Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Até amanhã, muitas culturas em Ijuí

18 de outubro de 2010 1

Outubro não é feito apenas de festas alemãs. Em cima do laço, quase no final da festa, que vai só até amanhã, deixo a dica para quem estiver na redondezas de Ijuí.
Levei um puxão de orelhas simpático de um leitor, o Lucas Bueno. Sem mais, uso a dica dele como dica.
E deixo o site da ExpoIjuí e Fenadi para que você possa conferir tudo: www.expoijuifenadi.com.br


“Olá, Rosane, bom dia.

Não escrevo para colunistas, mas como estava “praticando” o ócio, e vendo mais uma vez como a sua coluna está boa de ler em um domingo de manhã, com um bom chimarrão, resolvi te escrever.
Olhando o blog desde o começo de outubro, notei que você falou sobre várias festas, mas creio que faltou uma, não mais importante, mas muito boa: a ExpoiIjuí, em Ijuí (claro…).
Sei que é um tanto longe, mas quando puderes deveria conferir.
Saber que você pode sentar em um bosque e apreciar um pirag (pãozinho com bacon) leto, ao lado escutar e assistir a sensual dança vinda dos arábes, comendo um quibe e tomando um arak.
Ou quem sabe ir para a Itália e tomar um vinho direto da adega, no porão de uma pequena casa. Dar um pulo na Espanha, escutar um bom violão flamenco e comer “una paella”.
Passear pela Holanda e aproveitar a brisa de um moinho… Visitar a Polônia, com um pastel irresistível de “quechimier”. Aproveitar e abusar do açúcar, com um bom pastel de Belém português, ao som de um bom fado. E, se acabou o tempo, se a sede apertou, tomar um bom chopp nos alemães. Isso que faltou algumas tantas outras etnias…
Essa viagem pelo mundo, oportunizada pela feira, é um convite ao que há de melhor na cultura de países tão distintos.
Se você ainda não conhece, vale a pena!

Abraço.




Lucas Bueno.”



Comentários (1)

  • elio diz: 18 de outubro de 2010

    Após muita pesquisa descobri que aqui no nosso querido RS temos 14 etnias. A convivência é harmônica e não temos guerras internas, felizmente…Fico triste quando alguém diz que é preciso ter um pedaço de terra pra se isolar dos demais e viver feliz, como acontece em certo lugar no Oriente Médio. Esta festa em Ijuí merece maior destaque, não achas ? Ao vermos árabes, judeus, alemães, italianos, japoneses, e outras etnias na maior confraternização, fico pensando o que acontece nos dis atuais aos ciganos, curdos, palestinos, albaneses turcos, e outros povos minoritários. Como diz um verso de nosso hino…”Sirvam nossas façanhas de modelo a toda a terra.”Deixo uma dica ao próximo governador, que traga todos os grupos étnicos perseguidos pra cá e venham ser felizes aqui.

Envie seu Comentário