Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts na categoria "Geral"

Passeio de Tim-Tim em Garibaldi

28 de agosto de 2015 0
Vicente Silveira, divulgação

Vicente Silveira, divulgação

 

Garibaldi, para mim, é uma das cidades mais interessantes da Serra e mantém um ar de quem não faz muita força pra isso.

Talvez seja também porque nos últimos anos fiz bons amigos ali e visitá-la sempre é como voltar para casa.

Além das dicas que você já se acostumou a ler por aqui sobre ela, uma outra é passear de Tim-Tim (uma referência ao brinde com taças, na terra do espumante), um caminhão de guerra de 1944, adaptado para o transporte de turistas e com capacidade de 50 lugares.

Sai todos os sábados, às 11h, com saída em frente ao Centro de Atendimento (CAT) da Avenida Independência, ao lado da Cooperativa Garibaldi.

Programa de TV: A Pequena Cozinha em Paris

27 de agosto de 2015 0
Fotos A Pequena Cozinha em Paris, reprodução

Fotos A Pequena Cozinha em Paris, reprodução

Não resisto a programas de cozinha na TV.

Se misturar gastronomia e viagens, então, lá se vão minhas horas na frente da tela (ultimamente, descobri o Bill’s Kitchen: Notting Hill, e tenho gostado de ver as andanças do chef australiano pelo bairro londrino).

Mas não é sobre ele que quero chamar atenção, mas sim sobre a chef e escritora britânica Rachel Khoo.

rachel
O livro dessa jovem chef que estudou no Le Cordon Bleu, em Paris, foi lançado no Brasil em 2014 (A Pequena Cozinha em Paris) e o programa está no ar desde 2013 por aqui no GNT.

pequenacozinha

Em Paris, Rachel abriu seu próprio restaurante, o menor da cidade, segundo ela, com espaço só para duas pessoas dentro de seu próprio apartamento de 21m quadrados. E cozinha num pequeno fogão de duas bocas e um forno igualmente pequeno.

Mas o que eu gosto no programa não são nem os pratos lindos, que dá vontade de fazer e mais ainda de comer, mas das andanças dela pela cidade. Num deles, ela vai até o telhado do Grand Palais para comprar mel para uma de suas receitas. Se eu sabia não lembrava que em muitos dos famosos telhados de Paris há quem crie abelhas e os apicultores garantem que seu sabor é inigualável.

Neste post no blog da Rachel, ela dá um roteiro dos lugares preferidos dela em Paris.

Vou prestar mais atenção a Rachel. O programa é muito querido.

aubergine

ratatouille

Doces árabes no Al Baba, em Curitiba

26 de agosto de 2015 0
Divulgação

Divulgação

Quando criança, acostumada só aos tradicionais doces da mistura das culturas italiana e gaúcha, fica admirada com a confecção daqueles que saíam da cozinha das irmãs Linda e Soraia e da mãe delas, a inesquecível vó Maria.

Adorava os folhados e as caldas de açúcar, os recheios de nozes e as especiarias, sabores até então exóticos para mim.

Por isso, toda vez que vou a Curitiba minha porção de família de lá sabe que eu preciso bater ponto no Empório Árabe Al Baba, que melhor lembra aquele sabor de infância que me acompanhou a vida inteira.

A gente faz uma provinha lá, leva um tanto pra casa e eu normalmente trago para Porto Alegre o que sobreviveu do final de semana.

O empório foi inaugurado em 2005, a partir da fábrica de pães Al Baba de São José do Rio Preto, de Hussein e Hassam Ibrahim Ibrahim.

Na cozinha predominam os produtos e as receitas da cozinha libanesa.

Em Curitiba, fica no Batel, na Rua Emiliano Perneta, 865.

Um hotel a 400m de altura no Vale Sagrado

25 de agosto de 2015 0
Fotos Natura Vive, divulgação

Fotos Natura Vive, divulgação

Eu esperava pelo trem que me levaria a Machu Picchu, no Peru, na estação de Pachar, próximo de Urubamba (na época em que fui, em abril último, o trem não saía de Cusco).

