Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Santiago"

Gatos no Chile, há muitos anos...

17 de abril de 2014 0

Lá pelas tantas, deparei com essas fotos enviados para a seção GATOS DE VIAGEM esquecidas desde 2011 no rascunho de um posto.

Foram enviadas pela Daniela, do BordaGato.

E aí são aquelas coisas que se cruzam por aí: andava atrás de uma espécie de case artesanal para minha câmera fotográfica, e encontrei numa lojinha perto de casa… Fui ver a etiqueta e era da…BordaGato.

E mexendo no blog para organizá-lo, dou de cara com as fotos.

Enfim, encontrei o que queria e o que devia há muito tempo.

As fotos foram tiradas no CHILE.

No Facebook da BordaGato tem uma galeria com mais fotos.

“Em todas as nossas andanças, a máquina fotográfica sempre retorna com algum felino pra contar história, já é tradição”, contou a Daniela.

O gato negro no muro foi próximo da casa de Pablo Neruda.

Fotos BordaGato, arquivo pessoal

Fotos BordaGato, arquivo pessoal

A frajolinha em frente aos chocolates é de uma tabacaria no shopping Pátio Bela Vista.

patiobelavista

E, por fim, o safado das linguiças foi no mercadão em Valparaíso.

valparaiso

 

 

O que mais chama a atenção em Santiago

06 de outubro de 2011 6

Recém chegado da capital chilena, Claudio Thomas mandou essas observações e um pequeno roteiro.

“Três coisas chamam a atenção em Santiago.

Primeiro, a limpeza de ruas, avenidas, parques e calçadas da capital chilena.

Segundo, a simpatia dos moradores, bem prestativos para ajudar os turistas. Perdidos ou não.

E, por último, a quantidade de cachorros – alguns até de raças nobres como pastor alemão e husky – que vivem soltos nas ruas. Não são maltratados por ninguém. Ao contrário, recebem restos de alimentação de restaurantes e são vacinados e castrados pelos estudantes de universidades.

Santiago pode ser conhecida com boas caminhadas, porque é uma cidade plana. E, para encurtar distâncias, o serviço de metrô é excelente.

O Centro concentra os principais pontos turísticos, que merecem ser visitados.

O Palácio La Moneda é a sede da Presidência da República. Nos dias ímpares, pode ser conferida a troca de guarda, solenidade realizada sempre a partir das 10h.


A Catedral Metropolitana de Santiago, que é a sede da arquidiocese, chama a atenção pela beleza do prédio, cuja construção começou em 1748.


O Mercado Central, inaugurado em 1872, é imperdível. Toda a estrutura é de ferro fundido. É claro que o cheiro de peixe predonima nos principais corredores do prédio.

O assédio de garçons é grande, mas vale a pena saborear um almoço no local.


O Cerro Santa Lucia está no coração da Capital. Do alto dá para visualizar toda a cidade, assim como parte da Cordilheira dos Andes, que também pode ser avistada de vários outros pontos.


Um pouco mais distante do Centro está o Cerro San Cristóbal, que também permite uma visão completa de Santiago e da Cordilheira. Tem 280 metros de altura.

O topo pode ser alcançado com uma boa caminhada ou por um funicular, com 400 metros de extensão.

O Zoológico de Santiago fica no pé do cerro. Um dos destaques é o Tigre Branco.”


O Chile da Gabi e do Luciano

08 de setembro de 2011 14

Há horas a Gabi e o Luciano fizeram essa viagem. E disseram que mandariam um resumo de tudo, com fotos. Mandaram mesmo. Eles fizeram duas coisas que eu gostaria: ir até lá de carro e visitar o deserto do Atacama. Fui mais de uma vez ao Sul do Chile e Santiago, nunca ao norte. Um dia, quem sabe um dia… Por enquanto, fico feliz com o que eles contam.

“A viagem ao Chile foi uma aventura de carro: sair de Porto Alegre (RS) e chegar até San Pedro de Atacama. Viajar de carro dá autonomia e, ao mesmo tempo, deixa margem para estar aberto ao inesperado. É bacana saber que se a gente gostou de um lugar pode ficar mais um dia ou dois.


Conhecer San Pedro de Atacama é mágico. As paisagens são deslumbrantes, o lugar é fantástico e mexe com a gente fisicamente. Sentimos necessidade de beber água a toda hora, a pele resseca, o cabelo ressaca, a poeira toma conta de tudo e esses detalhes simplesmente deixam a viagem com ainda mais clima de aventura. Vale muito a pena conhecer!



Depois de San Pedro de Atacama fomos em direção ao litoral do Chile. Visitamos Antofagasta, o Parque Nacional Pan de Azúcar (belíssimo!) e as cidades litorâneas de Coquimbo e La Serena. Os frutos do mar são bastante apreciados e o mercado, em Coquimbo, vende opções de mexilhões, mariscos, camarões, limpos e crus. A gente pode escolher o que quer comer, temperar com os temperos à disposição e sair comendo em potinhos para viagem. Foi uma refeição bem pitoresca!


