Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts com a tag "rio de janeiro"

Efemérides do Futebol: 17 de Agosto

17 de agosto de 2014 0

Há 110 anos (1909)

Fundação do SR Delémont, clube da terceira divisão da Suíça

Fundação do SR Delémont, clube da terceira divisão da Suíça

Há 95 anos (1919)

- Fluminense vence Bangu por 4 a 0 e Botafogo faz 3 a 0 no Villa Isabel, pela 8ª rodada do Campeonato Carioca

Há 90 anos (1924)

- Corinthians perde por 1 a 0 para o Paulistano pelo Campeonato Paulista

Há 55 anos (1959)

Nasce, em Varsóvia, Jacek Kazimierski, goleiro reserva da Polônia nas Copas de 1982 e 1986

Nasce, em Varsóvia, Jacek Kazimierski, goleiro reserva da Polônia nas Copas de 1982 e 1986

Há 45 anos (1969)

- Com gols de Jairzinho, Edu e Mendoza (contra), Brasil vence o Paraguai, em Assunção, pelas Eliminatórias da Copa de 1970

Há 50 anos (1964)

Nasce, no Rio de Janeiro, Jorginho, lateral-direito do Brasil nas Copas de 1990 e 1994

Nasce, no Rio de Janeiro, Jorginho, lateral-direito do Brasil nas Copas de 1990 e 1994

- Pela abertura da Liga dos Campeões, Liverpool goleia o KR, da Islândia, fora de casa por 5 a 0

Há 40 anos (1974)

Nasce, em Copenhague, Niclas Jensen, zagueiro da Dinamarca na Copa de 2002

Nasce, em Copenhague, Niclas Jensen, zagueiro da Dinamarca na Copa de 2002

Nasce, em Guadalajara, Joel Sánchez, zagueiro do México na Copa de 1998

Nasce, em Guadalajara, Joel Sánchez, zagueiro do México na Copa de 1998

- Campeonato Carioca: Olaria 1 x 3 Fluminense e São Cristóvão 0 x 2 Botafogo
- Santos goleia o América/SP por 4 a 0 pelo Campeonato Paulista

Há 25 anos (1989)

- Quadrangular final do Catarinense: Criciúma 1 x 0 Blumenau e Marcílio Dias 2 x 1 Joinville

Há 20 anos (1994)

- Nos pênaltis, São Paulo vence o Olimpia e se classifica para a final da Libertadores. O adversário também saiu nesse dia e nos pênaltis: Velez Sarsfield, que venceu o Atlético Junior.


- Pela 2ª rodada do Grupo A do Brasileirão, Grêmio vence o Criciúma por 2 a 1 no Olímpico, gols de Carlos Miguel (2) e Betinho

- Inter de Lages vence a Caçadorense em casa por 3 a 2 pelo Campeonato Catarinense

Há 10 anos (2004)

- Com gols de Maurício (2), Sandro Oliveira e Doriva, Joinville vence o Ceará por 4 a 0 pela 18ª rodada da Série B

 

Jogos Históricos: O dia em que dois times deram volta olímpica com troféus improvisados

29 de julho de 2014 0
Botafogo, o legítimo campeão de 1990. Foto: Divulgação

Botafogo, o legítimo campeão de 1990. Foto: Divulgação

No dia 29 de julho de 1990, o Botafogo venceu o Vasco por 1 a 0 e conquistou o segundo título seguido do Campeonato Carioca. Mas a confusão de um regulamento confuso fez os dois times darem a volta a olímpica com troféus improvisados.
Vou tentar explicar. O regulamento previa que o título seria entre os campeões da Taça Guanabara e da Taça Rio, mas também previa que o time que fizesse mais pontos iria para a final direto. O Botafogo somou mais pontos e foi para a final. O Vasco, que venceu a Guanabara, chegou à decisão depois de vencer uma semifinal contra o Fluminense, campeão da Taça Rio.
Aí que vem a interpretação errada. O Vasco contou os dois pontos da semifinal para a classificação e, partindo desse princípio, com a vitória o Botafogo empatou em pontos com o time da Colina. Os vascaínos acreditavam então que a partida deveria ir para a prorrogação e o Botafogo, que já havia comemorado muito com um troféu improvisado, deixou o campo. O Vasco considerou que o adversário abandonou a partida e, sem troféu nenhum, deu a volta olímpica com uma caravela de papelão que veio das arquibancadas.
O caso foi para a a Justiça Desportiva, que dias depois considerou o Botafogo como legítimo campeão carioca de 1990.

