Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts na categoria "Geral"

Um café colonial (bem) no interior do RS

06 de fevereiro de 2016 0
Fotos Rosane Tremea

Fotos Rosane Tremea

Para quem anda por aí em busca de paisagens interioranas para fotografar, que tal estas?

Uma cerca de pedra numa propriedade rural e o caminho até ITAPUCA, em Anta Gorda, no Vale do Taquari.

IMG_6135

A “taipa” fica na propriedade da Parada Toigo, no interior do município onde nasci.

A família Toigo instalou ali, em 2014, um café colonial e uma loja de produtos coloniais.

Meu almoço de aniversário do ano passado foi ali.

Nos fartamos com os tortéis, a fortaia, a polenta brustolada, as carnes, as saladas, os pastéis, as torradinhas, o pão caseiro, os queijos, salames, cucas, bolos, grostoli, esfregolão, biscoitos, geléias, sucos, chás, sobremesas… Ufa!

Por isso, ainda que seja “café colonial”, vá preparado para almoçar.

Fica no porão da casa da família, a uns poucos metros de uma gruta que é uma das atrações da região e onde nos próximos dias se realiza uma festa religiosa, a romaria de Nossa Senhora de Lourdes, que atrai milhares de pessoas (talvez não seja o melhor dia para ir, mas vá lá!).

O lugar é simples, mas agradável (e seria melhor se não houvesse uma TV ali!).

Ah, e vi que agora, no verão, é possível também ficar em uma mesa ao ar livre.

Parada Toigo, divulgação

Parada Toigo, divulgação

Eles abrem em qualquer dia da semana, mediante reserva, com pelo menos dois dias de antecedência.

No perfil do Facebook há mais informações.

IMG_6174

Abaixo, a programação da festa:

  • 82ª Romaria e Festa na Gruta Nossa Senhora de Lourdes
  • 14 e 15 de fevereiro em Distrito de Itapuca – Anta Gorda – RS
  • Dia 14 de fevereiro
  • Missas: 9h, 10h30min, 13h30min
  • Às 15h, missa com o bispo dom Canísio Klaus
  • 11h30min – Almoço com buffet e churrasco
  • 16h – Músicas ambiente
  • Dia 15 de fevereiro
  • 10h – Missa
  • 12h – Almoço com churrasco
  • Informações: (51) 37561147 R- 2234 ou 2261, (51) 96169257 (51) 96725326

Um programa de TV: Pedro pelo Mundo

05 de fevereiro de 2016 0
Fotos divulgação

Fotos divulgação

Pessoalmente, sou fã das dicas do Pedro Andrade sobre Nova York no Manhattan Connection (GloboNews, domingos, 23h).

E estou com expectativa com a série que o jornalista começa em março, parceria da Producing Partners com o canal GNT.

“Pedro pelo Mundo” deve misturar viagem, cultura, curiosidades e gastronomia.

Para as gravações da primeira temporada, ele viajou durante três meses e percorreu milhares de quilômetros, entrevistando artistas, chefs de cozinha, empresários, músicos, escritores, etc.

A primeira temporada explora Egito, Grécia, Islândia, Myanmar, Dinamarca, Escócia, Singapura, EUA, Oman e Cuba.

pedro1

 

Festa da Uva em Caxias do Sul

04 de fevereiro de 2016 0

É de dois em dois anos, mas um dia o dia chega: começa em 18 de fevereiro e vai até 6 de março a Festa da Uva de Caxias do Sul.

Chama atenção a variedade de eventos, que vão da Olimpíada Colonial, do desfile cênico e do espetáculo de som e luz até shows com Anitta, Fábio Júnior e vários cantores sertanejos.

No site, está a programação completa.

 

Uma "hacienda" no México

03 de fevereiro de 2016 0
mexico4 022

Fotos Rosane Tremea

Alguns posts atrás, escrevi sobre a ida dos Cavaleiros da Paz para o México.

A essa altura, os gaúchos já estão por lá, cavalgando por entre antigas e históricas “haciendas”.

