Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Dica de programa de TV"

Um programa de TV: Pedro pelo Mundo

05 de fevereiro de 2016 0
Fotos divulgação

Fotos divulgação

Pessoalmente, sou fã das dicas do Pedro Andrade sobre Nova York no Manhattan Connection (GloboNews, domingos, 23h).

E estou com expectativa com a série que o jornalista começa em março, parceria da Producing Partners com o canal GNT.

“Pedro pelo Mundo” deve misturar viagem, cultura, curiosidades e gastronomia.

Para as gravações da primeira temporada, ele viajou durante três meses e percorreu milhares de quilômetros, entrevistando artistas, chefs de cozinha, empresários, músicos, escritores, etc.

A primeira temporada explora Egito, Grécia, Islândia, Myanmar, Dinamarca, Escócia, Singapura, EUA, Oman e Cuba.

pedro1

 

Um programa de TV sobre viagens, um livro e duas notas sem a frase final

08 de setembro de 2015 0

Na coluna da edição impressa desta terça-feira, por um problema técnico, duas notas do Recortes de Viagem ficaram sem final.

Seguem as duas notas completas e o pedido de desculpas aos leitores.

Destino Certo

A jornalista e atriz gaúcha Mel Fronckowiak estreou na quinta-feira, às 21h, o programa de viagens Destino Certo, no canal fechado +Globosat.

Em 13 episódios, promete mostrar o melhor de 65 destinos imperdíveis na Europa.

Reprodução

Reprodução


Dica de livro

Reprodução

Reprodução

Assim como a obra anterior de David NichollsUm Dia, que virou filme –, Nós é um livro de leitura fácil, fluida, simples, agradável, apesar de todos os conflitos dos personagens.

Não vai mudar sua vida, mas vale a leitura. O recorte, aqui, é a viagem pela Europa.

Trata da crise de um casal de meia-idade que sai com o filho por um “Grand Tour” pela Europa antes que ele entre para a faculdade, carregando na bagagem todas as dúvidas, os ressentimentos, os mal-entendidos, a s ansiedades…

De Londres, que aparece como pano de fundo principal nos flashbacks de Douglas, o pai-narrador, a viagem segue por Paris, Amsterdã, Veneza, Florença, Siena e Madri para acabar em Barcelona.

O Grand Tour do personagem não é invenção literária. Era o nome dado a uma tradicional viagem pela Europa, feita por jovens de classe média alta desde os anos 1600 até o surgimento das viagens ferroviárias em grande escala, na década de 1840.

Servia como uma espécie de rito de passagem educacional.

Programa de TV: A Pequena Cozinha em Paris

27 de agosto de 2015 0
Fotos A Pequena Cozinha em Paris, reprodução

Fotos A Pequena Cozinha em Paris, reprodução

Não resisto a programas de cozinha na TV.

Se misturar gastronomia e viagens, então, lá se vão minhas horas na frente da tela (ultimamente, descobri o Bill’s Kitchen: Notting Hill, e tenho gostado de ver as andanças do chef australiano pelo bairro londrino).

Mas não é sobre ele que quero chamar atenção, mas sim sobre a chef e escritora britânica Rachel Khoo.

rachel
O livro dessa jovem chef que estudou no Le Cordon Bleu, em Paris, foi lançado no Brasil em 2014 (A Pequena Cozinha em Paris) e o programa está no ar desde 2013 por aqui no GNT.

pequenacozinha

Em Paris, Rachel abriu seu próprio restaurante, o menor da cidade, segundo ela, com espaço só para duas pessoas dentro de seu próprio apartamento de 21m quadrados. E cozinha num pequeno fogão de duas bocas e um forno igualmente pequeno.

Mas o que eu gosto no programa não são nem os pratos lindos, que dá vontade de fazer e mais ainda de comer, mas das andanças dela pela cidade. Num deles, ela vai até o telhado do Grand Palais para comprar mel para uma de suas receitas. Se eu sabia não lembrava que em muitos dos famosos telhados de Paris há quem crie abelhas e os apicultores garantem que seu sabor é inigualável.

