Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Resultados da pesquisa por "osteria della colombina"

Voltar ou não a um lugar do qual se gostou muito? Eu voltei à "Colombina"

03 de maio de 2011 8

Quando vou a algum lugar e acho que é muito especial, sempre tenho medo de voltar. É que parece que, da segunda vez, a mágica toda da primeira vez se perde… Você não sente assim?

Mesmo pensando desse jeito, resolvi ir, pela segunda vez, quase um ano depois, até a OSTERIA DELLA COLOMBINA, em Garibaldi (daquela vez, registrei num post aqui do blog).

Naquele dia de maio de 2010, embora já soubesse daquele lugar especial num porão de uma casa da Estrada do Sabor, foi tudo obra do acaso. Íamos em direção à Villa Fitarelli, onde eu faria uma matéria para o caderno Cultura, de Zero Hora, sobre uma “villa” italiana que está sendo construída ali perto, e foi ideia do idealizador do projeto, Luiz Henrique, parar ali para o almoço (sobre a Villa Fitarelli, leia no próximo post).

Agora, desta vez, no sábado de Páscoa de 2011, foi tudo premeditado. Fomos ali de caso pensado, lembrando do cardápio que recorda o de toda família italiana tradicional da nossa região: polenta brustolada, sopa de capeletti, pien, nhoque de pão, moranga recheada e muitos doces…

Há apenas duas mesas coletivas no porão de chão batido, e a comida é servida em sequência, num horário determinado (aos sábados e domingos, sempre, ou durante a semana com reserva prévia).

Nesse dia, havia ali, por coincidência, várias pessoas de Curitiba, um texano, alguns porto-alegrenses, em torno de umas 25 pessoas.

Um menino de uns seis ou sete anos, encantado com as delícias às quais não cansava de elogiar, entrevistou dona Odete Bettú Lazzari, a proprietária, querendo saber como fazer uma sopa tão boa quanto aquela que havia experimentado (veja o videozinho abaixo).


O almoço que começou silencioso acabou barulhento, após o consumo de algumas garrafas de vinho (produzido ali mesmo, um corte de cabernet sauvignon com uma outra uva da qual não lembro agora), e a visita se encerrou no pátio, onde fica o forno a lenha no qual são assadas as pombinhas (as colombinas do título do lugar) e sob o qual gatos (sempre eles) dóceis ficam dispostos a aceitar o carinho de todo mundo.

Dali, em estrada asfaltada, dá para seguir diretamente, uns poucos quilômetros à frente, rumo ao Vale dos Vinhedos, em BENTO GONÇALVES. É um bom jeito de continuar ou encerrar o dia.

A mágica não só permaneceu, como ficou mais forte.


Dois eventos gastronômicos na Serra no mesmo final de semana: em Cambará do Sul e Garibaldi

11 de agosto de 2016 0

Entre os dias 19 e 21 de agosto, em dois hotéis da serra gaúcha, dois eventos gastronômicos para você se programar:

EM CAMBARÁ DO SUL, “Cinco Elementos, Cinco Chefs e Cinco Sabores”

Fotos Sérgio Azevedo, divulgação

Fotos Sérgio Azevedo, divulgação

No Parador Casa da Montanha, cinco chefs serão desafiados pelo tema “Revolução da Culinária Farroupilha” e terão a missão de criar pratos com ingredientes típicos locais com roupagem contemporânea.

Os convidados são Altemir Pessali, Vicente Sperotto, Leo Magni, Lili Andriola e Mauricio Olmi.

Informações: (54) 3295-7575 ou reservas@casadamontanha.com.br

Revolução da Culinária - crédito Sérgio Azevedo copy

***

EM GARIBALDI, imersão enogourmet com Mesa de Cinema

Osteria della Colombina. Foto Rosane Tremea

Osteria della Colombina. Foto Rosane Tremea

A programação do Mesa Produtora inclui hospedagem no Hotel Casacurta, jantar na Osteria Della Colombina, oficina de nhoque na cozinha do hotel, visita à Vinícola Bettú e edição especial do evento Mesa de Cinema com o filme italiano O Vinho Perfeito, seguido de debate com o professor da ESPM Flávio Martins.

