Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Valparaíso"

Gatos no Chile, há muitos anos...

17 de abril de 2014 0

Lá pelas tantas, deparei com essas fotos enviados para a seção GATOS DE VIAGEM esquecidas desde 2011 no rascunho de um posto.

Foram enviadas pela Daniela, do BordaGato.

E aí são aquelas coisas que se cruzam por aí: andava atrás de uma espécie de case artesanal para minha câmera fotográfica, e encontrei numa lojinha perto de casa… Fui ver a etiqueta e era da…BordaGato.

E mexendo no blog para organizá-lo, dou de cara com as fotos.

Enfim, encontrei o que queria e o que devia há muito tempo.

As fotos foram tiradas no CHILE.

No Facebook da BordaGato tem uma galeria com mais fotos.

“Em todas as nossas andanças, a máquina fotográfica sempre retorna com algum felino pra contar história, já é tradição”, contou a Daniela.

O gato negro no muro foi próximo da casa de Pablo Neruda.

Fotos BordaGato, arquivo pessoal

Fotos BordaGato, arquivo pessoal

A frajolinha em frente aos chocolates é de uma tabacaria no shopping Pátio Bela Vista.

patiobelavista

E, por fim, o safado das linguiças foi no mercadão em Valparaíso.

valparaiso

 

 

O Chile na visão de Manuela

30 de junho de 2008 1
Minha querida amiga MANUELA COLLA, que na semana passada passou aqui pelo blog mostrando uns “Gatos de Viagem” hoje faz o que ela chama de “relato afetivo” sobre sua recente viagem ao CHILE. Só numa coisa eu não concordei com ela. Manu não gostou do Mercado Público de Santiago. Eu amei (mas é que eu gosto de todos os mercados, com ou sem turistas). Conta lá, Manuela:


“Bom, antes de qualquer coisa: o Chile é TUDO! Fiquei hospedada no bairro Providencia, que é ótimo; tem dezenas de cafés, lojas legais, prédios antigos…


Eu fui pro Chile na alta temporada e, claro, sonho da colona de Nova Prata tinha que ser realizado: esquiar. Fui pro VALLE NEVADO e peguei tempestade de neve, mas também peguei dia ensolarado com neve, peguei neve calminha em Santiago… tudo lindo. A melhor loja pra alugar roupas de eski é a Ski Total (http://www.skitotal.cl/html_ingles/home_ing.html). Tens que ligar e reservar as tuas. Pede pelo Gilberto, atendente brasileiro, uma simpatia. Bom mesmo é alugar um táxi pra subir o Valle, eles estão preparados pra isso. Mas tens que combinar o preço antes!



A legenda da Manu: “É a foto do momento mais feliz da minha vida. Sou sortuda — tenho esse momento congelado (literalmente) no tempo”. Foto: Arquivo Pessoal


Não caia na armadilha de visitar o Mercado Público de Santiago. Ele é recheado de urubus de turistas, um horror. Passeio pesadelo — pelo menos pra mim.


Ah! Uma coisa que amei em Santiago: os brechós! Comprei um moletom do Mickey original da Disney por 50 pesos que não tiro nunca. Tem um monte de casacos lindos e blusas de lã. Especialmente os brechós da Providencia. Tem uma espécie de Galeria do Rock de lá, chamada de Galeria dos Caracoles, que vale a visita! Perto dela, tem o Dublin Pub (que fica na Avenida Providencia mesmo), onde dá pra tomar Guiness! O Flannery`s Irish Pub é bom também, mas mais carinho (Rua Encomenderos 83, Las Condes).


O bairro boêmio super vale a visita, Bella Vista. Paseo Ahumada é um lugar que vale a visita também. Tem o Cerro Santa Lucia (vá de dia! É lindo!), e também umas lojas de design, roupas e tênis legais (Brain Works é o nome de uma loja de móveis de designers, caros pra dedéu, mas bem gostosa pra tomar café). O Palacio de la Moneda é ali pertinho também.

Mas o lugar pra tomar café ali é o Bistro de la Barra, que fica dentro da antiga Estação de Bombeiros! Toca jazz delícia de ouvir, e o Chocolate Quente italiano parece um Danette quentinho. Ainda na Bella Vista, tem uma das casas do Neruda.  Nunca fui fã do Neruda, e nem de poesia gosto muito. Mas eu chorei vendo a casa desse homem em Bella Vista. “La Chascona”, se chama, porque foi construída em Santiago pra esconder a amante dele, Matilde, que viria a ser o amor da vida dele. O divórcio só foi aprovado no Chile em 1990, e ele ainda era casado quando eles se conheceram. Mas era absolutamente e doidamente apaixonado por essa mulher, “a descabelada”, la chascona, porque ela tinha uma vasta cabeleira ruiva.


A casa parece um barco, e tudo é incrível porque tu vai andando, subindo e descendo as escadas e pode sentir como eles viviam rodeados pelos jardins, pelas flores e pela arte. Tu percebe a arte de Neruda se desdobrando em suas casas, muitas vezes objetos de sua poesia. Neruda também construiu outras casas, ao todo são três: Isla Negra, La Chascona e La Sebastiana.

Não dá pra perder VALPARAÍSO, uma cidade portuária que fica do ladinho de Santiago. Pegas um metrô até a rodoviária e lá, pegas um ônibus até Valparaíso. Ruas antigas, casas coloridas, ladeiras inacreditáveis. Legal é descer de Ascensor por uma das ladeiras. Estes ascensores são de madeira, antigos pra caramba. Nós descemos até o porto usando o mais antigo deles, o Concépcion, em funcionamento desde 1883. Ruelas de paralelepípedo, casas antigas, coloridas, só cuidado com o porto. A vista do Oceano Pacífico é inesquecível.


Dica de almoço em Valparaíso: El Turri. Meio caro, mas o restaurante é lindo e a vista, inesquecível. 7.200 pesos pelo melhor Ala Minuta que eu comi na minha vida!



Outro lugar dos arredores legal de conhecer é ISLA NEGRA, uma praia, onde tem a terceira casa do Neruda. Chorei pencas nessa casas, que foi quando ele já podia morar com a Matilde. O quarto deles é inesquecível. Especialmente nessa de Isla Negra, onde tem o túmulo dele. O homem era a definição de poeta. E o amor deles era lindo. Colhi flores no jardim da casa dele, fotografei as flores e tatuei em mim, porque pra mim, aquela casa era a definição de amor.”

Postado por Rosane Tremea