Fazia frio e eu andava de um lado para outro na estação para me aquecer quando olhei para o paredão de pedra à minha frente, do outro lado do rio, e vi pessoas penduradas por cabos.

Achei que eram trabalhadores fazendo algum tipo de instalação, sei lá do quê. Perguntei a um, a outro, e ninguém soube me dizer o que era. Esqueci.

Semana passada, deparei num site com a resposta para a minha pergunta daquele dia.

O que eu via e fotografei com meu telefone (daí a foto ser pior do que o normal) eram três cápsulas do Skylodge Adventure Suites, onde turistas podem ficar hospedados a 400m de altura.

Rosane Tremea

Rosane Tremea

As fotos da Natura Vive mostram o resto. As cápsulas são transparentes, o que garante essa vista espetacular. Cada módulo tem quatro camas, mesa de jantar e banheiro.

simPMYMFGUbJpnkO0cKQ8CftOrKGn2w6-mr3C1U7gNQ,xQ1mKy8JY6VsJh6Zi7AnmjPLAvWJWiEO6RCLLZIT7KU,gSAyUi2F8ZyoeNV-ZGJvi94HNbzvb8n4eS4uCVd2_Hs

Foram construídas, segundo o site da Natura Viva, em alumínio aeroespacial e policarbonato de alta resistência. O espaço é exíguo: 7,5m de comprimento por 2,50m de largura e de altura.

Para os claustrofóbicos, um alento: há seis janelas e quatro dutos de ventilação em cada um dos módulos. Com uso de energia solar, há luminárias, inclusive de leitura.

A capacidade máxima é de oito pessoas por noite, já que um dos módulos é de serviço, o que garante jantar e café da manhã.

WGWoHFbBgnL4KWMRR2Pu62bT7NjdRj-8Cmd64yBD1Vg,-R_bMzZ-x6-Gh5JR9F781qHvPHaGtarz2w24hykujas,6HVFm9rqLFzlH5ydP96ZMjLsfcALlLJcBWc6xq6mcfg

yjPOCAyl1vW6CdDm6rxrvmpGZYejDiFpdlxpdWZF3nE

 

Para chegar até lá, tirolesa, escalada, degraus. Que tal?!
AYrcyAweQxkkzPsGkwEc5tWX0MMh7mRf2AUAo71AgH0

 

Eataly, um mercado de gastronomia em São Paulo

24 de agosto de 2015 0
Fotos Gladstone Campos, divulgação

Fotos Gladstone Campos, divulgação

 

Desde meados de maio, São Paulo abriga uma das 29 lojas do Eataly no mundo.

Há 15 delas na Itália, nove no Japão, duas nos Estados Unidos, uma em Dubai e uma em Istambul.

É, como perdão do trocadilho, um prato cheio para quem gosta de mercados, de gastronomia e, mais ainda, de culinária italiana.

O conceito, criado em 2004 e executado a partir de 2007, é reunir alimentos italianos de qualidade sob o mesmo teto, um lugar onde dá não apenas para comer e comprar, mas também aprender como fazer.

A loja de São Paulo tem 4,5 mil metros quadrados em três andares, com sete restaurantes temáticos (Il Crudo, Le Verdure, La Piazza, La Carne, Il Pesce, La Pasta e La Pizza) e um restaurante com bar (Brace Bar e Griglia), duas cafeterias (Lavazza e Vergnano), uma gelateria (Il Gelato di Venchi), uma pasticceria (La Pasticceria di Luca Montersino), uma chocolateria (Il Cioccolato Venchi), um bar de sucos de frutas feitos na hora (Bar della Frutta) e um balcão de Nutella.

2621_511690_restaurante_il_pesce

2621_511263_gelateriadivenchi_0002
Nos 22 departamentos há um total 7 mil produtos comercializados e cinco laboratórios de produção artesanal de produtos de confeitaria, pães, pasta, cerveja e mozzarella fresca.