Vasco pegando o troféu improvisado. Foto: Reprodução/TV Globo

Vasco pegando o troféu improvisado. Foto: Reprodução/TV Globo

Ficha do Jogo
BOTAFOGO 1×0 VASCO
Data: 29/7/1990
Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Público: 35.083 pagantes
Árbitro: Cláudio Garcia
Gol: Carlos Alberto Dias, aos 34min do segundo tempo
Botafogo
Ricardo Cruz; Paulo Roberto, Wilson Gottardo, Gonçalves e Renato Martins; Carlos Alberto Santos, Luisinho e Djair (Gustavo); Donizete, Valdeir e Carlos Alberto Dias. Técnico: Joel Martins da Fonseca.
Vasco
Acácio; Luiz Carlos Winck, Célio Silva, Quiñonez e Mazinho; Zé do Carmo, Marco Antônio Boiadeiro e Bismarck; Tita, Sorato e William (Roberto Dinamite). Técnico: Alcir Portella.

Veja os melhores momentos da partida

Jogos históricos: Palmeiras e Vasco campeões no mesmo dia em 1951

28 de janeiro de 2014 2

Nos primeiros anos de futebol profissional no Brasil, era comum uma competição começar em um ano e terminar no seguinte. Foi o que aconteceu com os Campeonatos Paulista e Carioca de 1950. Mas, curiosamente, as duas finais aconteceram no mesmo dia: 28 de janeiro de 1951. Palmeiras e Vasco foram os times que mais comemoraram naquele dia.

Verdão campeão. Em pé: Turcão, Oswaldo, Oberdan, Sarno, Villa e Waldemar Fiúme; Agachados: Lima, Canhotinho, Aquiles, Jair e Rodrigues. Foto: blogdoipe.com.br

Verdão campeão. Em pé: Turcão, Oswaldo, Oberdan, Sarno, Villa e Waldemar Fiúme; Agachados: Lima, Canhotinho, Aquiles, Jair e Rodrigues. Foto: blogdoipe.com.br

Em São Paulo, a decisão teve contornos épicos. A competição começou em agosto com o São Paulo, então bicampeão, largando na frente. Mas o Palmeiras sempre o seguiu de perto e assumiu a ponta vencendo o tricolor por 2 a 0, ainda no primeiro turno. Quando os dois times chegaram na última rodada, o Verdão jogava por um empate. E foi o que aconteceu.

Mas antes do jogo, uma tempestade castigou a capital paulista. O gramado do Pacaembu estava bastante prejudicado, tanto que o confronto ficou conhecido como “Jogo da Lama”. Mesmo assim, o juiz deu condições de jogo e logo aos quatro minutos, Teixeirinha fez 1 a 0 para o São Paulo. O gol do empate, e do título veio somente aos 15 do segundo tempo, com Aquiles.

Gigante da Colina em 1950. Em pé: Barbosa, Augusto, Laerte, Jorge, Danilo e Eli. Agachados, massagista Mário Américo, Alfredo, Ipojucan, Ademir, Maneca e Dejair. Foto: cacellain.com.br

Gigante da Colina em 1950. Em pé: Barbosa, Augusto, Laerte, Jorge, Danilo e Eli. Agachados, massagista Mário Américo, Alfredo, Ipojucan, Ademir, Maneca e Dejair. Foto: cacellain.com.br

Já no Rio de Janeiro, o Vasco enfrentava o América, com um time que fez história no Campeonato Carioca. Acabou bicampeão carioca com o maior número de vitórias, menor número de derrotas, melhor ataque, melhor defesa e o artilheiro — Ademir Menezes, com 25 gols.

A competição foi em pontos corridos e o jogo da última rodada definiu o campeão. A vitória por 2 a 1 veio em um jogo bastante truculento, com quatro expulsões, duas de cada lado. Ademir Menezes abriu o placar aos quatro minutos e, aos 40, Maneco deixou tudo igual. O gol do título saiu novamente dos pés de Ademir, aos 29 da etapa final.

