Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Praga"

O relógio astronômico de Praga

20 de maio de 2014 0
Fotos Rosane Tremea

Fotos Rosane Tremea

Na edição impressa desta terça, publiquei como cartão-postal uma imagem do relógio astronômico de Praga.

E descrevi como, de hora em hora, uma multidão se reúne para ver o relógio tocar e desfilar suas figuras (a dos 12 apóstolos, a morte, um galo…).

IMG_1206

IMG_1019

Mas entre descrever e mostrar, talvez seja melhor mostrar, não?!

E aí lembrei que tinha feito um videozinho.

Mas também lembrei que na hora cheia em que parei para ver o relógio, justo naquela hora, a bateria da minha câmera tinha acabado (consegui superar a fase do cartão com pouca memória, mas não a de carregar uma só bateria…)…

E aí só fiz o vídeo com celular, que não é de ultimíssima geração, de longe.

Enfim, dá pra ter uma ideia do motivo de esse relógio encantar moradores e turistas há mais de 500 anos.

 

 

Kafka, o escritor e sua cidade: Praga

07 de maio de 2014 2

De vez em quando, na coluna do Viagem e aqui no blog, escrevo sobre um escritor e sua relação com a cidade. Agora é a vez de Kafka.

Franz Kafka é sempre lembrado por A Metamorfose, romance que tem sua primeira frase considerada como uma das melhores frases iniciais na literatura mundial:

“Quando certa manhã Gregor Samsa acordou de sonhos intranquilos, encontrou-se em sua cama metamorfoseado num inseto monstruoso.”

Kafka nasceu e viveu em PRAGA, poucos metros da Praça da Cidade Velha. Se você quiser percorrer seus endereços na cidade, há três básicos:

  • A Alameda (ou rua) Dourada, no Castelo de Praga - Ele viveu ali, no número 22 com a irmã entre 1916 e 1917 numa das minúsculas casinhas (parecem de boneca!) construídas no século 16 para abrigar os atiradores e mais tarde foram usadas por ourives e artistas.
Fotos Rosane Tremea

Fotos Rosane Tremea

IMG_1140

IMG_1141

  • O Café - Bem próximo à Praça da Cidade Velha, é exagerado nas referências ao escritor e parece mais um caça-turistas. Pessoalmente, acabei não visitando e minha impressão se confirmou no que eu li a seu respeito: caro e com atendimento que deixa a desejar.

IMG_1439

  •  O Museu Franz Kafka - Originalmente, era uma exposição itinerante que passou por seis anos entre Barcelona e Nova York. As cartas, fotos e originais, instalações de áudio e vídeo etc exploram sua relação com a cidade. Se você não for muito fã, pode se decepcionar. E acabar achando mais interessante a polêmica e divertida escultura (que se move, como dá para ver no vídeo bem abaixo) de David Cerny que fica do lado de fora.

 

IMG_2477

 

 

IMG_2478

 

IMG_2473

Há ainda o túmulo do escritor e uma estátua baseada em uma de suas histórias na qual ele aparece sentado sobre os ombros de um terno vazio, entre inúmeras outras referências (merecidas) dele na cidade.

 

Páscoa na República Tcheca

26 de março de 2014 2

Entre os países que mais cultuam as tradições da Páscoa, a República Tcheca divulga alguns dos muitos costumes mantidos por lá nesta época.

Escritório de Turismo da República Tcheca, divulgação

Escritório de Turismo da República Tcheca, divulgação

  • Pomlázka, os chicotes de salgueiro -  Entrelaçados e enfeitados com fitas coloridas, são usados por rapazes na segunda-feira da Páscoa para ‘chicotear’ as mulheres. Esse estranho costume (no mínimo, machista), segundo a tradição popular, daria beleza e suavidade para as mulheres durante o ano inteiro.
  • Comidas típicas - Com carne de carneiro ou de coelho, bolo de massa levedada ou um doce em forma de cordeiro, coberto com açúcar, bolos de massa levedada cobertos com mel, os chamados jidáše (os judas), ou bolinhos fritos cobertos em açúcar, os boží milosti (graças de Deus), são também delícias especiais.

