Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts na categoria "Geral"

Último final de semana do Festival de Folclore, em Nova Petrópolis, e os caminhos para a Serra

31 de julho de 2015 0
Fotos Festival Internacional de Folclore, divulgação

Fotos Festival Internacional de Folclore, divulgação

Vai até o domingo, dia 2, o 43º Festival Internacional de Folclore.

Ele reúne músicos, dançarinos e artesãos na Praça das Flores e na Rua Coberta, em Nova Petrópolis, na serra gaúcha.

Há grupos de países como França, Chile, Argentina, México e de outros Estados brasileiros como Pernambuco, Minas Gerais, Paraíba, São Paulo e Goiás.

Informações: www.festivaldefolclore.com.br e www.facebook.com.br/festivaldefolclore.

 

STO_5417

 

E já que o assunto é a serra gaúcha, veja neste link um roteiro com atrações bacanas nos caminhos que levam a Nova Petrópolis/Gramado/Canela (são três opções de trajetos).

Eles foram percorridos pelos colegas Vanessa Kannenberg e Tadeu Vilani na semana passada, para ajudar a aproveitar não só o destino, mas o caminho também.

Na foto de Tadeu Vilani, moinho antigo em Picada Café

Na foto de Tadeu Vilani, moinho antigo em Picada Café

O olhar de uma viajante sobre o Catar

31 de julho de 2015 0

A Odete Pinzetta já tinha mandado um relato de uma viagem para Myanmar, publicado aqui, e, agora, envia também um sobre Doha, a capital do Catar.

Confira abaixo o que ela nos conta! Obrigada, Odete.

“Ao retornar de recente viagem ao sudoeste asiático, com conexão no Catar, aproveitei a oportunidade para conhecer um pouco desse país árabe que ocupa uma península do Golfo Pérsico.

Catar, ou Qatar, permaneceu desconhecido dos ocidentais até 2001, quando entrou no noticiário mundial com a divulgação da primeira imagem de Osama Bin Laden pela Al Jazeera, a emissora de televisão local conhecida como “a voz dos árabes para o mundo”. Mas a história desta terra localizada no Oriente Médio é muito antiga. Dominado por persas durante milhares de anos, depois por turcos otomanos e, por último, pelos britânicos, o povo catariano viveu em situação de pobreza, dependente da pesca e da extração de pérolas, até a década de 1940, quando o país passou por uma grande transformação econômica e social, a partir da descoberta de grandes reservas de petróleo e de gás natural. Independente desde 1971, hoje lidera a lista dos países mais ricos do mundo e é o segundo com melhor renda per capita. Com população de 2 milhões de habitantes, apenas 250 mil são catarianos nativos, os quais têm muitos privilégios, inclusive o de não pagar impostos.

Em 2004, incentivado pela Sheikha Mozah, a mais conhecida e influente das três esposas do então emir, iniciou-se um processo de modernização arquitetônica e turística no país. Atualmente, há guindastes por todos os lados, construções são erguidas 24 horas por dia, trabalhadores estrangeiros acorrem a esse país em busca de oportunidades de emprego abundantes. Submetidos a jornadas de 12 horas diárias, os que podem, optam pelo horário noturno (17h às 5h), pois os que trabalham durante o dia (5h às 17h) têm de enfrentar uma temperatura que, no verão, varia de 40 a 50 graus.

A capital, Doha, que abriga mais de 80% da população do país, concentra o processo de modernização arquitetônica e turística do Catar e faz por merecer a curiosidade que desperta nos turistas. Aproveitar a conexão numa viagem à Asia para conhecer um pouco deste país e de seu povo vale a pena.

Cheguei a Doha naquele horário da madrugada em que o céu começa a ficar rosado. A imagem do moderno “skyline” da cidade, ao passar de táxi pela “Corniche”, o belo calçadão costeiro enfeitado por palmeiras, é impactante. O imponente conjunto de edifícios futuristas poderia ser a vista de alguma grande metrópole do mundo, mas a presença de um homem vestindo túnica branca e turbante não deixa dúvidas: estou no Oriente Médio! (foto 01)

Foto 1 Catar

A inspiração em Dubai fica evidente em diversos pontos da cidade, mas, especialmente, no complexo The Pearl Qatar, o primeiro território do país disponível para propriedade plena de estrangeiros (foto 2). Formado por ilhas artificiais no formato de uma ostra aberta com uma pérola no meio (qualquer semelhança com as ilhas palmeiras do mais conhecido dos Emirados Árabes não é mera coincidência), seus conjuntos setorizados de arquitetura mediterrânea, árabe e asiática abrigam lojas, restaurantes, hotéis, além de área residencial e marina.

Foto 2 Catar

Outro ponto da cidade com hotéis super luxuosos e restaurantes badalados é o conjunto arquitetônico avistado na chegada, ao longo da “Corniche”. Os mais modernos edifícios do mundo reproduzidos à beira da baía (foto 3) têm sua melhor vista a partir do Museu de Arte Islâmica (MIA), uma construção arrojada de inspiração árabe projetada pelo reconhecido arquiteto americano de origem chinesa I. M. Pei (o mesmo da pirâmide de vidro do pátio do Louvre). Inaugurado em 2008, o museu abriga importante acervo do universo islâmico, com coleções de cerâmica, tecidos, tapetes, moedas e peças metal da Ásia Central e do Norte da África. Embora não exiba nenhuma peça original do Catar, é uma das principais atrações culturais do país e conta com um excelente restaurante.

