Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Obrigada, celulares

27 de março de 2008 2

O celular do Rafael garantiu a foto com a vista do morro/Rafael Aiolfi


O Rafael Aiolfi, colega de zerohora.com, dá uma dica de como salvar uma foto em hora de aperto. Aconteceu com ele no MORRO DA BORÚSSIA, em Osório.

“Viajante desprevenido, às vezes, passa pela seguinte situação: estar diante de uma cena maravilhosa, mas sem máquina fotográfica. Ou ainda, sem bateria ou com o cartão de memória cheio.

Mas felizmente nossos celulares estão cada vez habilitados a fotografar vistas deslumbrantes. Perde-se na qualidade, mas pelo menos permanece o registro.

Estive no Morro da Borússia, em Osório, dias atrás. A vista é de deixar qualquer um embriagado. De lá é possível contemplar de forma única o movimento dos cataventos gigantes do Parque Eólico de Osório.

E eu estava sem minha máquina digital, ao contrário das dezenas de gaúchos que tiveram a mesma idéia de visitar o morro. Havia carros com placas de Pelotas, Santa Cruz do Sul, Bagé, Porto Alegre…. pelo menos 20 pessoas! E todos clicando, clicando, clicando.

Nessa hora olhei para o meu celular e disse: ‘é contigo, guri!’. O resultado vocês podem ver na foto acima. Nenhuma imagem %22Brastemp%22, mas pelo menos a telinha de descanso do meu celular ganhou uma bela vista!”


Aliás, no Flickr tem muita foto bonita do Morro da Borússia:


http://www.flickr.com/search/?q=morro+borússia&m=text


Postado por Rosane Tremea

Comentários (2)

  • Camila diz: 9 de abril de 2008

    Realmente a vista de lá é maravilhosa, uma dica é subir no morro à noite, dá uma foto incrivel tb.

  • Gilberto Jasper diz: 28 de março de 2008

    Parabéns ao Rafael! Com criatividade e agilidade ele mostrou salvou uma linda imagem. Aliás, o Morro da Borússia é um dos pontos mais bonitos do Estado, juntamente com outros pouco divulgados.
    Neste grupo está o Salto do Yucumã, no município de Derrubadas, ex-distrito de Tenente Portela. Na minha opinião, é a paisagem mais bonita do RS.
    Parabéns, Rosane, continue a divulgar lugares que nem sempre figuram nas grandes publicações de turismo!
    Gilberto

Envie seu Comentário