Histórico de confrontos: Criciúma x Flamengo

08 de junho de 2013 3

Primeiro confronto entre as duas equipes foi em 1988

Estamos na 5ª rodada e o grande jogo é o confronto entre Grêmio e São Paulo. Mas como o tricolor paulista já entrou nesta lista e a ideia é não repetir muito as equipes, vamos a um jogo aqui em território catarinense. Neste sábado, o Criciúma recebe o Flamengo com grande chance de se aproximar do G4. O rubro-negro não vive uma boa fase e o Tigre pode se aproveitar disso. Por outro lado, já vimos, em diversas oportunidades, algum time iniciar uma reação logo depois da queda de um técnico.
Na história do Brasileirão, os dois times já se enfrentaram dez vezes, com cinco vitórias do Flamengo, duas do Criciúma e três empates. Os cariocas marcaram 16 gols e sofreram dez. Curiosamente, nenhum deles venceu fora de casa. O artilheiro do confronto é o atacante Jean, do Flamengo, com três gols. O também rubro-negro Bebeto e Leo Oliveira, do Tigre, marcaram duas vezes. Confira a lista completa dos confrontos.

Brasileirão 1988 – 10ª rodada
28/10 – Maracanã
Flamengo 3 x 0 Criciúma
Gols: Bebeto (2) e Zico

Brasileirão 1994 – 3ª rodada, 1ª fase – Grupo A
21/8 – Heriberto Hülse
Criciúma 1 x 1 Flamengo
Gols: Betinho (C); Sávio (F)

Brasileirão 1994 – 8ª rodada, 1ª fase – Grupo A
11/9 – Maracanã
Flamengo 1 x 1 Criciúma
Gols: Nélio (F); Paulo da Pinta (C)

Brasileirão 1995 – 2ª rodada, 2º turno
14/10 – São Januário
Flamengo 1 x 0 Criciúma
Gol: Romário

Brasileirão 1996 – 22ª rodada, 1ª fase
20/11 – Heriberto Hülse
Criciúma 2 x 0 Flamengo
Gols: Índio Mineiro e Toni

Brasileirão 1997 – 3ª rodada, 1ª fase
13/7 – Rua Bariri
Flamengo 2 x 0 Criciúma
Gols: Júnior Baiano e Bruno Quadros

Brasileirão 2003 – 20ª rodada
20/7 – Heriberto Hülse
Criciúma 4 x 3 Flamengo
Gols: Leo Oliveira (2), Leonardo e Paulo Baier (C); Jean (2) e Andrezinho (F)

Brasileirão 2003 – 43ª rodada
22/11 – Maracanã
Flamengo 1 x 0 Criciúma
Gol: Jônatas

Brasileirão 2004 – 13ª rodada
7/7 – Heriberto Hülse
Criciúma 1 x 1 Flamengo
Gols: Reinaldo (C); Juliano (F)

Brasileirão 2004 – 36ª rodada
17/10 – Maracanã
Flamengo 3 x 1 Criciúma
Gols: Júnior, Felipe e Jean (F); Marcos Denner (C)

Sete estádios inaugurados em 1º de maio

01 de maio de 2013 0

Nome: Estádio Municipal Leônidas Camarinha
Apelido: Camarinha
Cidade: Santa Cruz do Rio Pardo (SP)
Capacidade: 7,5 mil pessoas
Inauguração: 1/5/1950 (63 anos)
Primeiro jogo: Santacruzense 0 x 6 Santos
Proprietário: Prefeitura de Santa Cruz do Rio Pardo
Mandante: AE Santacruzense

Nome: Estádio Mauro Sampaio
Apelido: Romeirão
Cidade: Juazeiro do Norte (CE)
Capacidade: 16 mil pessoas
Inauguração: 1/5/1970 (43 anos)
Primeiro jogo: Fortaleza 0 x 3 Cruzeiro
Primeiro gol: Natal
Proprietário: Prefeitura de Juazeiro do Norte
Mandantes: Guarani, Icasa e Juazeiro EE

Nome: Estádio Municipal Décio Vitta
Apelido: Riobrancão
Cidade: Americana (SP)
Capacidade: 16,3 mil pessoas
Inauguração: 1/5/1977 (36 anos)
Primeiro jogo: Americana EC 2 x 1 Taubaté
Primeiro gol: Niltinho (Americana)
Proprietário: Prefeitura de Americana
Mandante: Rio Branco EC

