Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Lima"

Gastronomia no Peru (1), o Astrid y Gastón, em Lima

13 de agosto de 2015 0
Fachada La Casa Moreyra. Fotos Astrid y Gastón, divulgação

Fachada La Casa Moreyra. Fotos Astrid y Gastón, divulgação

Quando anunciei à minha colega Marta Sfredo que voltaria ao Peru, passados mais de 10 anos, ela foi logo intimando:

- Não podes deixar de ir ao Astrid y Gastón!

Sim, eu já tinha ouvido falar muito do restaurante que está entre os melhores do mundo (em 2015 ficou na posição 14, no ranking da revista britânica Restaurant, o mais reconhecido da gastronomia mundial) e como a gastronomia sempre ganha um espaço fundamental nas minhas andanças, resolvi seguir o conselho/intimação da Marta.

Sabendo que é muito concorrido, reservei com mais de um mês de antecedência. A resposta foi imediata, com o pedido para que confirmasse uma semana antes da data (e eu não li as letras nem tão miúdas, mas no fim deu tudo certo).

Rumo a Machu Picchu, só teríamos uma noite em Lima.

Depois de ter “perneado” o dia inteiro pela cidade que eu conhecia razoavelmente, mas é sempre bom rever, confesso que a vontade era tomar banho e dormir. Mas, ainda que em cima da hora, lá estávamos nós à porta do restaurante depois de vencer o complicado trânsito da cidade (não parece que o mundo inteiro está engarrafado?!).

O casarão fica no bairro San Isidro, não muito longe de Miraflores, onde estava hospedada.

El Patio

El Patio

Ele, o casarão, aliás, é um capítulo à parte. A construção de mais de 300 anos, a Casa Moreyra, é a antiga casa da fazenda San Isidro, imponente numa esquina do bairro.

O casal Gastón Acurio e Astrid Gutsche, que criou o restaurante em 1994, desde setembro de 2014, quando foi transferido para a nova sede, deixou à frente da casa a equipe de Diego Muñoz. O chef Gastón Acurio passou a se dedicar, então, a divulgar e pesquisar a cozinha peruana e latinoamericana.

Mas voltemos ao restaurante de agora. No grande casarão funcionam vários espaços:

  • Astrid&Gastón Restaurante, onde só é servido o menu degustação de cada temporada
  • La Barra Casa Moreyra, um lugar mais informal, com um cardápio que muda a cada estação e sempre dependendo da oferta de produtos locais, pensado em pratos para serem compartilhados
  • El Cielo, com salões privados onde os pratos são personalizados
  • El Edén, a horta que serve à cozinha da casa
  • El Patio, que é usado para promover e ensinar gastronomia
  • El Taller, um centro de pesquisa e laboratório gastronômico
Salão dos espelhos do El Cielo

Salão dos espelhos do El Cielo

Bom, antes mesmo da reserva, em conversa com meu companheiro de viagem adolescente, optei pelo La Barra. O ambiente mais informal e a comida com menos cerimônia seriam mais adequados.

Ao chegarmos à porta, ainda veio a oferta: se quiséssemos, poderíamos mudar de ideia e optar pelo menu degustação com 23 sequências (!). Ele me olhou meio assustado com a possibilidade e mantivemos nossa escolha.

La Barra

La Barra

E ela se revelou perfeita. O ambiente, bem descontraído, é muito agradável (ainda não entendi aquelas plantas de cabeça para baixo pendendo do teto!).

Apesar do nosso portunhol (ou por causa dele), o garçom que nos atendeu percebeu a dificuldade em compreendermos o cardápio e nos explicou com paciência e delicadeza, reduzindo nosso pedido, que seria exagerado para duas pessoas.

No cardápio atual que está disponível online, só está ali a entrada que escolhemos – os mini hambúrgueres de quínua, deliciosos. Como eles mesmos avisam, o cardápio muda constantemente, ao sabor da estação e da oferta de produtos locais.

La Barra

La Barra

La Barra

La Barra

Embora não consiga descrever tudo o que desfrutamos naquela noite, foi muito especial, do início ao fim. Terminamos com uma seleção de doces de chocolate que nos sugeriram e um chá de camomila que veio num charmoso minibule, com florzinhas de camomila frescas, colhidas na horta da casa.

Um jantar para não esquecer.

