Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Uma mania, guardar moedas estrangeiras

13 de julho de 2011 8

MANIAS DE VIAGEM

Mais uma das muitas manias de viagem, uma das seções deste blog: reservar algumas moedas para guardar de recordação.

Sou uma viúva da fase pré-euro (tão combalido neste momento), quando se visitava vários países da Europa e se podia colecionar moedas diferentes numa mesma viagem.

Não trago quilos de moedas, são apenas algumas. Nas últimas horas da viagem, costumo dispensá-las ao máximo, até para não carregar peso demasiado na bolsa. Também faço doações quando a companhia aérea oferece a possibilidade no voo de volta. Mas uma ou outra sempre sobra.

O que faço com elas? Coloco em recipientes como esse da foto, uma miniatura de caldeirão de cobre, também um suvenir de viagem.

Talvez seja uma forma de resgatar um dos principais tesouros de minha infância: uma lata verde na qual meu pai guardava moedas brasileiras de todos os tempos e que meu irmão Aldo e eu olhávamos e reolhávamos, noite após noite, imaginando termos ali a arca de algum príncipe ou pirata.

Comentários (8)

  • Sandra diz: 13 de julho de 2011

    Eu comprei um porquinho de acrílico transparente para guardar as moedas de viagem! bjs

  • Fábio diz: 13 de julho de 2011

    Eu tenho algumas moedas européias que ganhei, já que quando fui já estava a Europa tomada pelo Euro. Mas assim mesmo, na hora de voltar, reservei algumas coroas da Rep. Tcheca pra trazer de lembrança… Do Uruguai e Argentina tb sempre trago algumas…

  • kiko diz: 13 de julho de 2011

    Legal saber que não sou o único louco que faz isso =) Até nos aeroportos onde faço escala procuro trocar uma nota de dinheiro por todas as moedas que eles tem disponovel naquele país =)

  • Uma mania, guardar moedas estrangeiras | Viagem diz: 13 de julho de 2011

    [...] o post completo no blog Recortes de Viagem: Uma mania, guardar moedas estrangeiras Veja o Blog [...]

  • Leila diz: 13 de julho de 2011

    Também adoro moedas estrangeiras, apesar de nunca ter saido do Brasil, o máximo que fui até Santa Catarina, ganhei as moedas de clientes em um estacionamento que trabalhava como caixa e guardo até hoje com o maior carinho dentro da minha carteira, pois acho que me trazem sorte e me protegem dos assaltos… Que coisa hein…

  • Tatiana diz: 13 de julho de 2011

    Gente! Pensei que só eu fazia isso. Deixo as minhas moedas dentro de uma caixinha de música… nada a ver! Mas agora vou colocá-las num local mais visível… assim, posso enxergá-las e trazer à tona as doces lembranças das viagens. bjs

  • GR diz: 13 de julho de 2011

    Genial, também faço isso, em geral eu troco com viajantes amigos, dou moedas e notas de real e pego dos países de origem para ter algum significado e não apenas troco de lojas. Hoje tenho desde japonesas de plástico e metal, chinesas, coreanas, australianas, alemãs e por aí vai… se quiser tenho algumas repetidas para trocar, meu email está no comentário.

  • Gabriela Lorenzet diz: 13 de julho de 2011

    Para nao ser diferente eu vou começar como a maioria dos comentarios acima: Nossa! Pensei que so eu fizesse isso! Eu também guardo as moedas que sobram. No meu caso dentro de uma vaca cofre. Sim, nao é um porco como de costume, é uma vaca, lembrança da Suiça. Lembro que na casa de meu avô tinha uma coleção de moedas antigas brasileiras, ficavam num bau antigo de madeira, abrir aquele baú era uma viagem ao tempo, e eu pensava que com aquele saquinho de moedas eu pudesse competir com a fortuna do Bill Gates. Hoje me pergunto: Onde foram parar aquelas moedas? Bem, ja que nao as tenho mais, resolvi criar a minha pequena “grande” fortuna. beijao.

Envie seu Comentário