Informações: mesaprodutora@gmail.com ou (51) 8029-1235

Hotel Casa Curta, Divulgação

Hotel Casa Curta, Divulgação

 

Vindima na Estrada do Sabor, em Garibaldi

15 de janeiro de 2015 0

 

Fotos Estrada do Sabor, divulgação

Fotos Estrada do Sabor, divulgação

Tem uma programação bem extensa, até março, a vindima na Estrada do Sabor, em Garibaldi, um dos meus roteiros preferidos no interior do Rio Grande do Sul.

A colheita da uva começa nesta sexta-feira, com um evento para convidados, na propriedade de Vilmar Bettú, e segue depois até 15 de março, aberta a quem quiser participar.

Confira alguns eventos do Veraneio da Vindima (a programação completa você pode conferir clicando aqui ou, para mais informações, no telefone (54) 3462 8235:

  • De 17 de janeiro a 15 de março

La Vendemmia – Vivências da Colheita*
Osteria Della Colombina –  Colheita das uvas, oficinas de geleias, almoços e jantares

Cesta Sabores da Colônia*
Família Vaccaro - Venda de cesta de produtos coloniais que pode ser degustada junto às belas paisagens - Exceto segundas e terças-feiras

Descobrindo os Sabores Orgânicos
Família Jorge Mariani –  Aula prática de agroecologia, com colheita das frutas da época

  • 1 a 28 de fevereiro

Produza seu vinho*
Vinhos Bettú - Possibilidade de participar da pisa das uvas e acompanhar a produção do vinho.

  • 7 e 8 de fevereiro

Merendim Sabores Orgânicos
Família Jorge Mariani - Visitantes recebem um lanche com produtos orgânicos, mediante agendamento.

Tem também passeios, oficinas de pizzas e risotos, degustação de vinhos, festas, carnaval de rua retrô, piqueniques… 

vindima1

 

E rolam atividades relacionadas à vindima no Vale dos Vinhedos, na região dos Vinhos da Campanha, etc… Se estiver a fim de festejar esse tempo das uvas, não faltam opcões…

Prêmios para o turismo no Estado

19 de dezembro de 2014 0

Na noite de quinta, dia 18, foram conhecidos os vencedores do II Prêmio Inovação do Turismo RS, promoção da Secretaria do Turismo.

Muitas iniciativas bacanas desfilaram pelo Centro de Eventos do Hotel Plaza São Rafael e 25 entre os 261 projetos inscritos foram premiados.

Bacana saber que tem muita gente, da iniciativa pública e privada, se mexendo e fazendo as coisas acontecerem, mesmo quando os recursos não são muitos.

Abaixo, a lista dos vencedores.

 

HORS CONCOURS
Jornada Nacional de Literatura de Passo Fundo

 

1 – PRÁTICAS INOVADORAS EM PLANEJAMENTO E GESTÃO

 

SUBCATEGORIA – 1.1 SISTEMA DE GESTÃO DO TURISMO / ORGANIZAÇÃO DA GOVERNANÇA REGIONAL E MUNICIPAL

  • Turismo como vetor de desenvolvimento no Vale do Taquari, através da Governança Regional da AMTURVALES – Encantado

SUBCATEGORIA – 1.2 MONITORAMENTO DA ATIVIDADE TURÍSTICA

  • Banco de Dados Hoteleiros

SUBCATEGORIA – 1.3 CAPTAÇÃO DE RECURSOS PARA ATIVIDADE TURÍSTICA

  • Sistema de Captação de Recursos do Município de Farroupilha

SUBCATEGORIA – 1.4 GESTÃO SUSTENTÁVEL

  • Eko Residence Hotel

SUBCATEGORIA – 1.5 TURISMO DE BASE COMUNITÁRIA

  • Roteiros de Turismo de Base Comunitária – Gramado

 

2 – PRÁTICAS INOVADORAS EM ESTRUTURAÇÃO DE PRODUTO

 