Neste post no blog da Rachel, ela dá um roteiro dos lugares preferidos dela em Paris.

Vou prestar mais atenção a Rachel. O programa é muito querido.

aubergine

ratatouille

Para viajar juntos, com 15 ou 50

04 de maio de 2015 0
Louco por Viagens, divulgação

Louco por Viagens, divulgação

Estreou na última sexta-feira, no canal Louco por Viagens, no YouTube, o projeto Rota 50 15.

O programa, inaugurado com um passeio por Orlando (EUA), traz o titular do canal e especialista em turismo Rogério Enachev, 50 anos, e a atriz Bruna Carvalho, 15, viajando juntos para mostrar que, não importa a idade, dá para fazer programas conjuntos independetemente das diferenças.

Entre os dias 1 e 13 de março, os dois apresentadores e toda equipe percorreram oito parques de Orlando em mais de 12 horas diárias de gravação.

Além das atrações dos parques, o programa tem conteúdos extras.

 

Dica para tomar um bom café em Nova York

05 de março de 2015 0

Num dos últimos vídeo do Amigo Gringo, o Seth Kugel dá dicas de lugares para tomar um café bom em Nova York.

Não só os brasileiros devem reclamar dos cafés servidos nos diners da cidade, em geral fracos demais.

Por isso, no canal divertido do Seth, que tem vídeos novos todas as terças e sextas, ele dá algumas dicas úteis.

Confira abaixo:

Aplicativos para se virar em Nova York

21 de novembro de 2014 0

Nesta edição do AMIGO GRINGO, Seth Kugel dá dicas de aplicativos para serem usados em Nova York.

Eles ajudam, por exemplo, a:

  • pegar um táxi
  • fazer reservas em um restaurante
  • pedir uma telentrega
  • comprar ingressos para espetáculos da Broadway…

Lançado em outubro, o canal Amigo Gringo tem sempre dicas divertidas do jornalista americano especializado em turismo, atualizadas às terças e sextas.

Confira o último vídeo abaixo:

Um "amigo gringo" em Nova York

20 de outubro de 2014 1

Na semana passado, o jornalista americano Seth Kugel, que escreve sobre turismo para o New York Times, lançou um canal no YouTube para ajudar turistas brasileiros em Nova York.

Não são só dicas de restaurantes, lugares, museus, passeios…

São especialmente dicas de comportamento, como neste primeiro vídeo.

Seth, que é muito bem humorado, também fala um bom português.

Tem programas novos todas as terças e sextas, às 10h.

Looks para levar na mala

21 de agosto de 2014 0

Da última vez em que viajei, segui o conselho de uma amiga e levei na mala praticamente roupas de uma só cor e, de preferência, neutras.

Adicionei uns lenços coloridos. E era isso.

Consegui a mala mais compacta de todas as minhas viagens, embora ainda não fosse perfeita.

A mala, que já rendeu outros posts no blog, é sempre um problema para quem viaja.

Ainda mais quando a vaidade (o que não é o meu caso!) fala alto.

Por isso, quando vejo algo sobre o tema, sempre dou uma paradinha, como em um dos últimos programas da série Vamos Combinar seu Estilo, do GNT.

A consultora de moda ensinou a montar looks para levar na mala usando algumas peças do acervo de uma arquiteta que costuma viajar a trabalho e a passeio, acrescentando outras sugestões.

Se quiser conferir, é neste link.

O Brasil no Olhar dos Viajantes (3)

09 de maio de 2014 0

Estreia neste sábado, dia 10,  às 21h30min, o terceiro episódio da série Brasil no Olhar dos Viajantes, da TV Senado.

A série traz relatos feitos por estrangeiros desde o descobrimento até as grandes expedições científicas do século 19 e revela a influência que esses relatos tiveram na construção da imagem dos brasileiros.

Reprodução

Reprodução

 

Brasil no Olhar dos Viajantes – Episódio 3 – século 19

  • 10 de maio, às 21h30min
  • Direção de João Carlos Fontoura
  • Duração (episódio): 55 min
  • Reprises:

11/5 – domingo – 12h30min

17/5 – sábado – 3h30min

18/5 – domingo – 20h30min

O comandante e o sistema de som dos aviões

26 de fevereiro de 2014 3

Uma amiga me mandou o link de um dos vídeos do Porta dos Fundos cujo título é COMANDANTE.

