Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Boa ideia"

Reforma no entorno do Lago Negro, em Gramado

24 de dezembro de 2015 0
Fotos Rosane Tremea

Fotos Rosane Tremea

Talvez minha primeira foto como “turista” tenha sido no Lago Negro, em Gramado, milênios atrás. É a que eu lembro em detalhes e que guardei.

Lembro de ter ido várias outras vezes, mas aquela primeira vez foi a que marcou.

E voltei dias atrás, pra ficar mais próximo do lago, fazendo caminhadas diárias no entorno.

Gostei de ver que o tradicional ponto de visitação (quem nunca deu uma volta de pedalinho por lá!?) está passando por uma renovada no visual: iluminação nova (os postes, aliás, bem integrados ao ambiente), calçada nova e limpeza.

IMG_6385
Gostei de ver também esses banquinhos (que eu aproveitei) feitos de árvores que, imagino, tenham caído.

IMG_6372

IMG_6373

IMG_6390

Três frases para incentivar viajantes

30 de março de 2015 0

Fotos Sabrina Schuster, divulgação

Recebi de uma sobrinha (dizer querida seria redundante) essa imagem acima, que resume bem o que eu penso sobre viajar.

São bons slogans, não?!

Pra gente começar a semana.

Livros para serem compartilhados mundo afora

15 de agosto de 2014 0

BOA IDEIA!

Adorei a ideia do Artur Scartazzini, que está chegando a BARCELONA esta semana com um livro na mochila para ser compartilhado com outros mochileiros.

Foi na coluna da colega Fernanda Pandolfi que li sobre ele.

O que fez o Artur: produziu 5 livros para serem compartilhados com outros mochileiros para que contem suas histórias de viagem. O livro tem páginas em branco e uma de instruções. Ao final, o autor da última página deve enviá-lo de volta a Porto Alegre.

Artur Scartazzini, arquivo pessoal

Artur Scartazzini, arquivo pessoal

Divertido para quem escrever, divertida a espera pelos livros, e bacana deve ser o resultado disso.

E aqui tem o site do projeto do guri de 26 anos.

Parabéns, Artur, uma boa ideia.

Siga-me mundo afora

25 de julho de 2014 0
Fotos Murad Osmann, arquivo pessoal

No deserto, em DUBAI. Fotos Murad Osmann, arquivo pessoal

É mais ou menos a proposta do título a do fotógrafo e produtor soviético Murad Osmann e de sua namorada Nataly Zakharova.

Com seu “Follow me To“, o casal anda mundo afora fazendo fotos como essas aí e já coleciona quase 1,5 milhão de seguidores no Instagram (é como se toda a população de Porto Alegre os seguisse!!!).

follow1

No Mar Morto, na JORDÂNIA

Como começou a história de fotografar assim, como se Nataly o estivesse guiando (ou seria puxando?!) pelos roteiros que fazem?

Como todo acompanhante de fotógrafo (profissional, amador ou metido a!), um dia ela perdeu a paciência e o puxou pela mão. Ele fez a primeira imagem, que se seguiu às centenas de outras.

follow3

Na Basílica Santa Maria in Aracoeli, em ROMA

follow

Na Brooklyn Bridge, em NOVA YORK

Na Alhambra, em GRANADA

Na Alhambra, em GRANADA

Uma das última foi tirada no Maracanã, durante a Copa.

No Maracanã, no RIO DE JANEIRO

No Maracanã, no RIO DE JANEIRO

Horta no aeroporto de Carrasco, em Montevidéu

12 de maio de 2014 0

Fazia bastante tempo que não publicava nada na categoria BOA IDEIA.

E a leitora do Viagem Rosangela Linck Berto mandou algo que se encaixa perfeitamente nela.

Nas palavras da Rosangela, explicando a foto:

“Achei muito legal esta horta no aeroporto Carrasco, no Uruguai. Grande ideia.”

 

Arquivo pessoal

Arquivo pessoal

Não reparei da última vez que estive por lá, Rosangela, mas vou prestar atenção na próxima.

A propósito: dos aeroportos do Mercosul, o de Montevidéu é um dos mais simpáticos e funcionais na minha visão do lado de cá do balcão.

