Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Participação única em Copas do Mundo, parte 2: Alemanha Oriental, Haiti, Zaire e Kuwait

21 de maio de 2014 0

1974

Alemanha Oriental 1974
Alemanha Oriental
A Copa aconteceu na Alemanha e foi a única vez que a extinta Alemanha Oriental participou da Copa do Mundo. Curiosamente, as duas seleções acabaram no mesmo grupo, o 1, e a Oriental se classificou em primeiro lugar depois de vitórias por 2 x 0 na Austrália e 1 x 0 na vizinha, além de um empate por 1 a 1 com o Chile. Na segunda fase, ficou no Grupo A, onde perdeu por 1 a o para o Brasil, por 2 a 0 para a Holanda e empatou em 1 a 1 com a Argentina.  Terminou a competição em sexto lugar.

Melhores momentos da vitória sobre a Alemanha Ocidental

 

Haiti 1974

Haiti
A seleção da América Central fez a segunda pior campanha na única Copa que participou. Caiu em uma chave duríssima e perdeu os três jogos que disputou — 3 x 1 para a Itália, 7 x 0 para a Polônia e 4 a 1 para a Argentina. O Haiti entrou para a história das Copas ao ter o primeiro jogador flagrado no exame antidoping: Ernest Jean Joseph.

O primeiro gol haitiano, abrindo o placar contra a Itália. Reparem na festa

Zaire 1974

República Democrática do Congo
A campanha do Haiti em 1974 só não foi pior que a do Congo. Na época, o país era chamado de Zaire e caiu no grupo 2, o do Brasil, e perdeu as três partidas, dando adeus à competição sem marcar um golzinho sequer. As derrotas foram por 2 a 0 para a Escócia, 9 a 0 diante da Iugoslávia e 3 a 0 contra o Brasil. Na segunda partida, aliás, o Zaire quase complicou a vida dos organizadores, que não tinham como colocar dois dígitos no placar eletrônico. Sorte que os iugoslavos pararam no nove.

Uma cena inusitada no confronto com o Brasil

1982

Kuwait 1982

Kuwait
O 21º lugar entre 24 participantes e o fato de ter conquistado apenas um ponto em três jogos não fizeram o Kuwait ser lembrado por suas participações em Copas. A estreia foi boa, empatando em 1 a 1 com a Tchecoslováquia. Mas as derrotas por 4 a 1 para a França e por 1 a 0 para a Inglaterra eliminaram o time do Oriente Médio. O destaque ficou para a invasão de campo do xeque Fahid Al-Ahmad Sabah, que reclamou do que seria o quinto gol da França, pedindo que o juiz anulasse, alegando que ele havia apitado antes. O pior é que o árbitro anulou. Por isso, foi suspenso pela Fifa e o dirigente, multado.

O vídeo de um dos lances mais polêmicos da história das Copas

Envie seu Comentário