Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Da alegria de receber (ainda!) um cartão-postal

27 de fevereiro de 2014 2

IMG_2119

Repare no envelope acima. Eu o recebi na redação, dias atrás. Quando o entregaram na minha mesa, parei tudo.

O envelope pardo, os selos coloridos, a letra desenhada… Parei tudo.

Abri meio desajeitada. Já não temos mais sobre as mesas (não nas nossas, pelo menos) aquelas espátulas para rompê-los com alguma elegância.

Dentro dele, havia dois cartões-postais, um folheto e seis páginas recortadas de uma revista.

 

IMG_2122

 

Não conheço a Inge, a remetente, mas ela costuma ler o que eu escrevo.

O que a motivou ao capricho (já perdemos o hábito de enviar e receber cartas) foi um comentário sobre um material promocional a respeito de Porto Alegre.

Ela fazia algumas ressalvas e aproveitou para dizer que deveríamos ter, como há em qualquer lugar do mundo, cartões-postais para colecionadores ou para quem, como ela, cultiva o saudável hábito de comprá-los para enviar à família ou a amigos.

“Quem sabe postais por regiões: dos vinhedos, rota romântica, das pedras preciosas, campanha, missões…?”, sugere ela.

Por que não?!

IMG_2121

 

Mais! Uma coisa que eu achei um amor e nunca pensei em fazer: ela contou que costuma, em viagens, mandar postais para si mesma para ter uma “surpresa” ao retornar. Querido, né?

Na sua letra desenhada, no texto bem escrito, Inge também me sugere conhecer/visitar o Westonbirt Arboretum, na Inglaterra, e descreveu o lugar que diz ser um dos mais bonitos que já viu.

Anotado, Inge.

Ela encerra um dos cartões com um P.S.: “Poderia ter usado e-mail, mas sou meio antiga…”

Inge, que bom que não usaste e-mail, não sabes a alegria que me proporcionaste.

Ando às voltas com esse cartão que agora está na minha escrivaninha de casa desde o dia de sua chegada e dou uma olhadinha para ele todos os dias. Resolvi respondê-lo por aqui.

Assim que a greve dos Correios acabar, vou tentar achar um postal bacana de Porto Alegre para te retribuir a gentileza. Assim como tu, também gostaria de encontrá-lo.

 

IMG_2120

Comentários (2)

  • Caldeira diz: 27 de fevereiro de 2014

    Rosane, enquanto houver pessoas com a razão e a sensibilidade da Inge podemos acreditar que nem tudo está perdido neste mundo louco. À bientout.

Envie seu Comentário