Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Osni quer auditar contratos da concessão do esgoto

05 de agosto de 2012 0

Osni Wagner (PSOL), candidato a prefeito

O candidato a prefeito de Blumenau pelo PSOL, Osni Wagner quer auditar o contrato de concessão do esgoto firmado entre a prefeitura e a Foz do Brasil e tornar o transporte público gratuito. Veja algumas das propostas dos candidatos, com base ao documento entregue ao Tribunal Superior Eleitoral:

1 federalizar a FURB
2 concurso público e acabar com cargos comissionados;
3 implementar o imposto progressivo;
4 cumprir a lei de responsabilidade social priorizando as demandas e dos recursos o controle social a partir de conselhos deliberativos formados pelos trabalhadores (saúde, educação, habitação, mobilização urbana, saneamento básico, emprego e renda, etc.);
5 criar uma política de prevenção a catástrofes naturais (eventos sócio-ambientais) com fortalecimento da Defesa Civil e projetos habitacionais verticais e para região norte e segura;
6 Oferecer educação integral com espaço multiuso aos alunos, integrando estudantes com a comunidade
7 criar empresa municipal de transporte coletivo e transporte gratuito;
8 cumprir o que determina o LOAS, ampliar a saúde família, vagas em creches e cumprir com responsabilidade social e função social que cabe ao estado na instância municipal;
9 Colocar mão única nos corredores de ônibus
10 dar salário digno mais tempo integral na educação
11 promover e ampliar atendimento na saúde e colocar online exames
12 promover espaço multiuso em parceria comunitária com os conselhos de segurança
13 propiciar verticalização habitacional nas áreas seguras
14 incentivar economia solidária, cooperativismo, associativismo e estatização
15 oferecer transporte coletivo gratuito com financiamento estadual
16 reflorestar a cidade, arborizar praças e calçadas e incentivar a reciclagem do lixo
17 confeccionar cisternas para coleta da água da chuva
18 Organizar núcleos da Defesa Civil nos 35 bairros
29 Fazer uma auditoria pública na concessão do esgotamento sanitário, transporte coletivo, dívidas, licitações, pregões e contratos
20 Deliberar as demandas que a comunidade apontar para 2013 e o Plano Plurianual para 2014
21 Oferecer educação integral com espaço multiuso aos alunos, integrando estudantes com a comunidade
22 Diminuir para 2% o orçamento da Câmara de Vereadores
23 Aumentar salários do funcionalismo em geral, tendo como prioridade saúde e educação

Napoleão Bernardes destaca gestão eficiente

05 de agosto de 2012 0

Napoleão Bernardes (PSDB), candidato a prefeito

O candidato a prefeito de Blumenau, Napoleão Bernardes traz como uma de suas metas implementar a gestão eficiente. Veja as promessas apresentadas pelo candidato junto ao seu registro de candidatura no Tribunal Superior Eleitoral:

SAÚDE

Atenção Básica
1 Alcançar 100% de cobertura da Estratégia Saúde da Família (ESF).
2 Promover a eficiência nos atendimentos primários e semi-emergenciais de modo a identificar prontamente e direcionar estes atendimentos aos profissionais responsáveis.
3 Reduzir o tempo de espera para realização de exames da Atenção Básica com a implantação do sistema de regulação dos exames laboratoriais básicos.
4 Implantar o Programa Aprendendo com Saúde, abrangendo a inserção de conteúdos de promoção da saúde no currículo escolar e a e realização de Exames da Atenção Básica e avaliação clínica preventiva dos alunos da rede pública.
5 Ampliar as academias ao ar livre, abrangendo todas as regiões de Blumenau.
6 Ampliar as equipes multidisciplinares nos Ambulatórios Gerais para trabalhar em promoção da saúde.
7 Otimizar a atuação das equipes da Estratégia Saúde da Família visando melhorar os indicadores de resultados na Atenção Básica e reduzir demandas na Alta e Média Complexidade.
8 Facilitar o acesso e a realização de exames básicos de prevenção para homens e mulheres nos bairros.
9 Desenvolver programas de orientação alimentar para o crescimento e envelhecimento saudável
10 Ampliar os horários de atendimento na rede pública de Saúde.
11 Implantar o programa de entrega de remédios básicos em casa, facilitando o tratamento aos pacientes de doenças crônicas.
12 Implantar o agendamento de consultas por telefone, com o apoio de sistema informatizado, visando facilitar o acesso dos usuários às consultas básicas nas Unidades de Saúde.
13 Implantar Programa Saúde do Coração, articulando ações de promoção, prevenção e assistência aos pacientes com doenças cardiocirculatórias.
14 Promover o aumento do consumo per capita de frutas, legumes, verduras e cereais, articulando ações de educação alimentar em conjunto com a sociedade e seus diversos segmentos.
15 Formar multiplicadores em educação alimentar, como apoio do ESF, visando ampliar a ação nos bairros.
16 Implantar programa de atenção da Saúde para crianças no primeiro ano de vida como forma de garantir a igualdade de oportunidades desde a primeira infância (ref. Mãe Curitibana / 1ª infância).
17 Implantar o programa Saúde do Trabalhador, em parceria com as empresas, estendendo o atendimento da atenção básica nas dependências das empresas.
18 Implantar o centro de zoonoses.

Média Complexidade
19 Reduzir o tempo de espera para realização de exames da Média Complexidade. Aumentar o número de médicos especialistas, enfermeiros e dentistas, priorizando a contratação nas áreas com maior demanda e tempo de espera.
20 Facilitar a marcação de consultas e a retirada de exames, avisando os pacientes através de SMS com 72hrs e 24hrs de antecedência.
21 Integrar o atendimento dos dependentes químicos em conjunto com a Assistência Social e a Educação (busca ativa).

Alta Complexidade
22 Reduzir o tempo de espera para realização de exames na Alta Complexidade.
23 Reduzir o tempo de espera para realização de cirurgias eletivas.
24 Ampliar aporte de recursos para financiamento da expansão da capacidade de atendimento das necessidades da população nas áreas hospitalar, de emergência e oferta de medicamentos, com maior participação da União, Estado e Municípios da região.
25 Ampliar o teto financeiro e investir maciçamente na qualificação da gestão e no aumento da capacidade de resolutividade da atenção básica.