Foto 3 Catar

Pelas águas do golfo pérsico que margeiam o museu circulam embarcações de madeira típicas da região (foto 4). Bem perto dali, Souq Waqif, o mercado mais antigo da cidade, formado por ruelas repletas de lojas. Com aspecto de novo, pois suas instalações foram recentemente modernizadas (como tudo neste país), o “souq” mantém a tradição árabe da barganha no comércio de especiarias, frutas secas, antiguidades, pérolas, perfumes, tecidos e roupas tradicionais (foto 5). Mas um passeio pelo mercado árabe de Doha não será completo sem uma visita ao Mercado de Falcões, onde estão à venda as aves de rapina adestradas utilizadas pelos beduínos para caçar pequenos animais no deserto. A arte da falconaria é uma tradição tão forte que, recentemente, foi inaugurado em Doha um hospital especializado para atendimento de falcões. Na região do marcado também há ótimos restaurantes e belos cafés para descansar bebendo um chá e observando os locais curtindo um “narguilé”, espécie de cachimbo conectado a um vaso cheio d’água, com fumo aromatizado. Beber algo mais forte ali, nem pensar. O consumo de bebida alcoólica em público é proibido, embora seja tolerado nos hotéis internacionais.

Foto 4 Catar

Foto 5 Catar

Outro paraíso não apenas para quem gosta de compras é o Villaggio Mall, o shopping mais sofisticado de Doha (foto 6). Com arquitetura interior inspirada na Itália, conta com canais por onde se pode passear de gôndola, como se estivesse em Veneza, e uma ala semelhante à Galleria Vittorio Emanuele, onde estão as grifes de luxo, que faz se sentir em Milão. Ali, assim como no mercado árabe, é comum ver homens vestindo o “traje nacional” caminhando pelos corredores seguidos por suas esposas envergando “abaya”, o vestido preto longo e largo, e “niqab” o véu ou máscara que cobre cabeça, pescoço e rosto, deixando apenas uma fresta nos olhos (foto 7). No Catar, a modernização da arquitetura contrasta não apenas com as tradições, mas, também, com as leis locais. Cada catariano pode ter até quatro esposas ao mesmo tempo, desde que a primeira concorde com a escolha da segunda, ambas com a da terceira, e todas com a quarta, pois devem conviver em harmonia. Ainda mais chocante para a cultura ocidental é constatar que continuam são aplicadas punições com apedrejamento, açoite e decepamento de mão.

Foto 6 Catar

Foto 7 Catar

O sofisticado Villagio Mall está localizado na região do parque esportivo Aspire e está conectado por um túnel subterrâneo ao luxuoso Hotel The Torch Doha, que tem um restaurante giratório no topo. Completando o complexo, o Khalifa Stadium, com capacidade para 50 mil pessoas (foto 8), que será um dos estádios oficiais da Copa de 2022. Isso se a Copa realmente for realizada lá, pois, após a divulgação dos recentes escândalos da FIFA envolvendo, inclusive, a escolha do Catar como sede, já não se pode ter tanta certeza. Certo, porém, que, se confirmada a Copa 2022 no Catar, o país estará pronto para receber os turistas.”

Foto 8 Catar

 

 

Parque temático Disney na China

30 de julho de 2015 0
A maquete do parque. Divulgação

A maquete do parque. Divulgação

Já faz uns dias que a Disney revelou detalhes sobre seu primeiro parque temático na China.

Li o material que me enviaram, mas não tive tempo para postar nada.

E sempre que falam em Disney, impossível não parar e me reportar à infância. Não, eu não fui à Disney quando era criança. Eu só sonhava com uma viagem para lá.

Meu irmão e eu (sim, já contei essa história, mas vou contar de novo!) recortávamos cupons dos Almanaques Disney (alguém lembra deles?!), que a editora Abril publicou no Brasil entre 1970 e 2005, ou de outras revistas que sorteavam prêmios. Dois deles eu lembro bem: um era um minibuggy e outro era uma viagem à Disney.

Não queríamos o minicarro. Sonhávamos com a viagem. Não lembro sequer se alguma vez colocamos o cupom num envelope e o enviamos pelo Correio.

Acho que na nossa cabeça bastava preencher o cupom. Enfim, nunca ganhamos nada, nem o buggy e nem a viagem. E eu só fui conhecer a Disney com mais de 30 anos, depois de passado um período em que cheguei a abominá-la como destino. Fui, gostei, me diverti muito. Voltaria um dia.

E pra quem já conheceu o complexo de parques dos EUA ou já foi à Disneyland Paris, em 2016 poderá colocar um novo roteiro de diversão na mira: o Shanghai Disney Resort, que terá seis áreas temáticas na cidade chinesa.

Além do parque temático, o projeto terá dois hotéis e uma área de compras, alimentação e entretenimento. Algumas das construções que estão sendo feitas:

  • Shanghai Disneyland: um parque com seis áreas temáticas - Adventure Isle, Gardens of Imagination, Mickey Avenue, Tomorrowland, Treasure Cove e Fantasyland, a casa do Enchanted Storybook Castle.
  • Shanghai Disneyland Hotel e Toy Story Hotel: dois hoteis  temáticos, próximos ao parque.
  • Disneytown: área de compras, restaurantes, lazer e entretenimento, vizinha de Shanghai Disneyland e sede do Walt Disney Grand Theater, que receberá a primeira produção em mandarim de  “O Rei Leão”.
  • Wishing Star Park: jardins, trilhas para caminhadas e  lago.
  • Adventure Isle: a terra das lendas antigas, a casa de um réptil gigante e da poderosa Roaring Mountain.
  • Enchanted Storybook Castle: no centro de Shanghai Disneyland, será o maior e mais interativo castelo de todos os parques da Disney, com a representação de todas as princesas da Disney.
  • Treasure Cove: primeira área com temática pirata em um parque da Disney - Pirates of the Caribbean: Battle for the Sunken Treasure e um show de acrobacias tendo como estrela o Capitão Jack Sparrow.