Uma mãozinha para sua viagem virar um filme

14 de abril de 2014 0

Fiz o registro, etc e tal, mas não testei.

Só espiei o que os outros fizeram no Stayfilm, uma rede social criada por dois guris brasileiros em 2012 que ajuda a montar um filme não só de viagens, mas de outros temas.

Mas vamos falar de viagens, que é o que interessa aqui.

A proposta do Stayfilm para quem faz dezenas, centenas (tá, às vezes fazemos milhares!) de imagens e vídeos quando viaja é usar os seguintes estilos disponíveis no site, por exemplo:

  • para uma viagem romântica, o estilo Together
  • para um mochilão, o On The Go e Psychedelic Ride

No material de divulgação do site, gostei da ideia de uma das usuárias: ela criou uma série de filmes de viagem chamada 100/100, para mostrar lugares por onde passou. Por enquanto, está lá pelo 20 e poucos de 100. Uma boa ideia para metas de novos destinos.

Taí um jeito de guardar as memórias das viagens.

Quem já passou pela fase da apresentação de slides, depois pelos incontáveis álbuns, etc., sabe o que é isso…

Só cuidado para não torrar a paciência de quem não viajou contigo… 

O site: www.stayfilm.com

As telas na beira da praia

05 de março de 2014 0
Ponta dos Ganchos, Divulgação

Ponta dos Ganchos, Divulgação

Uma boa ideia foi o que o Ponta dos Ganchos Resort teve para fazer uma exposição à beira-mar, em Santa Catarina.

As espreguiçadeiras viraram telas assinadas pelo artista plástico Luciano Martins.

A exposição Cor do Sol fica em cartaz de 15 de março a 30 de abril.

O Ponta dos Ganchos fica a 50 minutos de Florianópolis e foi eleito um dos 101 melhores hotéis do mundo pela Tatler Magazine de 2013.

Ir de carona, por que não?

28 de fevereiro de 2014 0

Um aplicativo lançado no último dia 24 no Brasil trata de unir gente que precisa viajar e quer economizar tempo e dinheiro indo de carona.

Criado em Israel, o app WeGo reune pessoas interessadas em dividir o carro.

Segundo cálculos divulgados pela empresa que criou o aplicativo, a redução de gastos com o transporte em uma viagem compartilhada é de pelo menos 40%. A ideia, ressaltam seus criadores, não é competir com empresas de ônibus e/ou companhias aéreas, mas melhorar a vida de quem já viaja sozinho de carro.

Em tempos de individualismo e insegurança, pode haver quem torça o nariz, mas o sistema é bem comum em outros países. Na Europa, os aplicativos de carona já são muito populares. O inglês Carpooling e o francês BlaBlaCar juntos, por exemplo, já têm mais de 15 milhões de usuários.

Eu, que em quase toda a minha vida fui mais caroneira do que motorista, tenho nostalgia do tempo em que ia e voltava da faculdade de carona. Ou das aventuras narradas por meus irmãos que se mandavam para a estrada para economizar na ida à casa dos nossos pais, no Interior, no final de semana. Fecha parêntese.

Como funciona

  • Os interessados fazem o download gratuito do aplicativo pelo Google Play ou pelo site wegocaronas.com.br e se cadastram no sistema.
  • Quem dirige e quer oferecer uma vaga, cadastra o destino, hora de saída e chegada, além de uma sugestão de doação para as despesas da viagem.
  • Quem precisa de carona, encontra os carros disponíveis para a data e o destino desejado.
  • O pagamento da doação combinada entre motorista e carona pode ser feito com cartão de crédito por meio do aplicativo.
  • Outra preocupação da empresa é a segurança. O passageiro pode escolher ir com o motorista mais bem avaliado.
  • Quem dirige também pode escolher se aceita ou não o pedido de carona de um passageiro após ver a sua reputação. É feita uma análise dos cadastros dos usuários e, após o trajeto, motorista e passageiros podem dar notas para a corrida.   

