Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

O Cisne Branco recuperado: fui lá conferir

28 de setembro de 2016 1
Fotos Rosane Tremea

Fotos Rosane Tremea

Na terça-feira, fui à cerimônia de reinauguração do barco Cisne Branco e escrevi o texto abaixo, publicado em zerohora.com.

Acabei só publicando algumas fotos no Instagram e aproveito esse post para publicar outras imagens e um videozinho que mostra a hora em que é hasteada a bandeira da embarcação.

Tantos posts sobre esse barco de turismo de Porto Alegre pode parecer uma obsessão, mas é que eu acho que a sua volta deve ser festejada mesmo, numa cidade que tem tão poucas opções para turistas. É bom que, ainda que por causa de uma tragédia, ele tenha sido melhorado e qualificado.

IMG_8764

Navegando temos vistas bacanas da nossa cidade e podemos nos dar conta de um potencial não explorado no Guaíba.

Neste final de semana, o barco estará atracado no cais (ao lado da hidroviária, de onde sai o catamarã, e de onde já saía) para visitação ao público, enquanto os últimos detalhes são finalizados.

Na semana que vem deve passar por vistoria e depois, assim que liberado, haverá passeios gratuitos em dois horários diários (às 9h e às 13h30min), para um máximo de 200 pessoas por roteiro.

IMG_8758

Reencontro com a cidade

O cenário não poderia ser mais contrastante. Havia só uma nebulosidade leve no horizonte, o céu era de um azul coruscante e soprava uma brisa fraca, de 16 km/h. A temperatura, de 16 graus centígrados, também ajudava a manter dóceis os convidados sob o sol.

Se tivesse sido encomendado este 27 de setembro para a reinauguração do Cisne Branco, ninguém teria feito melhor.

Um presente depois daquele trágico 29 de janeiro em Porto Alegre, quando o vento de mais de 100 km/h o adernou e o deixou fora de operação por oito meses pela primeira vez em 38 anos de atividade.

Nesta terça, no cais, a proprietária, Adriane Hilbig, circulava entre a imprensa e convidados com uma camiseta branca em que se lia a frase “Unidos pelo nosso Cisne Branco” e era só sorrisos e abraços na festa com tom de quermesse, com a Orquestra Jovem do Rio Grande do Sul fazendo o fundo musical.
As arquitetas que projetaram a remodelação interna viraram madrinhas, com champanha quebrada no casco e tudo.

Aberto para a visitação na área interna, ainda se ouvem batidas na área inferior e se percebem muitos detalhes a serem concluídos, mas deve ficar tudo pronto até a semana que vem, garante Adriane, quando o Cisne começará a navegar de verdade e, por alguns dias, fará passeios de graça pelo Guaíba em dois horários, para que o reencontro com a cidade se consolide mesmo.

Tudo para esquecer o trágico 29 de janeiro. E começar de novo.

IMG_8770

IMG_8766

Comentários (1)

  • Sergio R. Borges diz: 28 de setembro de 2016

    Muito bom a volta do barco, Porto Alegre explora muito pouco a orla linda que possui.

Envie seu Comentário