 

Mostra de filmes de viagem no Santander

29 de julho de 2015 0

Muito legal essa mostra que o Cine Santander Cultural, de Porto Alegre, começa a exibir nesta quinta, dia 30, para os amantes de viagens e de turismo, com uma sessão comentada.

1ª Mostra de Filmes de Viagem tem 18 filmes, misturando roteiros, costumes, cultura e gastronomia.

Além da exibição dos filmes estão previstos outros dois debates: dia 7 de agosto (Turismo e Gastronomia) e dia 14 (Viajando em Locações de Filmes), ambos com mediação de Henrique Raizler, também com o tema turismo.

Abaixo, a programação:

30 de julho – quinta-feira

15h – Sideways – Entre Umas e Outras, Alexander Payne

17h – Livre, Jean-Marc Vallée

Fotos, divulgação. Cena de "Livre"

Fotos, divulgação. Cena de “Livre”

19h30min – Viagem a Darjeeling, Wes Anderson

Sessão comentada pela diretora da Raidho Viagens Lucila Nedelciu e pela jornalista e cineasta Luciana Tomasi, com mediação de Henrique Raizler

31 de julho – sexta-feira

15h – Extremo Sul, Monica Schmiedt

17h – E Sua Mãe Também, Alfonso Cuarón

19h – Antes do Amanhecer, Richard Linklater

1º de agosto – sábado

15h – O Turista Acidental, Lawrence Kasdan

17h – Uma Vida Iluminada, Liev Schreiber

19h – Na Natureza Selvagem, Sean Penn

2 de agosto – domingo

15h – Priscilla, A Rainha do Deserto Stephan Elliott

17h – A Praia Danny Boyle

19h – Férias Frustradas Harold Ramis

4 de agosto – terça-feira

15h – Antes do Amanhecer, Richard Linklater

17h – A Vida Secreta de Walter Mitty, Ben Stiller

19h – Quase Famosos, Cameron Crowe

5 de agosto – quarta-feira

15h – A Princesa e o Plebeu, William Wyler

17h – O Turista Acidental, Lawrence Kasdan

19h – Horizonte Perdido, Frank Capra

 6 de agosto – quinta-feira

15h – A Praia, Danny Boyle

17h – Viagem a Darjeeling, Wes Anderson

19h – Livre, Jean-Marc Vallée

 7 de agosto – sexta-feira

15h – Uma Vida Iluminada, Liev Schreiber

17h – A Princesa e o Plebeu, William Wyler

19h – Debate “Turismo e Gastronomia”

Com a participação do diretor da STB Trip & Travel Beto Conte, do sócio-fundador do Destemperados Diego Fabris e da especialista em gastronomia Rejane Martins, com mediação de Henrique Raizler

8 de agosto – sábado

15h – Alice Não Mora Mais Aqui, Martin Scorsese

17h – Extremo Sul, Monica Schmiedt

Cena de "Extremo Sul"

Cena de “Extremo Sul”

19h – It’s Time to Free Surf, Rafael Syd

9 de agosto – domingo

15h – E Sua Mãe Também, Alfonso Cuarón

17h – Antes do Amanhecer, Richard Linklater

19h A Vida Secreta de Walter Mitty, Ben Stiller

11 de agosto – terça-feira

15h – O Turista Acidental, Lawrence Kasdan

17h – Férias Frustradas, Harold Ramis

19h – Na Natureza Selvagem, Sean Penn

12 de agosto – quarta-feira

15h – A Vida Secreta de Walter Mitty, Ben Stiller

17h – Alice Não Mora Mais Aqui, Martin Scorsese

19h – Quase Famosos, Cameron Crowe

13 de agosto – quinta-feira

15h – Horizonte Perdido, Frank Capra

17h – A Praia, Danny Boyle

19h – Extremo Sul, Monica Schmiedt

14 de agosto – sexta-feira

15h – A Princesa e o Plebeu, William Wyler

17h – Priscilla, A Rainha do Deserto, Stephan Elliott

19h – Debate “Viajando em Locações de Filmes”

Com a participação do cineasta Rene Goya Filho, do fotógrafo e cineasta Gilberto Perin e do professor Bryan Parsley, com mediação de Henrique Raizler

15 de agosto – sábado

15h – Férias Frustradas, Harold Ramis

17h – Livre, Jean-Marc Vallée

19h – Alice Não Mora Mais Aqui, Martin Scorsese

16 de agosto – domingo

15h Up – Altas Aventuras Pete Docter, Bob Peterson

17h Up – Altas Aventuras Pete Docter, Bob Peterson

19h Up – Altas Aventuras Pete Docter, Bob Peterson

18 de agosto – terça-feira

Cena de "Viagem a Darjeeling"

Cena de “Viagem a Darjeeling”

15h – Viagem a Darjeeling, Wes Anderson

17h – Sideways – Entre Umas e Outras, Alexander Payne

19h – Priscilla, A Rainha do Deserto, Stephan Elliott

19 de agosto – quarta-feira

15h – E Sua Mãe Também, Alfonso Cuarón

17h – Uma Vida Iluminada, Liev Schreiber

19h – Horizonte Perdido, Frank Capra

Gatos de Viagem numa igreja baiana

28 de julho de 2015 0

Eles estão onde menos se espera, mas em uma igreja acho que eu nunca tinha publicado na categoria Gatos de Viagem.

