Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Provence"

Trem para conhecer a França e com baixo custo

13 de fevereiro de 2014 0

Alguns posts atrás, falei sobre o trem que liga Paris a Barcelona.

E aí o Diego, que mora em LYON, enviou uma dica também para viagem via ferroviária para conhecer o interior da FRANÇA.

Vou dar a dica nas palavras dele:

“Oi, Rosane, tudo bem?! Vi na sua página Recortes de viagens. Bem bacana. Achei interessante você falar do trem de Paris a Barcelona…

Seguindo essa linha, deixo aqui uma outra dica que talvez seja útil ao pessoal, e pouca gente sabe: há uma linha de TGV low cost chamada OUIGO que liga Paris (pela estação Marnee la Vallée) a Marseille, passando por cidades como Lyon e Montpellier.

Para quem já saiu do feijão com arroz de París e quer conhecer melhor a França, por exemplo conhecendo as duas maiores cidades (Lyon e Marseille) do país depois da Capital, penso que seja uma ótima opção.

Enquanto com um trem normal, quase sempre a viagem sairá mais cara do que o avião, via Ouigo é possível pagar €15, e sair de Paris (Marnee la Vallée – Euro Disney) até Lyon por exemplo. Em menos de 2 horas.

Bem, fica a dica. Beijos.”

O site: www.ouigo.com/fr

Nova incursão na gastronomia

19 de outubro de 2011 0

Já é o quinto ano consecutivo desse projeto que começou como um sonho e agora está pra lá de consolidado: o pessoal do Al Mondo, que promove turismo gastronômico na Itália, na França e na Espanha, encerrou sua semana anual na Provence e está nesta semana na Toscana.

Eles mandam, mais do que notícias, muitas fotos de lá.

A casa, a comida e o lugar dão água na boca.


Para começar, A CASA, próximo a L’Isle-sur-la-Sorgue.


A descrição no site do Al Mondo resume o que aparece acima.

“Embora o vento nos ciprestes ao redor no sussurre segredos seculares, por dentro a casa Al Mondo destila conforto e praticidade. Os quartos, os banheiros, a cozinha, a adega, o salão de convivência – todos foram reformados preservando as melhores características da planta original: as vigas de madeira sustentando o telhado, a aconchegante lareira, os azulejos de terracota e os pisos de cor ocre típicos da região de Roussilon. Além disso, alguns móveis exibem um revestimento de pátina branca – técnica provençal muito apreciada por Maria Antonieta. Ao todo, são 900 metros quadrados distribuídos por dois andares que abraçam um terraço e descortinam a vista de um vinhedo. Tudo isso servindo de moldura para um simpático gigante calvo que habita os arredores: o Monte Ventoux. Um quadro vivo para você pregar na parede mais afetiva de sua memória.”

***

E o que vai à MESA nos jantares preparados pelo chef com a ajuda dos hóspedes.

E, por fim, o LUGAR, com uma feira igualmente apetitosa.