Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Casal que viaja unido (2)

07 de outubro de 2014 0
Arquivo pessoal

Arquivo pessoal

Publiquei outro dia a história da Ju e do Pedro, que há mais de um mês viajam pelo mundo juntos, meio sem destino.

No caderno Viagem, já havia publicado a história do Rômulo e da Mirella, que em dezembro embarcam também para ficar dois anos perambulando por aí. Republico o que saiu no caderno:

Rômulo Wolff Pereira, gaúcho, 34 anos, e Mirella Rabelo, mineira, 32 anos, partem em 8 de dezembro para uma grande aventura. Ao longo de dois anos, vão percorrer 40 países em seis continentes, viajando de carona, hospedando-se na casa de quem oferecer um sofá (ou CouchSurfing, no termo correto), carregando uma barraca para usar onde for possível acampar.

Eles moraram um tempo no Exterior (ele por nove anos, ela por dois), tinham bons empregos e, juntos, decidiram largar tudo para colocar em prática esse projeto comum. Não irão sozinhos: a viagem será interativa (daí o nome da expedição, Projeto Volta ao Mundo – Travel and Share) e, em alguns casos, os seguidores nas redes sociais definirão as rotas. O dia a dia será gravado em vídeos no YouTube não só para mostrar os lugares por onde passam, mas para ajudar e inspirar outros viajantes. E vão praticar esportes radicais, abrir uma empresa de marketing digital e… viver.

Perguntei como vão encarar esses três sentimentos abaixo, antes e durante a viagem. As respostas:

Um ansiedade…

A espera até a data da partida. Estamos trabalhando no projeto desde janeiro, e a cada dia nossa lista de pendências só aumenta. Dedicamos a maior parte do tempo ao planejamento e ao roteiro. Também estamos fazendo encontros e “despedidas” de amigos e planejamos aproveitar as últimas semanas antes da viagem com nossas famílias (em Osório e Poços de Caldas).

Uma dúvida…

Sobre como vamos viajar na Ásia e na África, considerando que queremos fazer uma viagem autossustentável. São continentes sobre os quais não temos muito conhecimento de como funcionam e vamos ter de levar em consideração a segurança – na questão pessoal e com comida e higiene. Não vamos nos aventurar pedindo carona nem casas para dormir. Pelo menos lá a hospedagem é barata. O certo é que iremos aprendendo no caminho como funciona, e tudo dará certo.

Uma certeza…

De que serão os dois melhores anos de nossas vidas e de que teremos um estilo aventureiro. Será dessa forma que vamos conduzir nossas vidas. Não ficaremos em hotéis nem comeremos em restaurantes caros. Pretendemos sempre que possível fazer nossa própria comida quando ficarmos hospedados na casa de outras pessoas. Criamos uma bucketlist de desejos, desafios e coisas que nunca fizemos antes. Vamos fazer tudo o que sonhamos.

Para acompanhar:

projetovoltaaomundo.com.br

facebook.com/Wetravelandshare

Envie seu Comentário