E aí chegou a foto bonitinha do leitor Regis Leandro Sebastiani.

Ele mesmo conta onde encontrou o dito cujo:

Foto arquivo pessoal

Foto arquivo pessoal

Oi, Rosane.

Escrevo para te enviar uma foto que tirei em uma viagem que fiz no início do ano com minha esposa para Morro de São Paulo.

Achei inusitado o gato dormindo tranquilamente no altar da igreja.

Acho que cai bem com a tua categoria Gatos de Viagem.

Abraços!

 

Lugares exóticos para se hospedar no Reino Unido

27 de julho de 2015 0

Aqui vai mais uma lista de sugestões do Visit Britain, com opções de acomodação no interior britânico.

As dicas vão de hospedagem em contêineres de carga a fortalezas e cabanas em formato de esfera.

Reproduzo tal e qual alguns dos lugares mais inusitados para pernoitar na Inglaterra, na Escócia, no País de Gales e na Irlanda do Norte.

thewillows

Fotos Visit Britain, divulgação

 

The Eye Pod
Apesar do nome, esta excêntrica unidade esférica – que dizem ser a primeira do mundo deste gênero – não é de propriedade da Apple e sim da Willows, uma área para camping e trailers no extremo norte do País de Gales, a três horas de carro de Liverpool. Embora o acesso a rede sem fio, iluminação com regulagem de intensidade de luz e tocador de DVD proporcionem comodidade tecnológica, a cúpula de vidro que virou notícia oferece um entretenimento mais natural: observação de estrelas sem igual.
www.the-willows-abersoch.co.uk

ahouseforessex

A House For Essex
A Living Architecture se encarrega de reformar propriedades exclusivas no sul da Inglaterra e depois as disponibiliza para aluguel de temporada. Esta típica concepção colorida do artista britânico de obras abstratas Grayson Perry pretende evocar as tradições de capelas de romaria. Estendendo-se ao longo do Rio Stour, é perto do litoral norte de Essex, a 75 minutos de trem de Londres, no sentido nordeste.
www.living-architecture.co.uk

theoldchurch

 

The Old Church of Urquhart
Você sempre quis pernoitar em uma igreja? Então suas preces foram atendidas. A imponente e perpendicular ‘Parrandier’ de 1843 agora é uma pousada rústica, que conta com duas salas de estar, restaurante, janelas originais com vista para o jardim e “um mar de terra cultivada”. Famosa por seu uísque de malte e pelo castelo Elgin, pode-se chegar a esta região da Escócia pelo aeroporto internacional de Inverness, que fica a 64 quilômetros de distância.
www.oldchurch.eu

The House in the Sea
Antigo lar de Oliver Joseph Lodge, inventor da vela de ignição, e acessível por uma ponte pênsil, esta maravilha de telhas vermelhas em Cornwall foi transformada em uma luxuosa pousada, que inclui dois terraços, uma saleta para observar a paisagem, mesa de bilhar e uma televisão de 40 polegadas. Basicamente uma ilha particular, fica perto da capital do surfe do sudoeste da Inglaterra, Newquay, que tem voos para Londres.
www.uniquehomestays.com

Cove Park
É necessário ser artista para ser convidado a se hospedar nestes contêineres de carga feitos de aço, que integram uma área com vista para o Lago Long, no oeste da Escócia, a duas horas de carro de Glasgow. Cove Park oferece residência e programas para artistas visuais, designers, escritores, artistas performáticos, músicos, etc. Recebendo artistas de lugares longínquos como Nigéria e Taiwan, dentre os hóspedes do passado está a romancista Margaret Atwood.
www.covepark.org

Radio Tower - Exterior 2

La Corbière Radio Tower
Construída originalmente como parte das defesas de Hitler durante a II Guerra Mundial, esta edificação de observação no topo da montanha foi restaurada e transformada seguindo o estilo modernista Bauhaus. Seus seis andares são escalados por meio de uma escada em espiral, que culmina em um salão espetacular com vista panorâmica da orla marítima. Uma das Ilhas do Canal e atualmente território britânico, o acesso a Jersey é por via aérea, em um voo de uma hora partindo de Londres.
www.jerseyheritage.org

Chocolate-Boutique-Hotel-reception-1300x1000

The Chocolate Boutique Hotel
Com Martinis de chocolate, fontes de chocolate, aulas de harmonização de chocolate e vinho, sessões de pintura de retrato com chocolate e uma seleção de DVDs, incluindo Chocolat e A Fantástica Fábrica de Chocolate, nenhum chocólatra jamais poderia acusar este hotel-boutique de fugir do tema. Ele está situado na cidade de Bournemouth, no litoral sul, a duas horas de trem de Londres. Todas as 13 elegantes suítes contam com barras de chocolate gratuitas, obviamente.
www.thechocolateboutiquehotel.co.uk