E aí lembrei que, numa viagem de quase um mês por aquele país, passei um dia numa hacienda no estado de Jalisco, na cidade de Lagos de Moreno.

Estávamos hospedados na cidade e fomos conhecer a Hacienda Las Cajas, a convite dos proprietários, a família Pedrero.

Fotos Rosane Tremea
Só a viagem curta já teria valido a pena, passando por campos gigantes de agave-azul (a planta da qual se faz a tequila), mas o melhor ainda estaria por vir.

Chegamos ao casarão colonial com pelo menos dois séculos de histórias (a propriedade data de 1576, mas não há informações exatas sobre as construções) e que, desde 1956, pertencia à família Pedrero, tradicionais criadores de touros e de cavalos quarto-de-milha.

Ali também, durante dois meses por ano, funcionava uma escola de Charrería (vou falar mais adiante sobre isso), um esporte nacional do qual um dos Pedrero, Alejandro, era um dos grandes campeões então (ele, inclusive, esteve na Expointer de Esteio em 2015).

mexico4 035

Como a final do campeonato nacional seria dali a uns dias em Guadalajara, a capital do estado de Jalisco, a casa estava lotada de gente da família que tinha viajado para acompanhar as provas.

Tivemos então, naquele dia, uma intensa mostra de cultura, esporte, gastronomia e convívio familiar, além de muita história.

De cara, o que se vê é a imponência da capela, com colunas dóricas.

Não era um lugar turístico àquela altura (li que agora, passados mais de 10 anos, o lugar teria se transformado em hospedagem turística, mas encontrei uma única referência sobre isso), o que tornava tudo mais autêntico.

O casarão, conta o pai de Alejandro em um vídeo de 2013 disponível no Facebook (clique aqui para assisti-lo e ver mais imagens da hacienda), estava em ruínas quando o pai dele comprou a propriedade, em 1956.

Não estava superrestaurado quando estivemos lá, e o tamanho e o custo para mantê-lo certamente eram impeditivos para manter o lugar brilhando, mas ainda assim a beleza da construção, o mobiliário e utensílios chamavam atenção.

mexico4 027

mexico4 042

mexico4 028
Almoçamos um almoço de mesa farta e comidas típicas, num ambiente alegre e festivo.

Conhecemos a propriedade, vimos algumas exibições de laço de futuros charros.

mexico4 031

mexico4 034

mexico4 041

mexico4 038

 

mexico4 039

 

No dia seguinte, seguimos para Guadalajara para acompanhar algumas finais do campeonato.

Passamos quase um dia inteiro acompanhando as provas e deu para perceber o quanto o esporte é levado a sério, com transmissões ao vivo, jornalistas especializados, arena que não deixa a perder para nossos estádios de futebol, em tamanho e infraestrutura.

É um pouco do que os cavaleiros gaúchos encontrarão por lá.

Gostei de eles me terem feito lembrar daquele trecho da viagem, que nunca foi esquecido, mas do qual poucas vezes falei.

mexico4 052 (1)

mexico4 083

mexico4 082mexico4 051

mexico4 056

mexico4 054

mexico4 085

mexico4 077

 

Carnaval de máscaras em Veneza e no Rio

02 de fevereiro de 2016 2
Carnaval de Veneza, divulgação

Carnaval de Veneza, divulgação


Veneza

Entre os mais famosos carnavais do mundo, o de Veneza começou no dia 23 último e, assim como o nosso, termina no próximo dia 9.

No domingo, dia 7, tem a final de um dos momentos mais festejados: o concurso de máscaras.

A tradição é pra lá de antiga: vem do século 16, quando os nobres usavam as máscaras como disfarce, para se misturar ao povo. As máscaras costumam ser brancas, prateadas e douradas.

Rio de Janeiro

Foto Maison Leffie, divulgação

Foto Maison Leffie, divulgação

A nova Maison Leffié, que fica na Rua da Carioca, no Centro Antigo, vai promover um baile de máscaras na terça-feira de Carnaval, dia 9.

