Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Incursão pelo deserto do Atacama

16 de setembro de 2013 2
Rosane Tremea

Rosane Tremea

Depois de algumas idas ao Chile e muitos planos não concretizados, conheci, afinal, o deserto do Atacama.

No blog já havia escrito sobre ele, com a colaboração de amigos, em posts antigos que você pode ler aqui.

Comprovei tudo o que me falaram. E, por mais que nos contem e que se imagine, é do tipo de lugar que supera as expectativas.

Rosane Tremea

Rosane Tremea

Na convivência de pouco menos de uma semana com pessoas do mundo inteiro, que falavam sobre o deserto ou sobre viajar, conhecer e aprender, duas impressões ficaram martelando na minha cabeça ao longo dessa jornada.

Sobre as cores (sim, é muito mais colorido do que eu sabia e achava), um designer italiano não parava de exclamar:

- Nenhum pintor imaginaria essa combinação de tons. Ninguém seria capaz de retratar tamanha perfeição.

Rosane Tremea

Rosane Tremea

Rosane Tremea

Rosane Tremea

Sobre a troca de experiências, uma argentina que viajava pela América do Sul havia três meses (incluindo lugares do Brasil menos conhecidos para a maioria dos brasileiros como Cordisburgo, em Minas Gerais, por ser fã do escritor Guimarães Rosa) resumia assim seu espírito estradeiro:

- Quando me perguntam que viagem é essa, respondo que é uma viagem de estudos. E quando vem o fatídico “estudando o quê?”, respondo: estudando o nada.

Esse post, assim como a aventura de minha companheira de viagem casual, ainda não é sobre o Atacama. É sobre nada. É só para marcar a volta das férias curtas depois de uma das viagens mais bacanas que já fiz e para recomendá-la.

Nos próximos dias, vou escrever sobre como chegar lá (é bem fácil!), sobre dicas de lugares e de passeios… De modo especial, quero falar sobre um que me foi recomendado por quem fez e mais ainda por quem não fez, mas ouviu falar: o tour astronômico.

Nunca pensei que observar estrelas pudesse tornar uma viagem tão especial.

Arquivo pessoal

Arquivo pessoal

Comentários (2)

  • Luciana diz: 17 de setembro de 2013

    Querida Rô, teu relato, mesmo curto, me deu ainda mais vontade de conhecer este pedaço do mundo. Te recomendo, caso não tenhas visto, o documentário Nostálgia de Luz, do chileno Patrício Guzmán. O filme é sobre personagens que povoam o Atacama: os astrônomos, que vivem a mirar o céu, e os familiares dos desaparecidos políticos, que têm seus olhos voltados para o chão do deserto, e ainda procuram na terra vestígios daquela história. Guarda tristeza, claro, mas ainda mais poesia, e como disse o italiano que citaste, um colorido e uma luz impressionante.

Envie seu Comentário