Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

O que mais chama a atenção em Santiago

06 de outubro de 2011 6

Recém chegado da capital chilena, Claudio Thomas mandou essas observações e um pequeno roteiro.

“Três coisas chamam a atenção em Santiago.

Primeiro, a limpeza de ruas, avenidas, parques e calçadas da capital chilena.

Segundo, a simpatia dos moradores, bem prestativos para ajudar os turistas. Perdidos ou não.

E, por último, a quantidade de cachorros – alguns até de raças nobres como pastor alemão e husky – que vivem soltos nas ruas. Não são maltratados por ninguém. Ao contrário, recebem restos de alimentação de restaurantes e são vacinados e castrados pelos estudantes de universidades.

Santiago pode ser conhecida com boas caminhadas, porque é uma cidade plana. E, para encurtar distâncias, o serviço de metrô é excelente.

O Centro concentra os principais pontos turísticos, que merecem ser visitados.

O Palácio La Moneda é a sede da Presidência da República. Nos dias ímpares, pode ser conferida a troca de guarda, solenidade realizada sempre a partir das 10h.


A Catedral Metropolitana de Santiago, que é a sede da arquidiocese, chama a atenção pela beleza do prédio, cuja construção começou em 1748.


O Mercado Central, inaugurado em 1872, é imperdível. Toda a estrutura é de ferro fundido. É claro que o cheiro de peixe predonima nos principais corredores do prédio.

O assédio de garçons é grande, mas vale a pena saborear um almoço no local.


O Cerro Santa Lucia está no coração da Capital. Do alto dá para visualizar toda a cidade, assim como parte da Cordilheira dos Andes, que também pode ser avistada de vários outros pontos.


Um pouco mais distante do Centro está o Cerro San Cristóbal, que também permite uma visão completa de Santiago e da Cordilheira. Tem 280 metros de altura.

O topo pode ser alcançado com uma boa caminhada ou por um funicular, com 400 metros de extensão.

O Zoológico de Santiago fica no pé do cerro. Um dos destaques é o Tigre Branco.”


Comentários (6)

  • Glauber diz: 6 de outubro de 2011

    Santiago só é limpa na região de Las Condes e em alguns pontos da Providência. O Centro é parecido com o de POA – muitos pontos sujos e mal conservados. O Mercado Central é bem fraquinho, mais da metade ocupada por restaurantes e a outra parte por bancas de peixe e açougues com pouca higiene… quanto aos cachorros, não vejo tantos bem cuidados… Santiago é bem legal e imperdível mesmo, é o Cerro San Cristóbal e uma visita à Plaza de Armas. Além disso, é um excelente ponto de partida para o esqui, que fazemos todos os anos!

  • Pablo diz: 6 de outubro de 2011

    Pretendo visitar Santiago nas próximas férias de verão. Por favor, alguém sabe me dizer se nessa época é fácil agendar passeios na cordilheira e encontrar áreas ainda com gelo?

  • clementina silva diz: 6 de outubro de 2011

    Há muitos anos atrás estive em Santiago. Também fiquei impressionada pela quantidade de cães de grande porte perambulando pelas ruas. Muito deprimente. Jurei nunca mais pôr os pés na cidade. As pessoas eram indiferentes ao problema. Aliás, não achei o povo nada simpático, ao contrário da colunista. Muito fechados e “britânicos”.

  • Sergio diz: 6 de outubro de 2011

    Ja estive duas vezes em Santiago ( Chile) de moto, a última agora em Julho. Tudo é bonito e organizado como comentado acima, porém o que assusta é o índice de poluição na cidade de aproximados 8 milhões de habitantes.

  • Leticia diz: 6 de outubro de 2011

    Bah…comparar o centro de Santiago ao de Porto Alegre…aí forçou. Nem com banda de música. Tem cachorros sim, mas não vi nenhum sujeito a maus-tratos como os de Porto Alegre, a situação não é nem remotamente parecida. Colocaria meus pés lá sempre que pudesse, é limpo, civilizado, tudo funciona, a memória é preservada e divide espaço com a modernidade de forma muito harmoniosa.
    Para ver gelo nesta época e não precisar andar muito, basta subir o Valle Nevado. A estação de esqui já deverá estar fechada, mas é certo que verás gelo, e bastante. O caminho é muito legal também, mais de 40 curvas até chegar ao topo, mais de 3 mil metros de altitude.
    A poluição é fato, devido à inversão térmica.

  • Glauber diz: 7 de outubro de 2011

    Estive em Santiago há duas semanas e vou todo ano para lá. A única estação de esqui que ainda está aberta é Valle Nevado e provavelmente vai fechar em 16/10. Depois disso não vai encontrar neve na estação, somente em pontos mais altos e inacessíveis para quem não tem o ski pass. Se quer ver neve, não vale a pena ir no verão… a cidade tem o seu charme mesmo é no inverno (como Mendoza)! As coisas funcionam bem em Santiago e obviamente, como em todas as cidades turísticas há o centro para os turistas da CVC e o verdadeiro centro… que é sim PARECIDO com o de Porto Alegre, guardando as devidas proporções populacionais.

Envie seu Comentário