Nome: Estádio Dr. Magalhães
Cidade: Dianópolis (TO)
Capacidade: 1,5 mil pessoas
Inauguração: 1/5/1979 (34 anos)
Primeiro jogo: Prefeitura de Dianópolis 3 x 5 Instituto de Menotes
Proprietário: Prefeitura de Dianópolis
Mandante: Juventude EC

Nome: Estádio Governador João Castelo
Apelido: Castelão
Cidade: São Luís (MA)
Capacidade: 40 mil pessoas
Inauguração: 1/5/1982 (30 anos)
Primeiro jogo: Maranhão 1 x 1 Sampaio Corrêa
Primeiro gol: Evandro (Maranhão)
Proprietário: Governo do Maranhão
Mandantes: Moto Club, Sampaio Corrêa e Maranhão AC

Nome: Estádio Cláudio Moacyr de Azevedo
Apelido: Moacyrzão
Cidade: Macaé (RJ)
Capacidade: 15 mil pessoas
Inauguração: 1/5/1982 (30 anos)
Primeiro jogo: Barra 0 x 3 Flamengo
Proprietário: Prefeitura de Macaé
Mandantes: Macaé EC e Serra Macaense

Nome: Estádio Municipal Adail Nunes da Silva
Apelido: Taquarão
Cidade: Taquaritinga (SP)
Capacidade: 18,8 mil lugares
Inauguração: 1/5/1983 (29 anos)
Primeiro jogo: Taquaritinga 5 x 2 Cruzeiro
Primeiro gol: Douglas Onça (Taquaritinga)
Proprietário: Prefeitura de Taquaritinga
Mandante: CA Taquaritinga

Dois estádios inaugurados em 15 de abril

15 de abril de 2013 0

Nome: Estádio General Sylvio Raulino de Oliveira
Apelido: Estádio da Cidadania
Cidade: Volta Redonda (RJ)
Inauguração: 15/4/1951 (62 anos)
Capacidade: 20.255 pessoas
Primeiro jogo: Botafogo 3 x 1 Fluminense
Primeiro gol: Zezinho (Botafogo)
Proprietário: Prefeitura de Volta Redonda
Mandante: Volta Redonda FC

Nome: Estádio Carlos Dittborn
Cidade: Arica (Chile)
Inauguração: 15/4/1962 (51 anos)
Capacidade: 9.746 pessoas
Proprietário: Prefeitura de Arica
Mandante: San Marcos de Arica
Jogos da Copa do Mundo de 1962: Uruguai 2 x 1 Colômbia; União Soviética 2 x 0 Iugoslávia; Iugoslávia 3 x 1 Uruguai; União Soviética 4 x 4 Colômbia; União Soviética 2 x 1 Uruguai; Iugoslávia 5 x 0 Colômbia; Chile 2 x 1 União Soviética (quartas de final)

Jogos históricos: Botafogo campeão carioca de 2006

09 de abril de 2013 0

O Campeonato Carioca de 2006 foi um pouco parecido com a edição deste ano. Os grandes não fizeram uma boa campanha. A exceção do Botafogo, justamente o campeão daquele ano. Na Taça Guanabara, o alvinegro (único dos quatro grandes na semifinal), bateu o América/RJ por 3 a 1. Na Taça Rio, América, Americano, Cabofriense e Madureira foram os semifinalistas e este último acabou levando o troféu e a vaga para a decisão do Cariocão com o Botafogo.
As duas partidas decivisas aconteceram no Maracanã e o Botafogo se impôs. Venceu a primeira por 2 a 0 e a segunda por 3 a 1, conquistando o estadual no ano em que a competição completou 100 anos.
Um dos destaques do daquele campeonato foi Túlio Maravilha. Com a camisa do Volta Redonda, ele fez sete gols e só ficou atrás de Dodô, do Botafogo (com nove), e de Sorato, da Cabofriense (com oito) na briga pela artilharia.

BOTAFOGO 3 x 1 MADUREIRA
Data:
9/4/2006
Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Público: 44.550 pessoas
Árbitro: Wagner Tardelli
Assistentes: Manoel do Couto Ferreira Pires e Marcelo Fonseca Duarte
Gols: Dodô (2) e Reinaldo (B); Fábio Júnior (M)
Botafogo:
Lopes; Ruy, Rafael Marques, Scheidt e Bill (Júnior César); Thiago Xavier (Ataliba), Diguinho, Joílson (Gláuber) e Zé Roberto; Reinaldo e Dodô.
Técnico: Carlos Roberto.
Madureira:
Renan; Marcus Vinícius, Paulo César, Odvan e Paulo Roberto; Roberto Lopes, Djair, Maicon (Marquinhos) e Josafá (Rafael); André Lima e João Rodrigo (Fábio Júnior).
Técnico: Alfredo Sampaio.