Gestão da Saúde
26 Aprimorar os procedimentos de gestão com foco na melhoria no atendimento aos usuários dos três níveis da rede pública de Saúde.
27 Profissionalizar a gestão da Saúde, ampliando as competências de planejamento e gestão dos servidores da Saúde.
28 Otimizar o uso de recursos tecnológicos visando qualificar a gestão com foco na facilitação e agilização do acesso aos serviços da rede municipal de Saúde.
29 Integrar as ferramentas informatizadas de apoio à gestão, facilitando a marcação de consultas e identificando facilmente eventuais falhas e problemas no sistema municipal de saúde.
30 Centralizar na Saúde os setores de Compras, Recursos Humanos e Assessoria Jurídica como forma de agilizar os trâmites e melhorar o atendimento para a população.
31 Implantar a área de captação de recursos na Saúde.
32 Ampliar as parcerias com as Universidades, aproveitando os seus recursos de conhecimento, capacidades e estrutura para complementar a prestação de serviços de Saúde.
33 Qualificar a estrutura de atendimento na rede municipal de Saúde, realizando uma auditoria de gestão como base para ações de revitalização da rede da ESF.
34 Transformar a Escola Técnica em um centro de treinamento e desenvolvimento de competências dos servidores e gestores da Saúde, visando atender necessidades de qualificação da rede para melhorar o atendimento à população em todos os níveis.

EDUCAÇÃO

Educação Infantil
35 Ampliar a oferta pública de creches com apoio de recursos federais e de instituições de apoio ao desenvolvimento.
36 Reduzir o déficit de vagas na educação infantil, em especial na faixa de 06 meses a 03 anos de idade.
37 Destinar mais recursos para a educação infantil com a criação de um fundo Especial de Educação Infantil, com aporte de recursos provenientes do Auxílio Creche.

Ensino Fundamental
38 Implantar programas de atividades de contraturno para os alunos do ensino fundamental nas áreas cultural, artística e esportiva, aproveitando a rede municipal de ensino e buscando parcerias com a Fundação Municipal de Desportos, Saúde, Assistência Social, Universidade, Pró-Família, associações, clubes, organizações não governamentais, entre outras.
39 Estender os programas de ampliação de jornada, escola aberta e agita férias para outras escolas, adequando a estrutura física.
40 Definir expectativas de aprendizagem.
41 Assegurar a formação básica comum.
42 Explicitar os conhecimentos básicos a serem abordados para cada ano do Ensino Fundamental.
43 Alfabetizar todas as crianças até o término do 2º ano de escolaridade.
44 Assessorar as escolas com menores índices de desempenho na avaliação nacional do IDEB.

Educação de Jovens e Adultos
45 Criar política municipal para erradicar o analfabetismo e ampliar o nível de escolaridade de jovens e adultos, com apoio das demais secretarias da área social, entidades, associações, governo do estado, sindicatos e igrejas.

Gestão da Educação
46 Antecipar as metas de avaliação nacional em todas as escolas.
47 Aperfeiçoar o processo de seleção dos diretores de escolas, associando critérios técnicos e a participação da comunidade.
48 Elaborar o Plano Municipal de Educação com estratégias de desenvolvimento para os próximos 10 anos.
49 Aperfeiçoar o processo de implantação da avaliação por mérito e desempenho.
50 Incentivar e capacitar os professores para o uso pedagógico das novas tecnologias de informação.
51 Valorizar a carreira do magistério com base no Plano de Cargos e Salários.

ASSISTÊNCIA SOCIAL
52 Fortalecer o Sistema Único de Assistência Social.
53 Priorizar na Assistência Social o foco na família, promovendo ações de proteção social e desenvolvimento de capacidades para sua maior autonomia.
54 Apoiar e fortalecer a integração da rede de serviços socioassistenciais, tanto com as entidades não governamentais como com as governamentais.
55 Implantar, como extensão dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), o CRAS Móvel, num ônibus adaptado, para facilitar o acesso aos serviços da Assistência Social para famílias que moram em locais mais distantes.
56 Implantar novos CRAS, com base na avaliação do Conselho Municipal de Assistência.
57 Fortalecer e ampliar os cursos de capacitação para inclusão no mercado de trabalho das pessoas desempregadas, em especial as de baixa renda.
58 Criar o “Cartão Cidadão”, visando facilitar o atendimento nos principais órgãos governamentais, principalmente na Assistência Social, Saúde e Educação.
59 Ampliar e fortalecer a parceria com as entidades sociais (ONGs), buscando aumentar seus atendimentos.
60 Criar a Casa de Passagem para as famílias que são retiradas emergencialmente de áreas de risco.
61 Ampliar e promover ações de prevenção ao uso de drogas junto às comunidades, orientando e apoiando as famílias, em conjunto com a Saúde e a Educação.
62 Fortalecer os grupos de apoio na orientação das famílias com dependentes químicos, bem como apoiá-los após o tratamento de forma integrada com a Saúde.
63 Ampliar as ações de atendimento de idosos nos bairros através da Assistência Social e da Pró-Família.
64 Ampliar a atuação da Pró-Família para novas regiões.
65 Ampliar o Programa Adolescente Aprendiz, criando novas parcerias com empresas e novas vagas na Prefeitura.
66 Ampliar o número de vagas em comunidades terapêuticas para o tratamento de dependentes químicos.
67 Ampliar e valorizar as ações de apoio à adoção.
68 Ampliar e fortalecer a parceria com a Pastoral da Criança, principalmente nos CRAS.
69 Apoiar e fortalecer as entidades esportivas vinculadas aos antigos centros sociais urbanos.
70 Apoiar os grupos de convivência para mulheres, em especial os clubes de mães.
71 Ampliar as ações e encaminhamentos ao mercado de trabalho de pessoas desempregadas usuárias dos benefícios da Assistência Social.
72 Fortalecer os serviços municipais de apoio às vítimas de violência (crianças, adolescentes, mulheres, idosos).
73 Fortalecer os conselhos de políticas públicas (Conselho Municipal de Assistência Social, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional e o Conselho Municipal do Idoso).
74 Fortalecer o Conselho Municipal de Entorpecentes, bem como o Fundo Municipal de Combate as Drogas.
75 Fortalecer e valorizar os Conselhos Tutelares.
76 Dar continuidades às parcerias na construção de Casas Lar.
77 Promover maior abrangência e qualificar as ações de segurança alimentar, realizando a construção do banco de alimentos e da cozinha comunitária.

ESPORTE E LAZER
78 Criar o Conselho Municipal de Desportos (CMD), representativo do segmento, visando à criação e apoio à implementação de uma política de incentivo ao desporto municipal.
79 Criar um Fundo Municipal de Apoio ao Desporto para viabilizar a participação de atletas e treinadores em eventos e estruturas para o seu desenvolvimento, sendo que a destinação dos recursos será aprovada pelo CMD.
80 Articular o apoio da iniciativa privada aos programas e projetos de esporte comunitário e de alto rendimento.
81 Viabilizar a implantação de áreas de lazer nos bairros de Blumenau, com equipamentos destinados às crianças, adolescentes, adultos e idosos.
82 Viabilizar a implantação de espaços públicos de convivências das famílias com seus animais domésticos.
83 Buscar o apoio da iniciativa privada para realização de investimentos nas áreas de lazer.
84 Criar alternativas de lazer e recreação nos finais de semana utilizando a estrutura das escolas municipais, com apoio da equipe da FMD, das próprias escolas e das Universidades.