Nink’s Wagon
Este colorido e bem conservado vagão cigano de 1920 já abrigou um artista circense no passado. Atualmente, o encantador espaço interno com painéis de madeira abrange sala com lareira, quarto e cozinha, mas não tem banheiro, que fica a poucos metros de distância em um prédio separado. Há um pequeno jardim com vista para The Mere, um lago em que se pode alugar barcos a remo. A fronteira galesa fica próxima e tanto Birmingham quanto Liverpool estão a menos de 80 quilômetros de distância dali. www.qualityunearthed.co.uk

busgreen

Big Green Bus
Com uma denominação bem literal, este ônibus de dois andares, grande e de cor verde, acomoda até seis pessoas. Os hóspedes podem usar os jogos de tabuleiro, deque externo e lareira (a lenha é fornecida). São recebidos com vinho local, basta solicitar no momento da reserva. As instalações incluem banheiros, chuveiros, beliches e uma cozinha. A localização é em uma região florestal de West Sussex, ao passo que a vizinha cidade de Lewes fica a 70 minutos de trem de Londres.
http://biggreenbus.co.uk

helenstower

Helen’s Tower
Este primor de três andares, com vista para as montanhas cobertas de mata de County Down, Irlanda do Norte, fica a uma hora de Belfast no sentido leste, e está disponível para aluguel de temporada. Tem um quarto para duas pessoas, banheiro (o chuveiro fica em cômodo separado), sala de estar, sala de leitura e cozinha. Em dias de céu claro, a vista do terraço panorâmico alcança até a Escócia.
www.irishlandmark.com

The Pineapple
A vida não oferece muitas oportunidades de se hospedar em uma fruta tropical gigante – exatamente o que está disponível no Dunmore Park da Escócia, uma extravagante construção de pedra, a cerca de 45 minutos de Edimburgo no sentido norte, com a torre central em formato de abacaxi! Com seu próprio jardim, essa propriedade exótica foi recuperada e disponibilizada para aluguel de temporada pelo Landmark Trust. Há ainda outras opções de hospedagem, entre elas prisões, currais e estações de trem abandonadas. www.landmarktrust.org.uk

Campbell’s Cottage
Trata-se de uma propriedade tombada, com cinco séculos de existência. Tem uma localização ímpar, em meio ao Parque Nacional de Snowdonia, noroeste de Gales, e um jardim em cascata. Mas o maior atrativo do aconchegante Campbell’s Cottage é uma parada na qual os moradores podem dar sinal para os trens a vapor da Ffestiniog Mountain Railway que passam por ali. Imagine só: sua própria estação, a apenas um minuto de distância da porta de casa!
www.campbellscottage.co.uk

Cley Windmill
Moinho de vento com pás treliçadas? Tem. Cenário de sonhos? Tem. Interior original e charmoso, com vigas no teto? Tem. Preenchendo todos os principais requisitos de um moinho de vento, esta torre do século 18, transformada em restaurante e hotel de nove quartos, também conta com uma localização perfeita no leste da Inglaterra, com vista para Blakeney Point, onde milhares de focas passam o inverno. King’s Lynn, cidade que dá acesso a North Norfolk com seus trens diretos de Londres, fica a 64 quilômetros de distância.
www.cleywindmill.co.uk

Spitbank-Fort-From-the-Air-300x266

Spitbank Fort
Obrigado, lorde Palmerston. Foi o então primeiro-ministro britânico, por receio dos ataques franceses, em 1859, quem encomendou três plataformas para canhões para o Estreito de Solent, a meia hora de barco de Southampton, no sul da Inglaterra. Hoje em dia, o Forte de Spitbank está aberto para qualquer invasor que reservar com antecedência, com acesso exclusivo a um bar de champanhe, restaurante, piscina aquecida no terraço panorâmico, sauna e nove suítes luxuosas.
www.amazingvenues.co.uk

Museu sem paredes nas Ruínas de São Miguel

24 de julho de 2015 2
Fotos divulgação

Fotos divulgação

Sim, eu sei, o projeto já não é novo.

Foi lançado em dezembro do ano passado.

Mas como eu vivo em dívida (comigo mesma) com as Ruínas de São Miguel, só agora baixei no meu smartphone o aplicativo de realidade aumentada desenvolvido pela designer Karolina Ziulkoski, que reconstrói o monumento e proporciona uma imersão pelo sítio arqueológico, um dos poucos tombados como patrimônio da humanidade no Brasil.

O Museu sem Paredes pode ser baixado gratuitamente nas versões para iOS e Android.

O projeto apresenta ao visitante uma reconstrução 3D do local e audioguias em inglês e português com cinco histórias coletadas com personagens da comunidade.

museusemparedes1

museusemparedes2

museusemparedes3

O ideal, claro, é estar diante das ruínas, apontar o smartphone para  elas e ouvir a descrição, mas dá para se ter uma ideia mesmo assim à distância, só ouvindo as histórias.

O aplicativo nasceu da tese de mestrado de Karolina no Interactive Telecommunications Program da New York University, criado como  um modelo para museus em sítios históricos, “proporcionando experiências imersivas sem nenhuma intervenção física: o conteúdo é totalmente digital e disponível apenas no local”. Ou seja, dispensa placas e outras intervenções (às vezes muito malfeitas, vamos combinar).

Museu Sem Paredes | São Miguel das Missões from Bolota on Vimeo.