SUBCATEGORIA – 2.1 ECOTURISMO

  • Zoo Noturno, a Fauna Brasileira Como Você Nunca Viu – Gramado

SUBCATEGORIA – 2.2 TURISMO RELIGIOSO

  • Corpus Christi e Romaria ao Frei Salvador – Flores da Cunha

SUBCATEGORIA – 2.3 ENOTURISMO

  • Criação do Vinho Oficial da Copa do Mundo 2014 – Bento Gonçalves

SUBCATEGORIA – 2.4 TURISMO RURAL

  • Turismo Rural na Agricultura Familiar – Osteria Della Colombina – Garibaldi

SUBCATEGORIA – 2.5 TURISMO DE NEGÓCIOS E EVENTOS

  • Vila Ventura Ecoresort – Viamão

SUBCATEGORIA – 2.6 – TURISMO HISTÓRICO – CULTURAL

  • Passeio das Artes no Distrito Criativo de Porto Alegre

SUBCATEGORIA – 2.7 TURISMO PEDAGÓGICO

  • Primeira Fazenda de Turismo Rural Pedagógica do Brasil – Quinta da Estância – Viamão

SUBCATEGORIA – 2.8 TURISMO DE EXPERIÊNCIA

  • Caminho do Gol – de Porto Alegre para o Mundo

 

3 – PRÁTICAS INOVADORAS EM HOSPITALIDADE

 

SUBCATEGORIA – 3.1 SERVIÇOS

  • Porto Alegre Guide – Porto Alegre

SUBCATEGORIA – 3.2 QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

  • Qualificação Profissional – A Copa e Seu Legado – Viamão

SUBCATEGORIA – 3.3 ACESSIBILIDADE

  • Bustour – Meio de Transporte para mais de 30 Atrativos de Canela e Gramado – Canela

 

4 – PRÁTICAS INOVADORAS EM ENTRETENIMENTO E LAZER

 

SUBCATEGORIA – 4.1 PARQUE NATURAL

  • Incremento da Atratividade em Minas do Camaquã – Minas Outdoors Sports

SUBCATEGORIA – 4.2 PARQUE TEMÁTICO

  • Snowland – O 1º Parque de neve Indoor das Américas

SUBCATEGORIA – 4.3 EVENTOS

  • Sonho de Natal – Canela

 

5 – PRÁTICAS INOVADORAS EM PROMOÇÃO E MARKETING

 

SUBCATEGORIA – 5.1 ESTRATÉGIAS DE PROMOÇÃO

  • Vídeo Promocional de Veranópolis

SUBCATEGORIA – 5.2 ESTRATÉGIAS DE MARKETING

  • Plano de Marketing 2014-2016 de Antônio Prado – Antônio Prado

SUBCATEGORIA – 5.3 MARCA

  • Terra dos Bons Ventos: o Litoral Norte por Completo, ao Natural – Osório

 

6 – INOVAÇÃO EM PRODUÇÃO CIENTÍFICA

 

SUBCATEGORIA – 6.1 GRADUAÇÃO

  • Efetividade do Ecoturismo como Ferramenta de Desenvolvimento Sustentável no Parque de Itapuã e sua área de entorno – Michéli Luliane Bergmann Buchweitz

SUBCATEGORIA – 6.2 PÓS GRADUAÇÃO

  • Roteiro Turístico Termas e Longevidade – Região Uva e Vinho: Desafio e Criatividades em Evidências – Claudia Maria Ferro Mazzarollo, Juliana Celestini e Andrea Pletto Oltramari

SUBCATEGORIA – 6.3 MESTRADO / DOUTORADO

  • A Hospitalidade, sob a Ótica do Romeiro, na Romaria do Santuário de Nossa Senhora de Caravaggio – Farroupilha/RS e seu Corolário no Universo Conceitual de Turismo Religioso – Mônica Schneider

 

Da série lugares para voltar 3 (em Garibaldi)

10 de abril de 2014 0

Quando vou pela segunda vez a um lugar do qual gostei na estreia, fico com o coração na mão.

Em geral, já levo alguém para conhecer também e aproveitar as coisas boas que vi/vivi por lá.

O problema é que, às vezes, o segundo encontro nos decepciona.

Por isso é tão bom quando a gente vai duas, três, quatro vezes a um mesmo lugar e ele não apenas se mostra igual como se revela ainda melhor.

