Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Jogos Históricos: O primeiro título estadual da Chapecoense

30 de outubro de 2011 0

O primeiro título estadual da Chapecoense, em 1977, completa 34 anos neste domingo. Mas conquistá-lo não foi nada fácil. Tanto dentro de campo, quanto fora. Dentro das quatro linhas, um belo jogo contra o Avaí, com vitória por 1 a 0 e gol saindo nos minutos finais da partida. Na garra, o Verdão do Oeste superou o time da Capital, que não teve uma recepção muito amistosa. Na arquibancada, estendeu-se uma faixa com a frase “Avaí: persona non grata”.
O jogo foi cerca de polêmicas extra-campo. Tudo começou quando o lateral Cosme foi expulso em um amistoso oficial contra o Joaçaba, no dia 16 de setembro de 1977. O Avaí disse que ele não poderia jogar a primeira partida da decisão em Florianópolis, que terminou 1 a 1. Os dirigentes da Capital disseram, na época, que o time do Oeste enviou uma outra súmula do jogo de Joaçaba e que nesta não constava a expulsão de Cosme. Já a Chapeconse alegou que o vermelho foi para Elói.
E o segundo jogo, em Chapecó, terminou 4 a 3 para os donos da casa, novamente com Cosme em campo. O Leão, que tinha pedido no tribunal a impugnação do primeiro jogo, solicitou o mesmo para o segundo. No tapetão, a decisão foi que houvesse um terceiro jogo, no Oeste, porque a Chapecoense tinha a melhor campanha. Na época, a própria Revista Placar falou do caso, na edição de 4 de novembro de 1977.
Certo ou não, o ue vale até hoje foi a grande festa realizada em Chapecó. A Associação Chapecoense de Futebol, criada dois anos antes, mostrava que chegava para figurar entre os grandes do futebol catarinense. Tanto que disputou a Série A do Brasileiro em 1978 e 1979.

Ficha do Jogo:
CHAPECOENSE 1 x 0 AVAÍ
Local: Estádio Índio Condá, Chapecó (SC)
Data: 30/10/1977
Gol: Jaime, aos 40 minutos do segundo tempo
Árbitro: José Carlos Bezerra, auxiliado por Alan Giovani Abreu da Silva e Moacir de Oliveira.
Chapecoense:
Luís Carlos; Cosme, Carlos Alberto, Décio e Zé Carlos; Janga, Valdir e Sérgio Santos; Vilsinho (Jaime), Jorge e Eluzardo.
Técnico: Edgar Ferreira.
Avaí:
Zé Carlos; Orivaldo, Chico Botelho, Marcos e Cacá; Almir, Balduíno e Renato Sá; Ademir, Otacílio (Lourival) e Lico.
Técnico: Emílson Peçanha.

Fontes: Blog Memória Avaiana e Almanaque do Futebol Catarinense.

Envie seu Comentário