O baile terá como tema “Eu Sou da Lira, Não Posso Negar”, de Chiquinha Gonzaga, e terá cenografia de André Cezari, integrante da comissão de Carnaval da escola de samba Beija Flor e da Rosa de Ouro, marchinhas de carnaval com bandas temáticas, DJ, além de comidas e bebidas liberadas com o buffet Pimenta Rosa Gastronomia.

O traje é black tie ou fantasia e os ingressos custam a partir de R$ 350.

 

Cavaleiros da Paz no México

01 de fevereiro de 2016 0
Fotos Eduardo Rocha, divulgação

Fotos Eduardo Rocha, divulgação. O grupo na África do Sul

Pela décima quinta vez, a confraria dos Cavaleiros da Paz parte do Rio Grande do Sul para um intercâmbio fora do país.

Desta vez, o grupo formado por 25 cavaleiros, com idades que variam dos 14 aos 85 anos, vai ao México.

O roteiro de 11 dias vai percorrer a parte colonial do país, passando por fazendas dos séculos 16 e 17.

Os charros, nome dado aos cavaleiros mexicanos, emprestarão ao grupo seus cavalos quarto de milha, acompanharão o roteiro e farão apresentações de culturas equestres.

Durante seis horas por dia, os cavaleiros gaúchos cavalgarão pela região visitando fazendas históricas e vilas coloniais como San Miguel de Allende, Guanajuato e Hidalgo Dolores.

O grupo já percorreram mais de 3 mil quilômetros por nove países em cinco continentes: África do Sul, Argentina, Bolívia, Canadá, Chile, Mongólia, Paraguai, Portugal e Uruguai.

Cavaleiros da Paz - Mongólia 2014

A cavalgada na Mongólia

 

Voos de Porto Alegre para Punta

29 de janeiro de 2016 0

Para lembrar a quem ainda quer ir a Punta del Este em fevereiro.

Até o dia 14, a companhia aérea Azul oferece voos diretos entre Porto Alegre e o balneário uruguaio, às quintas-feiras e aos domingos.

No Carnaval devem ser colocados voos extras.

Porto Alegre

11h55

Punta del Este

13h50

Às quintas-feiras e aos domingos

Punta del Este

14h20

Porto Alegre

16h10

Às quintas-feiras e aos domingos

 

Um rodeio em Vacaria

28 de janeiro de 2016 0
Fotos divulgação

Fotos divulgação

Já está com 31 edições o Rodeio Crioulo Internacional de Vacaria, que todos os anos, nos nossos calorentos janeiros, recebe milhares de visitantes na cidade que fica láaaa bem no alto do mapa do Rio Grande, à direita.

As competições (campeiras e artísticas) e os shows atraem multidões.

Para quem quer um programa de festa para o final de semana, este próximo será a última oportunidade (começou dia 21 e encerra no dia 31).

Confira aqui a programação campeira.

E aqui a programação artística.

rodeio1

rodeio3

Uma maratona para o vinho, em Bento Gonçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul

27 de janeiro de 2016 0
Imagens Maratona do Vinho, divulgação

Imagens Maratona do Vinho, divulgação

Em plena época da colheita da uva, uma maratona na região da uva e do vinho, no dia 14 de fevereiro, parece uma excelente ideia, não?!

Pois a Maratona do Vinho promete ser não apenas uma competição de 42.195 Km, percorrendo trechos de Bento Gonçalves (Vale dos Vinhedos), Monte Belo do Sul (Vinhos de Monte Belo) e Garibaldi (Estrada do Sabor).

Legal é o nome dos pontos de apoio para os atletas: nos Vino Stops, eles fazem a troca do bastão do revezamento e recompõem as forças com uva, suco, vinho, pão, queijo e salame, ouvem músicas e assistem a danças típicas da região.

vino stop

No final, todos os atletas receberão a medalha de participação.

Mas os três primeiros colocados têm um prêmio especial: ganham troféus e uma porcentagem do seu peso corporal em vinho.

