Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Mal de altura

10 de abril de 2008 2

A Club Colombia, cerveja local/Caroline Torma
Mais uma contribuição de minha colega Caroline Torma, ainda sobre BOGOTÁ, a capital colombiana. Ela fala sobre os efeitos da altitude:

“Antes de chegar a Bogotá eu nunca tinha ouvido a expressão “mal de altura”. Ao colocar os pés na cidade, no entanto, achei que ela tinha sido cunhada especialmente em minha homenagem.

Eu costumo enjoar em barcos, navios e coisas que se movem sobre a água de todos os tamanhos. Nem nos meus piores pesadelos pensei que poderia marear em terra firme. Mas foi exatamente o que ocorreu.

Acontece que Bogotá foi construída aos pés da Cordilheira dos Andes, a 2.640 metros de altitude. A paisagem é linda. Mas eu fiquei com uma cor branca esverdeada em todas as fotos da viagem.

Resumindo: é como uma ressaca interminável, só que sem beber nenhuma gota de álcool (fui orientada pelos colombianos a não beber porque o álcool ampliaria os efeitos do mal de altura. Em uma semana, não pude provar nem uma gota sequer de Club Colombia, a marca de cerveja mais famosa do país).
Um remédio para enxaqueca e chá de coca ajudam a conviver com a sensação. O bom de tudo isso é que, com o passar dos dias, a coisa vai melhorando. Acho que se eu vivesse uns 50 anos na Colômbia, não teria problema nenhum.”

Postado por Rosane Tremea

Comentários (2)

  • clovis diz: 11 de abril de 2008

    Rosane,
    muito legal o teu blog.

    Beijos
    Clovis

  • Rosane Tremea diz: 13 de abril de 2008

    Obrigada, Clóvis. Abraço

Envie seu Comentário