Por isso eu gosto de voltar à Osteria della Colombina, em GARIBALDI.

Fotos Rosane Tremea

Fotos Rosane Tremea

DSC09377

Por que é bom telefonar reservando e ouvir a voz simpática da Raíssa dizendo: “Que bom que vocês vêm. Estávamos com saudade”.

E todo o clima é revivido naquele porão de chão batido, com a comida que tínhamos nos nossos almoços de casa.

E ficar beliscando a uva sob o parreiral (que à essa altura já se acabou), ficar conversando horas à volta da mesa, andar de balanço, conversar sob as árvores…

Muito bom, voltar. Nós também estávamos com saudade.

DSC09372

DSC09380

DSC09388

IMG_2025

Aqui vão três sugestões de restaurante pra quem for à serra gaúcha no feriadão de Páscoa

29 de março de 2013 2

Só um deles será novidade neste blog, mas decidi reuni-los num só post como sugestão para quem for à serra gaúcha neste feriadão de Páscoa.

São restaurantes dos quais gosto muito, não só pela comida, mas pela atmosfera e pelo atendimento.

São lugares onde eu gosto de estar. Espero que você goste também:

No Vale dos Vinhedos, em BENTO GONÇALVES


Acho que ouvi falar do Valle Rústico há quatro anos, logo que abriu, mas a ida até lá foi ficando, até que finalmente há umas duas semanas o dia chegou.

É um lugar típico da colônia italiana. O jeito da casa, o jardim, os tipos de árvores, a horta…

O restaurante fica no porão da casa que, em 2007, estava abandonada e começou a ser recuperada até renascer como restaurante em 2009.

O cardápio foi sendo construído aos poucos, começando com pizzas artesanais e acrescentando depois risotos, massas, carnes exóticas e polentas.

É um porão pequeno e aconchegante, climatizado. Os meninos que atendem às mesas têm o típico sotaque das pequenas cidades de colonização e são muito atenciosos.

Tem um jardim muito bonito, com mesas, bancos e pufes na varanda.

Serviço:

Abre de quarta a sábado para jantar, das 20h às 22h.

Almoço aos domingos, das 12h às 14h (neste sábado também haverá almoço).

www.vallerustico.com.br

GARIBALDI


Você já ouviu falar aqui mais de uma vez na OSTERIA DELLA COLOMBINA.

A comida, servida em rodízio, sai do fogão à lenha de Odete Bettú Lazzari.

É tudo muito gostoso, acrescido da gentileza e do carinho de Odete e suas filhas.

Fica a uns 10 quilômetros do centro da cidade, na ESTRADA DO SABOR, que você pode aproveitar para conhecer, com pequenas vinícolas e venda de produtos coloniais.

Serviço

Fones 54 3464-7755 ou 9121-1040).


NOVA PETRÓPOLIS


Deste eu tenho saudade. Acho que faz mais de um ano que não vou.

BISTRÔ CHALET GOURMAND fica na Linha Imperial, entre Nova Petrópolis e Gramado.

É um lugar muito querido, para saborear sem pressa, com um cardápio bem contemporâneo.


Serviço

Endereço: Rua Antônio Schoeler, 2.679, na Linha Imperial – Nova Petrópolis
Fone: (54) 3298-1098
O que oferece: 3 ambientes, 2 lareiras, música ambiente, atendimento pelos proprietários, promove eventos fechados

ATENÇÃO AOS HORÁRIOS: no feriado, ligue para consultar. Abre para jantar na sexta e no sábado e para almoço no sábado e domingo.

Pra ir de novo, de novo, de novo...

09 de fevereiro de 2012 10

Pra ir no final de semana e pra voltar, no verão, no inverno…

Nunca tinha ido antes no verão, mas já havia publicado aqui sobre outras vezes que passei por ali no outono, num quase inverno…

É sempre igual, mas é diferente, dá pra explicar?

Se você quiser um passeiozinho com comida boa, perto de Porto Alegre, pra beliscar uva sob um parreiral (tudo orgânico!), fora dos roteiros das grandes vinícolas, a dica é uma que já foi dada aqui outras vezes: a Osteria della Colombina, em GARIBALDI.