Em Santiago, a Biblioteca Nacional vale o passeio. O prédio antigo é lindo, fica pertinho do Cerro Santa Lucia.”


Voos diretos de Porto Alegre para o Exterior

04 de agosto de 2011 11

Eu sei que é pouco, mas já foi muito pior.

Sei que o aeroporto não tem a estrutura adequada, mas se não houver cobrança, pressão etc, a coisa não vai.

Também sei que não estou contando aqui nenhuma novidade, já que o último voo direto com saída de PORTO ALEGRE começou no dia 7 de julho.

Minha intenção é só lembrar sobre eles. Um amigo teve de fazer uma volta enorme para chegar a um desses destinos simplesmente por ter esquecido que havia voos diretos. Estou lembrando…

P.S.: mais de um leitor lembra que há voos diretos para Rivera, Montevidéu, Buenos Aires… Sim, eu deveria ter mencionado. Esse gráfico se refere às ligações mais distantes e recentes.

As outras ligações:

  • Buenos Aires – 4 voos diários
  • Montevidéu – 3 voos diários
  • Rosário (Argentina) – 3 voos por semana
  • Córdoba (Argentina) – 5 voos por semana
  • Rivera (Buquebus)
  • Punta del Este (Buquebus)


Enfeitando a casa com suvenires (1)

13 de junho de 2011 2

Não são exatamente MANIAS DE VIAGEM ou COISAS PARA COMPRAR EM VIAGEM, duas seções aqui dos primórdios do blog.

Não se trata de hábitos recorrentes como aqueles...

Mas sempre que volto de viagem com algo aparentemente perecível ou recebo um presente do gênero, fico com vontade de torná-lo permanente, uma lembrança do lugar em que estive ou da pessoa que me presenteou.

Fiz uma seleção de alguns desses objetos e vou postá-los aos poucos.

O primeiro de todos são essas latas de mantimentos. Vieram de SANTIAGO DO CHILE, carregando açúcar orgânico, café, chá e erva-mate. Comprei no Patio Bellavista, no bairro de Providencia, numa loja de produtos orgânicos chamada Allpamanta.

Confesso que o que me chamou a atenção foi mais a forma do que o conteúdo, mas acabei seduzida pelos dois. E pela história que me contaram das fotos, que seriam de mães ou parentes dos proprietários. Objetos com história para contar. Deu um certo trabalho carregar aqueles quase quatro quilos na mochila, é verdade, mas não me arrependo.

Uma vez em casa, findos os produtos, elas enfeitam uma prateleira da cozinha e conservam outros produtos, que não os originais (tenho mania de preservar erva-mate e café na geladeira, por exemplo).

Para quem vai ao Chile e quer praticar esportes

11 de julho de 2010 0

No Chile, Santiago oferece um shopping que pode ser o paraíso para quem busca equipamentos e roupas para a prática de esportes.

No MallSport estão 62 lojas com roupas e acessórios para esportes náuticos, futebol, tênis, montanhismo, ciclismo, surfe etc.

No mesmo lugar, além das compras, dá para praticar esportes. Há, por exemplo, uma piscina artificial com ondas em um espaço de 2 mil metros quadrados para surf e windsurf, um muro de escalada com 17 metros, pista de skate e simuladores esportivos.

Confira no site: www.mallsport.cl

O Chile na visão de Manuela

30 de junho de 2008 1
Minha querida amiga MANUELA COLLA, que na semana passada passou aqui pelo blog mostrando uns “Gatos de Viagem” hoje faz o que ela chama de “relato afetivo” sobre sua recente viagem ao CHILE. Só numa coisa eu não concordei com ela. Manu não gostou do Mercado Público de Santiago. Eu amei (mas é que eu gosto de todos os mercados, com ou sem turistas). Conta lá, Manuela:


“Bom, antes de qualquer coisa: o Chile é TUDO! Fiquei hospedada no bairro Providencia, que é ótimo; tem dezenas de cafés, lojas legais, prédios antigos…


Eu fui pro Chile na alta temporada e, claro, sonho da colona de Nova Prata tinha que ser realizado: esquiar. Fui pro VALLE NEVADO e peguei tempestade de neve, mas também peguei dia ensolarado com neve, peguei neve calminha em Santiago… tudo lindo. A melhor loja pra alugar roupas de eski é a Ski Total (http://www.skitotal.cl/html_ingles/home_ing.html). Tens que ligar e reservar as tuas. Pede pelo Gilberto, atendente brasileiro, uma simpatia. Bom mesmo é alugar um táxi pra subir o Valle, eles estão preparados pra isso. Mas tens que combinar o preço antes!



A legenda da Manu: “É a foto do momento mais feliz da minha vida. Sou sortuda — tenho esse momento congelado (literalmente) no tempo”. Foto: Arquivo Pessoal


Não caia na armadilha de visitar o Mercado Público de Santiago. Ele é recheado de urubus de turistas, um horror. Passeio pesadelo — pelo menos pra mim.