Veja abaixo o currículo da Karolina

Karolina Ziulkoski (1985) possui mestrado no Interactive Telecommunications Program da New York University e formação em Arquitetura (UFRGS, láurea acadêmica) e Publicidade (PUCRS). Trabalhou no American Museum of Natural History colaborando com as instalações interativas para as exposições da instituição. Foi residente Labmis do Museu da Imagem e do Som de São Paulo com o projeto “Arquitetura Móvel”. Seu trabalho “Perceptual Epic” faz parte da rotação permanente do vídeo wall da sede do IAC em Nova Iorque, além de ter desenvolvido trabalhos para exposições e espetáculos em diversas mídias. Suas instalações procuram fundir o real e o digital, reduzindo a divisão entre ambos e cruzando as barreiras entre meios. Atualmente é sócia da Bolota, onde desenvolve instalações, aplicativos, exposições e projetos com fins culturais.

 

Caminhar (horas!) por Nova York

23 de julho de 2015 0

Há algumas semanas, uma colega voltou encantada depois de fazer um tour a pé (e diurno) pela cidade que nunca dorme.

Foram seis horas e meia passeando pelos principais pontos de Nova York, com um grupo de umas 10 pessoas (o tour escolhido por ela, o Dozen Apples, aceita no máximo 12 pessoas, ao preço de US$ 80 por pessoa).

Fui pesquisar e vi que o Real New York Tours tem uma dúzia de passeios diferentes, misturando trechos a pé e de metrô e com durações variadas.

A dica, no caso desses trajetos feitos em grupo, é colocar um calçado confortável, encontrar-se no ponto marcado e seguir o guia, que, nesse caso, só fala inglês.

Para quem quiser fazer tours em outro idioma, a alternativa é um passeio privado, também disponível. Ah, e ninguém morre de fome no caminho: há paradas previstas em Greenwich Village, Chinatown ou Little Italy.

Veja mais em realnewyorktours.com

Doces portugueses em... Lisboa

22 de julho de 2015 0

Pastéis de Belém

Sempre fui louca por doces de ovos, aqueles típicos doces portugueses.

Louca por comer, que fique claro, porque fazer eu não sei.

Até tentei.

Uma vez, acho que tinha uns 10 ou 11 anos, minha mãe fez uma cirurgia às vésperas do Natal e estava hospitalizada numa cidade vizinha. Minha irmã e eu estávamos tristes com a possibilidade de passar as festas sem os doces que ela fazia – dias e dias de preparativos, biscoitos assados no forno de barro, bolos e tortas deliciosamente preparados na nossa cozinha.

Então, recorremos à nossa vizinha Vilma, que era uma doceira de mão cheia e fazia coisas mais “sofisticadas” do que nós.

Para rechear e enfeitar a torta natalina, ela sugeriu que fizéssemos fios de ovos, que também serviriam para enfeitar/acompanhar o peru ou frango.

Não sei quantas dúzias de ovos usamos. Numa receita que vi agora num site, não sei para qual quantidade, iriam 24 gemas. Acho que usamos umas 48, 56, 72… Não sei…

Fizemos fios de ovos que dariam para o Natal, a Páscoa, o Dia das Mães, dos Pais, o Natal do ano seguinte…

Foi minha primeira e última experiência em tentar fazer qualquer doce português.

Mas segui sendo fã, claro.

Na primeira vez em que visitei Portugal, minha querida amiga Fernanda me levou para experimentar os tradicionais pastéis de Belém na também tradicional pastelaria da Rua de Belém, em Lisboa, instalada ali desde 1837. Café preto e pastéis de Belém. Combinação perfeita.

Numa outra vez, apenas pegamos alguns na embalagem para viagem e fizemos um piquenique no alto do Castelo dos Mouros, em Sintra. Como a caixa foi carregada sem o devido cuidado, os pastéis viraram uma massaroca, um doce disforme mas, ainda assim, delicioso. Naquela viagem em que tudo era festa (difícil uma que não seja), rimos muito e comemos tudo assim mesmo, tirando nacos de massa que eram saboreados com um bom vinho português.

Dá para comer bons doces portugueses por aqui (em Porto Alegre mesmo, onde há um café, na Cidade Baixa, chamado Casa de Pelotas), especialmente nas confeitarias de Pelotas.

Mas em Portugal, claro, o sabor fica outro! Original?!

Tempos atrás, recebi um material do Turismo de Lisboa contando que, hoje, apenas três pessoas conhecem a receita, considerada mágica, dos pastéis de Belém – um pasteleiro, que trabalha na casa há meio século, e dois ajudantes, que também estão ali há décadas. Eles fazem um juramento e assinam um termo de responsabilidade para manter segredo sobre a receita.

A fábrica produz uma média de 10 mil pastéis por dia. Segundo os pasteleiros da casa, as diferenças entre os Pastéis de Belém e os pastéis de nata normais são, além da receita com as proporções certas, o investimento no trabalho manual e os ingredientes de primeira qualidade (farinha, açúcar, leite e ovos).

Queijadas de Sintra

Apesar de destacar os pastéis de Belém, eles sugerem que se experimente outras especialidades regionais: arroz doce, leite-creme, lampreia de ovos, queijadas de Sintra, fofos de Belas, trouxas da Malveira, ouriços e areias da Ericeira, lezírias de Vila Franca de Xira, marmelada branca de Odivelas, nozes e doces de ovos de Cascais, saloios de Bucelas e doce de abóbora com laranja.

Ah, e no final de abril também vi numa das crônicas de sábado do Jornal Hoje, da Globo, o que o correspondente de Lisboa, André Luiz Azevedo, contou, desvendando um pouco como são feitos esses doces. Clique e confira.

