Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Declaração de amor e atração turística em Colônia e outros lugares do mundo

21 de setembro de 2010 7

Adriana Langon*, colega de ZH, esteve há pouco em Colônia, na ALEMANHA. Voltou de lá com as imagens e o texto abaixo sobre essa mania/lenda/tradição… Pelo sim, pelo não…

“A lenda entre os namorados realmente pegou. Virou moda, febre internacional. Está em algumas das mais charmosas pontes da Europa – na Alemanha (Ponte Hohenzollern, em Colônia), Itália (Ponte Milvio, em Roma), França (Pont des Arts, em Paris), Espanha (Ponte de Triana, em Sevilha) ou na República Checa (Ponte Carlos, em Praga). E é praticamente impossível desviar o olhar dos cadeados que representam e selam a promessa de “amor eterno” de casais das mais diversas nacionalidades.

Já tinha ouvido falar – au passant – do mito. Mas, pelas minhas andanças, ainda não havia deparado com os tais cadeados personalizados, dos mais diversos tamanhos, cores e modelos, e suas declarações românticas. Até passar pela ponte Hohenzollern…

Ao atravessá-la, cruzando o Rio Reno em direção à imponente Kölner Dom, lá estavam eles. Os cadeados do amor. Milhares.

E a famosa tradição que teve início há anos na Itália me contagiou. Ou melhor, o que ela representa. Imbuída pelo sentimento de que o amor é possível, fiz questão de comprar meu cadeado. Num ritual repetido por milhares de apaixonados grifei nossos nomes, data, país de origem, e ainda dei um toque bem brasileiro amarrando a minha fitinha do Bonfim. Joguei uma das chaves no Rio Reno. As outras duas guardei com todo o carinho e hoje nos acompanham nos respectivos molhos de “chaves da casa”.

Agora, certamente, tenho um motivo a mais para retornar à charmosa Colônia. Conferir, de preferência acompanhada, se o “meu cadeado” ainda está por lá.”

* Adriana viajou à Alemanha a convite da Bayer CropScience do Brasil.

Comentários (7)

  • Viagem » Arquivo » Declaração de amor e atração turística em Colônia e outros lugares do mundo diz: 21 de setembro de 2010

    [...] Confira o post completo no blog Recortes de Viagem: Declaração de amor e atração turística em Colônia e outros lugares do mundo [...]

  • Décio Castro Enghusen diz: 21 de setembro de 2010

    Eu moro em Colonia e casualmente passei por lá nao faz 1 hora.
    Do início do ano até agora,posso afirmar que dobrou o numero
    de cadeados. Quem sabe a nova ponte sobre o Guaiba nos deem
    um espaco semelhante para nos deliciar com mais um novo ritual
    de nossa fé. Quem conhece Colonia sempre fica imaginando como
    seria melhor aproveitavel o nosso velho porto à beira do rio Guaiba.
    ABS Décio.

  • Fábio diz: 21 de setembro de 2010

    No início do ano vi em Paris uma ponte com milhares de cadeados assim. Não conhecia essa tradição, mas foi fácil intuir na hora qual era o significado. Mas pareciam ser em número menor do que a dessa ponte alemã.

  • Alexandre Chini diz: 22 de setembro de 2010

    Quanto aos cadeados, já vi algo parecido, mas em menor escala, em Montevideo e em Verona. É interessante mesmo. Rosane e Décio, quanto ao nosso Guaíba… bem, minha última experiência sobre espaços aproveitáveis à beira Rio foi agora em Julho, em Frankfurt. Não tem como não pensar que nós temos aqui algo semelhante e que não podemos usar devidamente.

  • Recortes de Viagem » Arquivo » Os leitores e seus cadeados pelo mundo diz: 5 de outubro de 2010

    [...] a colega Adriana Langon enviou um post mostrando cadeados deixados por apaixonados numa ponte em COLÔNIA, na Alemanha. Nas minhas andanças distraídas, não tinha me dado conta disso. Até encontrei, numa [...]

  • Iraja’ Heckmann diz: 23 de março de 2013

    Estou fazendo uma campanha
    para que Porto Alegre
    tenha um monumento de amor.

    Estou pedindo que os apaixonados coloquem
    seu CADEADO DO AMOR, na Fonte Talavera,
    (na Praça Montevideo)
    com o nome dos apaixonados
    que desejam que o amor
    seja infinito enquanto dure.

    Vá lá e coloque teu cadeado

    Aquele abraço

    Iraja’ Heckmann

Envie seu Comentário