Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Alasca"

Um leitor e o Alasca

12 de setembro de 2013 1

Em muitas priscas eras (alguém ainda sabe o que significam priscas eras?!), no caderno Viagem pedimos aos leitores que enviassem fotos suas em lugares inusitados.

Algumas ficaram perdidas nos emails por meses e meses e, agora, foram recuperadas, como essas do José Inácio Rad, tiradas no ALASCA, um lugar pra onde não se vai todo dia.

Por isso resolvi recuperá-la, ainda que já faça bastante tempo do envio.

Arquivo pessoal

Arquivo pessoal

Arquivo pessoal

 

 

“Rosane, sempre leio Recortes de Viagem e resolvi te enviar duas fotos que tirei no ano de 2010 em viagem ao Alasca:

Uma delas é junto ao marco da cidade de Fairbanks; naquele momento estava fazendo -30ºC.

A outra é em Coldfoot Camp, 55 milhas acima do Circulo Polar Ártico, no ponto de parada dos Caminhoneiros do Gelo, série do History Channel.

Além destes dois lugares, foram muitos mais inusitados naquela viagem, cada lugar mais lindo que o outro. O Alasca é inesquecível.

Abraço, José Inácio Rad – Porto Alegre”

Do Alasca, ao vivo

18 de julho de 2013 0

Um velho (e querido) conhecido costumava dizer que não precisava fazer malas, sair por aí a pé, de bicicleta, carro, ônibus, trem ou avião para viajar.

Dizia que viajava com revistas, livros, dvds e programas sobre viagens. Não era necessário sair de casa, repetia ele.

Nunca concordei. Por mais que se tenha referências de lugares e cidades, nada como conferir ao vivo. Prefiro a confirmação ou a surpresa, e até mesmo a decepção!

Mas, de vez em quando, lembro dessa máxima dele. Como lembrei dias atrás quando o colega Gustavo Roth, sempre atento a vídeos de todo tipo, me encaminhou um link publicado pelo jornal inglês The Guardian.

Ele mostra uma câmera ao vivo que registra um momento da natureza que se repete ano após ano (clique no link para ver as imagens ao vivo) através dos tempos, durante o verão: ursos pardos que aguardam salmões no Rio Brooks, durante sua migração, para caçá-los, no Parque Nacional de Katmai, no ALASCA, nos Estados Unidos.

É mais do que uma câmera. São nove câmeras em HD, alimentadas por paineis solares, energia eólica e baterias, que mostram ao vivo a cena e devem permanecer ali até o final de julho.

São cerca de 70 ursos se revezando ao longo das quedas de água.