Pascoa Bolo ovelha alta

  • Feira de artesanato - No dia 19 de abril, em Praga, feira popular de artesanatos tradicionais, e no domingo de Páscoa, apresentação de grupos folclóricos com venda de ovos coloridos decorados à mão ou os chicotes de fio do salgueiro .
  • Concertos em Praga - Os concertos de Páscoa ocorrem em espaços como o Klementinum, A Casa Municipal, a Ópera, a Sinagoga Espanhola ou o Palácio Lobkowicz . 
  • Feira a céu aberto - Em Praga, a principal delas ocorre na praça da Cidade Velha, no coração histórico da cidade. Ali, é possível comprar os típicos ovos de Páscoa coloridos e decorados, chicotes de fios do salgueiro entrelaçados e os famosos doces de Páscoa – bolos típicos de massa levedada ou em forma de cordeiro.

Trilha dos Castelos (República Tcheca e Alemanha)

06 de agosto de 2013 0

O Escritório de Turismo da República Tcheca enviou material divulgado uma rota de castelos e palácios entre a República Tcheca e a Alemanha.

Confira as informações básicas sobre essa trilha:

  • A rota de 1,2 mil quilômetros cruza da República Tcheca à Alemanha, tendo maciços castelos e lindos palácios como cenário.
  • O nome oficial é Burgenstrasse (Trilha do Castelo), um dos mais belos passeios na República Tcheca. Ele começa em Praga, conecta uma série de castelos e passa por outros atraentes destinos turísticos como Cheb eBečov nad Teplou, na Boêmia oriental, além de igrejas e mosteiros medievais. Durante o percurso há muita coisa para se ver ou fazer como o tour noturno com fantasmas, passeios guiados e acompanhados de degustação de cafés, chás, chocolates e outras bebidas aristocráticas.
  • No início da viagem a grande atração é o Castelo de Praga (foto abaixo), no alto de uma colina, na própria capital tcheca, um conjunto de palácios, igrejas, ruela medieval e tantas outras atrações que merecem um dia todo de visita.

  • No Karlštejn Castle (foto abaixo), indispensável ver as joias da Santa Cruz e de São Venceslau e, durante todo o ano de 2013, será possível também ver a exposição de figurinos do filme A Night on Karlstein.

  • Na rota dos castelos merece atenção ainda o Relicário de São Mauro no castelo de Bečov nad Teplou e a mágica cidade barroca de Manětín com seu castelo, uma novidade na trilha assim como o Křivoklát Castle (foto abaixo) que tem programação educativa para crianças. O 650º aniversário da coroação do rei Venceslau IV também será celebrado durante tour noturno, August Castle-Chateau Night.

  • No Točník Castle serão relembrados os nobres que viveram ali na Castle-Chateau Night. O mesmo acontece nas noites de tours no Kynžvart Chateau, Kozel Chateau ou Švihov Water Castle.


  • Além dos tours tradicionais, dos fantásticos interiores e exposições, quem visitar os castelos poderá se candidatar a ser o camareiro na peça teatral que é apresentada no Hořovice Chateau ou participar da Celebração Medieval no Loket Castle ou do Wallenstein Festival no Cheb Castle, alguns dos muitos eventos que acontecem na Trilha dos Castelos.



Um palácio para visitar em Praga

17 de dezembro de 2012 0

Recebo, com frequência, material de divulgação do Turismo da República Checa.

Embora não seja uma experiência pessoal (os posts de minha preferência e acho que dos leitores também!), não consigo deixar de publicar dicas e sugestões recebidas, como essa abaixo:

O príncipe William Lobkowicz, dono do palácio Lobkowicz , do século 16, que fica no complexo do Castelo de Praga mostra esta esplêndida construção da Renascença da Boêmia que pode ser visitada com audio de narração do próprio príncipe. Além da vista magnífica da cidade e dos telhados de Praga, o palácio reúne pinturas, louças e obras de arte, armas e ainda uma fantástica sala de música. Mecenas de muitos artistas, entre eles Beethoven, os ancestrais Lobkowicz patrocinaram algumas das obras máximas como a 5ª Sinfonia de Beethoven, cujo original, um enorme volume com a caligrafia do autor, pode ser visto durante a visita.

Todos os dias, às 13h há concertos no pátio do palácio.


Praga, sonho de consumo de turista

06 de fevereiro de 2010 10

A colaboradora do blog MARLENE JUNGES, que mora na Alemanha, mas circula pela Europa toda, manda um texto sobre PRAGA, a capital da República Checa, que povoa os sonhos turísticos de muita gente. Eu mesma não conheço, e ela está sempre incluída nos meus planos.