E aí lembrei de um outro amigo que costuma interpretar todos os textos-padrão nos voos, acrescentando humor aos sistemas de som que não funcionam direito, daqueles que não dá pra saber se vão servir barras de cereal ou sanduíches quentes ou se, apertem os cintos, o avião está a perigo.

Lembro de um texto do Luis Fernando Verissimo, de priscas eras, que dizia que se percebia quando a pessoa andava de avião pela primeira vez quando ela não conseguia fechar/abrir o cinto de segurança e prestava atenção a todos os avisos, lia o cartão “nos bolsões à frente da poltrona”, etc…

Pois para mim é sempre a primeira vez: sempre tenho dificuldade em colocar o cinto, sempre presto atenção ao que diz o chefe dos comissários e o comandante, ainda que o sistema de som seja ruim ou que sejam aqueles filminhos nos monitores individuais, presto atenção aos sinais luminosos e fico sempre de cinto de segurança quando estou sentada… (não, não tenho o mais remoto medo de andar de avião… Tenho mais medo de estradas esburacadas e motoristas imprudentes…).

E já ouvi pérolas, simpáticas e/ou engraçadas, vindas de comissários e pilotos. Gosto de saber que quem está ali, zelando pela minha viagem, além de bom piloto, ainda é simpático e bem-humorado. Só quem presta atenção ouve.

Nada comparado, claro, ao humor do comandante do Porta dos Fundos, no vídeo abaixo:

Livros, programa e texto sobre Nova York

10 de janeiro de 2014 0

Anda frio pra caramba em NOVA YORK, tá difícil de chegar ou sair da cidade.

Para evitar problemas a quem vai ou está por lá, tem sido reforçada a recomendação para os viajantes embarcarem com seguro saúde (alguém ainda viaja sem fazer?!), já que o clima pode levar a problemas respiratórios ou mesmo a quedas na neve (calçado adequado, cautela e caldo de galinha também ajudam!!!).

Para quem está de viagem marcada ou a tem nos planos, aqui vão algumas dicas, que não tem nada a ver com o frio, que foi apenas o mote.

Pra começar, dois livros:

MY CITY, MY NEW YORK

Reprodução

Reprodução

Se você é daqueles que procura lugares frequentados por celebridades, My City, My New York dá dicas de o que famosos moradores da cidade gostam de fazer nela. Descrevem suas preferências de restaurantes, museus, parques, galerias, monumentos e refúgios e falam sobre coisas que gostam de fazer como observar dançarinos de tango nas noites de sábado no Central Park ou andar de bicicleta sobre a ponte de Brooklyn para uma fatia de pizza de pepperoni com vista para o horizonte de Manhattan do outro lado do East River.

No livro, por exemplo, Matthew Broderick compartilha seu passeio de bicicleta favorita e Edward Norton revela seu restaurante favorito.

Veja outras celebridades que dão suas sugestões:

  • Woody Allen
  • Tina Fey
  • Bette Midler
  • Joan Rivers
  • Donald Trump
  • Chris Noth
  • O ex-prefeito Michael Bloomberg
  • Alex Rodriguez

Serviço

  • Editado pela GPP em parceria com o hotel The Surrey
  • Vendido pela Amazon a US$ 11,63

 

O MELHOR GUIA DE NOVA YORK

Reprodução

Reprodução

O título é o mesmo pelo qual é conhecido um dos apresentadores do Manhattan Connection, Pedro Andrade.

Lançado em novembro, mostra coisas que Pedro descobriu na cidade, o restaurante badalado, o bistrô escondido, a exposição, a feira, o parque.

O Melhor Guia de Nova York vale para quem vai desembarcar na cidade pela primeira vez ou para quem quase cansou de ir, achando que já viu tudo. Para esses, o recado de Pedro. Ele, que mora ali desde 1995, nunca acha que viu tudo.