CULTURA
85 Viabilizar local para a realização de oficinas de teatro, dança, música, pintura e afins.
86 Otimizar a utilização dos espaços públicos culturais já existentes.
87 Implantar o Museu da Imagem e do Som visando preservar a história e o pioneirismo de Blumenau na área da Comunicação, utilizando estruturas já existentes.
88 Promover eventos artísticos e culturais nos espaços públicos, de forma descentralizada nos bairros.
89 Ampliar a dotação orçamentária para a Cultura.
90 Criar a lei de incentivo cultural, viabilizando a captação de recursos para projetos culturais através de isenção parcial de impostos como IPTU e ISS, de forma integrada com a Lei Rouanet.
91 Disponibilizar acesso gratuito a internet nas praças de Blumenau e também nos espaços culturais da cidade.
92 Aprovar isenção de ISS para o comércio de obras de arte e a prestação de serviços artísticos culturais, como peças de teatro, shows, entre outros.
93 Criar uma política de oficinas de artes descentralizadas, que permita o atendimento da população nos bairros, buscando parceria com a Universidade, integrado com programa de contraturno na Educação.
94 Viabilizar a criação de eventos artístico-culturais, de forma integrada com o Turismo.
95 Apoiar ações de resgate das tradições culturais com potencial turístico, valorizando as diferentes etnias.
96 Apoiar as atividades desenvolvidas pelos Clubes de Caça e Tiro para preservar as tradições.
97 Estimular o hábito de leitura pela comunidade.

JUVENTUDE
98 Potencializar a Assessoria da Juventude, que atuará de forma intersetorial com as demais áreas de governo e terá como atribuição principal a elaboração, implementação e gerenciamento de programas e projetos voltados para a Juventude nas áreas de esporte, lazer, cultura, empreendedorismo, qualificação profissional, saúde e educação.
99 Elaborar e implantar uma Política Municipal de Juventude, em conformidade com a Política Nacional de Juventude, com ampla discussão com a sociedade e tendo como eixo central o respeito e a valorização do jovem, bem como a melhoria do acesso à educação, saúde, cultura, trabalho e emprego, entre outras.
100 Criar o Conselho Municipal da Juventude, órgão deliberativo, consultivo, fiscalizador e de assessoramento.
101 Elaborar projetos que viabilizem atividades recreativas, esportivas e de inclusão social com ações intersetoriais destinadas à juventude.
102 Valorizar iniciativas da comunidade que integrem a cultura, esporte e lazer, como a Gincana Cidade de Blumenau.
103 Promover e estimular a cultura do empreendedorismo entre os jovens, em parceria com entidades do setor.

HABITAÇÃO
104 Viabilizar a execução do Plano Municipal de Habitação de Interesse Social.
105  Agilizar a regularização fundiária dos assentamentos informais e precários, integrando estas áreas ao conjunto da cidade, com implantação de infraestrutura básica e melhoria das condições habitacionais.
106  Controlar a ocupação de áreas de risco e de preservação permanente.
107  Desenvolver projetos de captação de recursos para investimentos na área habitacional, abrangendo ações de melhoria das unidades habitacionais já existentes e produção de novas unidades habitacionais para redução do déficit existente.
108  Fortalecer o Conselho Municipal de Habitação como um órgão de cogestão da política habitacional e a implementação de instrumentos de suporte à gestão e ao monitoramento das ações da política habitacional.
109  Articular e integrar as ações de habitação à política urbana e às demais políticas sociais e ambientais.
110  Revisar o Plano Municipal de Redução de Riscos para adequá-lo às necessidades de intervenção nos assentamentos precários.
111  Priorizar o atendimento dos grupos sociais de maior vulnerabilidade, em situação de risco e sem condições de acesso ao financiamento.
112  Promover nos projetos habitacionais o desenvolvimento social das comunidades, incluindo ações de geração de emprego e renda e a melhoria do ambiente onde se encontra a moradia.
113  Regular o uso e a ocupação do solo com base nos instrumentos jurídicos e urbanísticos previstos no Plano Diretor e no Estatuto das Cidades.

SEGURANÇA PÚBLICA
114  Exigir do Governo do Estado o aumento do efetivo policial militar e policial civil, de modo a desenvolver melhor o policiamento ostensivo e investigatório no município.
115  Reivindicar junto ao Governo Federal a implantação de uma delegacia da Polícia Federal em Blumenau.
116 Desenvolver ações preventivas, de forma intersetorial e em parceria com a sociedade civil, buscando a diminuição da criminalidade nos bairros. 4. Criar a Guarda Municipal de Blumenau para auxiliar na segurança pública em parceria com as Polícias Estaduais, focada na defesa do patrimônio e espaços públicos municipais.
117 Criar áreas de segurança escolar, com ampliação da rede de iluminação pública e realização de serviços de limpeza urbana permanente.
118 Criar a Ronda Escolar Municipal, atendendo as necessidades de policiamento nas escolas públicas municipais.
119  Articular o aumento das câmeras de vigilância para o município, realizando convênio com o Governo Estadual.
120 Criar o Centro de Monitoramento Integrado de Segurança Pública, com sala de análise de situações, de modo a fazer com que a Segurança Pública local tenha uma gestão baseada na responsabilidade dos seus entes.
121  Inscrever Blumenau no Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (PRONASCI), de modo a desenvolver ações baseadas na política nacional de Segurança Pública e na busca de recursos federais, principalmente para a Guarda Municipal.
122  Incentivar, estimular, apoiar e realizar ações focadas na melhoria da qualidade de vida dos moradores que residem em áreas de risco ou áreas críticas, através da participação da comunidade local nas políticas sociais.
123 Realizar campanhas, fiscalização e alterações do desenho urbano nos locais tidos como críticos na ocorrência de acidentes de trânsito, atuando com rigor e punindo os infratores.
124 Implantar a gestão inteligente da segurança e do trânsito, por meio de uma central de monitoramento, otimizando a utilização do sistema de monitoramento por
vídeo, buscando a parceria dos meios de comunicação para informar as condições do trânsito à população.
125  Manter a Guarda Municipal de trânsito, investindo na qualificação, capacitação e melhoria de sua estrutura organizacional e de prestação de serviços.
126  Estimular a participação da sociedade civil em programas direcionados à redução dos índices de criminalidade nos bairros.
127 Incentivar a participação das Associações de Moradores nas ações preventivas de Segurança Pública e Social.
128  Estabelecer programas de recuperação e ocupação dos espaços públicos, como praças e parques, bem como de áreas degradadas, com limpeza urbana e melhoria da iluminação pública.
129  Revitalizar praças e áreas que possam contribuir para melhorar o ambiente público local.
130  Implantar e incentivar programas locais de melhoria da segurança pública de forma integrada com secretarias da área social.
131  Melhorar e incrementar efetivamente a gestão do Fundo Municipal de Segurança Pública.
132 Apoiar o Corpo de Bombeiros no desenvolvimento de ações que preservem a vida e evitem acidentes.
133 Articular junto aos governos estadual a relocação do Sistema Penitenciário.
134 Fortalecer o programa de ressocialização de egressos.
135 Apoiar os Conselhos de Segurança Comunitários (Consegs).