A escola de culinária, a La Scuola, tem 18 lugares e oferece aulas, degustações, cursos e encontros com produtores.

2621_511265_insalata_ao_mare_creditos_divulgacao_gladstone_campos

2621_511681_pizza_margherita_do_la_pizza

2621_511262_fachada_eataly_0002

Banquetes em alto-mar em Paraty

21 de agosto de 2015 0
Fotos Gastromar, divulgação

Fotos Gastromar, divulgação

O nome do barco não podia ser mais adequado a esse projeto.

É a bordo do Sem Pressa que rola o Gastromar – Gastronomia Náutica, em Paraty (RJ), ideia das chefs Gisela Schmitt e Lauretta da Martinica. Elas preparam banquetes em alto-mar com ingredientes locais na traineira de madeira tipicamente caiçara.

As chefs ainda oferecem aulas de gastronomia e serviço de catering no barco do cliente com toda a estrutura: chef de cozinha, pessoal para servir, louças e talheres, decoração e DJ, entre outros.

Foto (13)

Foto (4)

Um exemplo de cardápio: curry de camarões e frutas com arroz indiano, salsa de manga e iogurte de pepino; ceviche de robalo e romã; espetinho de camarão, manga e gengibre e pannacota de coco com calda de papaya.

O Gastromar fica na Marina Porto Imperial, onde as chefs também vendem produtos locais frescos.

gastromarparaty.com

Foto (11)

Passeios na Colônia no Vale do Taquari

20 de agosto de 2015 1
Passeios na Colônia, divulgação

Passeios na Colônia, divulgação

Programa próximo de Porto Alegre para o feriadão de 7 de Setembro.

Para os dias 5 e 6 de setembro, sábado e domingo, o projeto Passeios na Colônia, no Vale do Taquari, programou a Caminhada Histórica do Combate do Fão.

Serão 42 quilômetros de caminhada entre Fontoura Xavier e Pouso Novo, passando pela histórica Barra do Dudulha, onde serãolembrados os 83 anos do combate que integrou a Revolução Constitucionalista de 1932.

Informações:

valenews@certelnet.com.br ou (51) 9583-2672

Um café em Ipanema, na Zona Sul

19 de agosto de 2015 0
Fotos Rosane Tremea

Fotos Rosane Tremea

Quando eu acho que já esquadrinhei todas as redondezas, sempre tenho uma boa surpresa.

A última foi descobrir o café que funciona junto à loja Móveis do Bem de Ipanema, na zona sul de Porto Alegre.

A loja eu conhecia, mas nunca tinha ido ao café que fica bem ao lado, todo construído com material de demolição, o mesmo conceito da loja, e cheio de objetos de decoração e antiguidades.

Na frente, um Fusca e uma bicicleta antiga encorpam o ar retrô.

IMG_5841

 

Tomamos café expresso e comemos uma torta de chocolate deliciosa.

Mas tem cafés especiais, drinks, outras tortas doces e salgados.

Um bom lugar pra uma paradinha na Zona Sul, mesmo que você não esteja interessado em móveis.

IMG_5842

 

 

  • Fica na Av. Coronel Marcos, 2.470, bairro Ipanema
  • Funciona anexo à Móveis do Bem
  • De segunda a sábado, das 9h às 19h30min e domingo das 16h às 20h

IMG_5843 (1)

Visite o Palácio de Buckingham

18 de agosto de 2015 0
VisitBritain, divulgação

VisitBritain, divulgação

Se você for a Londres até o final de setembro, pode aproveitar para ir além de ver a troca da guarda e também visitar o Palácio de Buckingham.

Até 27 de setembro, o palácio abre suas portas para receber visitantes, como em todos os verões desde 1993.

Nesse roteiro, dá para visitar 119 State Rooms (Salas de Estado), aquelas usadas pela rainha e pela família real para receber convidados e conferir honrarias.