São pouco mais de 100 quilômetros e vale a pena ir só para almoçar, como eu fiz em todas as vezes em que estive lá (não esqueça de reservar!!!).

É no porão da casa da dona Odete, com a atenção da própria e de suas filhas, que se é recebido com licores de frutas colhidas no pomar, com comida caseira, com doces deliciosos, no salão de chão batido.

Além de sair dali com aquela alegria típica que se segue às melhores refeições, ainda dá para fazer um ranchinho com geléias, doces, vinhos, licores…

(O marmelo no pomar e na forma de marmelada no porão!)

Tudo feito com o cuidado, o carinho e o suor da família.

É muito bom se sentir acolhido num lugar. E, pra não esquecer dele, sair com uma “colombina”, as pombinhas de pão que já se acumulam na minha janela.

Em Garibaldi, um restaurante no porão

20 de maio de 2010 10

Com o friozinho chegando, nos últimos dias, todo mundo se ouriça para ir à Serra. Bom para hotéis, restaurantes e bom, obviamente, para quem vai. Ainda na terça-feira, amigos que tentavam hospedagem em hotéis de que gostam conseguiram a última vaga de um deles.

O que muita gente não considera é que vale a pena só passar o dia em uma das tantas cidades da serra gaúcha. Só para almoçar. Fiz isso no último sábado e foi tãaaaaaaaaao bom. Almocei, com amigos queridos, na OSTERIA DELLA COLOMBINA, em Garibaldi.


Considere aqui a minha ascendência italiana e dê um desconto. Mas seja lá qual for a origem do seu sobrenome, a satisfação é garantida (ou o seu post de volta!).

As comidas da Odete Bettú Lazzari (em pé na foto abaixo) e da família pareciam saídas do fogão a lenha de minha mãe. Tudo tão saboroso, com um serviço correto, um bom vinho acompanhando… O almoço é servido no porão da casa, ainda com chão batido, decorado com móveis e objetos típicos da colônia italiana.

Fica a uns 10 quilômetros do centro da cidade, por uma estradinha sinuosa, mas asfaltada, num roteiro conhecido como ESTRADA DO SABOR que envolve outras cinco famílias, cada uma apresentando seus produtos. É preciso sempre reservar com antecedência, mas quem sabe você ainda tem sorte e consegue (os fones são 54 3464-7755 ou 9121-1040).

Há mais de ano, já tinha em casa as pombinhas de pão que dão nome à Osteria da família Lazzari, presente de uma amiga. Desde sábado, mais uma habita a janela de minha cozinha. É uma pequena gentileza da casa, oferecida ao final do almoço. As minhas estão lá a lembrar não só a Estrada do Sabor, mas muitos dos sabores gravados na minha memória desde sempre.

P.S.: atendendo ao pedido do Luis Delano, um resuminho do que tem no cardápio da Osteria. Começa com uma tábua de queijo, salame e copa, seguida de polenta brustolada (assada na chapa). Depois seguem pratos como abóbora recheada, carne “lessa” e pien, galinha ao molho, nhoque com salame, fortaia (para quem não conhece, uma espécie de omelete) e saladas. As sobremesas são deliciosas: sorvete artesanal, doce de puína (ricota), ambrosia e frutas.

Fotografia no Vale dos Vinhedos

27 de maio de 2009 0
Foto: Divulgação

Fotografar os parreirais do VALE DOS VINHEDOS, em Bento Gonçalves, no próximo final de semana, pode ser uma boa opção de gastar esses dias de outono.

A proposta é de uma escola de fotografia, a Câmera Viajante.

A ida ao Vale, no próximo sábado, dia 30, inclui visitas às vinícolas e almoço na Osteria della Colombina.

Serviço:


Para viajantes fotógrafos: 28 de maio, às 19h30minwww.cameraviajante.com.br

Orientação técnica e informações: 
Avaliação e seleção de imagens: 4 de junho, às 19h30min
Valor: 
à vista R$ 250 
Para viajantes não fotógrafos:
Valor: 
à vista R$ 210

Postado por Rosane Tremea