Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Para SALVAR vidas...

12 de outubro de 2010 0

Você já imaginou ser o responsável por SALVAR uma VIDA?

É bem mais simples do que a gente imagina!

E uma boa oportunidade é participar nesta QUARTA-FEIRA, dia 13/10, da CAMPANHA TODOS POR UM, que está cadastrando doadores de medula óssea. A equipe do HEMOCENTRO REGIONAL vai estar no Fórum de Caxias, das 9h às 16h.

A campanha é organizada pelo Tiago Eidt, marido da MARIANA, uma moça de 27 anos, de Santa Cruz do Sul. Ela tem leucemia e precisa, com a máxima urgência, encontrar um doador compatível para fazer o transplante.

Eu conheci o Tiago e conversei com a Mariana, por telefone… Posso afirmar, com muita tranquilidade, que apesar de todas as privações pelas quais ela está passando, a Mariana é uma das pessoas mais cheias de vida que já “conheci”. Nessa campanha, eles buscam um doador para ela, mas estão contribuindo com todas as pessoas que precisam de um transplante, afinal… o cadastro é nacional.

Vamos fazer a nossa parte? É só doar um pouquinho de algo que não vai nos fazer falta. Já para Mariana e para tantos que esperam na fila, fará toda a diferença!!!!

MAIS INFORMAÇÕES SOBRE A DOAÇÃO:

Muitos confundem o transplante de medula óssea com transplante da medula espinhal, o que é muito diferente.

Quando se fala de transplante de medula óssea, estamos nos referindo a um procedimento clínico que possibilita retirar parte da “medula” que fica na cavidade interna de vários ossos. (pra entender melhor, é como o tutano, no esqueleto bovino).

A medula óssea é formada por tecido gorduroso no qual são fabricados os elementos do sangue: hemácias ou glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas.

O procedimento é muito simples. Colhe-se uma pequena quantidade de células progenitoras da medula óssea do doador e injeta-se no sangue periférico, na veia do receptor. Através da circulação, essas células atingirão o interior dos ossos, lugar onde mais gostam de viver, começarão a multiplicar-se e retomarão a atividade de produzir os componentes do sangue. Em pouco tempo também, o receptor terá recomposto completamente sua medula óssea e, se quiser, estará apto para uma nova doação.

Retirado de: http://www.drauziovarella.com.br

Envie seu Comentário