Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "China"

Ia abrir e abriu: agora tem Disney também na China

01 de julho de 2016 0
Disney Shanghai, divulgação

Disney Shanghai, divulgação

Temos atrás eu já tinha falado aqui sobre a abertura deste que é o sexto resort da  The Walt Disney Company.

Pois em meados do mês abriu o primeiro resort Disney na China Continental, o Shanghai Disney Resort, o sexto no mundo.

Ele ocupa uma área de 390 hectares e ainda tem espaço para uma futura expansão.

Para a festa de abertura, que durou três dias, houve a estreia mundial da primeira produção em mandarim de O Rei Leão, no Grande Teatro Walt Disney, com capacidade para 1,2 mil pessoas, e um concerto de gala de inauguração no Castelo da Cinderela.

Além dos parques, tem dois hotéis temáticos, um distrito internacional de compras, restaurantes e entretenimento e uma área de recreação com jardins e lago cintilante.

Informações em www.shanghaidisneyresort.com

 

Sobre a China e para passear por Pequim e Xangai

08 de agosto de 2015 0

china

Quando começa o planejamento você pesquisa na internet, na viagem baixa aplicativos no smartphone, usa georreferenciamento e todas as possibilidades que as traquitanas tecnológicas permitem etc e tal.

Eu também.

Mas eu não dispenso guias de viagem impressos e o olhar de alguém que vive/viveu naquele lugar.

Por que? Porque eles não dependem de disponibilidade de redes de internet, nem de caros serviços de roaming e podem me levar além dos roteiros tradicionais.

Tudo para dar a dica de um guia lançado há alguns meses por aqui sobre a China e, especialmente, sobre duas cidades daquele país gigantesco e, por mais que o desbravem, misterioso – Pequim e Xangai.

A autora deste guia é uma jornalista gaúcha que morou em Pequim entre 2007 e 2013. Ao longo deste tempo, Janaína Camara da Silveira, percorreu outras cidades e Xangai está entre suas preferidas.

Em Pequim, ela atuou na agência estatal Xinhua e deu início ao projeto Radar China (www.radarchina.co), que analisa as relações sinobrasileiras.

No guia de Janaína há dicas para destrinchar as cidades, mesmo para quem viaja sozinho. São endereços de atrações, hotéis, restaurantes, bares, lojas e pontos de interesse imperdíveis, além de conselhos para aproveitar a culinária local.

Ficha técnica

 

Parque temático Disney na China

30 de julho de 2015 0
A maquete do parque. Divulgação

A maquete do parque. Divulgação

Já faz uns dias que a Disney revelou detalhes sobre seu primeiro parque temático na China.

Li o material que me enviaram, mas não tive tempo para postar nada.

E sempre que falam em Disney, impossível não parar e me reportar à infância. Não, eu não fui à Disney quando era criança. Eu só sonhava com uma viagem para lá.

Meu irmão e eu (sim, já contei essa história, mas vou contar de novo!) recortávamos cupons dos Almanaques Disney (alguém lembra deles?!), que a editora Abril publicou no Brasil entre 1970 e 2005, ou de outras revistas que sorteavam prêmios. Dois deles eu lembro bem: um era um minibuggy e outro era uma viagem à Disney.

Não queríamos o minicarro. Sonhávamos com a viagem. Não lembro sequer se alguma vez colocamos o cupom num envelope e o enviamos pelo Correio.

Acho que na nossa cabeça bastava preencher o cupom. Enfim, nunca ganhamos nada, nem o buggy e nem a viagem. E eu só fui conhecer a Disney com mais de 30 anos, depois de passado um período em que cheguei a abominá-la como destino. Fui, gostei, me diverti muito. Voltaria um dia.

E pra quem já conheceu o complexo de parques dos EUA ou já foi à Disneyland Paris, em 2016 poderá colocar um novo roteiro de diversão na mira: o Shanghai Disney Resort, que terá seis áreas temáticas na cidade chinesa.