 

Uma lembrança gelada em Gramado

21 de julho de 2015 0
Snowland, divulgação

Snowland, divulgação

Atração inaugurada em 2013 e já consagrada pelos visitantes da cidade da serra gaúcha, o Snowland, de Gramado, tem mais uma novidade neste inverno para quem quiser levar uma lembrança gelada de sua visita ao parque.

A cabine de fotos Escavação Arqueológica tem um cenário para os visitantes fazerem uma foto-lembrança como se estivessem congeladas dentro de um cubo de gelo.

Cabem até dois adultos e duas crianças no interior da cabine para as fotos, que são feitas só por fotógrafos do parque. Cada foto custa R$ 15.

DSC_1198

 

 

 

P.S.: usuários do Clube do Assinante, de ZH, têm desconto no Snowland. Confira clicando aqui.

Vaqueiros contemporâneos em fotolivro

21 de julho de 2015 0
Fotos Pablo Pinheiro, divulgação

Fotos Pablo Pinheiro, divulgação

No dia 11 de agosto, o fotógrafo Pablo Pinheiro lançará em Porto Alegre o fotolivro Uma Tradição nos Rio Grandes – a imagem do Vaqueiro Contemporâneo em transição, projeto premiado pelo XIV Prêmio Marc Ferrez de Fotografia, com curadoria de Rosely Nakagawa.

Uma tradição nos Rio Grandes: a imagem do vaqueiro contemporâneo em transição

O fotógrafo, que vive no Rio Grande do Norte, vai também conversar, nesse dia, sobre o processo criativo e apresentação sobre os resultados do trabalho.

Pablo vivenciou, a partir de 2010, o cotidiano do vaqueiro em duas regiões extremas - no Rio Grande do Norte e no Rio Grande do Sul – registrando tudo em foto e depoimentos em vídeo.

- As pessoas ainda imaginam o vaqueiro em sua representação arcaica. A estrutura visual do ambiente rural se mantém, seja no sertão ou nos pampas, mas este homem e suas tradições estão em um período de transição. O acesso à informação é contínuo e se expande para além do meio rural e os desejos se transformam junto. Isso interfere na indumentária, no estilo de vida - comenta o fotógrafo, no material de divulgação sobre o livro.

Uma tradição nos Rio Grandes: a imagem do vaqueiro contemporâneo em transição

Uma tradição nos Rio Grandes: a imagem do vaqueiro contemporâneo em transição

Serviço

  • Lançamento do livro e palestra
  • Fluxo – Escola de fotografia expandida (Rua João Telles, 291, Bom Fim, Porto Alegre)
  • 11 de agosto, às 19h30min

Uma tradição nos Rio Grandes: a imagem do vaqueiro contemporâneo em transição

Uma tradição nos Rio Grandes: a imagem do vaqueiro contemporâneo em transição

Uma tradição nos Rio Grandes: a imagem do vaqueiro contemporâneo em transição

Fotografia em Madagascar e Namíbia

17 de julho de 2015 0
Fotos Viajologia, divulgação

Fotos Viajologia, divulgação

O pessoal da Viajologia programou para este ano duas expedições para fotografar na África: Maravilhas de Madagascar, em outubro, e Safári Fotográfico na Namíbia, em novembro.

O idealizador das expedições é o fotógrafo Haroldo Costa, de quem o blog já falou outras vezes. Documentarista, ele conhece 165 países e já levou grupos pequenos para conhecer locais como Ilha de Páscoa e Atacama, Papua Nova-Guiné, Mianmar, Mongólia, Namíbia e Etiópia.

A proposta é sempre fugir do convencional.

 

namibia

namibia2

namibia1

Os melhores parques, zoos e aquários do mundo

16 de julho de 2015 0

Se férias de inverno são sinônimo de passeios com crianças em férias, confira aí quais são os melhores parques, lugar invariavelmente pensado para distrair os pequenos.

Das 533 atrações premiadas pelo Travelers’ Choice™ 2015 Parques de Diversões, Parques Aquáticos, Zoológicos e Aquários, do site de viagens TripAdvisor®, há alguns da Região Sul em destaque (confira a lista completa mais abaixo):

  • o Beto Carrero World (Penha, SC)
  • o Gramado Zoo (Gramado, RS)
  • o Terra Mágica Florybal (Canela, RS)
  • o Alpen Park (Canela, RS)

Como são escolhidos os premiados

O prêmio é baseado em milhões de avaliações postadas pelos viajantes no TripAdvisor. Os vencedores são determinados por meio de um algoritmo que leva em conta a quantidade e a qualidade dos comentários ao longo de um período de 12 meses.

