da base de sustentação do seu governo, é um caminho que pode se desenhar no futuro. O Márcio é um político de visão, um homem de bem, meu amigo há mais de 30 anos.

 

 

Metas
Nós plantamos muito. Realizamos muitas ações e ainda há muita coisa por vir. Além de continuar atentos às demandas da sociedade, vamos colocar em prática os projetos e ações em andamento, com recursos já garantidos, sem precedentes na história. Também, precisamos ouvir o sentimento do povo catarinense que é de preservar as secretarias regionais. Temos que aprimorar a descentralização administrativa, que durante os governos de Luiz Henrique imprimiu um ritmo, mas que diminuiu em determinado momento deste governo.