Afinal, difícil desvendar os mais de 850 museus e galerias ou experimentar os mais de 20 mil restaurantes.

- É um lugar que nunca via ficar velho ou tedioso, onde você sempre vai encontrar algo nunca antes visto ou admirado – apregoa ele na introdução do livro.

Serviço

  • O Melhor Guia de Nova York
  • Pedro Andrade
  • Editora Rocco
  • 272 páginas
  • R$ 59,50

UM PROGRAMA: ALÉM DA CONTA

Gustavo Nars, divulgação

Gustavo Nars, divulgação

Estreou no dia 6, no GNT, Além da Conta. O programa, comandado por Ingrid Guimarães, mostra gente que abusa das compras ou sonha em encher as malas durante uma viagem internacional. E o destino é… NOVA YORK.

Parte da programação de verão da emissora, terá oito episódios.

Para garimpar por lojas, ofertas e pontas de estoque da cidade, a atriz tem convidados como Giovanna Antonelli, Astrid Fontenelle, Reynaldo Giannechini, Glória Maria e outros amigos que vão bater perna com a apresentadora na cidade, como o humorista Leandro Hassum, um raro caso de homem assumidamente consumista.

Serviço

  • Além da Conta
  • GNT
  • Às segundas, 22h30min, e em horários alternativos (quartas, às 5h30min e 9h30min, quintas, às 17, sábado, 8h30min e 22h, domingo, às 4h30min e segunda, às 20h)

UM TEXTO

A biblioteca, em 2007. Foto Rosane Tremea

A biblioteca, em 2007. Foto Rosane Tremea

E por falar em SHOPPERS, aqui vai mais um texto que fala sobre Nova York, consumo, etc…

É do Contardo Calligaris e foi publicado no dia 2 de janeiro, na Folha de S.Paulo

O edifício principal da biblioteca pública de Nova York está na Quinta Avenida, entre as ruas 40 e 42.

É uma construção imponente, no estilo Beaux-Arts, como a Grand Central Station, e a sala de leitura é majestosa, como o átrio de Grand Central: o Beaux-Arts gosta de espaços enormes, altos e sem colunas de sustentação.

Não é um estilo pelo qual eu tenha uma paixão. Sempre achei um pouco pomposo, como tudo o que foi concebido e feito na época de Napoleão 3º e, logo depois, na Terceira República da França –a começar pela Ópera de Paris, que sempre me pareceu imitar um bolo de noiva.

Enfim, o fato é que os turistas, onipresentes em Nova York nestes dias, sobem a escada externa, tiram uma foto de lembrança com aqueles dois leões de mármore, que aparecem em tantos filmes, e penetram no edifício. Eles param para outra foto no átrio (onde se ergue uma grande árvore de Natal) e continuam pela escada interna; quando chegam ao segundo andar, atravessam a sala dos computadores públicos e encontram o espaço que lhes é reservado na entrada da sala de consulta ao catálogo.

Quanto ao acesso à sala de leitura, ele é protegido: os turistas ficam na porta, olhando, e um cartaz avisa que é bom manter o silêncio.

Leia o resto do texto aqui.

Escapadas de Viagem, web série (episódio 1)

18 de outubro de 2013 0

Desde a semana passada, está no ar no YouTube o primeiro capítulo de uma web série chamada Escapadas de Viagem.

Com patrocínio da companhia aérea TAP, mostra situações bem-humoradas na programação de uma viagem.

O primeiro episódio se chama É o destino, com o ator Lúcio Mauro Filho.

Até o final de 2014 devem ser publicado pelo menos um vídeo por mês.