 

Parques de Diversões

Parques Aquáticos

1.    Universal’s Islands of Adventure – Orlando, Estados Unidos 1.    Siam Park – Adeje, Espanha
2.    Discovery Cove – Orlando, Estados Unidos 2.    Beach Park – Aquiraz, Brasil
3.    Magic Kingdom – Orlando, Florida 3.    Waterbom Bali – Kuta, Indonésia
4.    Universal Studios Hollywood – Los Angeles, Estados Unidos 4.    Disney’s Typhoon Lagoon Water Park – Orlando, Estados Unidos
5.    Disney’s Hollywood Studios – Orlando, Estados Unidos 5.    Aquaventure Waterpark – Dubai, Emirados Árabes
6.    Universal Studios Florida – Orlando, Estados Unidos 6.    Disney’s Blizzard Beach Water Park – Orlando, Estados Unidos
7.    Europa-Park – Rust, Alemanha 7.    Wild Wadi Water Park – Dubai, Emirados Árabes
8.    Disneylândia – Anaheim, Estados Unidos 8.    Hot Park – Rio Quente, Brasil
9.    Beto Carrero World – Penha, Brasil 9.    Thermas dos Laranjais – Olímpia, Brasil
10.  PortAventura Park – Salou, Espanha 10.  Holiday World & Splashin’ Safari – Santa Claus, Estados Unidos

 

Parques de Diversões e Parques Aquáticos no Brasil

1. Beto Carrero World – Penha
2. Beach Park – Aquiraz
3. Hot Park – Rio Quente
4. Thermas dos Laranjais – Olímpia
5. Eco Parque Arraial d’Ajuda - Arraial D’Ajuda
6. Parque Terra Magica Florybal - Canela
7. diRoma Acqua Park - Caldas Novas
8. Parque Aquatico Cascanéia - Gaspar
9. Alpen Park - Canela
10. Freitas Park Aquático - Imperatriz

 

Zoológicos

Aquários

1.    San Diego Zoo – San Diego, Estados Unidos 1.    Oceanario de Lisboa – Lisboa, Portugal
2.    Loro Parque – Puerto de la Cruz, Espanha 2.    Georgia Aquarium – Atlanta, Estados Unidos
3.    Singapore Zoo – Cingapura 3.    Monterey Bay Aquarium – Monterey, Estados Unidos
4.    Prague Zoo – Praga, República Tcheca 4.    Oceanografic – Valencia, Espanha
5.    Tiergarten Schoenbrunn – Zoo Viena, Viena, Áustria 5.    Ripley’s Aquarium of the Smokies – Gatlinburg, Estados Unidos
6.    Henry Doorly Zoo – Omaha, Estados Unidos 6.    Ripley’s Aquarium of Canada – Toronto, Canadá
7.    Chester Zoo – Chester, Inglaterra 7.    Aquaworld Aquarium & Reptile Rescue Centre– Hersonissos, Grécia
8.    St. Louis Zoo – Saint Louis, Estados Unidos 8.    Tennessee Aquarium – Chattanooga, Estados Unidos
9.    Zoological Wildlife Foundation – Miami, Estados Unidos 9.    Okinawa Churaumi Aquarium – Motobu-cho, Japão
10.  ZooParc de Beauval – Saint Aignan, França 10.  Vancouver Aquarium – Vancouver, Canadá

 

Zoológicos e Aquários no Brasil

1. Gramado Zoo – Gramado
2. Aquário Natural - Bonito
3. Zoo Pomerode - Pomerode
4. Zoológico de São Paulo – São Paulo
5. Oceanário de Aracaju - Aracaju
6. Zooparque - Itatiba
7. Parque Zoologico Municipal Quinzinho De Barros - Sorocaba
8. Parque Zoologico Municipal de Bauru - Bauru
9. Bosque da Ciência - Manaus
10.Aquário Municipal de Santos - Santos

 

Diversão no ônibus, em Gramado/Canela

16 de julho de 2015 0
BusTour, divulgação

BusTour, divulgação

Para quem estiver curtindo a estação na serra gaúcha, uma atração a mais até o dia 2 de agosto.

O BusTour, ônibus que transita entre mais de 30 atrativos turísticos de Gramado e Canela, promove o BusTour Game. Funciona assim: os passageiros têm de cumprir tarefas para atingir metas e desafios e, com a pontuação alcançada, ganham prêmios.

A ação integra o projeto Estação Gramado e as inscrições devem ser feitas na loja da Brocker Turismo de Gramado, no Quiosque do BusTour na Estação Gramado ou no site www.bustour.com.br.

Pode participar um passageiro sozinho ou um grupo de até seis pessoas.

O regulamento completo, o sistema de pontuação e os prêmios estão www.bustour.com.br

Um Bom Ano no Cine Gourmet, em Gramado

15 de julho de 2015 0

Não é meu filme preferido, mas certamente está na lista dos 10 que eu mais vi na minha vida.

Não sei o que me pega exatamente em Um Bom Ano, de 2006 – o Russell Crowea paisagem francesa, o vinho, a combinação de tudo?!

Não sei, não é um graaaande filme. Mas eu adoro. E vejo, revejo, vejo de novo…

É ele que vai dar o tom do próximo Cine Gourmet do hotel Casa da Montanha, já neste final de semana, em Gramado.

Entre os dias 17 e 19 de julho, a tradicional programação se desenrola no hotel, desta vez sob o comando do chef Sérgio Leão, que hoje está à frente do restaurante Benjamin, em Belém (Pará).

Sobre Um Bom Ano

Aos 11 anos, Max Skinner (Freddie Highmore) é cuidadosamente educado na arte de saborear vinhos por seu tio Henry (Albert Finney), dono de um vinhedo na França. Adulto, Max (Russell Crowe) torna-se um bem-sucedido homem de negócios em Londres, sem qualquer tempo para degustações mais duradouras. Certo dia, Max recebe a notícia de que Henry morreu, deixando-o como único herdeiro. Prevendo bons negócios, resolve fazer uma rápida viagem para visitar a nova propriedade. Mas, uma vez ali, percebe que não será tão fácil vender o lugar que lhe traz tantas lembranças de infância.

Veja o trailer abaixo