Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts do dia 20 agosto 2009

RBS TV, uma empresa cidadã

20 de agosto de 2009 0

Pedágio do Brinquedo, parceria da RBS TV com a FCDL/SC, valeu prêmio de cidadania/Alvarélio Kurossu

O jornalista Pablo Gomes, correspondente do Grupo RBS na Serra Catarinense, esteve agora há pouco na cerimônia de entrega do prêmio Empresa Cidadã ADVB SC 2009, que ocorreu na Pousada do Sesc, em Lages, e mandou a notícia de que a RBS TV é reconhecidamente uma empresa cidadã.

A homenagem à emissora é fruto do projeto Pedágio do Brinquedo/Natal Solidário 2008, desenvolvido em parceria com a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina (FCDL/SC).

A premiação, em sua 11ª edição, foi entregue a outras 14 empresas e entidades catarinenses e tem o objetivo de valorizar e reconhecer quem executa ações de responsabilidade social.  A iniciativa tem a marca da Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil/Seccional Santa Catarina.

A campanha vencedora da RBS TV e da FCDL/SC, com seus quase 30 mil associados em 169 municípios catarinenses, rendeu a doação de 180 mil brinquedos, distribuídos a mais de 100 instituições que atendem crianças carentes no Estado.

— O que vale é levar a alegria às crianças com o nosso poder de movimentar as comunidades — disse o diretor-geral de Mercado do Grupo RBS, Mário Neves.

Para o diretor de Comercialização e Marketing da RBS TV em Santa Catarina, Paulo Centeno, o prêmio foi o reconhecimento por um trabalho sério, voltado à cidadania, e que envolve a comunidade, fazendo com que ela evolua:

— A RBS tem em comum cumprir o seu dever nas comunidades em que participa.

Postado por Vanessa Campos

Grandes Nomes: Armando Carreirão no SC em Cena

20 de agosto de 2009 1

Divulgação, RBS TV

No próximo sábado, dia 22 de agosto, o programa Santa Catarina em Cena vai exibir ao meio-dia na série Grandes Nomes da Arte Catarinense o especial Armando Carreirão – Memória em Movimento.

Armando Carreirão nasceu em 1925 em Joinville, mas ainda bem pequeno veio com a família para Florianópolis, já que seus pais não se adaptaram à germânica Joinville da época. Formado em Direito, foi nas artes que Carreirão ganhou notoriedade.

Integrante ativo do chamado Grupo Sul, movimento formado por intelectuais e artistas de diversas áreas de criação com o objetivo de promover a cultura em Florianópolis, Carreirão foi o primeiro proprietário da Livraria Anita Garibaldi, tendo como sócio o escritor e jornalista Salim Miguel. O local, que era conhecido como livraria do Salim, foi queimado em ação durante a Ditadura Militar, pois vendia livros importados, muitos desses considerados “subversivos”.

Sempre a frente de seu tempo e precursor na movimentação cultural da cena catarinense, Carreirão dirigiu a peça teatral É proibido suicidar-se na primavera. Também era presidente do primeiro cineclube de Santa Catarina.

A partir da ideia nascida no Grupo Sul de realizar um filme de longa metragem em Florianópolis, Carreirão pôs em prática o que ainda parecia um sonho. O filme O preço da Ilusão foi integralmente filmado em 1957 em Florianópolis, com quase toda a equipe técnica e elenco formado por pessoas do Estado.

Endividado com o filme, que teve dificuldades de finalização e sem o esperado sucesso com o retorno da venda das bilheterias, Carreirão e sua produtora, a Produções Carreirão, investiram nos chamados cine-jornais. Produzidos em 16mm por toda Santa Catarina, eram finalizados em São Paulo e exibidos antes das sessões de cinema, com conteúdo jornalístico 100% catarinense. 

Nestes sábado, no SC em Cena, você poderá assistir a trechos de uma entrevista inédita do cineasta, falecido em 2007. Carreirão conta para a neta, a jornalista Luiza Carreirão, fatos curiosos sobre o seu envolvimento com as artes, com o cinema e com os cine-jornais.

Luíza Carreirão, que se aproximou bastante da história do avô a partir da realização do documentário, conduz o espectador a um período histórico cujas imagens, o rico acervo audiovisual de mais de 150 cine-jornais, praticamente se perdeu. As duas cópias de O preço da ilusão encontram-se desaparecidas, e apenas 10% dos programas cine-jornais encontram-se em acervo.

 Veja a galeria de fotos do especial Grandes Nomes

 Assista aos especiais da série exibidos na RBS TV

 Reveja outros especiais do SC em Cena

Postado por Juliana Herling