Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

10 rotas para fazer de trem

23 de novembro de 2015 0

Essas 10 sugestões são do AlugueTemporada, site que faz uma conexão entre viajantes e proprietários de imóveis no Brasil – são cerca de 25 mil imóveis em todo o país. Os textos estão tais como enviaram.

1. Tiradentes a São João Del Rei – Minas Gerais

Em Minas Gerais, o que não falta são roteiros para viajar de trem. Especialmente nas cidades históricas, as famosas “Marias Fumaça” transportam milhares de viajantes. Porém, a locomotiva que liga Tiradentes a São João Del Rei merece destaque. A viagem que leva à cidade de Tiradentes é feita a bordo de uma locomotiva a vapor americana do início do século 20. O passeio parte da antiga Estação Rodoviária, inaugurada em 1881, e percorre 13 quilômetros que separam as duas cidades em cerca de meia hora, margeando o rio das Mortes e descortinando a serra de São José. A Maria-Fumaça funciona somente nos finais de semana e é atividade obrigatória. Mais que uma viagem de trem, é uma viagem ao passado, a bordo de locomotivas centenárias.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

2. Trem do Vinho – Rio Grande do Sul

No inverno, principalmente, a serra gaúcha é um dos melhores destinos para curtir o frio e apreciar um bom vinho. Em Bento Gonçalves, uma das cidades do famoso Vale dos Vinhedos, a agenda dos visitantes é dividida entre uma vinícola e outra e ganha um complemento especial que é o passeio de Maria Fumaça. Conhecida como o Trem do Vinho ou o Trem da Uva, a locomotiva sai da cidade de Bento Gonçalves, faz uma parada na estação de Garibaldi e chega a Carlos Barbosa em um percurso de 23 km que dura em média 2 horas. No fim do roteiro, um ônibus leva os passageiros de volta até a primeira estação. Quem preferir pode fazer o trajeto contrário. Nas paradas, os viajantes são recepcionados com vinho e muita música. Figurantes, com roupas típicas das colheitas no melhor estilo italiano, embarcam entre uma parada e outra, dando um toque especial ao passeio. O que não falta é animação para os visitantes.

Fotos divulgação

Fotos divulgação

 

3. Trem da Serra do Mar Paranaense – Paraná

Para quem vai passear em Curitiba e pretende estender o roteiro para o litoral, a dica é pegar um trem sentido Morretes. Ao embarcar no Trem da Serra do Mar Paranaense, o viajante percorre 110 km dentro da maior área preservada de Mata Atlântica do Brasil por uma ferrovia construída há cerca de 130 anos. Durante o percurso é possível observar o contraste entre o verde da mata e o charme de construções históricas, além da possibilidade de fazer paradas estratégicas para diversos outros passeios. O trem passa por Curitiba, Morretes e Piraquara.

 

4. Rocky Mountaineer Train – Canadá

O interior do Canadá é conhecido por paisagens marcadas por rios, lagos, vales e montanhas, que mudam de cor conforme as estações. No inverno, são pintadas pelo branco da neve, enquanto o verão deixa o verde muito vivo, criando um contraste com o azul do céu. Para conhecer o melhor destes cenários, a dica é fazer o passeio de trem Rocky Mountaineer, que sai de Vancouver e vai a outras cidades, em diferentes rotas e trajetos.

 

5. West Highland Railway – Escócia

Construções medievais, paisagens bucólicas e muita riqueza cultural e histórica fazem da Escócia um país encantador. Para quem quer andar de trem, a dica é percorrer a West Highland, uma ferrovia que atravessa o país e liga Glasgow a Mallaig. Ao longo do caminho, os passageiros podem admirar lugares famosos passando pela janela, tais como o Viaduto Glenfinnan, velho conhecido dos fãs da saga Harry Potter, a ponte de Erskine, o Castelo Dumbarton, os Alpes Arrochar, entre outras atrações.

 

6. Blue Train – África do Sul

Um dos trens mais luxuosos do mundo, o Blue Train atravessa a África do Sul, em um trajeto com mais 1600 km e uma viagem que pode durar um dia inteiro. A locomotiva sai da Cidade do Cabo e vai até Pretória. Com serviços 5 estrelas, a linha ferroviária oferece ainda diferentes passeios, com atrações variadas em cada parada e estação.

 

7. Alpes Suíços

São tantos trajetos diferentes que podem ser feitos pelos Alpes Suíços que os viajantes ficam até na dúvida. Os trilhos que atravessam os vales e passam por cidades e vilarejos são percorridos por locomotivas que fazem os mais variados trajetos, dependendo da companhia responsável pelo passeio. Qualquer que seja a escolha, andar de trem por lá é um verdadeiro colírio.

 

8. Trans-Siberian Express

A estrada de ferro mais longa do mundo é também uma das mais conhecidas. Foi construída entre os anos de 1891 e 1916, para ligar Moscou à cidade de Vladivostok, no Extremo Oriente. São mais de 20 mil km de extensão, por onde diferentes rotas são percorridas – a viagem completa tem mais de 160 horas de duração. Ao longo do trajeto, as locomotivas ganham cenários formados por montanhas, rios e lagos, além de passarem por túneis e viadutos que deixam a viagem muito mais emocionante.

 

9. The Ghan – Austrália

Todo o território australiano é cortado por ferrovias, onde passam linhas de trem operadas por diversas empresas. Além das rotas do cotidiano dos moradores, que servem como meio de transporte para os locais, o país conta com um roteiro muito famoso entre os viajantes. A famosa “The Ghan” cruza todo país e tem a primeira e última parada nas cidades de Darwin (ao norte) e Adelaide (ao sul). Durante o percurso, acontecem duas outras paradas em Katherine e Alice Springs, onde os viajantes podem visitar diferentes atrações. Ao longo dos 3 mil quilômetros, as janelas exibem o que há de mais exótico no deserto australiano, fascinando os passageiros.

 

10. Thalys – França

A melhor maneira de visitar Paris, Bruxelas, Amsterdã e Colônia, na Alemanha, o Thalys ou o Trem Vermelho, como também é conhecido, é perfeito para quem quer uma Eurotrip completa. De alta velocidade, a locomotiva viaja a 300 km/h, diminuindo a distância entre algumas das mais belas cidades da Europa. Ao contrário das outras rotas de trem, não é um passeio panorâmico, apesar de passar por paisagens lindas, devido à rapidez que faz com o que trem praticamente ‘voe’ sobre os trilhos. Ótimo para otimizar a viagem e facilitar as viagens internas por um preço justo.

 

Envie seu Comentário