Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Ijuí"

Gasteiz Vitória, uma bela surpresa em Ijuí

26 de agosto de 2016 0
Fotos Gasteiz Vitoria, divulgação

Fotos Gasteiz Vitoria, divulgação

É desta cidade do noroeste gaúcho que saiu um dos projetos gastronômicos mais bacanas que eu conheço, o Al Mondo – Turismo Gastronômico, dos queridos Marcelus e Suzi.

Foi com eles, entre outros amigos, que conheci o restaurante Gasteiz Vitória, em Ijuí.

Por isso talvez a palavra “surpresa” do título não seja a mais adequada…

É que às vezes na arrogância e/ou desconhecimento de pessoas como eu, que vive numa cidade maior, a gente não se dá conta das coisas legais que há no interior do Estado (já falei outras vezes que um dos museus mais bacanas que conheço está em Jaguarão, que uma das livrarias mais queridas que já fica em São Francisco de Paula, que um dos teatros mais bonitos está em Lajeado…) Enfim…

Voltando ao Gasteiz Vitória, que na verdade existe desde 2007… Fui sabendo que era um bar/restaurante que tem como especialidade as “tapas espanholas”.

Na casa alaranjada que fica abaixo do nível da rua, meio escondida, encontrei um lugar aconchegante (são só 30 lugares), com boa música (variando do jazz para o blues e o flamenco) e tapas excelentes.

Foram nos servindo uma sequência com embutidos, queijos, azeitonas…

Tem tapas sempre de quinta a sábado, a partir das 20h (o restaurante também abre para almoço, de segunda a sábado, e para jantar, de quarta a sábado).

gasteiz4

gasteiz2

- Surgiu com objetivo de realizar um sonho profissional e, ao mesmo tempo, suprir uma lacuna no cenário comercial local. À época, a cidade estava carente de opções gastronômicas com diferenciais de qualidade, tanto no que se refere ao alimento em si como também ao serviço – conta André Sartori do Nascimento, um dos proprietários, que viveu seis anos na Espanha.

Foi nas viagens por lá que André deparou com um jeito diferente de servir e comer, que ele tenta reproduzir na casa de Ijuí (o nome, aliás, é uma referência à cidade espanhola Vitoria-Gasteiz, capital da província de Álava, no País Basco), ao lado da sócia Aline Eickhoff Battú.

- A grande maioria dos ingredientes utilizados também são encontrados no Rio Grande do Sul. A cozinha tradicional espanhola é simples em técnicas de preparo, porém extremamente rica em ingredientes fazendo jus à dieta mediterrânea – completa André.

Fica na Rua 7 de Setembro, 645, em Ijuí.

E é bom reservar sempre, já que o lugar é pequeno: fones (55) 9917-0517 ou 9992-2570

gasteiz1

gateiz

 

Até amanhã, muitas culturas em Ijuí

18 de outubro de 2010 1

Outubro não é feito apenas de festas alemãs. Em cima do laço, quase no final da festa, que vai só até amanhã, deixo a dica para quem estiver na redondezas de Ijuí.
Levei um puxão de orelhas simpático de um leitor, o Lucas Bueno. Sem mais, uso a dica dele como dica.
E deixo o site da ExpoIjuí e Fenadi para que você possa conferir tudo: www.expoijuifenadi.com.br


“Olá, Rosane, bom dia.

Não escrevo para colunistas, mas como estava “praticando” o ócio, e vendo mais uma vez como a sua coluna está boa de ler em um domingo de manhã, com um bom chimarrão, resolvi te escrever.
Olhando o blog desde o começo de outubro, notei que você falou sobre várias festas, mas creio que faltou uma, não mais importante, mas muito boa: a ExpoiIjuí, em Ijuí (claro…).
Sei que é um tanto longe, mas quando puderes deveria conferir.
Saber que você pode sentar em um bosque e apreciar um pirag (pãozinho com bacon) leto, ao lado escutar e assistir a sensual dança vinda dos arábes, comendo um quibe e tomando um arak.
Ou quem sabe ir para a Itália e tomar um vinho direto da adega, no porão de uma pequena casa. Dar um pulo na Espanha, escutar um bom violão flamenco e comer “una paella”.
Passear pela Holanda e aproveitar a brisa de um moinho… Visitar a Polônia, com um pastel irresistível de “quechimier”. Aproveitar e abusar do açúcar, com um bom pastel de Belém português, ao som de um bom fado. E, se acabou o tempo, se a sede apertou, tomar um bom chopp nos alemães. Isso que faltou algumas tantas outras etnias…
Essa viagem pelo mundo, oportunizada pela feira, é um convite ao que há de melhor na cultura de países tão distintos.
Se você ainda não conhece, vale a pena!

Abraço.




Lucas Bueno.”