Os três atletas ou equipes mais bem caracterizados, com o tema Uva e Vinho, receberão cestas com produtos coloniais.

 

Chá das 5h (ou quase) na Barra do Ribeiro e em Londres

26 de janeiro de 2016 0

Que bom que os chás, as casas de chás e seus acessórios viraram moda também por aqui.

Na nossa casa, servia para aplacar qualquer mal (da camomila à marcela, minha mãe aplicava um para cada tipo de dor), para receber visitas (com uma rodela de limão e/ou leite) e para acompanhar a refeição noturna (nesse caso, o feito da infusão de erva-mate com leite).

Mesmo crianças, sempre gostamos e nunca associamos a doenças ou a outros preconceitos que cercaram a bebida por muito tempo.

Dito isso, quero falar de duas experiências com chás.

Na Barra do Ribeiro

 

Fotos Laurentia, divulgação

Fotos Laurentia, divulgação

Desde que a vinícola Laurentia inaugurou o serviço, em meados do ano passado, eu tinha vontade de ir à Barra do Ribeiro para experimentar.

No final de novembro, fui lá, acompanhada de minha irmã e fiel escudeira Luiza, de meu sobrinho Maurício e da Daniele.

Chegamos pontualmente às 17h e lá estava à nossa espera o sommelier de chás (!), um uruguaio simpático que já foi explicando tudo o que experimentaríamos nesse dia.

chá
Infelizmente (para nós!), havia um casamento no local (preste atenção na data escolhida e pergunte antes de reservar!) e não pudemos tomar o chá no jardim, que é o mais bacana.

A mesa única no salão gigante, ainda que com uma vista linda para os vinhedos dos janelões e a temperatura amena, tirou um pouco do charme, mas abstraímos e seguimos firmes na degustação dos três chás servidos primeiro por sanduichinhos salgados, depois pães, biscoitos e geléias e, por fim, o waffle de doce de leite com uma taça de espumante da casa (!).

IMG_6347

Foto Rosane Tremea

Tudo acompanhado com as explicações do sommelier, que deu uma aula sobre chás!

Valeu muito. Fica a uma hora de Porto Alegre (contadinha da minha casa na zona sul da Capital até a porta da vinícola) e é um passeio bacana, com vistas lindas.

chá1

cha3


Em Londres

Passado pouco mais de um mês da ida à Barra do Ribeiro, Maurício me manda uma mensagem depois de passar um final de semana em Londres onde ele lembrou das lições de nosso sommelier da Barra do Ribeiro.

Na cidade, ele conheceu a Fortnum Mason, uma tradicional casa que começou com um mercadinho em 1707 (!) – além da instalação em Piccadilly, há uma no Terminal 5 do aeroporto Heathrow, ótima pra quem de última hora decide levar uma lembrancinha típica.

Reprodução

Reprodução

O relato dele:

“Sempre gostei de tomar chá, especialmente no inverno. Por ser relativamente novo, muitos amigos consideravam o hábito um tanto estranho: “coisa de velho”, diziam. Eis que surgiu a oportunidade de passar dois dias em Londres, e eu – como um bom brasileiro metido a europeu – vislumbrava a viagem com respiração ofegante.

Dentre muitos pontos turísticos, um que chamou atenção foi a Fortnum & Mason Piccadilly – uma loja de departamentos especializada em chás, fundada em 1707. No andar térreo, ao fundo, encontra-se o “The Gallery”, um típico restaurante inglês com uma variedade de chás e sobremesas para um descanso “ao estilo real”.

Minha pedida foi o “Queen’s Anne”, um chá criado no bicentenário da loja. Com gosto forte, um pouco de açúcar e leite, ele marcou a tarde do meu domingo, por volta das 16h15min (não deu para esperar às 17h por conta do voo!). Eles também têm um buffet de doces para acompanhar, mas não foi dessa vez que eu pude prová-los. Quem sabe na próxima, quando eu voltar para passar mais um tempo…”

 

chalondres

Mais uma Festa de Babette no Mesa de Cinema

25 de janeiro de 2016 0
Foto divulgação

Foto divulgação

A exibição de um de meus filmes preferidos vai marcar os 11 anos do projeto Mesa de Cinema.

