Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Madagascar"

O roteiro agora é por Madagascar

20 de abril de 2016 0
Fotos Haroldo Costa, divulgação

Fotos Haroldo Costa, divulgação. Mais de 50 árvores gigantescas da espécie Adansonia gradidieri concentram-se na Alameda dos Baobás, na costa oeste de Madagascar.

E lá vai o pessoal da Viajologia Expedições, comandado pelo fotógrafo e jornalista Haroldo Costa, prepara mais uma jornada, agora em MADAGASCAR, a quarta maior ilha do mundo, localizada no Oceano Índico e considerada um laboratório natural da evolução das espécies.

Entre os destaques da paisagem, estão os gigantescos baobás, árvores que podem chegar a mais de 30 metros de altura e mais de mil anos de idade.

1-MDG_1999-proc

As árvores na Alameda dos Baobás medem até 30 metros de altura e algumas podem chegar a mil anos de idade.

Isolada do continente há 135 milhões de anos, a Grande Ilha no oceano Índico é um laboratório natural da evolução das espécies e encanta os viajantes com uma flora e fauna única.

A ilha abriga 107 espécies de lêmures, dezenas de camaleões coloridos e espécies de plantas que só existem lá.

8-MDG_6014-proc

Um camaleão-de-parson macho (Calumma parsonii), réptil endêmico que vive na floresta tropical úmida de Madagascar.

Nas duas semanas, os viajantes conhecem e fotografam os principais pontos e atrações como a famosa Alameda dos Baobás – das nove espécies de baobás que existem, seis podem ser encontradas apenas em Madagascar. A majestosa árvore é chamada localmente como “rainha da floresta” e, para muita gente, é a árvore do Pequeno Príncipe.

A expedição fotográfica passa também pelo Parque Nacional Tsingy de Bemaraha, considerado Patrimônio Mundial pela Unesco, com . O roteiro inclui trilhas e passeios de canoa para descobrir as formações rochosas calcárias. Um dos momentos mais esperados, segundo os organizadores, é a observação dos lêmures.

5-MDG_3001-proc

O Parque Nacional Tsingy de Bemaraha, considerado Patrimônio Mundial pela Unesco, é um conjunto de rochas calcárias esculpidas pela erosão da água.

7-MDG_5007-crop

O indri (Indri indri) é o maior de todos os lêmures e pode chegar a pesar até 9,5 quilos, no Parque Nacional Andasibe-Mantadia.

6-MDG_4134-crop

O varecia-preto-e-branco (Varecia variegata) é uma das 107 espécies de lêmures que vivem em Madagascar.

- Especialistas apontam que o turismo de observação de animal é uma excelente alternativa para o desenvolvimento da economia local e pode ajudar a conter o desmatamento – diz Haroldo Costa.

A viagem, em setembro, é acompanhada por Haroldo.

Informações em viajologia.com.br

4-MAD_0488-prox

Canoa na entrada de uma gruta de calcário, às margens do Rio Manambolo, na região do Parque Nacional Tsingy de Bemaraha.

3-MAG_0620-proc

Um pescador Vezo em um canal que dá acesso ao oceano Índico, no vilarejo Betania, na costa oeste de Madagascar.