Entre outras atrações, como grandes obras de arte, é possível ver como são os bastidores da preparação de um banquete real.

Na beira da estrada, Kaffee Haus, em Santa Cruz

17 de agosto de 2015 0
Fotos Kaffee Haus, divulgação

Fotos Kaffee Haus, divulgação

Às vezes é até difícil chegar ao destino, tamanha a atração pela beira da estrada.

Uma vez, minha irmã e uma amiga saímos de Porto Alegre para uma viagem de duas horas. O trajeto acabou durando OITO horas. E não foi por o carro ter estragado ou nada do gênero. Simplesmente fomos indo, parando, andando, olhando…

E, se você, como eu, é do tipo que curte tanto a estrada quanto o destino, anote esse lugar, quase na chegada a Santa Cruz do Sul.

No Km 96 da ERS-287, o Kaffee Haus, ao lado da Holz Haus, loja de móveis e antiguidades, pode ajudar não só a dar uma descansada e matar a fome com café colonial, tortas, pasteis…

 

Também há produtos coloniais para levar para casa. Ou só coisas bonitas para admirar.

haus2

A família que recebe é receptiva e agradável e iniciou há pouco a empreitada.

Veio de pessoas que visitavam a loja, que nasceu um pouco antes, a ideia de criar o café. Perfeito.

Como eu cheguei já bem no final da tarde, e chovia, minhas fotos ficaram ruins, mas estão ali logo abaixo.

haus1

Rosane Tremea

Rosane Tremea

Rosane Tremea

Rosane Tremea

Gastronomia no Peru (1), o Astrid y Gastón, em Lima

13 de agosto de 2015 0
Fachada La Casa Moreyra. Fotos Astrid y Gastón, divulgação

Fachada La Casa Moreyra. Fotos Astrid y Gastón, divulgação

Quando anunciei à minha colega Marta Sfredo que voltaria ao Peru, passados mais de 10 anos, ela foi logo intimando:

- Não podes deixar de ir ao Astrid y Gastón!

Sim, eu já tinha ouvido falar muito do restaurante que está entre os melhores do mundo (em 2015 ficou na posição 14, no ranking da revista britânica Restaurant, o mais reconhecido da gastronomia mundial) e como a gastronomia sempre ganha um espaço fundamental nas minhas andanças, resolvi seguir o conselho/intimação da Marta.

Sabendo que é muito concorrido, reservei com mais de um mês de antecedência. A resposta foi imediata, com o pedido para que confirmasse uma semana antes da data (e eu não li as letras nem tão miúdas, mas no fim deu tudo certo).

Rumo a Machu Picchu, só teríamos uma noite em Lima.

Depois de ter “perneado” o dia inteiro pela cidade que eu conhecia razoavelmente, mas é sempre bom rever, confesso que a vontade era tomar banho e dormir. Mas, ainda que em cima da hora, lá estávamos nós à porta do restaurante depois de vencer o complicado trânsito da cidade (não parece que o mundo inteiro está engarrafado?!).

O casarão fica no bairro San Isidro, não muito longe de Miraflores, onde estava hospedada.

El Patio

El Patio

Ele, o casarão, aliás, é um capítulo à parte. A construção de mais de 300 anos, a Casa Moreyra, é a antiga casa da fazenda San Isidro, imponente numa esquina do bairro.

O casal Gastón Acurio e Astrid Gutsche, que criou o restaurante em 1994, desde setembro de 2014, quando foi transferido para a nova sede, deixou à frente da casa a equipe de Diego Muñoz. O chef Gastón Acurio passou a se dedicar, então, a divulgar e pesquisar a cozinha peruana e latinoamericana.

