Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Santorini"

Gatos (perdidos) de Santorini

12 de agosto de 2013 0

Talvez tenha sido despeito (do bem, do bem, já explico)…

Quando eu era criança, havia dois lugares que povoavam meu imaginário de viajante: Aruba e Santorini. Aruba porque eu via com frequência, num Almanaque Disney, imagens que ilustravam um concurso que tinha como prêmio principal uma viagem à “Disneilândia” e, como consolação, uma viagem a Aruba para o segundo colocado.

Meu irmão mais novo e eu depositamos muitos cupons e toda a nossa esperança de conhecer a Disney naqueles concursos do Almanaque que nem existe mais (acabou em 2005!!!). E, se não desse, quem sabe fôssemos a Aruba, que precisávamos procurar bem no mapa para saber onde ficava. Nem sei se nossos cupons chegaram ao destino, mas que nós viajamos muito na imaginação, isso viajamos.

Com Santorini, minha questão remete à infância, mas aí é individual.

Grécia (assim como o Egito, outra obsessão) estava com muita frequência na capa das edições da revista Selecões/Reader’s Digest, que meu pai assinava. E foi ali que descobri aquela ilha com casinhas brancas encarapitadas na pedra, com o sol se derramando num mar azul.

Também virou meta para a vida.

Curiosamente, conheci algumas ilhas do Caribe (Curaçao, República Dominicana…) e outras das Bahamas, mas ainda não fui a Aruba.

Também ainda não cheguei à Grécia (embora tenha visto sítios arqueológicos gregos fantásticos na Sicília) nem ao Egito. Dos meus destinos de infância, só fui à Disney mesmo (e, preciso confessar, adorei a viagem!).

Não acho ruim não ter alcançado minhas metas infantis. Seguem ali, alimentando meu desejo de conhecer o mundo. Minha mãe dizia que a gente tinha “mais tempo do que vida”. Sempre me debati com essa filosofia dela, a que eu interpreto agora assim: nossa vida é suficiente para realizar muitos sonhos, para fazer as coisas acontecerem… Um dia eu chego lá, não faço gincana comigo mesma…

E aí é que volta o despeito lá do início deste post: é que há milênios eu recebi um e-mail de fotos de um leitor chamado Sérgio T. Gonçalves, a quem agora eu quero pedir desculpas.

As imagens mostram cenas de pôr do sol (que eu amo!) e de gatos (que são mania na seção GATOS DE VIAGEM!) em SANTORINI. E, talvez por despeito inconsciente, o e-mail ficou esquecido na caixa.

Agora o resgato (sem trocadilho!) para mostrar as belas fotos que ele enviou, com o texto abaixo:

“Cara Rosane: Sou teu leitor contumaz. Logo, quando me preparava, no início do mês para fazer algumas fotos do pôr do sol em Oia, Santorini, e vi o gato, logo lembrei de ti. Lá o pessoal se arruma para ver o sol e bater palmas. Um abraço, Sérgio Theodósio Gonçalves, de Porto Alegre.”