O evento que apresenta A Festa de Babbete será uma parceria da Mesa Produtora e do StudioClio.

O filme franco-dinamarquês foi o que inaugurou o projeto, em 2005.


Para o Banquete Clio deste mês, no dia 27, a cozinha será comandada por Aline Bonnamain.

Começa com um coquetel, às 19h, seguido da exibição do filme e de debate com mediação do jornalista Roger Lerina e participação do professor Francisco Marshall e da jornalista Rejane Martins. Tudo acaba com o banquete inspirado no filme.

Entre os pratos estão Cailles en Sarcophage do Café Anglais – codornas recheadas com foie, trufas e especiarias assadas e servidas sobre vol-au-vent em fundo de aves e vinho. O banquete inclui ainda bisque de frutos do mar,  blinnis à demidoff (panquequinhas com caviar e creme de leite), salada com queijos, savarin ao rum e frutas da estação.

Serviço

  • Dia 27 de janeiro de 2016, quarta-feira, às 19h
  • StudioClio (José do Patrocínio, 698, em Porto Alegre)
  • (51) 3254-7200
  • R$ 220

Os hotéis eleitos pelo TripAdvisor e o que torna um lugar especial

21 de janeiro de 2016 0

Identifico em mim e em pessoas que saem de férias, em geral, sentimentos contraditórios: fugindo da nossa rotina, buscamos ao mesmo tempo o conforto do lar (quem nunca ouviu alguém dizer que só vai para um hotel que oferece pelo menos o que tem em casa ou opta por aluguéis do tipo Airbnb para estar numa casa de verdade?!) ou então experiências totalmente diferentes do dia a dia (aí vale acampar numa barraca no deserto ou hospedar-se num hotel megaluxuoso).

Mas, muito além do conforto, no caso de um hotel, vale o conjunto da obra: recepção entre correta e calorosa, ambiente agradável para dormir e descansar com alguma mordomia (frutas frescas e uma taça de espumante na chegada, por que não?!), lugares de convivência/lazer para quem está com a família/crianças/amigos e, na nossa tradição local, um bom café da manhã. Luxo nas instalações? Não precisa, basta o luxo da soma dos itens acima.

Fotos Rosane Tremea

Fotos Rosane Tremea

Talvez tenha sido essa a percepção dos hóspedes que avaliaram tão bem dois hotéis da serra gaúcha, a Estalagem St.Hubertus (os funcionários e “íntimos” chamam só de Estalagem) e o Ritta Höppner Hotel (que fica junto a uma das atrações mais queridas de Gramado, o Mini Mundo), classificados entre os melhores do mundo pelos usuários do TripAdvisor.

Não conheço o Ritta Höppner (e a lista só vai aumentando…), mas estive há pouco na Estalagem St.Hubertus para fugir do burburinho da cidade (em frente ao Lago Negro, o máximo que se pode ter de movimento é cruzar com grupos de turistas numa caminhada pelo calçadão logo cedo) e encontrei tudo isso.

Além das gentilezas habituais e de fazerem de forma atenciosa reservas para restaurantes (que podem até buscar e levar caso você não esteja de carro), por exemplo, há um momento no hotel em que todos os hóspedes celebram juntos: diariamente, no salão do café e na sacada com vista para o lago, é servido um chá da tarde (entre 17h e 19h), com os doces mais maravilhosos que se pode experimentar, feitos ali mesmo na cozinha do casarão em estilo alemão.

IMG_6401

IMG_6369
Também com vista para o lago, uma sala de leitura convida não só à atividade em si, mas também à contemplação que a natureza à volta ainda preserva.
Não, não são hotéis baratos, uma sempre crítica a nossa Serra, mas de vez em quando é possível dar-se ao luxo.