Mas voltemos ao restaurante de agora. No grande casarão funcionam vários espaços:

  • Astrid&Gastón Restaurante, onde só é servido o menu degustação de cada temporada
  • La Barra Casa Moreyra, um lugar mais informal, com um cardápio que muda a cada estação e sempre dependendo da oferta de produtos locais, pensado em pratos para serem compartilhados
  • El Cielo, com salões privados onde os pratos são personalizados
  • El Edén, a horta que serve à cozinha da casa
  • El Patio, que é usado para promover e ensinar gastronomia
  • El Taller, um centro de pesquisa e laboratório gastronômico
Salão dos espelhos do El Cielo

Salão dos espelhos do El Cielo

Bom, antes mesmo da reserva, em conversa com meu companheiro de viagem adolescente, optei pelo La Barra. O ambiente mais informal e a comida com menos cerimônia seriam mais adequados.

Ao chegarmos à porta, ainda veio a oferta: se quiséssemos, poderíamos mudar de ideia e optar pelo menu degustação com 23 sequências (!). Ele me olhou meio assustado com a possibilidade e mantivemos nossa escolha.

La Barra

La Barra

E ela se revelou perfeita. O ambiente, bem descontraído, é muito agradável (ainda não entendi aquelas plantas de cabeça para baixo pendendo do teto!).

Apesar do nosso portunhol (ou por causa dele), o garçom que nos atendeu percebeu a dificuldade em compreendermos o cardápio e nos explicou com paciência e delicadeza, reduzindo nosso pedido, que seria exagerado para duas pessoas.

No cardápio atual que está disponível online, só está ali a entrada que escolhemos – os mini hambúrgueres de quínua, deliciosos. Como eles mesmos avisam, o cardápio muda constantemente, ao sabor da estação e da oferta de produtos locais.

La Barra

La Barra

La Barra

La Barra

Embora não consiga descrever tudo o que desfrutamos naquela noite, foi muito especial, do início ao fim. Terminamos com uma seleção de doces de chocolate que nos sugeriram e um chá de camomila que veio num charmoso minibule, com florzinhas de camomila frescas, colhidas na horta da casa.

Um jantar para não esquecer.

El Edén6

Wine Garden em Bento Gonçalves

12 de agosto de 2015 0
Fotos Wine Garden, divulgação

Fotos Wine Garden, divulgação

Li esses dias no caderno Donna, ainda não fui, mas entrou na minha cada vez mais longa lista de lugares a visitar e coisas a fazer.

Está anotado para a primavera.

Desde fevereiro, em Bento Gonçalves, a vinícola Miolo inaugurou um Wine Garden, um espaço para lazer e gastronomia junto ao Lote 43 – o vinhedo que leva o nome do lote recebido pelo patriarca dos Miolo, Giuseppe.

O bar móvel, um motor home adaptado, oferece aos turistas um piquenique com serviço de alimentação e bebidas, vinhos e espumantes em taça.

Os itens do cardápio vão de sanduíches especiais e quiches da estação a bruschetas, elaborado com produtos orgânicos da horta do Wine Garden.

E tem espaço kids.

tabua

Serviço

  • Funciona nos feriados prolongados e finais de semana
  • Das 10h às 18h30min
  • Não se paga para entrar, apenas o que se consome
  • Acesso pela vinícola, que fica no Km 21 da RS-444, no Vale dos Vinhedos

 

Trilha musical no sul dos Estados Unidos

11 de agosto de 2015 0

Finalmente consegui reunir, para a edição impressa, um pouco mais sobre o roteiro que fiz em abril por três cidades do sul dos Estados Unidos: Nashville, Memphis e New Orleans.

Aqui no blog, fui escrevendo vários pequenos posts e este aqui aglutina alguns deles.

Pra começar, fotos de locais relacionados à música nesse primeiro slideshow abaixo (e já vou avisando que os vídeos que se seguem são bem amadores, como eu costumo fazer).

Neste link aqui, um pouco da música ouvida em lugares fechados ou mesmo na rua NAS TRÊS CIDADES.

IMG_5389


Neste outro, falo sobre uma visita a GRACELAND, a mansão de Elvis Presley, o eterno rei do rock, e sobre a área interativa do Country Music Hall of Fame and Museum, em NASHVILLE.