DESENVOLVIMENTO URBANO

MOBILIDADE URBANA
Sistema Viário
136  Viabilizar a ampliação do sistema de anéis viários visando reduzir o fluxo de veículos pesados das regiões centrais da cidade.
137  Reduzir o prazo de execução de obras estruturais no sistema viário, como pontes, túneis e elevados, via captação de recursos e ampliação da capacidade de investimento da Prefeitura.
138  Executar a interligação das ciclovias existentes.
139 Criar estacionamentos de bicicletas próximos aos terminais, Centro e outros pontos de demanda como forma de estimular a sua utilização.
140  Implantar semáforos com laço indutivo e sincronizado, com gerenciamento via central de monitoramento com câmeras.
141 Articular soluções integradas com os demais municípios para otimização do sistema viário regional.
142  Assumir posição de liderança na definição de projetos viários integrados regionais, como a duplicação da BR-470 e a implantação da SC-474 (prolongamento da Via Expressa até o pé da serra da Vila Itoupava).
143  Ampliar o número de ruas pavimentadas.
144 Realizar a manutenção das ruas pavimentadas.
145  Proporcionar mais eficiência, fluidez e segurança no trânsito, implantando um moderno sistema integrado de gestão da mobilidade urbana para gerenciar a circulação de veículos, com Central de Controle Operacional, Controle de Tráfego, Central Semafórica e reforço à sinalização do sistema viário principal.

Transporte Coletivo
146  Incentivar e promover o uso de alternativas de transporte coletivo como forma de reduzir o fluxo de carros nas principais vias da cidade.
147  Elaborar projeto de viabilidade de implantação de novo modal de transporte coletivo na região central da cidade.
148  Implantar soluções tecnológicas para facilitar e incentivar o uso do sistema de transporte coletivo, abrangendo GPS, disponibilização de horários via telefonia móvel e sincronização de semáforos.
149  Melhorar o conforto para os usuários e confiabilidade do sistema de transporte coletivo.
150 Buscar maior eficiência na gestão do sistema visando reduzir os custos e diminuir o valor da tarifa de transporte coletivo.
151 Melhorar a infraestrutura do transporte coletivo, oferecendo maior conforto para os usuários por meio da qualificação dos abrigos nos pontos de ônibus localizados nos bairros e redução do tempo de espera.
152 Buscar alternativas de fontes renováveis e mais baratas de energia para implantar nos ônibus do transporte coletivo.
153 Implantar a educação para o trânsito nas escolas da rede municipal de ensino, conscientizando sobre a necessidade da utilização de alternativas de transporte coletivo.

SANEAMENTO AMBIENTAL

Gestão de Resíduos Sólidos
154 Adequar a coleta e a destinação de resíduos sólidos à Política Nacional de Resíduos Sólidos.
155 Ampliar a coleta seletiva de resíduos secos.
156  Realizar campanhas de educação ambiental para conscientizar a população sobre a importância de separar os lixos seco e úmido.
157 Incentivar a ampliação das ações de logística reversa, destinada à coleta e restituição dos resíduos sólidos aos seus geradores.

Esgotamento Sanitário
158 Cobrar o cumprimento integral do contrato de concessão para prestação do serviço público de esgotamento sanitário de Blumenau com qualidade.

Abastecimento de água
159 Modernizar o sistema de coleta, tratamento, distribuição e abastecimento de água tratada com base no Plano Municipal de Saneamento.
160 Incentivar a preservação das nascentes na área rural de Blumenau.

DEFESA CIVIL

Prevenção e ação em desastres naturais
161  Melhorar o sistema de alerta de enchentes como forma de reduzir os danos e prejuízos em eventos extremos.
162 Viabilizar as condições institucionais e operacionais para a implantação do Plano Municipal de Redução de Riscos (PMRR).
163 Articular a operacionalização do PMRR de forma integrada com a legislação urbanística e com as políticas e ações municipais nas áreas de habitação, meio ambiente, assistência social, saneamento ambiental.
164  Instituir política pública de remoção parcial ou total de edificações que ocupam as áreas ribeirinhas (leito secundário de rios), de forma integrada com o Plano Municipal de Habitação de Interesse Social.
165 Condicionar as autorizações de aterros à realização de levantamentos hidrológicos que avaliem as manchas de inundação para períodos de retornos de 10, 25, 50 e 100 anos.
166 Adequar e regularizar a infraestrutura de drenagem pluvial, abrangendo galerias e a tubulação de ribeirões.
167  Realizar levantamento sobre a condição das pontes e a necessidade de reforço na estrutura ou substituição.
168 Gerenciar as áreas de ocupação irregular, impedindo o crescimento destas áreas e viabilizando soluções para as áreas já existentes de forma integrada com o Plano Municipal de Habitação de Interesse Social.
169 Organizar o sistema integrado de monitoramento e operação das comportas e polders (PIs), determinando simulações periódicas do funcionamento dos equipamentos.
170  Realizar a manutenção periódica de dragagem e desassoreamento dos ribeirões da cidade.
171  Articular a criação de um plano regional de redução de riscos, envolvendo os municípios localizados na bacia hidrográfica do Rio Itajaí.

GESTÃO AMBIENTAL

172  Intensificar ações de educação ambiental de forma integrada com a Secretaria de Educação, visando construir valores sociais, conhecimentos, habilidades, atitudes e competências voltadas para a conservação do meio ambiente.
173 Fazer cumprir o Código Municipal do Meio Ambiente.
174 Intensificar as ações de monitoramento e fiscalização do meio ambiente.
175 Agilizar a análise dos processos de licenciamento ambiental.

DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO SUSTENTÁVEL

ECONOMIA URBANA – INDÚSTRIA, COMÉRCIO, SERVIÇOS E
TURISMO
176  Implementar o desenvolvimento econômico sustentável, baseado em alta tecnologia e inovação, promovendo a interação entre o setor produtivo, científicotecnológico e instituições de apoio.
177  Orientar a qualificação da mão de obra de acordo com perfil e as características econômicas de Blumenau.
178  Incentivar a ampliação da rede hoteleira de Blumenau como forma de melhorar a infraestrutura para o turismo de eventos e negócios.
179  Incentivar empresas de base tecnológica e inovação.
180  Incentivar e facilitar a abertura de micro e pequenas empresas.
181  Criar um elo estratégico Universidade e iniciativa privada para pesquisa, desenvolvimento e transferência de tecnologia e inovação.
182 Apoiar a reorientação da matriz industrial e a diversificação da economia local, baseada em inovação e agregação de valor.
183 Incentivar a atração de novos talentos e a qualificação do trabalho na região.
184 Estimular a ampliação da capacidade competitiva das empresas blumenauenses.
185 Elaborar o plano de marketing de Blumenau visando ampliar a competitividade do município como destino turístico.
186 Fomentar ações junto às entidades turísticas e representativas que fortaleçam o turismo regionalizado no roteiro Vale Europeu.
187 Qualificar e aumentar a oferta de produtos e atrativos turísticos em Blumenau.
188 Desenvolver e implantar sistema de informação e pesquisa de demanda turística junto aos equipamentos e serviços turísticos.
189 Motivar ações na melhoria de estrutura dos serviços, equipamentos turísticos e segurança pública.
190 Fomentar cursos e treinamentos para profissionalização e capacitação na área do turismo.
191 Articular ações na melhoria de infraestrutura de acesso a Blumenau.
192  Contribuir para a geração de trabalho e renda da população em situação de vulnerabilidade social e do pequeno empreendedor, disponibilizando apoio e qualificação nas áreas de produção, comercialização e formação empreendedora.
193 Certificar os produtos de Blumenau, com selo de qualidade de produto artesanal e exclusivo, para promover a comercialização visando à sustentabilidade do artesão.
194 Implantar o poupa tempo empresarial, simplificando os processos e integrando os sistemas para agilizar a abertura de empresas naquilo que depende da Prefeitura.
195 Agilizar a análise de consultas e processos da construção civil.
196 Criar banco de informações empresarias para identificar o potencial de investimento e retorno de novos negócios segmentado por bairros.
197  Implantar uma praço de serviços para empreendedores no Ciampev / Ampe (…).
198 Regulamentar a Lei Geral da Microempresas com participação conjunta das entidades empresariais.

ECONOMIA RURAL – AGRICULTURA E PECUÁRIA
199 Elaborar pesquisa para dimensionar a cadeia produtiva agropecuária em Blumenau.
200 Elaborar o Plano de Desenvolvimento Rural de Blumenau com base na pesquisa de dimensionamento da atividade rural.
201 Capacitar os produtores e proprietários rurais em novas tecnologias produtivas e técnicas de gestão das propriedades rurais.
202 Ampliar a assistência técnica com foco na sustentabilidade das propriedades rurais.
203 Incentivar a reorganização dos produtores rurais em cooperativas e associações.
204 Implantar a política de apoio aos proprietários rurais na área de equipamentos e maquinários.

NOVA GESTÃO PÚBLICA

GESTÃO PÚBLICA PARA RESULTADOS

205 Modernizar a estrutura administrativa, reduzindo o número de secretarias, visando aumentar a eficiência, eficácia e efetividade da administração pública municipal com foco em otimização do uso dos recursos públicos e geração de resultados para os cidadãos e na intersetorialidade na execução das políticas públicas municipais.
206 Reduzir os cargos comissionados.
207 Mapear e redesenhar processos visando a simplificação, agilização e qualificação na prestação dos serviços públicos para a população.
208 Descentralizar a prestação de serviços públicos para os bairros.
209 Monitorar e avaliar resultados por meio do uso intensivo de tecnologia da informação e comunicação.
210 Agilizar e facilitar o acesso aos serviços públicos
211 Criar e implantar auditorias setoriais a fim de estabelecer um controle permanente da qualidade e efetividade dos gastos públicos.
212 Implantar um rigoroso controle na compra de materiais, contratação de serviços e gestão dos contratos com fornecedores e prestadores de serviços.
213 Buscar parceria com Universidade para atestar a qualidade das obras contratadas pelo município.
214 Ampliar as funcionalidades do governo eletrônico visando facilitar o acesso, via internet, a documentos e certidões sem a necessidade de deslocamento até a Prefeitura.
215 Encaminhar para Câmara de Vereadores, no início do período legislativo, projeto de Emenda à Lei Orgânica do Município de Blumenau instituindo a obrigatoriedade de elaboração e cumprimento do Programa de Metas pelo Poder Executivo.
216 Planejar todas as áreas de atuação das administrações direta e indireta da Prefeitura Municipal de Blumenau nos primeiros três meses de governo, resultando no Programa de Metas do Poder Executivo.
217 Definir para cada área de atuação missão, problemas prioritários, objetivos, indicadores, metas, programas, projetos e contratos de gestão como forma de operacionalizar o Programa de Metas do Poder Executivo, contemplando iniciativas e indicadores do Programa Cidades Sustentáveis.
218 Instituir Comissão Permanente de Avaliação de Desempenho das áreas e gestores com base no Programa de Metas do Poder Executivo e contratos de gestão.
219 Otimizar os canais de comunicação da Prefeitura com as comunidades dos bairros.

GOVERNANÇA COMUNITÁRIA
220 Instituir os Conselhos de Governança Comunitária, abrangendo todos os bairros de Blumenau, agrupados nas regiões do Centro, do Badenfurt, da Velha, da Escola Agrícola, da Fortaleza, do Garcia e das Itoupavas, visando prestar contas e discutir prioridades com as comunidades dos bairros.

VALORIZAÇÃO DOS SERVIDORES
221 Valorizar o servidor de carreira.
222 Avaliar os servidores na prestação de serviços, renumerando-os com base nos resultados do seu trabalho para a população.
223 Implantar programa de desenvolvimento e avaliação de desempenho com base em competências.
224 Formular e aplicar políticas de capacitação e treinamento dos gestores e dos servidores públicos, que estimulem a compreensão de seu papel social e de sua capacidade de articular soluções para as demandas da cidadania.
225 Implementar estratégias e práticas de excelência em gestão, que potencializem a qualidade, a produtividade e a inovação, com participação e compromisso de todos, para melhor atender ao cidadão.
226 Fazer cumprir a legislação municipal que determina o percentual de cargos comissionados por servidores de carreira.

Kuhlmann quer seguir com o governo de Kleinübing

05 de agosto de 2012 0

Jean Kuhlmann (PSD), candidato a prefeito

O candidato da situação, Jean Kuhlmann (PSD) quer dar seguimento ao governo do prefeito João Paulo Kleinübing. Confira as propostas apresentadas pelo candidato ao Tribunal Superior Eleitoral:

Educação
1 aperfeiçoar o Plano de Carreira do Magistério, instituindo mecanismos de premiação por mérito e produtividade;
investir na formação continuada dos professores;
2 ampliar gradativamente a hora atividade com vistas a atingir o percentual indicado no Decreto n° 6.094, de 24 de Abril de 2007;
3 criar o programa Adote uma Escola, consolidando parcerias público-privadas;
4 buscar a universalização da Educação Infantil através da ampliação das vagas oferecidas;
5 adaptar as estruturas físicas das unidades de ensino, para que permitam o acesso das pessoas com deficiência;
6 aprimorar o uso das tecnologias de informação nas escolas;
7 ampliar através da realização de novos concursos públicos a contratação de profissionais especializados para o atendimento das crianças com deficiência;
8 fortalecer os conselhos escolares e desenvolver ações que promovam a interação da comunidade com a escola;
9 transformar o Museu Fritz Muller em museu/escola tornando-o base para a educação ambiental e para o desenvolvimento sustentável da cidade.
10 manter o sistema seriado de ensino;
11 garantir a alimentação de qualidade no espaço escolar;
12 ampliar os programas de contraturno e jornada ampliada nas escolas;
13 equipar todas as escolas com quadras poliesportivas cobertas e espaços multiusos;
14 elaborar com a participação da sociedade o Plano Municipal Decenal de Educação estabelecendo metas e estratégias para o desenvolvimento da educação para os próximos 10 anos, desde o nível básico até o superior, incluindo o ensino profissionalizante para jovens e adultos.
Saúde
15 ampliar as atividades da Gerência de Planejamento, Monitoramento e Captação de Recursos (busca de recursos e projetos);
16 ampliar os atendimentos, principalmente nas especialidades que apresentam maiores demandas: Ortopedia e traumatologia, Oftalmologia, Angiologia, Cardiologia, Otorrinolaringologia;
17 criar uma Unidade de Saúde de Referência que atenda exclusivamente as necessidades dos alunos da rede de ensino;
18 ampliar os investimentos no Setor Primário (Postos de Saúde);
19 criar uma Unidade Avançada de Saúde da Mulher com pronto atendimento ginecológico;
20  ampliação de serviços e tratamentos Oncológicos através de parcerias com o Governo do Estado e os Municípios vizinhos usuários (construção da casa-mata com instalação de acelerador linear e centro de diagnóstico por imagem – dentro dos protocolos da ANS);
21 ampliação dos programas anti-drogas, apoiando psicologicamente as famílias;
22 criar o programa de Prática de Esportes nos Bairros, em parceria com os cursos de saúde e educação física das universidades, com o objetivo de estimular hábitos de vida saudáveis monitorando freqüência cardíaca, pressão arterial e peso;
23 ampliar o programa de Saúde na Terceira Idade;
24 criar o programa Contingencial de Vacinação (capacidade de resposta de estrutura e infra-estrutura);
25 ampliar o horário de atendimento dos Ambulatórios Gerais com atendimento de livre demanda;
26 realizar o mutirão de saúde, uma vez por semestre, fazer nos bairros o “sábado do check-up”, medição de pressão e glicose, exame de vista e encaminhamentos. Também serão ministradas palestras voltadas aos adolescentes e idosos da comunidade sobre saúde bucal, exercícios físicos e alimentação.
27 ampliar o serviço de prótese odontológica;
28 criar o pronto atendimento odontológico nos finais de semana;
29 ampliar os serviços de endodontia (tratamento de canal);
30 instituir o programa Blumenau sem Drogas em convênio com a Secretaria da Educação, Secretaria de Saúde, Guarda Municipal e Polícia Militar nas escolas;

ADMINISTRAÇÃO, GESTÃO, TRANSPARÊNCIA E PARTICIPAÇÃO POPULAR

31 reavaliar a estrutura organizacional da administração direta e indireta, buscando a valorização dos servidores efetivos e a redução dos cargos comissionados;
32 reativar o programa Prefeitura nos Bairros;
33 implantar o Planejamento Estratégico Participativo (PEP), envolvendo a população no processo de definição de objetivos, metas e ações, através da criação dos Conselhos de Desenvolvimento de Bairro;
34 fortalecer os conselhos municipais, aprimorando e ampliando a sua participação na administração pública;
35 criar o Plano de Gestão por Resultados, (Contrato de Gestão), com acompanhamento publicado na internet;
36 aprimorar o Plano de Carreira do Servidor;
37 manter e ampliar o programa de Capacitação Continuada do Servidor com foco na profissionalização, melhoria e tecnicidade;
38 finalizar a implantação do Orçamento Base Zero, como instrumento de planejamento orçamentário;
39 instituir o programa Desperdício Zero;
40 aumentar a integração e comunicação entre os setores da prefeitura, agilizando atendimentos, resultados e demandas sociais;
41 criar a Ouvidoria Cidadã.

ASSISTÊNCIA SOCIAL, INCLUSÃO E PROTEÇÃO À PESSOA

42 fortalecer o programa Adolescente Aprendiz oportunizando espaços de qualificação e inserção no mercado de trabalho para os adolescentes de 14 a 16 anos;
43 desenvolver oficinas de inclusão digital para a terceira idade;
44 criar o projeto CRAS Móvel, para levar a assistência social para as famílias que residem em locais distantes da cidade (serviço itinerante permanente);
45 fortalecer o programa Blumenauense de Capacitação e Inclusão no Mercado de Trabalho, destinado às pessoas desempregadas e de baixa renda;
46 criar o Cartão Cidadão Blumenauense, facilitando o atendimento e acesso aos principais órgãos governamentais, assistência social, saúde, educação e habitação;
47 fortalecer o programa de Apoio, Orientação e Prevenção às famílias com pessoas dependentes de drogas;
48 criar Projeto Piloto da Creche do Idoso, local para idosos semi-dependentes em período integral (diurno);
49 fortalecer os Programas Municipais de Apoio à Mulher, Idoso, Criança e Adolescente vítimas de violência (doméstica, intra-familiar, física, sexual, maus-tratos, abandono e negligência);
50 priorizar o atendimento às pessoas com deficiência, respeitando as suas necessidades, adaptando os espaços públicos e capacitando os seus servidores para melhor atendê-las.
51 promover ações de conscientização sobre a necessidade de adequação de prédios, calçadas, entre outros, a fim de facilitar o acesso das pessoas com deficiência em nossa cidade.
52 desenvolvimento de parcerias para captação de recursos da iniciativa privada – pessoa física e jurídica, através do abatimento do Imposto de Renda para os Fundos Municipais das áreas da infância/adolescência e idoso;
53 revitalizar ações de Orientação Social e Psicológica, que permita o acompanhamento das crianças e adolescentes em idade escolar com dificuldades;
Regularização Fundiária e Habitação
54 ampliar o programa habitacional para população de baixa renda;
55 criar o programa de Melhorias em Habitações, a ser realizado em áreas já mapeadas como por exemplo, Velha, Velha Grande, Nova Esperança e Progresso;
56  desenvolver nas Zonas de Especial de Interesse Social (ZEIS) infraestrutura para a instalação de um núcleo econômico, de estabelecimentos comerciais, escolas, entre outros, além das instalações de água, energia, esgoto sanitário e telefone;
57 ampliação do programa de Regularização Fundiária, com entrega de escrituras das unidades regularizadas;
58 implantar um sistema de apoio às famílias de baixa renda, na confecção dos projetos exigidos na regularização ou construção da casa própria;
Segurança e Defesa Civil
59 criar o Conselho Municipal de Segurança e Defesa Social, formado por representantes de classe e lideranças da sociedade civil;
60 criar Sistema de Otimização do Trânsito, com a instalação de sinaleiras inteligentes (Sistema OCR), criando conceito de cidade segura;
61 criar a Secretaria Municipal de Segurança e Defesa Social;
62 criar a Guarda Municipal;
63 consolidar e orientar a população para o Plano Municipal de Defesa Civil;
64 ampliar o Plano Preventivo de Defesa Civil, acompanhando e atualizando áreas de risco previamente mapeadas;
65 criar o programa de Verificação Periódica como forma de fiscalização nas áreas mapeadas como de risco na cidade prevenindo acidentes e problemas futuros;
66 criar a Casa de Passagem, com o objetivo de atender emergencialmente as famílias retiradas das áreas de risco (período de 15 dias); (deflagrado pela defesa civil e administrado pela assistência social);
67 implantar o sistema Alerta Blu e integrar o sistema de alerta regional a ser implantado pelo Governo do Estado;
Desenvolvimento Sustentável e Inovação Tecnológica
68 consolidar Blumenau como Centro de Referência em Conhecimento e Especialização de atividades que gerem valor agregado em setores como moda/vestuário, informática, produtos têxteis em geral e outros, fortalecendo a relação com universidades e escolas técnicas da região;
69 estabelecer no Bairro Itoupava Seca o Distrito da Inovação, implantando centros de inovação em parceria com a iniciativa privada, escolas técnicas e universidades;
70 implantar o programa Bairro Forte, fomentando atividades econômicas baseadas nas evidentes capacidades de cada bairro ou localidade;
71 ampliar as ações do programa Blumenau Cidade Empreendedora, apoiando o empreendedorismo e as micro e pequenas empresas inseridas nas cadeias produtivas e nos arranjos produtivos locais;
72 consolidar e ampliar a Região da Vila Germânica como complexo de feiras e eventos de negócios e turismo;
73 fomentar a utilização do Aeroporto Regional de Blumenau;