Jogos Históricos: Primeiro jogo da história da Copa do Brasil

03 de abril de 2013 0

Começa nesta quarta-feira a 25ª edição da Copa do Brasil, a maior de todas agora com 87 clubes participantes. Mas você sabe qual foi o primeiro jogo? E quem marcou o primeiro gol. Pois foi o loiro cabeludo da foto acima. O atacante Alcindo, que na época defendia o Flamengo, fez os dois gols da vitória rubro-negra por 2 a 0 no Paysandu, no Estádio da Gávea.

Flamengo 2 x 0 Paysandu
Data:
19/7/1989
Local: Estádio da Gávea, Rio de Janeiro (RJ)
Arbitragem: José Renato de Oliveira Fidalgo
Gols: Alcindo (2)
Cartão amarelo: Nad (P)
Flamengo:
Cantarelli; Leandro, Márcio Rossini, Rogério Lourenço e Leonardo; Aílton, Marquinhos, Zinho e Zico; Alcindo (Marcelinho Carioca) e Nando.
Técnico: Telê Santana.
Paysandu:
Samuel; Nad, Renato, Zé Eduardo e Paulo Cruz; Zé Augusto, Mazinho, Eduardo Pereira (César) e Rogerinho; Dadinho (Miguelzinho) e Paulo Sérgio.
Técnico: Armando Bracalli.

Quatro estádios inaugurados em 24 de janeiro

24 de janeiro de 2013 1

Nome: Stadio Renzo Barbera
Apelido: La Favorita
Cidade: Palermo (Itália)
Capacidade: 36 mil lugares
Inauguração: 24/1/1932 (81 anos)
Primeiro jogo: Palermo 5 x 1 Atalanta
Proprietário: Prefeitura de Palermo
Mandante: Palermo

Nome: Estádio Godofredo Cruz
Cidade: Campos (RJ)
Capacidade: 22,8 mil lugares
Inauguração: 24/1/1954 (59 anos)
Primeiro jogo: Goytacaz 1 x 4 Bangu
Primeiro gol: Lucas (Bangu)
Proprietário: Prefeitura de Campos
Mandante: Americano

Nome: Arena Condá
Cidade: Chapecó (SC)
Capacidade: 25 mil pessoas (quando concluído)
Inauguração: 24/1/1976 (37 anos)
Proprietário: Prefeitura de Chapecó
Mandante: Chapecoense

Nome: Estádio Municipal Doutor Tancredo Neves
Apelidos: Estádios do Pinhão e Xingu
Cidade: São José dos Pinhais (PR)
Capacidade: 5,2 mil lugares
Inauguração: 24/1/1985 (28 anos)
Proprietário: Prefeitura de São José dos Pinhais
Mandante: São José/PR

Três estádios fundados em 23 de janeiro

23 de janeiro de 2013 0

Nome: Estádio Durival Britto e Silva
Apelido: Vila Capanema
Capacidade: 20 mil pessoas
Cidade: Curitiba (PR)
Inauguração: 23/1/1947 (66 anos)
Partida inaugural: Ferroviário/PR 1 x 5 Fluminense
Primeiro gol: Joninho (Fluminense)
Proprietário e mandante: Paraná Clube

Nome: Estádio Elmo Serejo Farias
Apelidos: Serejão e Boca do Jacaré
Capacidade: 28 mil pessoas
Cidade: Taguatinga (DF)
Inauguração: 23/1/1978 (35 anos)
Partida inaugural: Taguatinga 1 x 0 Vila Nova
Primeiro gol: Dinarte
Proprietário: Governo do Distrito Federal
Mandante: Brasiliense

Nome: Estádio Giulite Coutinho
Apelido: Edson Passos
Capacidade: 15 mil pessoas
Cidade: Mesquita (RJ)
Inauguração: 23/1/2000 (13 anos)
Partida inaugural: América/RJ 3 x 1 Seleção Carioca
Primeiro gol: Sorato (América/RJ)
Proprietário e mandante: América/RJ