 

Fotos Rosane Tremea

Fotos Rosane Tremea


E aqui, um pequeno passeio por um tradicional barco a vapor pelo RIO MISSISSIPPI.

 

Fotos Rosane Tremea

Fotos Rosane Tremea


Em NEW ORLEANS, um lugar bacana para ouvir jazz bem tradicional.

 

IMG_5406
E pra encerrar, algo que não tem nada a ver com música: um videozinho sobre a curiosa Marcha dos Patos do hotel Peabody, em Memphis, um ritual cumprido todos os dias, às 11h e às 17h. No lobby do hotel, há 75 anos, essa cerimônia é acompanhada por uma pequena multidão, não só de hóspedes, que assiste a cinco patos saírem do elevador e entrarem na fonte onde passam o dia. No final da tarde, eles fazem o trajeto inverso, entram no elevador e são levados ao terraço, onde dormem.

Minhas duas companheiras de viagem, Alessandra e Francini, e eu, nos hospedamos no Peabody. Na marcha da tarde, estávamos lá acomodadas num dos sofás do lobby à espera da saída dos patos. Pedimos um ponche (!) e ficamos à espera do “espetáculo”. É um exemplo de como transformar qualquer coisa em atração e tradição. Além da marcha, os patos viraram suvenires, sobremesas, sabonetes… Há tudo o que se pode imaginar em forma de pato. Foi divertido, de qualquer forma. Abaixo está meu vídeo amador. Mais abaixo, um mais antigo que foi produzido pelo Animal Planet.

Sobre a China e para passear por Pequim e Xangai

08 de agosto de 2015 0

china

Quando começa o planejamento você pesquisa na internet, na viagem baixa aplicativos no smartphone, usa georreferenciamento e todas as possibilidades que as traquitanas tecnológicas permitem etc e tal.

Eu também.

Mas eu não dispenso guias de viagem impressos e o olhar de alguém que vive/viveu naquele lugar.

Por que? Porque eles não dependem de disponibilidade de redes de internet, nem de caros serviços de roaming e podem me levar além dos roteiros tradicionais.

Tudo para dar a dica de um guia lançado há alguns meses por aqui sobre a China e, especialmente, sobre duas cidades daquele país gigantesco e, por mais que o desbravem, misterioso – Pequim e Xangai.

A autora deste guia é uma jornalista gaúcha que morou em Pequim entre 2007 e 2013. Ao longo deste tempo, Janaína Camara da Silveira, percorreu outras cidades e Xangai está entre suas preferidas.

Em Pequim, ela atuou na agência estatal Xinhua e deu início ao projeto Radar China (www.radarchina.co), que analisa as relações sinobrasileiras.

No guia de Janaína há dicas para destrinchar as cidades, mesmo para quem viaja sozinho. São endereços de atrações, hotéis, restaurantes, bares, lojas e pontos de interesse imperdíveis, além de conselhos para aproveitar a culinária local.

Ficha técnica

 

Um guia colaborativo em Londres

07 de agosto de 2015 0
Fotos Geleia Cultural, divulgação

Fotos Geleia Cultural, divulgação

Geleia Cultural, criado por um gaúcho que vive em Londres, é uma mistura de rede social, revista e guia online colaborativo de viagem.

Qualquer usuário pode cadastrar um local interessante e compartilhar suas experiências com amigos, deixando depoimentos e recomendações.

A ideia foi do publicitário e designer Cristiano Andrades, morador de Londres desde 2003.

GeleiaCultural_PressRelease-02

O conteúdo, publicado em português, ajuda quem vive ou está de passagem pela capital inglesa.

Por enquanto, o foco é Londres, mas a intenção de Cristiano é ampliar e publicar o guia de outras cidades também.

Confira em www.geleiacultural.com/londres

GeleiaCultural_PressRelease-06

GeleiaCultural_PressRelease-04

GeleiaCultural_PressRelease-05