TRANSPORTE COLETIVO E MOBILIDADE SUSTENTÁVEL

74 estender aos bairros os corredores de ônibus, implantar gradativamente matrizes energéticas menos poluentes para o transporte coletivo e implantação de novos pontos de ônibus com respectivos mobiliários;
75 consolidar a integração temporal do transporte coletivo;
76 consolidar a integração física e tarifária do transporte metropolitano;
77 desenvolver ações de educação no trânsito tornando o convívio entre população e automóveis mais harmonioso;
78 ampliação de ciclovias garantindo, ao máximo, espaços exclusivos para bicicletas e viabilização da bicicleta de aluguel;
79 criação de passagens seguras em locais de grande fluxo de pedestres, como escolas, empresas, centros comerciais e turísticos;
80 implantação de novos terminais de ônibus (Água Verde e Itoupava Central) e revitalização da rodoviária;
81 implantação/melhoria de calçadas no entorno de equipamentos públicos e programa de execução/melhoria de calçadas nos bairros;
82 dar continuidade na implantação de vias estruturadoras (ex.: Complexo da Ponte do Badenfurt, ligação da Rua 1º. de Janeiro com Rua Dr. Pedro Zimermann, prolongamento da Rua Humberto de Campos, novas pontes, etc);
83 requalificação de sinalização e ocupação das vias urbanas que permitam o ordenamento do espaço para o uso do veículo, ciclista e pedestre;
84 criar a central de controle de trânsito, permitindo o ajuste em tempo real das condições de trafegabilidade;
85 realizar intervenções viárias estratégicas para melhorar a segurança e fluidez do tráfego;
Esporte
86 ampliar, através do Projeto Blumenau Vencedor, o treinamento, acompanhamento e aperfeiçoamento de alunos da rede escolar e também atletas veteranos para capacitá-los para competições nacionais e internacionais;
87 criar o programa Blumenau nas Praças através da valorização e aproveitamento das praças, parques e jardins, mediante a realização de eventos esportivos e culturais nesses locais;
88 criar o Fundo Municipal de Esporte para ampliar a capacidade de investimento nos programas da Fundação Municipal de Desportos;
89 apoiar através do programa Esporte nos Bairros, iniciativas esportivas em escolas, praças e diversos espaços da cidade;
90 apoiar o Esporte Solidário, incentivando eventos que movimentem e envolvam a comunidade
91 criar o programa Blumenauense de Eventos Esportivos, gerando na cidade a rotina de atividades esportivas de importância nacional que contribuam com a economia de Blumenau .
92 criar a Olimpíada da Terceira Idade, com atividades compatíveis com as possibilidades dos nossos idosos, como bolão, tiro, jogos de cartas e tabuleiro, gincanas, dança, preparação de receitas típicas, entre outras;
93 criar as Olimpíadas das Empresas;
94 ampliar Projeto de Iniciação Esportiva, manter e incrementar os pólos esportivos nos bairros, através de ampliação da parceria com iniciativa privada;
95 criar Programa Saúde na Quadra, através da criação de parcerias para proporcionar acesso a tratamentos de fisioterapia, médico, odontológico para atletas e técnicos;
96 ampliar a capacidade de investimento nos programas da Fundação Municipal de Desportos através do desenvolvimento de projetos para captação de recursos;
97 criar o Projeto Blumenau Olímpico para o fortalecimento das condições do “esporte de alto rendimento” com a participação em competições internacionais, capacitação técnica e realização de eventos esportivos que contribuam com a economia de Blumenau;
98 criar o programa Blumenauense de Apoio ao Paradesporto, aperfeiçoando e adequando as atividades esportivas à norma técnica do paradesporto.
Gestão ambiental
99 fortalecer a educação ambiental nas escolas municipais;
101 ampliar o programa de Educação Ambiental nas Empresas;
102 desburocratizar e agilizar os procedimentos realizados pela Faema;
103 criar os Parques Lineares (Garcia, Velha, Fortaleza e do Testo), aliado à criação de novas unidades de conservação e adequação das já existentes, garantindo proteção ambiental, segurança e lazer;
104 reestruturar o Museu Fritz Muller e o roteiro da natureza, integrando-o aos demais roteiros ecológicos oferecidos na região do Médio Vale do Itajaí;
105 criar um Programa de Incentivo para o fortalecimento das ações voltadas à melhoria da qualidade ambiental no município de Blumenau;
106 aprimorar as ações na gestão da arborização urbana e demais espaços verdes do município de Blumenau;
107 aprimorar as ações visando a gestão integrada de Resíduos Sólidos, de acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS.

