Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Litomyšl"

A lenda de um palácio na República Checa

30 de janeiro de 2013 1

Se você gosta de lugares carregados de lendas e de conhecê-los ao vivo, essa proposta do Escritório de Turismo da República Tcheca talvez possa interessá-lo:


“Como todo bom palácio, o Palácio Litomyšl também tem sua dama de branco. Segundo a lenda, a alma de Maria Manrique de Lara y Mendoza ainda frequenta palácio mandado construir por seu marido, o nobre diplomata checo Pernštejn Vratislav II. A residência nasceu de um grande amor; Maria gostava muito de seu marido e passou ali o resto de sua vida. Mas este é um palácio bastante ativo, hoje em dia. Todo ano, desde 1949, o palácio abriga o Smetanova Litomyšl, famoso Festival de Música Internacional batizado em homenagem ao compositor tcheco Bedřich Smetana, um gênio musical nascido na cidade.

O palácio, que desde 1999 o palácio está na Lista do Patrimônio Mundial da UNESCO, está cheio de misteriosas lendas em alguns dos aposentos. Há quem diga que viu espectros e fenômenos inexplicáveispor lá mas, lendas à parte, o Palácio Litomyšl vale uma visita guiada começando por seu pequeno teatro, seguindo por quartos do início do século 19 que este ano abrigam a mostra “Era uma vez uma casinha”. Outra possibilidade é subir 135 degraus até o alto da torre que tem 55 metros de altura onde está a exposição ”A torre cheia de fantasmas”. Também é possível visitar no palácio o museu de pianos históricos ( um deles do próprio Smetana) e os bastidores de teatro conservados desde o século 18. No subterrâneo do palácio corredores com até 500 metros de comprimento se encontram abaixo das fundações do palácio e de seu parque, uma rota para quem tem preparo físico.

Já para os visitantes românticos, o programa ideal é passar um tempo ouvindo música clássica no pátio ou passear pelo Parque Inglês e Jardim Francês.

Litomyšl sempre ostentou construções importantes, além do palácio que é o mais importante do período Renascentista na República Tcheca; na cidade ainda vale destacar a Igreja da Elevação da Santa Cruz, a Casa dos Cavaleiros, entre outros. Adequadamente restauradas, as edificações históricas valem uma visita assim como os jardins do templo.”