Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

O maior erro de arbitragem do futebol brasileiro

21 de setembro de 2011 10

Em uma enquete rápida no meu twitter (@julimarpivatt0), perguntei aos seguidores o maior erro de arbitragem que eles lembram. Uns falaram da final do Brasileiro de 1995, quando o árbitro Márcio Rezende de Freitas foi decisivo no título do Botafogo. Também lembraram da semifinal do Paulista de 1998, entre Corinthians e Portuguesa. E até da decisão entre Corinthians e Brasiliense na Copa do Brasil de 2002.
Todas são histórias mais recentes e que você deve ter acompanhado. Eu, apesar de não ter visto, sempre penso na final da Copa do Mundo de 1966, quando a Inglaterra venceu com um gol irregular. Pela importância, eu acredito que tenha sido o maior erro da história do futebol. Mas em terras brasilerias, eu sempre ouvi falar da final do Campeonato Paulista de 1973, para mim o erro mais grotesco do futebol brasileiro, responsável por colocar um asterisco na lista de campeões.
Santos e Portuguesa se enfrentaram pela decisão do título. Após dois empates em 0 a 0 (no tempo normal e na prorrogação), a partida foi para os pênaltis. O Santos perdeu a primeira cobrança e converteu as outras duas. A Portuguesa perdeu as três primeiras, mas ainda tinha chances de empatar. O árbitro Armando Marques se confundiu na contagem e encerrou a partida quando a Lusa perdeu a terceira cobrança. O Santos fez a festa no gramado e a confusão só foi resolvida horas depois.
Dirigentes da Federação Paulista de Futebol procuraram Marques, que reconheceu o erro. Chegou a se cogitar a possibilidade dos atletas voltarem para cobrar as penalidades restantes, mas muitos já haviam até deixado o vestiário. Para evitar confusão, houve um consenso e os dois times foram declarados campeões daquele ano.

E para você, qual foi o maior erro de arbitragem do futebol? Quem sabe com a ajuda de vocês eu monte uma lista com os jogos mais polêmicos.

No vídeo abaixo, exibido pelo exinto Canal 100, os melhores momentos da final paulista de 1973.

Comentários (10)

  • rafael diz: 21 de setembro de 2011

    Pô Julimar… Corinthias e Inter em 2005 – roubaram no jogo, depois roubaram o campeonato todo! A roubalheira foi institucionalizada! “Zveiteraço” – O próprio presidente do Corinthias declarou: Internacional Campeão Brasileiro de 2005!

  • Diogo Gonçalves diz: 21 de setembro de 2011

    MUNDIALMENTE essa é INESQUECÍVEL e muitooo DECISIVA!!!

    ARGENTINA 2X1 INGLATERRA

    Campeonato – Copa de 1986 (quartas-de-final)

    Data – 22.6.86

    Estádio – Azteca (Cidade do México, México)

    Árbitro – Ali Bem Naceur (Tunísia)

    Aos 6 minutos do segundo tempo, o pequenino meio-campo Maradona saltou com o grandalhão goleiro Shilton. Com o punho esquerdo (abaixo, a prova do crime em dois ângulos), ganhou a dividida aérea e desviou a bola para as redes. E saiu comemorando. “Fiz o gol com a minha cabeça e a mão de Deus”, declarou o camisa 10 argentino. Sem essa “mãozinha divina” — e do juizão Naceur, que não viu o lance — , a história da Copa poderia ter sido outra.

    http://www.youtube.com/watch?v=CiSwX7lW7xE

  • Diogo Gonçalves diz: 21 de setembro de 2011

    NACIONALMENTE essa é BIZARRA!!!

    Santacruzense x Atlético Sorocabana – Copa da Federação Paulista, 2006

    Se em jogos envolvendo os grandes clubes do país, já acontecem erros monumentais da arbitragem, imagine o que deve se passar nas quintas divisões desse imenso Brasil.
    Para se ter uma amostra, veja a lambança da arbitragem na partida Santacruzense x Atlético Sorocabana, válida pela Copa da Federação Paulista de 2006. A árbitra Sílvia Regina, simplesmente validou o gol feito pelo gandula. É duro de acreditar, mas aconteceu.

    http://www.youtube.com/watch?v=Y-A-EnoxpJ8

  • Rubens Schmidt Junior diz: 21 de setembro de 2011

    http://www.youtube.com/watch?v=w2WtU1ts_CQ – Ali tem os erros do Simon. O erro do minuto 1:19 é o mais ridículo que já vi. O jogo é irrelevante pra maioria, mas sempre penso no cara que saiu de casa – deixou de comprar o leite pra patroa e foi ver o jogo do time dele – ante de pensar sobre relevância. Sem contar que se trata do árbitro brasileiro de maior prestígio faz muito tempo.

  • Guilherme diz: 21 de setembro de 2011

    O Maior erro foi em 1999 campeonato catarinense figueirense e Joinville em fpolis.

    Terminou 2×2 e o empate na prorrogação eliminava o Joinville que estava vencendo o jogo até os 14 minutos do segundo tempo da prorrogação. O Juiz marcou penalti para o figueirense que foi fora da area, a 1 metro da area, E nem falta foi no lance.

    E tem vários lance só aqui em SC. Ainda mais com ajuda para times de fpolis.

    Abraços !!!!!!!!

  • Alcides Pereira diz: 21 de setembro de 2011

    Qdo vi o título do artigo logo me lembrei da lambança do Armandinho, considerado na época
    o melhor de todos.

    Eu, como bom torcedor do SANTOS e morava em S. Paulo na época, estava lá.
    Saimos comemorando e no caminho ouvimos pelo rádio a divisão do título.

  • André diz: 21 de setembro de 2011

    Concordo com o Guilherme. A arbitragem ajuda os times de Floripa na caruda.

  • Sérgio Paulo diz: 22 de setembro de 2011

    O consenso na divisão do título de 73 entre Santos e Portuguesa é um bom exemplo para o Sport, campeão da Segundona em 87 e acha que é campeão brasileiro. Aliás, está na série que merece.

  • Anderson diz: 22 de setembro de 2011

    Campeonato brasileiro de 1982. Gremio e Flamengo disputavam o terceiro jogo da final e um empate dava o título ao Gremio. Flamengo vencia por 1X0 quando, após um bombardeio na área rubro negra, a bola ia entrando, o que seria o gol do título gaúcho, quando Andrade, de dentro do gol, dá uma raquetada na bola. Apesar da intensa reclamação gremista, o árbitro da partida nada marcou, mesmo muito próximo do lance.

  • JC Dias diz: 24 de setembro de 2011

    Só um detalhe: Curíntia Braziliense não foi erro! Foi roubo mesmo, descarado, como em 2005.

Envie seu Comentário