INFRA-ESTTRUTURA E SERVIÇOS URBANOS
108 criar um sistema de manutenção diferenciado, utilizando novas tecnologias que permitam o revestimento de vias secundárias e de corredores de serviço;
109 criar o Plano de Manutenção Preventiva e Corretiva;
110 criar o programa Municipal de Passeios Públicos, com cartilha de orientação para a construção
111 criar o programa de Drenagem Urbana, mapeando e cadastrando as tubulações de águas pluviais nas vias e suas necessidades para aplicar soluções pontuais em casos de alagamentos de pontos críticos da Cidade (enxurradas);
112 incentivar a contenção das águas da chuva dentro das propriedades ou imóveis;
113 criar o programa Municipal de Micro-Áreas Verdes Domésticas, conscientizando e incentivando a contenção das águas da chuva dentro das propriedades ou imóveis;
114 adquirir novos caminhões de hidrojato e montar equipes para sua utilização;
115 criar o Plano Municipal de Iluminação, ampliando o processo de modernização da Iluminação Pública gerando mais conforto e segurança;
116 criar o programa Cidade Limpa, definir Polígonos (Área) para Limpeza Urbana reduzindo gastos e aumento a eficiência da limpeza das vias e passeios;
117 fortalecer o uso das praças públicas, revitalizando as já existentes e construindo novas;
118 instituir o Plano de Recuperação de Pontes e Pontilhões, com o objetivo de substituir os pontilhões de madeira por pontes de concreto e realizando a recuperação estrutural das pontes de concreto existentes.

TURISMO
119 criar Plano de Consolidação da Rua XV de Novembro como a “rua comercial mais bonita do Brasil”;
120 consolidar a implantação do Distrito Turístico da Vila Germânica, com Centro de Convenções, hotéis, bares temáticos, restaurantes típicos, museu e lojas, através de parceria com iniciativa privada;
121 criar programa Cidade Turismo nas Escolas, enfatizando a formação da consciência turística junto à população concentrando as ações na rede de ensino pública e privada;
122 criar o programa Blumenau 365 Dias, ampliando os atrativos turísticos da cidade, visando aumentar o tempo de permanência do turista em Blumenau;
123 criar o programa de Eventos Brasil 2014 e 2016, para aproveitar o movimento turístico do país durante o período da realização da Copa do Mundo, em 2014, e das Olimpíadas, em 2016;
124 criar o projeto Blumenwagen, roteiro de ônibus circular no centro da cidade, visando atender a população local e o turista em city tours;
125 consolidar Blumenau como centro de eventos e feiras de negócios em nível nacional e internacional;
126 apoiar iniciativas turísticas desburocratizando e fomentando a criação de festas com base em produtos fabricados na região.

CULTURA
127 criar um plano de reuniões periódico com os diversos segmentos culturais de Blumenau, a fim de definir prioridades na consecução da Política Municipal de Cultura;
128 manter e ampliar as verbas destinadas à Fundação Cultural de Blumenau e ao Fundo Municipal de Apoio à Cultura;
129 criar estratégias para a proteção e promoção das manifestações artísticas e culturais, bem como fortalecer a diversidade cultural, constituída de diferentes linguagens e bens simbólicos;
130 manter a Gincana Cidade de Blumenau;
131 ampliar as programações e atrações no Centro Cultural da Vila Itoupava;
132 incentivar as atividades do Centro de Difusão da Literatura Regional para Cegos, ajudando a promover o acesso das pessoas com dificuldade ou deficiência;
133 adotar as escolas como espaços culturais para a realização de eventos, oficinas e espetáculos, viabilizando a formação de platéias em diversos gêneros e linguagens artísticas;
134 intensificar a ação do programa, Fundação Cultural nos Bairros, levando às pessoas a arte, educação, aproximando-os das manifestações culturais e divulgando a agenda;
135 incentivar atividades culturais que possam ser realizadas em escolas e espaços culturais, como por exemplo, o Proler;
136 universalizar o acesso dos blumenauenses à fruição e produção cultural, considerando que a cultura é imprescindível para o desenvolvimento e componente essencial para a melhoria da qualidade de vida de um povo.

Ana Paula quer humanizar a relação com as pessoas

05 de agosto de 2012 0

Ana Paula Lima (PT), candidata a prefeita

A candidada à prefeitura de Blumenau pelo PT, Ana Paula Lima quer humanizar a relação da prefeitura com os cidadãos de Blumenau. Confira algumas das propostas da candidata, conforme documento entregue ao Tribunal Superior Eleitoral:

1 – humanizar a relação da prefeitura com os moradores de Blumenau

2 – construção de Unidades de Pronto Atendimento 24 horas

3 – eliminar o déficit de vagas na educação de 0 a 5 anos, atendendo plenamente a atual demanda

4 – criar escolas de educação em tempo integral

5 – aperfeiçoar a carreira do magistério

6 – readequar os espaços físicos das escolas e CEIs aos novos desafios sociais, econômicos e ambientais

7 – possibilitar aos educadores e educandos o acesso as novas tecnologias

8 – buscar constantemente a segurança e fluidez na circulação de tráfego urbano

9 – criar ligações viárias estruturais, binários, novas pontes e viadutos

10 – interferir imediatamente com obras estruturais no trânsito; construção de calçadas, projetos de arborização, integração e ampliação das ciclovias, praças nos bairros

11 – construir uma Blumenau mais Segura, sendo reconhecida como uma cidade que reduziu seus índices de violências e criminalidade, propiciando uma convivência mais cidadã à população

12 – criar a Secretaria Municipal de Segurança Pública e Cidadania

13 – priorizar o trabalho de prevenção à violência e a drogadição através do Programa Nacional de Segurança Pública e Cidadania (PRONASCI)

14 – criação da Guarda Municipal com estrutura regimental e operacional específicas

15 – implementar ações relativas ao ajuste e a regulamentação da convivência harmônica e segura da população dentro dos limites geográficos e climáticos de Blumenau

16 – construir uma agenda de compromissos para desenvolver políticas de prevenção de danos ambientais, inclusão social e superação das desigualdades

17 – ampliar a democracia com a criação de canais de participação comunitário para compartilhar decisões importantes entre governo e sociedade

18 – fortalecer um vínculo direto com os programas estaduais e federais de desenvolvimento da cidade.

Confira as promessas dos candidatos a prefeito de Blumenau

05 de agosto de 2012 0

O Jornal de Santa Catarina estreia nesta segunda-feira o blog Promessômetro. O instrumento, criado em 2008, vai elencar e monitorar as promessas feitas pelos candidatos a prefeito. O registro dos compromissos será feito conforme sejam firmados, seja no planos de governo, em entrevistas, nos debates ou no horário eleitoral obrigatório, que começa em 21 de agosto.

Até o momento, com base no levantamento feito pelo Santa somam 404 as promessas feitas pelos candidatos à prefeitura de Blumenau. Todas retiradas do plano de governo dos quatro concorrentes, registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Até o momento, quem registrou mais promessas foi o candidato pelo PSDB, Napoleão Bernardes : 226. Depois, vem Jean Kuhlmann (PSD), com 136, Osni Wagner, com 24, e Ana Paula Lima (PT), com 18.

Acompanhe e monitore com a gente!