Confira o primeiro episódio abaixo:

 

Cenário de um recente adorável vício

13 de julho de 2013 2

Não vou dizer que é a minha série preferida, porque já tive outras. Então, direi que é a preferida do momento. Sou apaixonada por DOWNTON ABBEY e seu cenário. E escrevi esse texto abaixo, publicado nesta semana no caderno Viagem, acompanhando uma matéria que fala exatamente dele, de como o Highclere Castle foi transformado no set da série inglesa (que o GNT mostra às quintas, às 22h30min) e como tem recebido turistas interessados em conhecê-lo de perto:

Adorável vício

Foi um caso de amor ao primeiro episódio. Comecei assistindo por acaso, num canal em HD, achando que estava vendo um filme de época qualquer. Nunca tinha ouvido falar a respeito. E, durante muito tempo, só tinha notícias da família Crawley por meio de minha irmã, já que minha TV não tinha sinal HD. Mais do que notícias, eu precisava conviver com a resistência dela em aceitar qualquer convite para o final do sábado à noite.

– Não posso, preciso assistir a minha série – dizia.

E foi a mania alheia que criou a minha. Resolvi comprar o DVD da primeira temporada e viciei. Vi inteirinha em dois dias. Sete episódios com 378 minutos de duração (traduzindo em horas, são mais de seis!). E corri à livraria assim que soube da chegada da segunda temporada, e esperei o vendedor desempacotar a caixa no depósito (sim, sou dessas que gosta de comprar os DVDs)… E já presentei em aniversário, em amigo secreto, em Natal.

E acabei sucumbindo à oferta de uma amiga que havia, digamos, pirateado a terceira temporada. Simplesmente não resisti, contrariando meus princípios.

Eu sugiro para todo mundo ver Downton. Não só pelo cenário, que é espetacular, como o texto destas páginas descrevem. Mas também porque a vida dos Crawley, aristocrática e semidecadente nos anos 20, e da turma debaixo, como chamam os (muitos) empregados da mansão/castelo, é um pouco da nossa, ainda que de outra época. Mary, a herdeira que precisa casar para salvar a propriedade da família, lembra as personagens de Jane Austen. Uma mistura de mulher vanguardista e corajosa presa às convenções de seu tempo e meio social. E some-se ainda o figurino, os jantares espetaculares, os diálogos bem construídos e o humor ferino de Maggie Smith, a condessa viúva, e você entenderá porque eu conto nos dedos para que a quarta temporada, que estreia em setembro na Inglaterra, chegue logo.


Na TV, o Brasil visto pelos viajantes

28 de junho de 2013 0

Já tentei listar todos os programas de TV sobre viagens e agrupá-los, mas eles vão e vêm e surgem novos… Mas sempre se pode vê-los em reprises ou em versões no YouTube.

A dica da semana é um programa da TV Senado (!), que não é exatamente sobre viagens atuais: é o segundo episódio da série Brasil no Olhar dos Viajantes, que estreia no dia 29 de junho, às 21h30min.

A série mostra relatos de estrangeiros que estiveram no Brasil desde o descobrimento. O primeiro episódio mostrou os viajantes do século 16. O segundo, mostrará o Brasil colonizado, nos séculos 17 e 18, descrito como o país dos avarentos, corrompidos, ociosos, ciumentos, indolentes e luxuriosos (!).

São impressões de franceses e holandeses, em suas tentativas de colonização do território brasileiro, de ingleses e de aventureiros que passaram pelo país.

SERVIÇO

  • Brasil no Olhar dos Viajantes (2º Episódio)
  • Dia 29 de junho, às 21h30min
  • Direção: João Carlos Fontoura
  • Duração (episódio): 60min
  • Reprises: em junho: domingo, 30/06 – 12h30min. Em julho Julho: sábado, 6/7 – 14h30min /domingo, 7/7 – 20h30min / sábado, 13/7 – 4h domingo, 14/7 – 15h30min


Canal de vídeos de viagens

25 de junho de 2013 0

Esses dias alguém me sugeriu dar uma conferida nesse canal de vídeos de viagens: o TRAVEL VIDEOS.

Há dezenas de vídeos, de dezenas de destinos, em 17 idiomas diferentes, incluindo português.

Entre os mais vistos está o de CYLE O’DONNELL e sua série VIAGEM GEEK.

Há pelo menos oito anos ele faz produções em todo o mundo, já tendo percorrido mais de 30 países em quatro continentes, produziu 10 livros, sete filmes e mais de 75 mil fotos.

Abaixo, um exemplo, sem legendas!