Download pelo Google Play ou pelo site wegocaronas.com.br

P.S.: gostei, no site, das dicas de cinco filmes para viajar sem sair de casa. O primeiro deles é Pequena Miss Sunshine.

Divulgação

Divulgação

 

Era uma boa ideia! Ainda é?!

03 de janeiro de 2014 0

No post de ontem, ao falar de SÃO LUÍS DO MARANHÃO e dos LENÇÓIS, encontrei fotos que eu fiz na primeira (e última, por enquanto!) vez em que estive lá.

Eu tinha guardado as fotos para a seção BOA IDEIA, do blog.

Elas mostram os táxis da cidade reproduzindo os tradicionais prédios de azulejos portugueses da capital maranhense. Não é bonitinho?!

Fotos Rosane Tremea

Fotos Rosane Tremea

blogfotos 126
blogfotos 127
Só não sei se a ideia se mantém até hoje. Tentei referências na internet, mas não achei.
Será que ainda é assim?
Você foi há pouco a São Luís?!

Detalhes à mesa de restaurante

25 de fevereiro de 2013 0

Adoro detalhes e presto atenção especial a eles quando viajo.

Já descrevi alguns neste blog e hoje, vasculhando fotos, encontrei essa tirada num restaurante de NOVA YORK que eu adorei, no Soho.

Flores frescas à mesa sempre dão um toque especial. Como no Antique Garage Restaurant.

Um cardápio convidativo em Arezzo

24 de abril de 2008 0


BOA IDÉIA!


Não é simpático o bigodudo? Foto: Rosane Tremea

Simples e simpática é a solução encontrada por esse pequeno restaurante, em AREZZO, na Toscana (Itália), para apresentar o cardápio (e seus respectivos preços) na entrada. Não é uma boa idéia?

A Enoteca Bacco e Arianna fica na Via Andréa Cesalpino. Tem poucas mesas, é acolhedora e, num dia em que cheguei tarde demais para o almoço, deram um jeito de me servir uma “ribollita” (típica sopa da toscana), crostata de figos de sobremesa e um limoncello como cortesia.

A simpatia do cardápio lá fora encontra correspondência lá dentro.

Postado por Rosane Tremea

Sorvete no Pacífico

31 de março de 2008 0

Uma invenção simples e prática: um porta-sorvetes/Rosane Tremea
BOA IDÉIA!

Esse porta-sorvetes foi fotografado na Maison Blanche, em HUAHINE, uma das 118 ilhas e atóis da Polinésia Francesa.

A Maison Blanche é uma casa do Século 19 que fica numa das muitas e maravilhosas baías dessa ilha que é considerada uma das mais selvagens da Polinésia. Tentei localizá-la em alguns sites, mas não encontrei. A foto é de 2003. Espero que ainda esteja tudo no mesmo lugar!

Mas, voltando ao porta-sorvetes: não é uma boa idéia? A pessoa que nos atendeu carregou todas as casquinhas de uma só vez e deixou ali na mesa em que nos acomodamos para ver a paisagem.

Postado por Rosane Tremea

Para quem tem casa no campo

03 de março de 2008 0

Se eu tivesse parado o carro, a foto teria ficado melhor, sem a porta que aparece à esquerda. Mas repare nas flores!/Rosane Tremea
BOA IDEIA!

De um carro em movimento fotografei a casa da foto. Viajava por uma estradinha do norte da Itália, em AURONZO DI CADORE, na província de Belluno, no Vêneto.

É um lugarzinho muito charmoso, próximo à Cortina d’Ampezzo, uma cidadezinha de 3 mil habitantes, que abriga o Lago Misurina, bem perto da fronteira com a Áustria. E não é charmoso por acaso… Tem o capricho da natureza e o capricho da mão do homem.

Quando vi as pilhas de lenha pensei em quem tem casa no campo. Pensei na rústica fazenda de meus irmãos e de como daria para conferir uma certa graça às pilhas de lenha.

Eles aproveitaram a idéia. E ficou lindo! Claro que essa é uma obra sempre inacabada, já que a lenha vai sendo retirada, é preciso montar tudo de novo, coloca lenha, tira lenha…

Postado por Rosane Tremea