IMG_6397

Música no barco Cisne Branco, em Porto Alegre: do banquinho e violão a Rolling Stones

21 de janeiro de 2016 0

Para quem não tem férias no verão, mas quer um pouquinho de clima de praia, duas dicas a bordo do Cisne Branco, no já tradicional passeio de barco pelo Guaíba.

Voz e violão

Todas as terças e quintas-feiras de janeiro, no happy hour (das 18h às 20h), a dupla Laura Terra e Daniel Schmidt se apresenta na embarcação, interpretando músicas que vão de clássicos do rock ao pop atual e música brasileira.
Os ingressos custam R$ 30 e não há cobrança de couvert artístico.

Navegando com os Stones

Foto divulgação

Foto divulgação

Se você é dos que já fazem contagem regressiva para o show dos Rolling Stones em Porto Alegre, em março, esse pode ser um primeiro “aquece”.  No dia 27 de janeiro, a partir das 19h, o Navegando com os Stones apresenta a Bigger Band, banda gaúcha cover do grupo inglês. Os ingressos custam R$ 65 com direito à apresentação e passeio.

O embarque começa às 18h30min, e a navegação será de aproximadamente três horas, com encerramento das atividades às 23h.

***

  • O Cisne Branco fica atracado no armazém B3 do Cais do Porto (Av. Mauá, 1.050).
  • A embarcação oferece serviço de bar e garçons durante todos os passeios.
  • Fone (51) 3224-5222 ou 51 9712-5672

P.S.: infelizmente, o temporal do dia 29 de janeiro virou o Cisne Branco no cais de Porto Alegre. A proprietária promete que ele será resgatado e recuperado, mas os eventos, por enquanto, estão cancelados.

Tempo de vindima na serra do RS

19 de janeiro de 2016 0

O verão, definitivamente, não é minha estação favorita, mas gosto desse tempo de frutas e de colheita da uva na serra gaúcha.

Recebo notícias de pelo menos duas cidades que fazem disso uma festa para atrair turistas.

Fotos divulgação

Fotos divulgação


Garibaldi

A abertura foi no dia 15, na Família Vaccaro, na Estrada do Sabor. Começou com a pisa das uvas e seguirá até 20 de março, com uma programação que inclui gastronomia, shows e apresentações culturais.

Clicando aqui você vê a programação completa.

garibaldi


Nova Roma do Sul 

Na 12ª La Prima Vendemmia, de 22 a 24 de janeiro, o destaque é a gastronomia. Durante a festa, no Centro de Esporte e Lazer da cidade, uma bodega antiga, chamada de “La Bodegueta”, vai realizar degustação de vinhos e espumantes.

Para a programação, clique aqui.

DSC_0179

DSC_0059

 

Novidades na (sempre charmosa) Pousada do Engenho, em São Francisco de Paula

14 de janeiro de 2016 0

Recebo notícias da Pousada do Engenho, para onde sempre tenho vontade de voltar, em São Francisco de Paula.

A primeira é que há mais uma cabana naquela área linda e cheia de verde: a cabana 15 foi inaugurada há pouco e é um luxo só, mantendo o aspecto rústico que caracteriza a pousada (além de ser maior, ela tem sauna e jardim privativos, solarium, jacuzzi climatizada, TV de led de 50 polegadas com SKYHD, home theater 7.1, sonorização em todos os ambientes e automatização dos ambientes, controlados por iPads).

cabana

cabana1

A segunda é que o Lareirau, as sessões de músicas que acontecem ao pé da lareira de uma das salas de convivência da pousada, terá uma audição especial em Porto Alegre, no dia 21, às 21h30min, no Sargent Peppers (ingressos a R$ 30).

A roda de som que já teve mais de 100 edições nesta da Capital contará com as vozes e violões de Alex Alano, Marisa Rotenberg e Gelson Oliveira, com percussão de Giovanni Berti. Outros convidados são o compositor paulista Adolar Marin e a cantora do grupo Delicatessen Ana Krüger.

 

Fotos Pousada do Engenho, divulgação

Fotos Pousada do Engenho, divulgação