Além do parque temático, o projeto terá dois hotéis e uma área de compras, alimentação e entretenimento. Algumas das construções que estão sendo feitas:

  • Shanghai Disneyland: um parque com seis áreas temáticas - Adventure Isle, Gardens of Imagination, Mickey Avenue, Tomorrowland, Treasure Cove e Fantasyland, a casa do Enchanted Storybook Castle.
  • Shanghai Disneyland Hotel e Toy Story Hotel: dois hoteis  temáticos, próximos ao parque.
  • Disneytown: área de compras, restaurantes, lazer e entretenimento, vizinha de Shanghai Disneyland e sede do Walt Disney Grand Theater, que receberá a primeira produção em mandarim de  “O Rei Leão”.
  • Wishing Star Park: jardins, trilhas para caminhadas e  lago.
  • Adventure Isle: a terra das lendas antigas, a casa de um réptil gigante e da poderosa Roaring Mountain.
  • Enchanted Storybook Castle: no centro de Shanghai Disneyland, será o maior e mais interativo castelo de todos os parques da Disney, com a representação de todas as princesas da Disney.
  • Treasure Cove: primeira área com temática pirata em um parque da Disney - Pirates of the Caribbean: Battle for the Sunken Treasure e um show de acrobacias tendo como estrela o Capitão Jack Sparrow.

 

Um bate-papo sobre a China

26 de novembro de 2012 0

Nesta terça, dia 27, quem conversa sobre a China no Papo Viajante do Espaço STB BRASAS é Beto Conte, que fez uma recente viagem para lá.

Ele fala sobre Pequim (ou Beijing), a capital do país, onde desvendou a “Cidade Proibida” e a “Grande Muralha”, Xian e o exército de terracota de mais de 2 mil anos, fala sobre os pandas gigantes em Sichuan e das minorias tribais na província Yunnan, entre outros pontos do país.

Serviço

  • Terça-feira, 27, às 19h30min
  • No Espaço STB BRASAS (Rua Anita Garibaldi, 1.515)
  • Gratuito, mas com lugares limitados. Confirmar presença: (51) 4001-3010

Direto da China

28 de setembro de 2012 0

Diretamente da CHINA, onde acompanha um grupo, Beto Conte, o viajante que já circulou por 125 países, mandou relatos sobre o tour que começou no dia 11 de setembro e termina no próximo dia 4.

Lá vão alguns lugares por onde passaram…

BEIJING

No coração histórico de Beijing encontra-se a “cidade proibida” – palácio imperial por quase cinco séculos. Somente o imperador, sua família e empregados mais graduados tinham a permissão para entrar lá. O maior palácio do planeta, construído no inicio do século XV, consiste em 980 edifícios e 9.999 peças, com uma área total de 720.000 m2. O último imperador, Puyi, é obrigado a deixar o palácio em 1924 quando passa a função atual de museu.

Outra visita obrigatória é a Muralha da China que começou como uma serie de fortificações de diferentes reinos independentes para se protegerem das invasões dos nômades do norte. Em 221 a.C. o primeiro imperador une as diferentes partes da muralha transformando em uma única longa muralha. Na dinastia Ming, no século XV, a mesma é reforçada em rocha ficando com a aparência atual, chegando a atingir 8.856 km.


XIAN

Centro político da primeira dinastia chinesa, da próspera Han e da refinada Tang, foi capital imperial por mais de mil anos. Na tumba do primeiro imperador está o famoso exército de terracota, com cada um dos 6 mil soldados têm feições e adereços próprios resgatando os traços de uma dinastia que desapareceu há 2.200 anos. A grande mesquita de Xian é uma combinação de arquitetura tradicional chinesa e islâmica, introduzida com as trocas comerciais e culturais da rota da seda.

LHASA

O Tibet havia sido uma das mais marcantes experiências de minha vida. Hoje retornei após 25 anos a Llasa – a capital tibetana – que fica a uma altitude de 3.650m, e a primeira coisa que fizemos foi admirar o Potala – antiga residência de inverno do Dalai Lama – líder religioso desse povo devoto budista. Seguimos depois ao Templo Jokhang – centro religioso da comunidade local, e local de peregrinação há mais de 1.300 anos, com tibetanos com rodas de oração e prostrações.