El Edén6

Rotas românticas em território peruano

13 de setembro de 2013 0

Vem do escritório de turismo do PERU a sugestão de roteiros românticos por aquele país. Atrativos que oferecem a casais apaixonados:

LIMA 

Parque do Amor – No distrito de Miraflores, é um dos lugar para admirar o entardecer, sobre um penhasco com vista para o Oceano Pacífico. O parque está rodeado por um muro repleto de mosaicos, onde tem gravados nomes de casais e frases de famosos poetas e escritores, cujo tema central é o amor. No centro do parque, uma escultura de Victor Delfín chamada El Beso representa um casal em um beijo apaixonado. Todos os anos, no dia 14 de fevereiro, dia de São Valentim (data em que é celebrado o dia dos namorados no Peru), ocorre uma competição para selecionar o casal que der o beijo mais demorado.

peru2

Centro Histórico de Lima - É a principal referência histórica para a “Cidade dos Reis”, que durante muitos anos foi considerada a cidade mais rica da América. Na Praça Maior estão o Palácio do Governo, a Catedral, o Palácio Arcebispal e a prefeitura, além do Convento de São Francisco. Na região do centro também está o Convento de São Domingos, edifício de arquitetura colonial concluído no final do século16 e restaurado recentemente. Desde que foi declarado Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco (1991), o Centro Histórico de Lima passou a ser o novo bairro da moda da capital peruana, com atividades e espetáculos ao ar livre. A região conta com mais de 400 monumentos, entre prédios públicos e complexos religiosos, além de lojas e restaurantes de luxo.

Barranco - Bairro boêmio da capital peruana, é lugar é ponto de encontro de artistas, intelectuais e jovens da cidade –, seja pela quantidade de bares, pubs e danceterias que concentra. Para os mais casais enamorados, a Ponte dos Suspiros dá outro tom romântico ao bairro.

Circuito Mágico das Águas  Conjunto de 13 fontes ornamentais no Parque da Reserva, a atração está no Guinness Book como o maior complexo de fontes do mundo localizado dentro de um parque público. Para sair de Lima com a sensação de comer e beber com uma das vistas mais lindas do Pacífico, reservar uma das concorridas mesas do restaurante Rosa Náutica, para uma noite romântica a dois.

Divulgação

Divulgação

CUSCO

Jantar romântico em antigo monastério - A cidade é o cenário perfeito para a viagem dos sonhos de qualquer casal, com paisagens que  misturam montanhas, muito verde e céu quase sempre azul. Uma das opções é o bairro de San Blas, reduto dos artistas e boêmios, que durante o dia oferece excelentes opções de compras como as malhas em Alpaca Y Vicuña. Entre as inúmeras opções de jantares românticos, um deles éo  restaurante El Tupay do Hotel Monasterio, localizado em um prédio colonial.

Piquenique no Valle Sagrado – Muitos casais optam por tomar um típico café da manhã da região, composto por frutas regionais, sucos, pães e panquecas feitas com quinua e outras delícias, junto às montanhas nevadas próximas às salinas de Maras.

Divulgação

Divulgação

 

Mais opções de voo entre Porto Alegre-Lima, a partir de novembro

25 de julho de 2013 0

A partir de 15 de novembro, a companhia aérea Avianca terá voos diários e sem escalas entre Porto Alegre e Lima (atualmente, são três voos semanais).

Confira abaixo como ficará:

De Porto Alegre a Lima/Lima-Porto Alegre

Voo

Origem/ Destino

Saída

Chegada

Frequências

TA 918

Porto Alegre – Lima

06:33

09:32

Diário

TA 919

Lima – Porto Alegre

23:02

05:58+1

Diário

A partir de Lima também é possível fazer conexões em voos diários e diretos para Miami (EUA)

De Porto Alegre a Miami, via Lima

Voo

Origem/ Destino

Saída

Chegada

Frequências

TA 918

Porto Alegre – Lima

06:33

09:32

Diário


TA 962

Lima – Miami

10:04

16:48

Diário



Alta Moda, exposição em cartaz em Lima

01 de maio de 2013 0

Se você estiver com viagem programada para LIMA até 15 de setembro e gosta de moda, coloque na sua lista esta exposição:

ALTA MODA, do fotógrafo peruano Mario Testino, conhecido por registrar os rostos mais famosos do mundo da moda, fica em cartaz até lá.

São fotos de 27 fotos de mulheres peruanas, tiradas ao longo de cinco anos, retratando as tradições das comunidades de Cusco.

O local da exposição é o MATE – Associação Mario Testino.