Ah! Uma coisa que amei em Santiago: os brechós! Comprei um moletom do Mickey original da Disney por 50 pesos que não tiro nunca. Tem um monte de casacos lindos e blusas de lã. Especialmente os brechós da Providencia. Tem uma espécie de Galeria do Rock de lá, chamada de Galeria dos Caracoles, que vale a visita! Perto dela, tem o Dublin Pub (que fica na Avenida Providencia mesmo), onde dá pra tomar Guiness! O Flannery`s Irish Pub é bom também, mas mais carinho (Rua Encomenderos 83, Las Condes).


O bairro boêmio super vale a visita, Bella Vista. Paseo Ahumada é um lugar que vale a visita também. Tem o Cerro Santa Lucia (vá de dia! É lindo!), e também umas lojas de design, roupas e tênis legais (Brain Works é o nome de uma loja de móveis de designers, caros pra dedéu, mas bem gostosa pra tomar café). O Palacio de la Moneda é ali pertinho também.

Mas o lugar pra tomar café ali é o Bistro de la Barra, que fica dentro da antiga Estação de Bombeiros! Toca jazz delícia de ouvir, e o Chocolate Quente italiano parece um Danette quentinho. Ainda na Bella Vista, tem uma das casas do Neruda.  Nunca fui fã do Neruda, e nem de poesia gosto muito. Mas eu chorei vendo a casa desse homem em Bella Vista. “La Chascona”, se chama, porque foi construída em Santiago pra esconder a amante dele, Matilde, que viria a ser o amor da vida dele. O divórcio só foi aprovado no Chile em 1990, e ele ainda era casado quando eles se conheceram. Mas era absolutamente e doidamente apaixonado por essa mulher, “a descabelada”, la chascona, porque ela tinha uma vasta cabeleira ruiva.


A casa parece um barco, e tudo é incrível porque tu vai andando, subindo e descendo as escadas e pode sentir como eles viviam rodeados pelos jardins, pelas flores e pela arte. Tu percebe a arte de Neruda se desdobrando em suas casas, muitas vezes objetos de sua poesia. Neruda também construiu outras casas, ao todo são três: Isla Negra, La Chascona e La Sebastiana.

Não dá pra perder VALPARAÍSO, uma cidade portuária que fica do ladinho de Santiago. Pegas um metrô até a rodoviária e lá, pegas um ônibus até Valparaíso. Ruas antigas, casas coloridas, ladeiras inacreditáveis. Legal é descer de Ascensor por uma das ladeiras. Estes ascensores são de madeira, antigos pra caramba. Nós descemos até o porto usando o mais antigo deles, o Concépcion, em funcionamento desde 1883. Ruelas de paralelepípedo, casas antigas, coloridas, só cuidado com o porto. A vista do Oceano Pacífico é inesquecível.


Dica de almoço em Valparaíso: El Turri. Meio caro, mas o restaurante é lindo e a vista, inesquecível. 7.200 pesos pelo melhor Ala Minuta que eu comi na minha vida!



Outro lugar dos arredores legal de conhecer é ISLA NEGRA, uma praia, onde tem a terceira casa do Neruda. Chorei pencas nessa casas, que foi quando ele já podia morar com a Matilde. O quarto deles é inesquecível. Especialmente nessa de Isla Negra, onde tem o túmulo dele. O homem era a definição de poeta. E o amor deles era lindo. Colhi flores no jardim da casa dele, fotografei as flores e tatuei em mim, porque pra mim, aquela casa era a definição de amor.”

Postado por Rosane Tremea

Em Los Dominicos, ainda no Chile

11 de fevereiro de 2008 8

Escultura pra quê? O de verdade é mais bonito!/Rosane Tremea
GATOS DE VIAGEM

Há quem fotografe janelas, busque reunir luminárias suficientes para uma exposição ou se concentre no pôr-do-sol.

Não foi nada deliberado, mas ao longo dos anos, em minhas andanças, já fotografei GATOS suficientes para uma mostra fotográfica (bem, nem todas têm qualidade para tanto, mas a quantidade justificaria).

Por isso abro esta nova categoria: Gatos de Viagem (arrá, alguém pensou em outra coisa).

Estes dois foram flagrados no Pueblito Los Dominicos, em Santiago, no CHILE (prometo mudar de país amanhã). Não só pelos gatos, vale a pena visitar Los Dominicos, ao pé da Cordilheira dos Andes.

Ao lado da igreja de mesmo nome (muito bonita, por sinal), o pueblito é um centro de artesanato onde também há música e dança. As construções são do século 18, consideradas monumento nacional do Chile. Os artesãos não estão ali há tanto tempo. Eles se instalaram a partir de 1978 e atraem locais e turistas, principalmente aos sábados e domingos.

Fica em Las Condes (Apoquindo, 9085).
Veja também o site www.pueblitolosdominicos.com

Mas, sobre os gatos, o que eu quero dizer desses que ilustram o post é algo que já foi dito por Wesley Bates:

“Não há necessidade de esculturas numa casa onde vive um gato.”
Não é o que diz essa foto?

Postado por Rosane Tremea