Vamos ao texto e às fotos da Marlene:

“Praga é uma das cidades mais charmosas e bonitas da Europa e se localiza sobre colinas, nas duas margens do Rio Moldava. O rio atravessa a cidade num curso sinuoso, está repleto de antigas pontes e, em sua margem esquerda oriental, fica o imponente Castelo de Praga.

A mais charmosa e conhecida ponte é a “Ponte Carlos”, que liga a cidade velha ao castelo. Ela encanta turistas do mundo inteiro, que circulam entre as dezenas de artesãos que ali vendem gravuras e esculturas. A ponte foi construída a pedido do Rei Carlos IV, e as obras iniciaram em 1357, tendo sido concluída no início do século XV. Inicialmente foi chamada de Ponte de Pedra e Ponte de Praga e, a partir de 1870, foi denominada “Ponte Carlos”. São 520 metros de comprimento e 10 metros de largura, vigiados por 30 estátuas de santos, que ligam Malá Strana à Cidade Velha.

O impressionante Crucifixo foi a primeira imagem a ser colocada na ponte, em 1629 e, durante quase 100 anos era a única obra ali existente. As demais peças foram colocadas nos séculos 18 e 19. A mais conhecida é a de São João Nepomuceno, pois diz a lenda que basta tocá-la para um dia voltar a Praga. A ponte possui  três torres, e a que fica junto à Cidade Velha é considerada como uma das mais significativas construções góticas ainda existentes. Ela é conhecida como Torre de Pólvora. Origina-se do século 11, mas a construção atual teve início em 1475, por ordem do rei Vladislav II. Inaugurada como Torre Nova, foi renomeada no século 17 como Torre de Pólvora, por ser utilizada como paiol para armazenar o produto.


O patrimônio histórico e arquitetônico e a intensa vida cultural estão entre as maiores atrações da cidade. Os prédios históricos, as atraentes ruas estreitas de traçado irregular, os monumentos, os museus, os teatros e as antigas igrejas se misturam a prédios modernos e sofisticados. Destaque também para a Universidade de Carlos, a mais antiga da Europa, criada no século 14, e para a Universidade Técnica de Praga, fundada no século 18.

Há, também, preciosidades no Museu Nacional, fundado em 1818, e na Galeria de Arte do Castelo de Praga, onde é conservada uma coleção preciosa de objetos que pertenceram ao Rei Rodolfo II. O Museu Narodni, construído em 1890, oferece exposições de arqueologia, mineralogia, antropologia e história natural, além de um panteão com bustos de figuras importantes de história tcheca.

Passear pela praça da cidade velha é algo como voltar no tempo. Na época medieval, ela servia como mercado da cidade e, em seu entorno, foram construídos diversos prédios, em estilo romanesco, barroco e gótico. Aqui se encontram a Catedral de Nossa Senhora de Týn, a antiga prefeitura, o relógio astronômico e a igreja de São Nicolau. Pode-se escolher entre os diversos restaurantes, com acolhedoras mesas nas calçadas, e apreciar a beleza arquitetônica e o movimento das pessoas num indo e vindo sem fim. Outra opção é passar pelas bancas de artesanato da praça, para conhecer produtos tchecos ou comer lanches e doces típicos. Os turistas também procuram pelas famosas porcelanas e cristais tchecos, que podem ser facilmente encontrados em inúmeras lojas especializadas.

Imperdíveis são as badaladas do Radnice, o relógio medieval. No bater das horas abre-se uma portinhola, na parte superior do relógio, por onde se pode ver uma imagem de Cristo passando, seguido por seus 12 apóstolos e, na seqüência, figuras humanas representando a Avareza, a Vaidade, a Morte e o Turco. O relógio é do século 15, e abaixo dele foi instalado, em 1865,  um relógio astronômico, com os símbolos do zodíaco.

Como ir:

Quem mora na Europa, tem a opção de viajar a Praga de trem, e descer na estação central de Holesovice. Outra possibilidade é chegar de avião, sendo que o aeroporto de Ruzyne fica a 15 quilômetros da cidade, mas há transporte com a linha de ônibus Letiste Praha, que disponibiliza confortáveis ônibus para se locomover até o centro da cidade.

Praga é roteiro obrigatório, e não é possível descrevê-la em poucas linhas. É uma cidade fascinante, com uma atmosfera própria, tanto por sua arquitetura, cultura e beleza, como por tudo que representa a grandeza de sua história. Como já dizia Franz Kafka, escritor tcheco famoso: “Praga não deixa a gente ir embora, esta velha tem garras”. E esta velha  está cada vez mais sedutora, jovem e bela.”